Visitar MATMATA – Descobrindo as casas trogloditas tunisinas | Tunísia

Visitar MATMATA - Descobrindo as casas trogloditas tunisinas | Tunísia

A arquitectura berbere do sul da Tunísia assenta na relação dos homens com a paisagem agreste do deserto. Para além dos ksour, as casas subterrâneas (ou trogloditas) são uma das imagens de marca dessa arquitectura. E a região que é a montra por excelência deste tipo de habitação é Matmata, uma pequena povoação a cerca de 50 km a sudoeste de Gabès.

Visitar MATMATA - Descobrindo as casas trogloditas tunisinas | Tunísia

A tradição de construir casas no subsolo ou escavadas na rocha é antiga. Diz-se que os fenícios foram os primeiros a introduzir esta técnica, e na época romana já era bem conhecida. A lenda diz que Matmata nasceu quando tribos invasoras, apoiadas pelos romanos, obrigaram as populações locais a construir casas subterrâneas, que lhes permitiriam esconder-se da vista dos invasores e responder em ataques surpresa.

Visitar MATMATA - Descobrindo as casas trogloditas tunisinas | Tunísia

Na realidade, as casas trogloditas nasceram muito provavelmente, da necessidade da população em lidar com o sol implacável do deserto, a secura do ar, a falta de precipitação e as grandes amplitudes térmicas, mas construções que hoje se pode admirar em Matmata datam do século XIX.

Visitar MATMATA - Descobrindo as casas trogloditas tunisinas | Tunísia

Visitar MATMATA - Descobrindo as casas trogloditas tunisinas | Tunísia

Visitar MATMATA - Descobrindo as casas trogloditas tunisinas | Tunísia

Após a independência, o governo tentou convencer as populações a mudarem-se para novas cidades, como Nouvelle Matmata, mas mesmo com as cheias e terramotos das décadas de 1960 e 1970, são muitos aqueles que ainda hoje habitam estas casas. Para além da vertente mais tradicional, as casas trogloditas souberam também captar a atenção dos realizadores de cinema, ganhando fama nos filmes de Hollywwod.

Visitar MATMATA - Descobrindo as casas trogloditas tunisinas | Tunísia

A notoriedade cinematográfica atraiu os visitantes e, na época de ouro do turismo na Tunísia, eram muitos os autocarros que visitavam Matmata. Hoje, a região, tal como o resto da Tunísia, tenta recuperar dos efeitos nefastos de dois atentados terroristas no país, e tenta atrair de novo as atenções internacionais, desta vez novamente pelas melhores razões.

Visitar MATMATA - Descobrindo as casas trogloditas tunisinas | Tunísia

Quando nós chegámos a Matmata, queríamos visitar uma casa tradicional e um local que estivesse ligado à produção de Hollywood. O nosso guia levou-nos a uma casa, escavada numa encosta, onde vivia uma família. A casa está construída em torno de um pátio (em forma de poço), e as divisões da casa estão dispostas concentricamente, escavadas nas paredes. A cozinha, os quartos de dormir e de arrumos estão no piso térreo, enquanto o celeiro está no primeiro andar. Foi muito interessante visitar esta família que nos abriu a porta de sua casa, e ainda pudemos comprar um saboroso mel produzido na região.

Visitar MATMATA - Descobrindo as casas trogloditas tunisinas | Tunísia

Quanto ao cenário hollywoodesco, resolvemos ficar alojados no local mais famoso da povoação, o Hotel Sidi Idriss, que serviu de casa de Luke Skywalker no primeiro filme da saga “A Guerra das Estrelas”, mas também apareceu na segunda trilogia, nas prequelas “A Ameaça Fantasma” e “O Ataque dos Clones”.

Visitar MATMATA - Descobrindo as casas trogloditas tunisinas | Tunísia

Visitar MATMATA - Descobrindo as casas trogloditas tunisinas | Tunísia

O Hotel está construído de acordo com as técnicas tradicionais, sendo que tem três pátios ligados por túneis, estando os os quartos dispostos à volta de um, e o restaurante e salas de convívio nos outros. Apesar de o cenário já ter sofrido com o passar do tempo, e poder parecer esquisito para quem nunca viu os filmes (ou já não se lembra dos pormenores), a verdade é que, cinefilias à parte, é uma experiência única ficar alojado num hotel troglodita e dormir num quarto escavado na rocha.

Visitar MATMATA - Descobrindo as casas trogloditas tunisinas | Tunísia

Sair à noite do nosso quarto, para o pátio, olhar para cima e vermos o céu estrelado bordeado pela abertura do poço onde estávamos metidos é uma imagem que não esqueceremos. E foi uma razão para, quando regressámos a Portugal, revermos a saga de George Lucas e saltarmos do sofá sempre que reconhecíamos um cenário da Tunísia!

Visitar MATMATA - Descobrindo as casas trogloditas tunisinas | Tunísia

PODE VER AQUI AS NOSSAS DICAS PARA VIAJAR NA TUNÍSIA

MARQUE AQUI OS SEUS TOURS E PASSEIOS

Rui Pinto

Físico de formação mas interessado em todos os aspectos da cultura e história da humanidade. As viagens são o meio privilegiado para um aprofundamento do conhecimento do mundo, das suas gentes e do nosso papel na vida.

More Posts - Facebook - Google Plus

.

PROGRAME A SUA VIAGEM

  Faça as suas reservas através das parcerias do nosso blogue. Você NÃO PAGA MAIS, nós ganhamos uma pequena comissão. Assim conseguimos manter o blogue com opiniões isentas.

Resultado de imagem para hotel icon Reserve o hotel no Booking.com e encontre as melhores promoções. Reserve e cancele sempre que necessitar.

Resultado de imagem para tourism iconMarque os seus bilhetes nos monumentos e tours, evitando filas usando o Get Your Guide.

Imagem relacionada  Reserve os seus voos com a Skyscanner. Garanta os melhores preços.

Resultado de imagem para car icon  Alugue carro usando o RentalCars, comparando e escolhendo o melhor preço antes de viajar.

Resultado de imagem para saúde icon  Faça seguro de viagem na Iati Seguros ao menor preço do mercado e com seguros especializados para viajantes. Se usar este link gozará de 5% de desconto.

Resultado de imagem para livro icon  Usamos os guias de viagem da Lonely Planet para preparar as nossas viagens. Se faz o mesmo, pode comprá-los online. Sai mais barato e os portes são grátis a partir dos 35€.

 Este blogue contém links de programas de afiliados.

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.