VISTO DO SUDÃO | Tudo o que precisa de saber para tirar o visto para o Sudão

VISTO DO SUDÃO | Tudo o que precisa de saber para tirar o visto para o Sudão

Tirar o visto para o Sudão pode ser uma grande dor de cabeça. Nós tentámos de várias maneiras e não foi nada fácil. É essa experiência que queremos partilhar consigo.

Veja aqui as nossas dicas para tirar outros vistos.


QUE OPÇÕES EXISTEM PARA TIRAR O VISTO DO SUDÃO


Daquilo que pudemos perceber, existem três opções principais para tratar do visto do Sudão. É sobre essas opções que vamos falar-vos.

  1. TIRAR O VISTO DO SUDÃO NO ASSUÃO (EGIPTO)
  2. TIRAR O VISTO DO SUDÃO ATRAVÉS DA EMBAIXADA DO SUDÃO EM PARIS
  3. TIRAR O VISA ON ARRIVAL ATRAVÉS DE EM EMPRESA NO SUDÃO
VISTO DO SUDÃO | Tudo o que precisa de saber para tirar o visto para o Sudão

1.TIRAR O VISTO DO SUDÃO NO ASSUÃO (EGIPTO)

A maioria dos viajantes viaja para o Assuão, no Egipto, e a partir de lá começa a sua viagem em direcção ao Sudão. Esta é a melhor solução, não só pela beleza da paisagem e trajecto, mas porque tirar o visto do Sudão no Consulado do Sudão no Assuão é muito mais fácil e rápido. O consulado do Sudão emite o visto no dia seguinte ou em dois dias. Para tratar do visto vai necessitar de:

  • Passaporte
  • 2 fotografias
  • 1 cópia do passaporte
  • 1 cópia do visto do Egipto
  • Impresso preenchido (é dado no consulado)

O visto custa 50 USD e só pode ser pago nessa moeda. Permite apenas uma entrada e estar no país durante um mês. O processo demora aproximadamente a manhã toda por isso chegue lá cedo. O consulado abre às 8h30 e encerra às 12h30. No entanto está encerrado às quartas, sextas e sábados. Sendo assim, programe bem o dia em que vai tratar do visto. Não precisa de marcar nada, é só aparecer e esperar pela sua vez. O pessoal fala inglês.

Nós não usámos esta opção porque comprámos voos de ida e volta do Porto para Cartum. Arrependemo-nos porque tirar o visto foi uma enorme dor de cabeça.

VISTO DO SUDÃO | Tudo o que precisa de saber para tirar o visto para o Sudão

2.TIRAR O VISTO DO SUDÃO ATRAVÉS DA EMBAIXADA DO SUDÃO EM PARIS

Esta foi a nossa primeira opção para tirar o visto. Infelizmente não correu nada bem. O tempo de processamento do visto é 15 dias úteis. A primeira coisa que fizemos foi entrar no site da Embaixada do Sudão em Paris, ver o material necessário e preparar tudo para entregar. O material necessário é:

  • Passaporte
  • 2 fotografias
  • Formulário preenchido em duplicado
  • Reservas de hotel
  • Bilhete de avião

Primeiro problema: No site havia indicação que devíamos enviar tudo dentro de um envelope para Paris, juntamente com um cheque para proceder ao pagamento do visto. O preço do visto é de 100€. Telefonámos para saber se podíamos enviar um cheque apenas, com o dinheiro dos dois vistos. A funcionária, que só falava francês, quando percebeu que éramos portugueses, disse-nos que não aceitavam mais cheques portugueses e que teríamos que enviar a quantia em dinheiro. Fomos aos correios mas a informação que nos deram foi que “era proibido enviar dinheiro pelo correio”. Voltámos a telefonar para a embaixada e nada. Entrámos inclusive em contacto com o Cônsul do Sudão em Lisboa (que infelizmente ainda não podem emitir vistos) que foi muito simpático mas não conseguiu desbloquear a situação. Ficamos encalhados aqui.

Segundo problema: Não tínhamos tempo de ir levantar os vistos a Paris e por isso, optámos pela opção que havia no site para receber pelo correio. A informação do site dizia para enviarmos dentro do envelope com os documentos outro envelope, pago com os selos para devolver os passaportes com aviso recepção e carta registada. Tentámos tratar disto nos CTT mas eles não conseguiam saber o preço do correio em França para aquele serviço. No entanto, depois de descobrir, levantou-se outro problema. O envelope não podia sair de Portugal com selos de cá porque os selos de cá não podiam ser usados lá. Outra opção seria enviar cupões de resposta dos CTT que podiam ser trocados por selos em França. No entanto, os Correios de Guimarães não tinham. Encomendámos e passados alguns dias conseguimos arranjar. Entretanto, entrámos em contacto com a Embaixada para saber se essa era uma opção. Disseram-nos que não. Teria também que ser em dinheiro. Não aceitavam cupões dos Correios, embora eles fossem aceites em França. Ficamos mais uma vez desamparados!

Terceiro problema: Começámos a tratar do visto do Sudão com um mês de antecedência mas com tantos contratempos, já só faltam três semanas, quinze dias úteis e o processo da Embaixada em França não parecia ter fim à vista. Resolvemos esquecer a Embaixada da França para tirar o visto. Já não havia tempo. Passámos para a opção seguinte.

