VIAJAR NA TUNÍSIA de forma independente | O Roteiro da nossa viagem de 9 dias no país

VIAJAR NA TUNÍSIA de forma independente | O Roteiro da nossa viagem de 9 dias

Pouco mais de uma semana era o tempo que tínhamos para viajar na Tunísia. A maioria das pessoas ficar-se-ia por uma área restrita do país, mas nós não. Somos ambiciosos nos percursos, com o que isso tem de bom e de mau, e delineámos um dos roteiros mais ambiciosos que já fizemos para tão pouco tempo. Decidimos conhecer o que o país tem de melhor (pelo menos para os nossos gostos) e preparamo-nos para viajar na Tunísia. As praias ficaram de lado. Era Inverno e não estávamos com disposição para as explorar.

VIAJAR NA TUNÍSIA de forma independente | O Roteiro da nossa viagem de 9 dias

DIA 0

Chegámos a Tunes, a capital da Tunísia, já passava da meia-noite. Apanhámos um táxi para a medina, onde só dormimos. O Hotel Dar Ya seria o início e o fim da nossa viagem. Chegámos era noite cerrada e a medina estava completamente deserta. Deitámo-nos apenas por três horas.

DIA 1

Às seis da manhã tínhamos um comboio para apanhar. Decidimos que o nosso primeiro dia na Tunísia ia ser longo e, como tal, teríamos de começar cedo. Mesmo sem o despertador tocar, acordámos às 5h30 da manhã com o rapaz do hotel a bater-nos à porta. Corremos com as mochilas para apanhar um táxi até à estação. Começava bem esta forma de viajar na Tunísia.

VIAJAR NA TUNÍSIA de forma independente | O Roteiro da nossa viagem de 9 dias

VIAJAR NA TUNÍSIA de forma independente | O Roteiro da nossa viagem de 9 dias

Partimos no primeiro comboio da manhã para Sousse, uma cidade na costa tunisina, virada para o mar Mediterrâneo. O comboio demorou pouco mais de duas horas a chegar à cidade. Estávamos tão cansados que não conseguíamos manter os olhos abertos para contemplar o nascer do sol a oriente. Com as mochilas às costas, entrámos na medina de Sousse sob um sol radioso. Aproveitámos o Hotel La Medina, que ficava mesmo ao lado da mesquita, para “pedinchar” que nos deixassem guardar as mochilas. Inicialmente o funcionário ficou apreensivo e explicou-nos que não sabia o que poderíamos ter dentro das mochilas e se isso poderia pôr em perigo os clientes do hotel. Assegurámos-lhe que as nossas mochilas não continham nenhum material perigoso (é uma nova realidade de viajar na Tunísia nos tempos modernos) e parece ter resultado porque assentiu ao nosso pedido.

VIAJAR NA TUNÍSIA de forma independente | O Roteiro da nossa viagem de 9 dias

VIAJAR NA TUNÍSIA de forma independente | O Roteiro da nossa viagem de 9 dias

Explorámos a belíssima cidade de Sousse, desde o Kasbah às ruas e becos da medina, passando pela fortaleza e pela mesquita. Mas a visita tinha que ser rápida. Só tínhamos essa manhã para Sousse. De seguida, apanhámos um novo comboio para El Jem, a uma hora de Sousse. Outrora cheia de turistas, hoje o magnífico coliseu romano de El Jem estava deserto e apenas nós, com as nossas mochilas às costas, e quatro ou cinco tunisinos, visitávamos o local. Viajar na Tunísia nos tempos que correm é muito diferente de ter visitado este país há cinco ou seis anos atrás. As nossas mochilas devem ter impressionado os habitantes locais pois o dono de um restaurante ofereceu-se para nos guardar as mochilas de forma a que pudéssemos visitar o coliseu de forma mais tranquila. Assentimos. Deslumbrámo-nos com as ruínas do Coliseu e com o magnífico museu da cidade e, depois de um excelente sumo de laranja, regressámos à estação para apanhar um novo comboio, com meia hora de atraso, com destino a Sfax.

