DIA 5 – As pirâmides do Império KUSH em KARIMA (Jebel Barkal, El Kurru e Nuri) – Crónicas de Viagem | SUDÃO

DIA 5 - As pirâmides do Império KUSH em KARIMA (Jebel Barkal, El Kurru e Nuri) – Crónicas de Viagem | SUDÃO

Acabámos a noite a beber “carcadere” num boteco na praça central de Karima, preparado pela Samira, uma imigrante etíope com um sorriso generoso e rasgado. Foi a cereja no topo do bolo para um dia magnífico, o melhor que tivemos até agora no Sudão, este país que nos conquista a cada dia que passa e que se desvenda perante os nossos olhos.

Veja aqui como tirar o visto para o Sudão.

DIA 5 - As pirâmides do Império KUSH em KARIMA (Jebel Barkal, El Kurru e Nuri) – Crónicas de Viagem | SUDÃO

Hoje ficamos a conhecer a história do império Kush, e a dinastia dos faraós negros que governaram o Egipto a partir da Núbia.

DIA 5 - As pirâmides do Império KUSH em KARIMA (Jebel Barkal, El Kurru e Nuri) – Crónicas de Viagem | SUDÃO

JEBEL BARKAL

Logo depois do pequeno-almoço, saímos de casa e dirigimo-nos a pé até à montanha sagrada de Jebel Barkal. Começámos com uma breve visita ao pequeno museu, com artefactos de diferentes épocas, desde uma múmia pré-histórica até representações do deus Amon, com cabeça de carneiro.

DIA 5 - As pirâmides do Império KUSH em KARIMA (Jebel Barkal, El Kurru e Nuri) – Crónicas de Viagem | SUDÃO
DIA 5 - As pirâmides do Império KUSH em KARIMA (Jebel Barkal, El Kurru e Nuri) – Crónicas de Viagem | SUDÃO

Seguimos depois para o Templo de Amon, do qual restam apenas as fundações. Era um templo muito importante para os egípcios, fundado no século XV a.C., nos confins do império.

DIA 5 - As pirâmides do Império KUSH em KARIMA (Jebel Barkal, El Kurru e Nuri) – Crónicas de Viagem | SUDÃO

Logo ao lado, por baixo de um monólito que se destacou da montanha (e que alguns identificam como uma antiga estátua de um faraó ou de uma cobra), escavado dentro da montanha, encontra-se o templo de Mut, do século VII a.C., dedicado à Mãe divina e aos rituais de fertilidade. Lá dentro, pudemos ver algumas representações gravadas na pedra das paredes e tectos.

DIA 5 - As pirâmides do Império KUSH em KARIMA (Jebel Barkal, El Kurru e Nuri) – Crónicas de Viagem | SUDÃO
DIA 5 - As pirâmides do Império KUSH em KARIMA (Jebel Barkal, El Kurru e Nuri) – Crónicas de Viagem | SUDÃO
DIA 5 - As pirâmides do Império KUSH em KARIMA (Jebel Barkal, El Kurru e Nuri) – Crónicas de Viagem | SUDÃO
DIA 5 - As pirâmides do Império KUSH em KARIMA (Jebel Barkal, El Kurru e Nuri) – Crónicas de Viagem | SUDÃO

No mesmo complexo de Jebel Barkal, encontram-se também algumas pirâmides, uma central, rodeada de quatro pequenas, mas todas em muito mau estado, e um outro grupo, designado o cemitério real, em muito bom estado, presumivelmente as mais bem preservadas do Sudão.

DIA 5 - As pirâmides do Império KUSH em KARIMA (Jebel Barkal, El Kurru e Nuri) – Crónicas de Viagem | SUDÃO

Este conjunto de pirâmides de cerca de 20 m de altura é lindíssimo, e data do seculo III a.C., antes de os reis de Napata (a cidade ao lado de Jebel Barkal) se moverem mais para sul devido a exaustão dos solos e alterações climáticas que levaram a uma progressiva desertificação da região.

