Dia 32 – Cruzando a Pamir Highway em direcção a Murgab, no Tajiquistão 🇹🇯 | Crónicas do Rally Mongol

Dia 32 – Cruzando a Pamir Highway 🇹🇯 , em direcção a Murgab | Crónicas do Rally Mongol

Após um dia extenuante, não havia tempo para descanso. Durante a noite, o Carapau Oliveira não conseguiu dormir com uma dor na zona das costelas. Como íamos cruzar a Pamir Highway, e estar alguns dias numa área sem assistência médica, não quisemos arriscar e fomos a uma clínica. Foi muito bem recebido, e teve boas notícias. Era uma simples nevralgia, tendo levado uma injecção e sido medicado, tudo sem qualquer custo (apenas tendo pago na farmácia o medicamento). Simpatia tajique na fronteira com o Afeganistão.

Ao mesmo tempo, a Burra também tinha alguns problemas, por isso também procurámos um ‘médico’ para ela. Mas não foi fácil. Em Khorogh parecia não existir mecânicos e só conseguimos alguma ajuda na bomba de gasolina. O rapaz levou-nos fora da cidade ao que, afinal, era uma escola de mecânica (co-financiada pela Alemanha), onde o professor responsável nos ajudou a colocar a protecção do filtro de ar (que teimava em cair) e nos confirmou que o sensor de temperatura tinha deixado de funcionar. Além disso, o recipiente do líquido de refrigeração estava estalado e tínhamos de comprar mais líquido no bazar. Foi isso que fizemos e, quase ao final da manhã, partimos para a Pamir Highway em direcção a Murgab.

A estrada segue inicialmente junto ao rio Gunt e vai subindo gradualmente. As montanhas vão-se tornando mais imponentes, a vegetação vai rareando e, após a passagem do Passo Koi-Tezek (4272m), entrámos numa paisagem lunar, de um deserto de altitude.

Os picos gelados sucedem-se no horizonte, e perdemos o fôlego, não com a altitude, mas sim assombrados e assoberbados com a imponência da paisagem da Pamir Highway.

Os pequenos lagos Tuz-Kul e Sassyk-Kul, com a água de um azul intenso, emprestam ainda mais espectacularidade à paisagem. Foi aí onde fizemos uma pequena pausa para descansar e absorver o ambiente enquanto o Carapau Leitão voltava para trás para ir buscar a máquina fotográfica que tinha esquecido num ponto mais acima.

As montanhas circundantes exibem tons vermelhos e acastanhados, conforme os minerais existentes na terra e contrastam com o azul do céu e da água.

A estrada era quase sempre boa, principalmente se comparada com a do dia anterior. Murgab ficava a pouco mais de 300km de Khorogh e ao final da tarde chegávamos ao nosso destino. Procurámos uma homestay que nos tinha sido recomendada e ficamos alojados sobranceiros à vila e com vista sobre as montanhas circundantes. À noite, enquanto jantávamos dentro da homestay e a conversa fluía com um grupo de italianos que viajava no Tajiquistão, lá fora o céu estrelado era absolutamente fabuloso, com a Via Láctea a rasgar a esfera celeste.

Tínhamos começado a cruzar uma estrada mítica. Tínhamos assistido a uma paisagem de outro mundo. Tínhamos ficado a dormir num local verdadeiramente singular. Mais um dia perfeito e memorável no nosso Rally Mongol.

Rui Pinto

Físico de formação mas interessado em todos os aspectos da cultura e história da humanidade. As viagens são o meio privilegiado para um aprofundamento do conhecimento do mundo, das suas gentes e do nosso papel na vida.

More Posts - Facebook - Google Plus

.

PROGRAME A SUA VIAGEM

  Faça as suas reservas através das parcerias do nosso blogue. Você NÃO PAGA MAIS, nós ganhamos uma pequena comissão. Assim conseguimos manter o blogue com opiniões isentas.

      Reserve o hotel no Booking.com e encontre as melhores promoções. Reserve e cancele sempre que necessitar.

 Reserve os seus voos com a Skyscanner. Garanta os melhores preços.

Alugue carro usando o Rent a Car, comparando e escolhendo o melhor preço antes de viajar. Tudo na comodidade de sua casa.

      Faça seguro de viagem na World Nomads ao menor preço do mercado.

     Usamos os guias de viagem da Lonely Planet para preparar as nossas viagens. Se faz o mesmo, pode comprá-los online. Sai mais barato e os portes são grátis a partir dos 35€.

8 Comentários

  1. Fabiana diz: Responder

    Que legal compartilhar a experiência dessa viagem incrível, até deu vontade de fazer as malas.
    As imagens estão sem comentários, tudo muito lindo!

    1. Carla Mota diz: Responder

      Obrigada

  2. Grande relato, fiquei com vontade de visitar!
    Safe trips!

    1. Carla Mota diz: Responder

      Obrigada

  3. Lusa Pinto diz: Responder

    Adorei a paisagem.

    1. Carla Mota diz: Responder

      Obrigada

  4. Lusa Pinto diz: Responder

    Fotos espectaculares de uma paisagem deslumbrante.

    1. Carla Mota diz: Responder

      Obrigada

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.