VIAJAR NA TUNÍSIA de forma independente | O Roteiro da nossa viagem de 9 dias

VIAJAR NA TUNÍSIA de forma independente | O Roteiro da nossa viagem de 9 dias

Desta vez o comboio atrasou-se duas horas pelo que o final do dia que tínhamos reservado para visitar Sfax ficou sem efeito. Passámos o final da tarde sentados na estação a ver o pôr-do-sol nos carris e rindo com o frio tunisino, agradecendo a ideia de ter trazido casaco de penas e gorro para o deserto. Os bilhetes, esses, tivemos que esperar pelo aparecimento do comboio para os poder comprar.

VIAJAR NA TUNÍSIA de forma independente | O Roteiro da nossa viagem de 9 dias

VIAJAR NA TUNÍSIA de forma independente | O Roteiro da nossa viagem de 9 dias

VIAJAR NA TUNÍSIA de forma independente | O Roteiro da nossa viagem de 9 dias

Já era noite cerrada quando o comboio apareceu. Uma hora depois estávamos em Sfax prontos para comprar os bilhetes para o comboio nocturno em direcção a Tozeur, nas portas do deserto.

– O comboio foi cancelado. – Diz-nos o funcionário do guiché. – Há manifestações nesta região devido à situação política com o terrorismo e o regresso de jihadistas tunisinos ao país e os manifestantes cortaram a linha férrea. Não sabemos quando será o próximo comboio.

Sem a opção do comboio nocturno, restava-nos o autocarro. Como já eram quase oito horas da noite tratámos de arranjar alojamento na cidade. Escolhemos um hotel clássico, em frente à medina, para passarmos a noite, o Hotel Thyna. Descobrimos que o primeiro autocarro do dia para Tozeur saia às 5h30 e depois dessa hora podia não haver mais nenhum. Seria mais uma noite “pouco dormida”. Fomos dar uma volta pela medina à noite (que estava assustadora) e depois de entrar e sair rapidamente em alguns cafés e restaurantes que só tinham homens envolvidos por densas nuvens de fumo, resolvemos comer qualquer coisa no quarto do hotel. O dia seguinte previa-se duro a viajar na Tunísia.

VIAJAR NA TUNÍSIA de forma independente | O Roteiro da nossa viagem de 9 dias

VIAJAR NA TUNÍSIA de forma independente | O Roteiro da nossa viagem de 9 dias

DIA 2

Às 5h15 estávamos no terminal mas o autocarro só saia às 6h e com destino a Gafsa, onde teríamos que apanhar um louage, uma carrinha que funciona como táxi partilhado. Comprámos bilhetes e esperámos. À hora marcada, o autocarro chegou e os passageiros correram para apanhar lugar. Juntámo-nos a eles e atirámos as mochilas para dentro do porta bagagens, correndo para apanhar dois lugares sentados. Seriam quatro longas horas de caminho que aproveitámos para dormir. Quando chegámos a Gafsa, a cidade estava envolta num ritmo mercantil interessante mas não pudemos aproveitar. O nosso destino era Tozeur e precisávamos de lá chegar brevemente para tratar de arranjar forma de ir para o deserto. Depois de esperar uma hora na estação, arranjámos um louage com destino a Tozeur. Era quase uma hora da tarde quando chegámos a esta cidade oásis da Tunísia.

VIAJAR NA TUNÍSIA de forma independente | O Roteiro da nossa viagem de 9 dias

VIAJAR NA TUNÍSIA de forma independente | O Roteiro da nossa viagem de 9 dias

O nosso magnífico hotel esperávamo-nos, o Hotel Dar Saida Beya. Pousámos as mochilas e tratámos logo ali de arranjar um tour para o deserto. Fomos levados no preço porque pagámos mais do que era pedido na cidade. No entanto, como já tínhamos perdido meio dia dos quatro que tínhamos destinados para explorar o deserto, acabámos por não querer perder mais tempo à procura de melhores preços. Queríamos aproveitar o resto do dia para conhecer a cidade. Almoçámos na povoação e explorámos o palmeiral e a medina de Tozeur. Aproveitámos para conhecer a cidade e fazer algumas compras, nomeadamente as magníficas tâmaras. Novas iguarias fariam parte da aventura de viajar na Tunísia.

