Dia 8 – Safranbolu, a aldeia que impressionou a nossa aventura 🇹🇷 | Crónicas do Rally Mongol

Dia 8 - Safranbolu, a aldeia que nos recebeu e impressionou 🇹🇷 | Crónicas do Rally Mongol

Safranbolu era o nosso destino para o almoço. Sabíamos pouco sobre a aldeia. Não mais do que era património da Humanidade e que ficava na nossa rota a caminho do Mar Negro.

O sol estava a nascer no Oriente quando saímos do hostel de Istambul. Depois de dois dias a desfrutar da cidade era hora de rumar em direcção à Ásia. Atravessar a ponte Europa, a caminho da Anatólia foi o marco geográfico da manhã.

Algumas horas depois, estávamos a chegar a Safranbolu, uma aldeia na Anatólia, cujo nome vem da flor de açafrão. A aldeia fervilhou no tempo da Rota da Seda, quando os caravanserais estavam cheios de mercadores que trocavam as mais afamadas especiarias e ideias sobre o mundo. Adoraria ter vivido nesses dias. Hoje os caravanserais são hotéis mas Safranbolu continua a fervilhar de vida.

As ruas empedradas da cidade estão cheias de lojinhas turisticas, restaurantes de comida tradicional e vendedores de doces típicos. Apesar de turística, a aldeia mantêm uma atmosfera maravilhosa, com vida típica turca e muita energia. As casas otomanas são das mais bem preservadas da Turquia e os seu requinte e autenticidade não deixa ninguém indiferente. Até conseguimos ver danças típicas turcas que nos pareceram de uma despedida de solteiro. Tinha um quê de influência grega.

Sentámo-nos debaixo de uma videira. Sacamos do nosso farnel. Parecíamos portugueses da década de 80. Soube tão bem aquele piquenique. Éramos crianças de novo.

Depois de explorar a aldeia decidimos que não saímos dali sem experimentar o hamam da cidade. Ainda bem que o fizemos. Os rapazes foram para um lado, eu para outro.

Uma turca os seus 60 anos deu-me uma esfrega monumental, com massagem, esfoliação e banho personalizado. Mas o momento alto foi quando pegou na minha cabeça, a colocou no meio das suas mamas e me começou a massajar as costas. Sai de lá como nova!

Depois desta esfrega, pegámos no carro e dirigimos em direcção ao mar Negro. A autoestrada até Safranbolu deu lugar a uma estrada de curvas e contracurvas. Quando o sol começou a pousar na linha do horizonte, parámos para beber um chá turco e contemplar o mar Negro. Uma vista memorável, apreciada de um boteco algures na berma de uma estrada secundária.

Restava-nos descer em direcção à costa do Mar Negro e arranjar um local para dormir. Não foi fácil mas depois de conduzir de noite, nas ruas esburacadas da costa, chegamos a Cide, uma estância balnear. Sentámo-nos, jantámos e quando estávamos a cair de sono, arranjámos um local para montar a tenda na praia. Fizemos campismo selvagem.  A noite de sono não foi tremenda, pois os carros circularam a noite toda na estrada marginal. A música também não deu tréguas. É verão no Mar Negro.

Carla Mota

Geógrafa com uma enorme paixão pelas viagens e pelo mundo. Desde muito cedo que as viagens de exploração fazem parte da sua vida. A busca do conhecimento do mundo leva-a em direcção a culturas perdidas e ameaçadas, tentando percebe-las. Hoje é também líder de viagens de aventura na Nomad.

More Posts - Facebook - Google Plus - Flickr - YouTube

.

PROGRAME A SUA VIAGEM

  Faça as suas reservas através das parcerias do nosso blogue. Você NÃO PAGA MAIS, nós ganhamos uma pequena comissão. Assim conseguimos manter o blogue com opiniões isentas.

      Reserve o hotel no Booking.com e encontre as melhores promoções. Reserve e cancele sempre que necessitar.

 Reserve os seus voos com a Skyscanner. Garanta os melhores preços.

Alugue carro usando o Rent a Car, comparando e escolhendo o melhor preço antes de viajar. Tudo na comodidade de sua casa.

      Faça seguro de viagem na World Nomads ao menor preço do mercado.

     Usamos os guias de viagem da Lonely Planet para preparar as nossas viagens. Se faz o mesmo, pode comprá-los online. Sai mais barato e os portes são grátis a partir dos 35€.

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.