GUERRA DO VIETNAME | Conhecida no Vietname por Guerra da América

GUERRA DO VIETNAME | Conhecida no Vietname por Guerra da América
A guerra do Vietname não é conhecida por esse nome no Vietname, sendo sim referida como  a guerra da América. Tem toda a lógica, não só porque é o “outro” lado a olhar para a mesma guerra, mas principalmente porque foi a América (leia-se a nação dos EUA) que a gerou e que a fez crescer alimentando-a com carne e sangue. Aquando da tomada de Hué pelos vietcong, resultante da ofensiva do Tet (ano novo) em 1968, um oficial do exército norte-americano disse: “Temos de destruir a cidade para a salvar.” Assim o fizeram, tal como ao país inteiro. Assim é o pensamento desta nação, para quem os outros são os terroristas, os “evil-doers”, enquanto a nação abençoada por Deus tem como missão espalhar a democracia, nem que seja a ferro e fogo.
No museu da guerra em Ho Chi Minh, podemos ver fotos e descrições das inúmeras histórias de sofrimento que se escondem detrás das estatísticas frias e calculistas. Por exemplo, a história de My Lai, uma pequena aldeia que foi palco de um massacre de centenas de civis, a maioria mulheres e crianças, feito por tropas das operações especiais dos EUA, como retaliação pela morte de companheiros. Ou os testemunhos chocantes das consequências do uso do “agente laranja”, uma arma química desenvolvida por empresas nos EUA para dizimar as densas florestas tropicais que escondiam o inimigo, e cujos efeitos se fazem sentir nos descendentes daqueles que tiveram contacto directo com a substância. Assim se faz a história da guerra, a ferro e fogo…
GUERRA DO VIETNAME | Conhecida no Vietname por Guerra da América
Em 1950, ainda a guerra da independência entre vietnamitas e franceses se iniciava, já os EUA enviavam conselheiros militares e agentes da CIA (na altura, OSS) e crê-se que financiavam cerca de 80% do esforço de guerra francês. Com a derrota eminente dos franceses, os americanos tomaram gradualmente as rédeas do poder no Vietname do Sul, uma época que é bem retratada no filme “O americano tranquilo” (no original, “The quiet american”), baseado na obra homónima de Graham Greene e que conta com a interpretação de Michael Caine. Levando ao poder um católico profundamente anti-comunista, os EUA foram cúmplices num regime que baniu partidos políticos, fechou mosteiros budistas e tomou todo o tipo de medidas repressivas direccionadas à população. Tudo em nome do combate ao comunismo, o grande Satã, personificado nas nações do eixo do mal. Em protesto, vários monges imolam-se em público, imagens que correriam mundo.
GUERRA DO VIETNAME | Conhecida no Vietname por Guerra da América
Em 1964, deu-se a escalada do conflito na guerra do Vietname. Com o avanço dos vietcong, o centro do Vietname parecia prestes a cair. Em Agosto desse ano, dá-se o incidente do golfo de Tonkin: 2 barcos de guerra norte-americanos são alegadamente atacados junto à costa norte-vietnamita, levando a uma resposta pronta do presidente dos EUA, Lyndon Johnson (Kennedy tinha sido assassinado poucos meses antes), com o apoio incondicional do congresso, ordenou o bombardeamento do Vietname do Norte. Em Março de 1965, as primeiras tropas de combate desembarcam em Danang e, em Dezembro desse ano, o nº de militares americanos no terreno ascende já a cerca de 185 000 efectivos, atingindo o seu auge 2 anos e meio mais tarde, com 540 000 homens no terreno.
GUERRA DO VIETNAME | Conhecida no Vietname por Guerra da América
A estratégia dos EUA na guerra do Vietname baseava-se na “pacificação” de zonas ocupadas pelos vietcong, através de acções de “procura e destruição”, de modo a criar áreas “seguras”. Os vietcong usavam o seu conhecimento do terreno para combaterem uma guerra de guerrilha, usando redes de tunéis (como os que se podem visitar em Cu Chi, perto de Saigão), pontes e trilhos dissimulados, para surpreender o inimigo e avançar e retirar sem serem detectados.
Ao longo do tempo, a exposição mediática das elevadas baixas americanas (ainda assim, baixíssimas em comparação com as baixas militares e principalmente civis do lado vietnamita), e a perda da suposta legitimidade moral pelo bombardeamento indiscriminado usando napalm (uma das fotos mais conhecidas do século XX mostra uma menina a correr nua numa estrada, queimada, após um bombardeamento) faz com que a opinião pública americana seja cada vez mais pro-pacifista e condenasse a Guerra do Vietname.
GUERRA DO VIETNAME | Conhecida no Vietname por Guerra da América
No início dos anos 70, a hipótese de acordos de paz para a guerra do Vietname começou a ser levada a sério, concretizando-se em 1973, não sem antes terem sido feitos bombardeamentos maciços como forma de “persuasão” nas negociações. Mas, ainda assim, o Nobel da paz foi entregue a Kissinger… Começou a retirada das tropas no terreno, sendo que o exército do Vietname do Sul deixou de poder esconder as suas deficiências, colapsando rapidamente. Os vietcong tomariam cidade após cidade, muitas vezes sem combate, e a 29 de Abril de 1975 os últimos americanos em Saigão são evacuados de helicóptero. Terminava assim a guerra do Vietname no terreno, prolongando-se no entanto por outros meios, nomeadamente o embargo económico, que se prolongou ate 1994.
Escrevendo esta crónica em 11 de Setembro de 2011, 10 anos após os acontecimentos que marcaram indelevelmente o início do século XXI, criando novos inimigos e novas nações malfeitoras, não posso deixar de sentir um intenso deja vu e pensar que podiam existir, espalhados pelos 4 cantos do mundo, muitos museus da guerra da América e que, daqui a 30 anos, haverão talvez outros, igualmente com fotos chocantes e histórias comovedoras, em Bagdad ou Kabul. ATÉ QUANDO?

Carla Mota

Geógrafa com uma enorme paixão pelas viagens e pelo mundo. Desde muito cedo que as viagens de exploração fazem parte da sua vida. A busca do conhecimento do mundo leva-a em direcção a culturas perdidas e ameaçadas, tentando percebe-las. Hoje é também líder de viagens de aventura na Nomad.

More Posts - Facebook - Google Plus - Flickr - YouTube

.

PROGRAME A SUA VIAGEM

  Faça as suas reservas através das parcerias do nosso blogue. Você NÃO PAGA MAIS, nós ganhamos uma pequena comissão. Assim conseguimos manter o blogue com opiniões isentas.

Resultado de imagem para hotel icon Reserve o hotel no Booking.com e encontre as melhores promoções. Reserve e cancele sempre que necessitar.

Resultado de imagem para tourism iconMarque os seus bilhetes nos monumentos e tours, evitando filas usando o Get Your Guide.

Imagem relacionada Reserve os seus voos com a Skyscanner. Garanta os melhores preços.

Resultado de imagem para car icon Alugue carro usando o RentalCars, comparando e escolhendo o melhor preço antes de viajar.

Resultado de imagem para saúde icon Faça seguro de viagem na Iati Seguros ao menor preço do mercado e com seguros especializados para viajantes. Se usar este link gozará de 5% de desconto.

Resultado de imagem para livro icon Usamos os guias de viagem da Lonely Planet para preparar as nossas viagens. Se faz o mesmo, pode comprá-los online. Sai mais barato e os portes são grátis a partir dos 35€.

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.