VIAJAR NA TUNÍSIA de forma independente | O Roteiro da nossa viagem de 9 dias

VIAJAR NA TUNÍSIA de forma independente | O Roteiro da nossa viagem de 9 dias

DIA 3

No dia seguinte fomos conhecer os oásis de Chebika e Tamerza, dois lugares extraordinários. No final da manhã ainda tivemos tempo para um percurso ao longo de uma secção do canhão fluvial de Midès. Que lugar extraordinário! Da parte da tarde, o jipe conduzido por Ali levou-nos a Ong Jemal, um lago salgado próximo de Nefta. Aí próximo visitámos um dos cenários da “Guerra das Estrelas” no meio do deserto. Foi um dia maravilhoso na Tunísia.

VIAJAR NA TUNÍSIA de forma independente | O Roteiro da nossa viagem de 9 dias

VIAJAR NA TUNÍSIA de forma independente | O Roteiro da nossa viagem de 9 dias

DIA 4

No dia seguinte, pegámos nas mochilas e voltámos ao jipe do Ali, o nosso motorista para os próximos dois dias. O nosso destino dessa manhã seria atravessar o Chott El-Jerid, o maior lago salgado norte-africano (com metade da área de Portugal), com pouca água nesta altura do ano. Passámos por Kebili e por umas termas em Souk-Lahad mas parámos pouco tempo nestes locais.

VIAJAR NA TUNÍSIA de forma independente | O Roteiro da nossa viagem de 9 dias

VIAJAR NA TUNÍSIA de forma independente | O Roteiro da nossa viagem de 9 dias

Queríamos ir explorar o mercado de gado de Douz, que segundo Ali era o melhor da Tunísia. Foi uma sorte podê-lo visitar já que só ocorre às quintas-feiras. Foi maravilhoso testemunhar a cultura berbere do deserto nestas manifestações tão típicas. Não é tão grande e impressionante quanto o mercado de gado de Kashgar, na Rota da Seda, mas é muito interessante. Depois do almoço em Douz, rumámos a Ksar Ghilane, parando para um café no clássico Café Bir Sultane.

VIAJAR NA TUNÍSIA de forma independente | O Roteiro da nossa viagem de 9 dias

VIAJAR NA TUNÍSIA de forma independente | O Roteiro da nossa viagem de 9 dias

Em Ksar Ghilane é possível explorar o  grande mar de areia e ergs do deserto do Sahara. Foi isso que fizemos. Depois de chegar a Ksar Ghilane e de olhar bem para as nascentes termais (que declinámos), decidimos que queríamos explorar o deserto no dorso de um dromedário. Deixámos as mochilas num acampamento de luxo (com tendas climatizadas) e durante uma hora entrámos no deserto do Sahara, até alcançar as ruínas romanas de Ksar Ghilane e dali regressámos para um novo passeio, desta vez tendo como cenário o pôr-do-sol no deserto. Tinha sido mais um dia deslumbrante.

VIAJAR NA TUNÍSIA de forma independente | O Roteiro da nossa viagem de 9 dias

VIAJAR NA TUNÍSIA de forma independente | O Roteiro da nossa viagem de 9 dias

Chegar ao final do dia e poder tomar um bom banho dentro da tenda e estar quentinho, quando lá fora estavam 8ºC, valeu cada euro investido no acampamento Yaris.

