Fazer um SAFARI NOCTURNO no South Luangwa National Park | Zâmbia

Fazer um SAFARI NOCTURNO no South Luangwa National Park | Zâmbia

Um safari nocturno pode ser uma excelente oportunidade para observar a vida selvagem africana, com características únicas que poderão fazer os deleites dos visitantes. Dizemos “únicas”, porque é sabido que o ocaso e início da noite são momentos preferenciais para os grandes predadores espantarem a preguiça do dia e caçarem, aproveitando a diminuição da luz. Mas também dizemos “poderão” pois a observação de vida selvagem no seu habitat natural não é o mesmo que observar animais num jardim zoológico. Não há, nem pode haver qualquer garantia de avistamento de determinadas espécies, nem muito menos observação de cenas de caça. O resultado de um safari depende de vários factores, entre os quais o local escolhido, o tipo de veículo, a qualidade dos guias, a quantidade de tempo disponível e, por fim, pura sorte. Quando escolhemos visitar o Parque Nacional Luangwa Sul, tínhamos a secreta esperança de que o Parque estivesse à altura da sua reputação, em particular no que respeita à observação de leopardos em acção. Não tínhamos muito tempo disponível, por isso sabíamos que não ia ser fácil ver um leopardo de perto, mas, para não confiarmos apenas no factor sorte, apostamos na qualidade dos guias e instalações da Norman Carr Safaris. O resultado veio provar que estávamos longe de pensar em tudo aquilo que nos estava reservado.

Fazer um SAFARI NOCTURNO no South Luangwa National Park | Zâmbia

Fazer um SAFARI NOCTURNO no South Luangwa National Park | Zâmbia


Safari nocturno no campo Kakuli


Depois de aventuras e desventuras nas estradas da Zâmbia, tínhamos chegado tarde, mas tínhamos conseguido. Estávamos no Parque Nacional de Luangwa Sul (South Luangwa National Park), na Zâmbia, reconhecido internacionalmente pela qualidade da observação de vida selvagem. Era já noite, e o Adam esperava por nós à entrada do parque. Juntamente com o seu ajudante-aprendiz, Friday, dirigimo-nos para o Campo Kakuli, da Norman Carr Safaris, um bushcamp construído nas margens do rio Luangwa, perto da confluência com o rio Luwi, local escolhido por Norman Carr em 1984. Kakuli, na língua local refere-se a um velho macho búfalo que abandona a sua manada e era o nome que os locais deram afectuosamente a Carr aquando da sua morte. No caminho, o Adam não perdeu a oportunidade de nos agraciar com um safari nocturno.

Fazer um SAFARI NOCTURNO no South Luangwa National Park | Zâmbia

Fazer um SAFARI NOCTURNO no South Luangwa National Park | Zâmbia

A escuridão era completa, apenas entre-cortada pelo holofote com que o Friday iluminava as árvores e arbustos em busca de animais. Conseguimos avistar mais animais naquele percurso do que em todos os safaris nocturnos que já tínhamos feito, entre os quais hienas, hipopótamos, impalas, e alguns exemplares de pequenos predadores nocturnos, tais como a civeta-africana (Civettictis civetta) e a gineta pequena manchada (Genetta genetta) que, embora tenham uma aparência de pequenos felinos, com pêlo listrado ou às manchas, são na realidade mais aparentados aos mangustos. Além do avistamento dos animais, quando olhávamos para cima, o panorama era igualmente espectacular, com o firmamento pontilhado por milhares de estrelas, e a Via Láctea estendendo-se como uma estrada no céu. Tudo se conjugou para fazer daquele safari nocturno um cenário perfeito para o final de um dia que não tinha sido fácil.

Fazer um SAFARI NOCTURNO no South Luangwa National Park | Zâmbia

Fazer um SAFARI NOCTURNO no South Luangwa National Park | Zâmbia

Quando chegámos ao acampamento, dirigimo-nos ao nosso quarto, acompanhados pelo segurança armado, pois o acampamento não é vedado e os animais, mesmo os grandes predadores, são livres de cruzar as instalações. E ainda que nessa noite estivesse tudo calmo, fez-nos lembrar o acampamento na Cratera de Ngorongoro, na Tanzânia, onde búfalos e elefantes rondavam as tendas. O nosso alojamento para essa noite foi numa tenda ao estilo africano, mas com toda a comodidade por dentro. Cama de casal, casa de banho, chuveiro, e uma vista directa para o Rio Luangwa, então envolto em escuridão. Os grunhos dos hipopótamos ouviam-se à distância.