VISTO DO SUDÃO | Tudo o que precisa de saber para tirar o visto para o Sudão

3.TIRAR O VISA ON ARRIVAL ATRAVÉS DE UMA EMPRESA NO SUDÃO

Com todos os contratempos que tivemos, descobrimos que podíamos tirar o visto do Sudão através de uma agência que trabalha-se no Sudão e que nos fizesse um processo de Visa On Arrival. Entramos em contacto com várias:

  • Hotel Acrópole – Pediu-nos 230 USD por visto, sendo que 100 USD é o preço do visto à entrada e mais 130 USD pelo serviço, que depois seria pago no hotel em Cartum.
  • Raidam Travel – Recebemos um email do Marwa já tínhamos dado início ao processo do visto on arrival com o Hotel Acrópole e já tínhamos pago 200€. O Marwa cobrava apenas 50€/pessoa pelo processamento do visto on arrival, o que significava metade do dinheiro. Infelizmente, para nós, ja não foi a tempo. Com estas dicas, poderá tratar dos contactos mais cedo do que nós.
  • ITC Sudan – Um grupo italiano que opera no Sudão. Não se mostrou disponível para nos apoiar na obtenção do visto, mesmo depois de lhe termos dito que lhe comprávamos um tour de dois dias pelo país. “To short for us”, foi a resposta que obtivemos.
  • Bougainvilla GuestHouse – Disseram-nos que não tratavam dos vistos, o máximo que podiam fazer era arranjar-nos um “Invitation Letter” para nos entregarmos na Embaixada em Paris. Levava-nos para a Embaixada de Paris, algo que queríamos evitar.

Tentámos outros hotéis e agências mas, infelizmente, mais nenhuma nos respondeu.

VISTO DO SUDÃO | Tudo o que precisa de saber para tirar o visto para o Sudão

COMO CONSEGUIMOS O VISTO DO SUDÃO


Sendo assim, e sem grande opção, utilizámos os serviços do Hotel Acrópole e fizemos um depósito de 200€ (para os dois) para dar início ao processo da obtenção dos dois evisas. Tivemos que enviar para o hotel:

  • Comprovativo da transferência bancária
  • Fotocópia dos dois passaportes.

Passado uma semana (5 dias úteis) recebemos no email as Entry Permits que funcionam como permissão para obter o visto on arrival. Pagámos 100€/pessoa por estas permissões. Quando chegámos ao aeroporto tínhamos um rapaz à nossa espera que nos tratou de todo o processo do visto on arrival. Pagámos mais 100USD/pessoa para a emissão do visto do Sudão no aeroporto. Depois pagámos os restantes 30USD no hotel, bem como 20USD/pessoa para o registo obrigatório. Tratámos do registo também a partir do hotel para evitar perder tempo em Cartum.

Veja aqui as nossas dicas para viajar no Sudão

VISTO DO SUDÃO | Tudo o que precisa de saber para tirar o visto para o Sudão

SEGURO DE VIAGEM

Viajar no Sudão não exige seguro de viagem mas é quase obrigatório fazê-lo! Nós recomendamos o seguro de viagem da IATI, aquele que agora usámos na nossa viagem. Para 8 dias fizemos um seguro IATI Estrela e pagámos 98€ para os dois.Faça também o seu seguro e se usar este link terá 5% de desconto.

VISTO DO SUDÃO | Tudo o que precisa de saber para tirar o visto para o Sudão

Leia aqui as crónicas diárias da nossa aventura a viajar no Sudão:

Carla Mota

Geógrafa com uma enorme paixão pelas viagens e pelo mundo. Desde muito cedo que as viagens de exploração fazem parte da sua vida. A busca do conhecimento do mundo leva-a em direcção a culturas perdidas e ameaçadas, tentando percebe-las. Hoje é também líder de viagens de aventura na Nomad.

More Posts - Facebook - Google Plus - Flickr - YouTube

.

PROGRAME A SUA VIAGEM

  Faça as suas reservas através das parcerias do nosso blogue. Você NÃO PAGA MAIS, nós ganhamos uma pequena comissão. Assim conseguimos manter o blogue com opiniões isentas.

Resultado de imagem para hotel icon Reserve o hotel no Booking.com e encontre as melhores promoções. Reserve e cancele sempre que necessitar.

Resultado de imagem para tourism iconMarque os seus bilhetes nos monumentos e tours, evitando filas usando o Get Your Guide.

Imagem relacionada  Reserve os seus voos com a Skyscanner. Garanta os melhores preços.

Resultado de imagem para car icon  Alugue carro usando o RentalCars, comparando e escolhendo o melhor preço antes de viajar.

Resultado de imagem para saúde icon  Faça seguro de viagem na Iati Seguros ao menor preço do mercado e com seguros especializados para viajantes. Se usar este link gozará de 5% de desconto.

Resultado de imagem para livro icon  Usamos os guias de viagem da Lonely Planet para preparar as nossas viagens. Se faz o mesmo, pode comprá-los online. Sai mais barato e os portes são grátis a partir dos 35€.

4 Comentários

  1. Muito obrigada por este post informativo! Do que li no facebook há uma 4ª alternativa que é usar a Embaixada do Sudão em Viena mas imagino que aí o processo seja semelhante ao de Paris. Gostava muito de ir ao Sudão, mas acho o preço do visto excessivo. Pode ser que um dia me dê para ir ao Egipto…

    1. Carla Mota diz: Responder

      O consul do Sudão em Lisboa disse-nos que os portugueses não podem tirar o visto em Viena nem no Luxemburgo. Só em Paris.

  2. Em resumo, o melhor é ir a Assuão, aproveitar para visitar Abu Simbel e entrar no Sudão por terra, certo? Está anotado! 🙂

    1. Carla Mota diz: Responder

      Sim, especialmente para quem não conhece o Egipto e tem tempo. Para nós, que já conhecíamos e tínhamos pouco tempo, não era opção.

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.