VIAJAR NA TUNÍSIA de forma independente | O Roteiro da nossa viagem de 9 dias

VIAJAR NA TUNÍSIA de forma independente | O Roteiro da nossa viagem de 9 dias

DIA 5

No dia seguinte, pegámos nas mochilas e voltámos à comodidade do jipe e à companhia do Ali. Atravessando o deserto de areia, fomos até ao deserto rochoso da zona de Tataouine, os chamados regs. Nesta região começámos por visitar o Ksar Ouled Soltane e depois a magnífica cidade em ruínas de Chenini. Aí estivemos mais de duas horas. Este foi um dos lugares mais encantadores que conhecemos na Tunísia. Infelizmente não pudemos ficar, embora houvesse um alojamento maravilhoso nas ruínas. Mas ainda havia muito para conhecer nesta região.

VIAJAR NA TUNÍSIA de forma independente | O Roteiro da nossa viagem de 9 dias

VIAJAR NA TUNÍSIA de forma independente | O Roteiro da nossa viagem de 9 dias

Seguiu-se o Ksar Haddada, um dos cenários dos filmes da saga da “Guerra das Estrelas” e depois a magnífica aldeia de Toujane, que infelizmente não tivemos tempo de explorar como queríamos. Os dias na estação de Inverno são mais pequenos do que gostaríamos e tivemos que fazer escolhas. Ficámos apenas por uma visita superficial a esta aldeia em ruínas e com um kasbah maravilhoso (talvez até o melhor da Tunísia) porque queríamos conhecer as casas trogloditas na região de Matmata. E foi isso que fizemos. Em Matmata explorámos algumas casas escavadas na rocha e conhecemos uma família berbere, nas suas lides diárias, que nos abriu as portas de casa. O Ali serviu de tradutor.

VIAJAR NA TUNÍSIA de forma independente | O Roteiro da nossa viagem de 9 dias

VIAJAR NA TUNÍSIA de forma independente | O Roteiro da nossa viagem de 9 dias

Ficámos nessa tarde em Matmata e foi aí que nos despedimos de Ali, o nosso motorista nos últimos dias do deserto. Alojámo-nos no hotel Sidi Driss, um hotel troglodita que serviu de cenário a mais um filme da saga da “Guerra das Estrelas”. Aproveitámos para explorar sozinhos a povoação velha de Matmata. Nas proximidades existem outros hotéis maravilhosos.

VIAJAR NA TUNÍSIA de forma independente | O Roteiro da nossa viagem de 9 dias

DIA 6

No dia seguinte, acordámos dentro da gruta troglodita bem cedo. Queríamos chegar a Kairouan nessa noite. Era a noite de passagem de ano. Apanhámos um louage às 7h da manhã em direcção a Nova Matmata. Aí novo louage para Gabés.

VIAJAR NA TUNÍSIA de forma independente | O Roteiro da nossa viagem de 9 dias

VIAJAR NA TUNÍSIA de forma independente | O Roteiro da nossa viagem de 9 dias

Uma vez na cidade de Gabes, a ideia era apanhar um louage para Kairouan mas não havia. Assim, tivemos que apanhar um outro para Sousse e, daí, outro para Kairouan. Eram quase duas horas quando chegámos ao nosso destino.

VIAJAR NA TUNÍSIA de forma independente | O Roteiro da nossa viagem de 9 dias

VIAJAR NA TUNÍSIA de forma independente | O Roteiro da nossa viagem de 9 dias

A grande mesquita da cidade fechava às duas da tarde mas ainda tivemos quinze minutos para a visitar. Alá estava a tomar bem conta de nós enquanto estávamos a viajar na Tunísia.

VIAJAR NA TUNÍSIA de forma independente | O Roteiro da nossa viagem de 9 dias

VIAJAR NA TUNÍSIA de forma independente | O Roteiro da nossa viagem de 9 dias

Fomos pousar as nossas mochilas ao magnífico hotel Dar Hassine Allani, uma casa tradicional tunisina, com decoração magnífica e um terraço com uma vista fabulosa sobre a medina da cidade. Saímos pouco depois para explorar a medina e as principais atracções da cidade. Esta foi uma das mais belas cidades que conhecemos na Tunísia e, se tivéssemos mais tempo, teríamos-lhe dedicado mais um dia. Nessa noite, comprámos vinho no mercado negro, num hotel fora da medina, alguns doces típicos, pão libanês e queijo. Quando a noite caiu regressámos ao nosso quarto de hotel e preparámo-nos para passar o ano a dois. O ano de 2017 estava a começar e em Kairouan não havia festa. Mas viajar na Tunísia também é isto.