Fazer um SAFARI NOCTURNO no South Luangwa National Park | Zâmbia

Fazer um SAFARI NOCTURNO no South Luangwa National Park | Zâmbia

Na área comum do acampamento, tivemos ainda direito a um jantar tardio, juntamente com o Adam, com sopa de creme de nata, carne estufada e onde até experimentamos mousse de chocolate como sobremesa. Luxos! Mas estava na altura de recolher ao quarto, pois a hora de acordar no dia seguinte seria às 5.30h. Tínhamos conseguido o nosso objectivo do dia e estávamos plenamente satisfeitos com a recepção que tínhamos tido. Mas o melhor estava ainda para vir.

Fazer um SAFARI NOCTURNO no South Luangwa National Park | Zâmbia

De madrugada, chamaram-nos do exterior da tenda, mas nós já estávamos acordados. A primeira luz da manhã iluminava o rio Luangwa e a vista da nossa janela era absolutamente idílica. Ainda tivemos tempo de nos sentarmos um pouco na nossa varanda em frente da tenda e respirarmos o ar matinal da savana africana. Mas o pequeno-almoço esperava por nós, numa plataforma elevada de frente para o rio. Com vista para a planície aluvial do rio, que é inundada na época das chuvas, e em redor de uma pequena fogueira onde as brasas ainda crepitavam, deliciámo-nos com um pequeno-almoço variado e apetitoso, com tostas, fruta, panquecas e compotas. A seguir, faríamos o caminho para o campo Mchenja, em safari ao longo do dia.


Safari nocturno no campo Mchenja


No campo Mchenja aproveitámos a hora de mais calor do dia para almoçar e descansar um pouco no fabuloso chalet com vista para o rio Luangwa. A partir das 16.00h estava na hora de mais um safari e mais uma oportunidade única de um safari nocturno. Quando a luz do dia começou a enfraquecer, o Adam parou o jipe nas margens do rio, escolhendo uma zona onde a visibilidade era grande, por questões de segurança, e aproveitámos para sair do jipe, esticar as pernas e assistir ao pôr-do-sol. Entretanto, o Adam e o Friday estendiam uma toalha sobre o capô do jipe, e ofereciam-nos uns snacks e um copo de vinho sul-africano. Após estes momentos de descontracção e conversa, sabíamos que até à hora de jantar teríamos provavelmente a última oportunidade de avistar um leopardo. Mas o tempo era curto, e a esperança, apesar de ser a última a morrer, estava a definhar. No entanto, passado pouco tempo, o rádio do jipe trouxe as boas notícias, embora não o soubéssemos logo na altura.

Fazer um SAFARI NOCTURNO no South Luangwa National Park | Zâmbia

Fazer um SAFARI NOCTURNO no South Luangwa National Park | Zâmbia

O Adam dirigiu-se para onde já se encontravam dois jipes estacionados. Era já noite escura e o foco de um dos jipes iluminava uma árvore, onde se podia ver um leopardo! De carácter furtivo, estes animais usam as árvores para fugir ao calor do dia, esconder a sua caça de competidores como leões e hienas, ou escapar aos olhares de turistas. Aquele magnífico animal ainda nos observou durante alguns instantes, mas rapidamente virou-se e deitou-se, mostrando-nos a parte traseira, com a sua longa cauda. Mas, afinal, ele não estava sozinho… Mais acima na árvore, encontrava-se outro leopardo deitado em cima de uma impala recentemente caçada! Para completar este quadro fabuloso, na base da árvore encontravam-se 4 ou 5 hienas que pareciam querer tirar o troféu ao leopardo, mas que não podiam fazer mais nada senão esperar que algum resto da refeição acabasse por cair para o chão.

Fazer um SAFARI NOCTURNO no South Luangwa National Park | Zâmbia

Fazer um SAFARI NOCTURNO no South Luangwa National Park | Zâmbia

A impala ainda estava intacta, mas o leopardo decidiu que estava na hora de começar a refeição. Começou por lamber o pêlo do lombo da impala, como que lhe tomando o gosto, e depois começou a rasgar a sua pele. Rapidamente, começámos a ouvir o som dos dentes do leopardo a quebrar os ossos das costelas da impala, de forma a chegar ao interior e às entranhas mais moles e nutritivas. Uma cena incrível, brutal, mas bela ao mesmo tempo. Em baixo, as hienas exibiam uma paciência considerável e divertiam-se umas com as outras. Num quadro magnífico, a natureza exibia-se na sua forma mais simples, numa cena arrebatadora que nunca mais esqueceremos.