VIAJAR NA TUNÍSIA de forma independente | O Roteiro da nossa viagem de 9 dias

VIAJAR NA TUNÍSIA de forma independente | O Roteiro da nossa viagem de 9 dias

DIA 7

 No dia seguinte saímos de louage a caminho de Tunes, onde apanhámos um táxi para Sidi Bou Said. Foi já nesta cidade que tomámos um belo chá de menta no Café des Nates para começar o dia. Com as mochilas agora no nosso quarto do hotel Dar Fatma de Sidi Bou Said saímos para explorar a povoação caiada de branco e com janelas e varandins azuis vivos. Da parte da tarde, explorámos as ruínas de Cartago, terminando a tarde com um pôr-do-sol em Sidi Bou Said.

VIAJAR NA TUNÍSIA de forma independente | O Roteiro da nossa viagem de 9 dias

VIAJAR NA TUNÍSIA de forma independente | O Roteiro da nossa viagem de 9 dias

DIA 8

A nossa viagem pela Tunísia estava a chegar ao fim mas ainda iríamos ter tempo para mais aventuras. No último dia apanhámos um táxi para a medina de Tunes, onde tínhamos uma reserva para uma noite, e deixámos as nossas mochilas guardadas. Rumámos a Dougga para ver as suas magníficas ruínas romanas. Chegar lá foi fácil, bastou apanhar um louage para Teboursouk na Estação do Norte de Tunes e em cerca de uma hora e meia chegávamos ao local. Mas o regresso foi difícil. Não havia louages e os autocarros que eram suposto existirem, não existiam. Se viajar na Tunísia até aqui tinha sido fácil, esta situação foi a mais complicada que tivemos. Até aqui todas as ligações tinham sido simples e com pouco tempo de espera.

VIAJAR NA TUNÍSIA de forma independente | O Roteiro da nossa viagem de 9 dias

VIAJAR NA TUNÍSIA de forma independente | O Roteiro da nossa viagem de 9 dias

Tínhamos voo de regresso a Portugal nessa noite e ainda tínhamos esperança de ver o museu do Bardo e a medina de Tunes. Depois de esperar quase duas horas por transporte, desesperámos e arranjámos um carro particular para nos trazer para Tunes. Pelo caminho o carro, que estava a cair de podre, não aguentou. Começou a deitar fumo e tivemos de parar. Era o radiador e a tubagem. Estava destruída. Não havia nada a fazer. O carro já não sairia mais dali. Despedimo-nos do motorista e apanhámos um táxi em direcção a Tunes. Felizmente estávamos a poucos quilómetros da capital tunisina.

VIAJAR NA TUNÍSIA de forma independente | O Roteiro da nossa viagem de 9 dias

VIAJAR NA TUNÍSIA de forma independente | O Roteiro da nossa viagem de 9 dias

Já não havia tempo para ver o Bardo e a medina. Optámos pela medina e ainda bem que o fizemos. Deambulámos pelas ruas e ruelas, perdendo-nos frequentemente, como se quer em qualquer visita a uma medina. Quando a noite caiu, dirigimo-nos ao hotel Dar Ya. Com voo às 3h da manhã aproveitámos para dormir até à meia noite e prepararmo-nos assim para regressar a Portugal. Era o final da aventura de viajar na Tunísia.

VIAJAR NA TUNÍSIA de forma independente | O Roteiro da nossa viagem de 9 dias

VIAJAR NA TUNÍSIA de forma independente | O Roteiro da nossa viagem de 9 dias

Viajar na Tunísia tinha sido uma grande aventura e mais uma grande viagem, desta vez, ainda mais cansativa e exigente. Regressámos completamente exaustos mas satisfeitos.

VIAJAR NA TUNÍSIA de forma independente | O Roteiro da nossa viagem de 9 dias

SEGURO DE VIAGEM NA TUNÍSIA

As autoridades da Tunísia não exigem, para entrar ao país, ter um seguro de viagem para cobrir despesas médicas e hospitalares. Deve, no entanto, adquirir o seguro no seu país de origem, antes da viagem. Nós fizemos o seguro normal em Portugal, mas não nos exigiram nada à entrada. Aconselhamos que faça também o seu seguro de viagem para a Tunísia. Nós usamos a IATI Seguros. Se usar este link terá 5% de desconto. Não facilite.

PODE VER AQUI AS NOSSAS DICAS PARA VIAJAR NA TUNÍSIA

MARQUE AQUI OS SEUS TOURS E PASSEIOS

Carla Mota

Geógrafa com uma enorme paixão pelas viagens e pelo mundo. Desde muito cedo que as viagens de exploração fazem parte da sua vida. A busca do conhecimento do mundo leva-a em direcção a culturas perdidas e ameaçadas, tentando percebe-las. Hoje é também líder de viagens de aventura na Nomad.

More Posts - Facebook - Google Plus - Flickr - YouTube

.

PROGRAME A SUA VIAGEM

  Faça as suas reservas através das parcerias do nosso blogue. Você NÃO PAGA MAIS, nós ganhamos uma pequena comissão. Assim conseguimos manter o blogue com opiniões isentas.

Resultado de imagem para hotel icon Reserve o hotel no Booking.com e encontre as melhores promoções. Reserve e cancele sempre que necessitar.

Resultado de imagem para tourism iconMarque os seus bilhetes nos monumentos e tours, evitando filas usando o Get Your Guide.

Imagem relacionada Reserve os seus voos com a Skyscanner. Garanta os melhores preços.

Resultado de imagem para car icon Alugue carro usando o RentalCars, comparando e escolhendo o melhor preço antes de viajar.

Resultado de imagem para saúde icon Faça seguro de viagem na Iati Seguros ao menor preço do mercado e com seguros especializados para viajantes. Se usar este link gozará de 5% de desconto.

Resultado de imagem para livro icon Usamos os guias de viagem da Lonely Planet para preparar as nossas viagens. Se faz o mesmo, pode comprá-los online. Sai mais barato e os portes são grátis a partir dos 35€.

21 Comentários

  1. Andréa diz: Responder

    Oi, Carla!
    Parabéns pelo post!
    Por gentileza, gostaria de saber, com relação as regras do Paí em relação ao turista, se você tem dicas sobre roupas (Por exemplo: Na praia pode se usar bikini? Shorts e/ou bermudas jeans nas ruas!? Algum lugar, é obrigatório uso de véu e/ou andar coberta!?) Tenho muitas dúvidas nesse sentido. Se puder nos ajudar, neste sentido, com dicas, agradecemos muito.
    E finalizando, o que você acha sobre os pacotes que as agências de lá vendem!? Porque não sou tão corajosa e destemida como vocês! Rs E também vou com uma amiga!
    Beijos e obrigada!

    1. Carla Mota diz: Responder

      Não há regras de vestimenta. Pode vestir normal. Deve só evitar mini-saias e tops. O resto é tranquilo. O meu conselho é você fazer o que vê os outros fazerem. Funciona sempre. Quanto aos pacotes de agências não sei. Nunca usei. Mas a Tunísia é linda.

  2. Sofia Bezerra diz: Responder

    Olá Carla! Primeiramente, parabéns pelo blog e informações compartilhadas! Meu nome é Sofia e estou planejando viajar com uma amiga a Tunisia em Novembro. Achas que seria seguro viajar por lá duas mulheres sozinhas? Qual a tua impressão?