Fazer um SAFARI NOCTURNO no South Luangwa National Park | Zâmbia

Por esta altura já os outros jipes tinham regressado, mas nós queríamos mais e pedíamos ao Adam para ficar mais um pouco. Por nossa vontade passaríamos ali a noite toda, observando a cena em todo o seu esplendor. Perguntávamo-nos se o outro leopardo também se iria alimentar, se iria sobrar alguma coisa para as hienas, ou se ainda outro animal apareceria nas redondezas. Mas, infelizmente, não era possível continuarmos mais tempo ali. Mesmo assim, o Adam estendeu o tempo de forma a nós podermos apreciar a cena o máximo possível.

Fazer um SAFARI NOCTURNO no South Luangwa National Park | Zâmbia

Fazer um SAFARI NOCTURNO no South Luangwa National Park | Zâmbia

Mas o jantar no campo Mchenja esperava por nós, assim como o resto dos hóspedes do campo. Regressámos, um pouco inconformados, mas certos que tínhamos testemunhado algo que tinha ultrapassado em muito aquilo que alguma vez pensaríamos ser possível, especialmente no pouco tempo que tínhamos no parque.

Fazer um SAFARI NOCTURNO no South Luangwa National Park | Zâmbia

Fazer um SAFARI NOCTURNO no South Luangwa National Park | Zâmbia

Já no campo, logo que chegamos fomos directos à mesa do jantar, onde os restantes hóspedes, um casal americano de meia-idade e um casal holandês com três filhas, já se encontravam. A ementa consistia numa sopa deliciosa, seguida de um magnífico churrasco de carnes variadas, acompanhado de legumes e sima (ou ugali, uma papa feita com farinha de milho), tudo regado com um bom vinho sul-africano. A conversa fluiu com os hóspedes, inevitavelmente sobre a vida selvagem e o safari nocturno, mas também com os guias, versando o clima político na actualidade (a Zâmbia teria eleições na semana seguinte).

Fazer um SAFARI NOCTURNO no South Luangwa National Park | Zâmbia

Fazer um SAFARI NOCTURNO no South Luangwa National Park | Zâmbia

Iniciaríamos o dia seguinte novamente de madrugada, por isso a hora de recolher ao conforto do chalet não podia ser muito tardia. Estávamos plenamente satisfeitos com o safari nocturno. E que outra maneira de acabar uma noite maravilhosa senão adormecendo com vista para um rio selvagem africano e com o som dos hipopótamos como pano de fundo? O encanto de África é assim.

Fazer um SAFARI NOCTURNO no South Luangwa National Park | Zâmbia


  • Veja como foi o nosso safari diurno no South Luangwa aqui
  • Vai viajar para a Zâmbia? Espreite aqui as nossas dicas. 
  • Quer conhecer as nossas aventuras na Zâmbia. Ria e sorria com este nosso post
  • Procura os melhores parques para observar vida selvagem, veja este post

MARQUE AQUI OS SEUS TOURS E PASSEIOS

Rui Pinto

Físico de formação mas interessado em todos os aspectos da cultura e história da humanidade. As viagens são o meio privilegiado para um aprofundamento do conhecimento do mundo, das suas gentes e do nosso papel na vida.

More Posts - Facebook - Google Plus

.

PROGRAME A SUA VIAGEM

  Faça as suas reservas através das parcerias do nosso blogue. Você NÃO PAGA MAIS, nós ganhamos uma pequena comissão. Assim conseguimos manter o blogue com opiniões isentas.

Resultado de imagem para hotel icon Reserve o hotel no Booking.com e encontre as melhores promoções. Reserve e cancele sempre que necessitar.

Resultado de imagem para tourism iconMarque os seus bilhetes nos monumentos e tours, evitando filas usando o Get Your Guide.

Imagem relacionada  Reserve os seus voos com a Skyscanner. Garanta os melhores preços.

Resultado de imagem para car icon  Alugue carro usando o RentalCars, comparando e escolhendo o melhor preço antes de viajar.

Resultado de imagem para saúde icon  Faça seguro de viagem na Iati Seguros ao menor preço do mercado e com seguros especializados para viajantes. Se usar este link gozará de 5% de desconto.

Resultado de imagem para livro icon  Usamos os guias de viagem da Lonely Planet para preparar as nossas viagens. Se faz o mesmo, pode comprá-los online. Sai mais barato e os portes são grátis a partir dos 35€.

 Este blogue contém links de programas de afiliados.

4 Comentários

  1. Mas que cena fantástica, Rui, os leopardos são animais lindíssimos. Para ser perfeito só faltou mesmo fotografá-lo a caçar (eu nunca vi, mas gostava)…
    Grande abraço de Istambul, a caminho de casa. 🙂

    1. Rui Pinto diz: Responder

      São animais fantásticos! A cena de caça é o próximo objectivo… 😉

  2. As imagens são maravilhosas!

    1. Rui Pinto diz: Responder

      Obrigado, Daina.

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.