    1. Carla Mota diz: Responder

      Parece-me seguro. Só ter os cuidados habituais.

  3. Luciana diz: Responder

    Adorei seu relato e até anotei algumas coisas!! =)
    Vou agora em abril e ficarei 13 dias. Alugamos um carro para esses dias. Estávamos tentando um passeio de trem, porém devido as inundações de outubro, a ferrovia está fechada e sem previsão de liberação…uma pena…

    1. Carla Mota diz: Responder

      Vai adorar, Luciana.

  4. Carolina diz: Responder

    Olá, gostei muito do vosso roteiro e estou a pensar visitar a Tunísia em Março. Gostaria de saber em que ano em que foram, uma vez que ouvi falar em relatos de terrorismo na Tunísia em 2015, e gostaria também de sbaer se o país é verdadeiramente seguro agora. Obrigada

    1. Carla Mota diz: Responder

      Nós fomos em Dezembro 2016 e regressámos em Janeiro de 2017. Achamos muito seguro. Não liga muito ai que vê na TV. Basta ter as precauções normais. É um país seguro.

  5. José Pedro Ferreira Gomes diz: Responder

    Olá, Carla. Muito obrigado pelo testemunho!
    Como é que são os preços de comboio? Consideras que será o melhor transporte para uma viajar entre Tunes e Sfax? Obrigado

    1. Carla Mota diz: Responder

      Completamente. Em termos de dinheiro, comodidade e até de paisagem. É mais fácil, rápido, barato e seguro a viagem de comboio. Para além disso vale mesmo a pena porque é uma forma muito interessante de conhecer o país.

  6. Sebastiao Santos diz: Responder

    Olá Carla,
    Tenho seguido a vossa incrível viagem pela India, via FB. Curiosamente entrei no vosso Blogue e constato que estiveram na Tunísia em Dez/Jan 2017. Vivo e trabalho em Sfax, que pena…que vos teria convidado para ficar cá em casa!
    Fica para à próxima, já que a Tunisia, tem muito mais para conhecer!
    Fica o convite e Continuação de boas viagens.

  7. Leonardo Andrade Aragão diz: Responder

    Olá, sou brasileiro, eu e minha esposa estamos planejando uma viajem para outubro ou novembro, incluiria 8 dias na Tunisia, minha maior dúvida é quanto ao transporte? No marrocos alugamos um carro e não tivemos nenhum problema, as estradas são ótimas. E na Tunisia? Vi que vocês utilizaram trem

    1. Carla Mota diz: Responder

      Olá Leonardo. Nós fizemos tudo de trem, bus ou carrinhas táxi. Mas as estradas são boas para conduzir. Não terá problema.

  8. DIEGO OLIVA diz: Responder

    Belíssimo relato, gostei muito dos detalhes e das sensações.
    Este roteiro foi de quantos dias ?

    1. Carla Mota diz: Responder

      Foi para 12 dias.

  9. Bela aventura!! 🙂

    Foi na Tunísia que conheci o Kadafi… e me perdi de amores em vários recantos do país. Bom recordar alguns sítios por onde passei. Belo relato e excelentes fotos :))

    1. Carla Mota diz: Responder

      O Kadafi já não tivemos oportunidade de conhecer, mas em Tunes conhecemos um velhote que tinha umas teorias da conspiração brutais. Até tomámos notas do que ele nos disse que ia acontecer em 2017. Vamos ver se bate certo! 😀 A Tunísia foi mesmo uma agradável surpresa, adorámos.

  10. Adorei a Tunísia, foi bom relembrar um pouco da minha viagem através das vossas palavras. Abraço desde Marrocos!

    1. Carla Mota diz: Responder

      Nós também gostamos muito. Deve ter mudado muito desde dos tempos áureos do turismo de massas.

      1. Clarisse Cruz diz: Responder

        É preciso alguma vacina em especial para viajar para a Tunísia?

        1. Carla Mota diz: Responder

          Nada obrigatório no momento mas deve consultar um médico.

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.