DIA 5 - As pirâmides do Império KUSH em KARIMA (Jebel Barkal, El Kurru e Nuri) – Crónicas de Viagem | SUDÃO
DIA 5 - As pirâmides do Império KUSH em KARIMA (Jebel Barkal, El Kurru e Nuri) – Crónicas de Viagem | SUDÃO
DIA 5 - As pirâmides do Império KUSH em KARIMA (Jebel Barkal, El Kurru e Nuri) – Crónicas de Viagem | SUDÃO
DIA 5 - As pirâmides do Império KUSH em KARIMA (Jebel Barkal, El Kurru e Nuri) – Crónicas de Viagem | SUDÃO

SOUQ DE KARIMA

Depois de extasiados pela beleza de Jebel Barkal fomos almoçar a Karima. No seio da cidade de Karima, o souq fervilha de gente, de sorrisos e de vida. Homens e mulheres, crianças e velhos, conversam, riem e convivem ao sabor do tempo. Em cada esquina um sorriso rasgado, um convite para tomar chá, um aperto de mão generoso, precedido por um toque no ombro, sinal de respeito.

DIA 5 - As pirâmides do Império KUSH em KARIMA (Jebel Barkal, El Kurru e Nuri) – Crónicas de Viagem | SUDÃO
DIA 5 - As pirâmides do Império KUSH em KARIMA (Jebel Barkal, El Kurru e Nuri) – Crónicas de Viagem | SUDÃO
DIA 5 - As pirâmides do Império KUSH em KARIMA (Jebel Barkal, El Kurru e Nuri) – Crónicas de Viagem | SUDÃO

Passear no souq de Karima não é uma viagem no tempo. É uma viagem à alma do Sudão. As bancas estão recheadas de legumes e frutos frescos, produzidos nas margens férteis do Nilo, as mesmas que após 50 metros do rio são estéreis e áridas. São a vida e a morte em apenas 100 metros de distância do Nilo.

DIA 5 - As pirâmides do Império KUSH em KARIMA (Jebel Barkal, El Kurru e Nuri) – Crónicas de Viagem | SUDÃO
DIA 5 - As pirâmides do Império KUSH em KARIMA (Jebel Barkal, El Kurru e Nuri) – Crónicas de Viagem | SUDÃO

Os homens vendem, as mulheres compram. São elas que preparam a casa. São elas que gerem a economia familiar. Eles são homens de negócios, responsáveis por fazer entrar em casa o dinheiro que elas terão para gerir no mês. Papeis muito bem definidos na sociedade sudanesa.

DIA 5 - As pirâmides do Império KUSH em KARIMA (Jebel Barkal, El Kurru e Nuri) – Crónicas de Viagem | SUDÃO
DIA 5 - As pirâmides do Império KUSH em KARIMA (Jebel Barkal, El Kurru e Nuri) – Crónicas de Viagem | SUDÃO

A linha de comboio corta o souq. De um lado os frescos, carne, legumes e frutas. Do outro lado os artigos manufacturados, a maioria provenientes da China. 

DIA 5 - As pirâmides do Império KUSH em KARIMA (Jebel Barkal, El Kurru e Nuri) – Crónicas de Viagem | SUDÃO
DIA 5 - As pirâmides do Império KUSH em KARIMA (Jebel Barkal, El Kurru e Nuri) – Crónicas de Viagem | SUDÃO

WADIS

A caminho de El Kurru ainda houve tempo para uma paragem num wadi, um vale seco, à espera das chuvas escassas na região, para se inundar de água.

DIA 5 - As pirâmides do Império KUSH em KARIMA (Jebel Barkal, El Kurru e Nuri) – Crónicas de Viagem | SUDÃO

FLORESTA PETRIFICADA

Um pouco mais à frente, uma floresta petrificada no meio do deserto. Não é uma floresta, mas são bastantes árvores que caíram naquela zona, foram cobertas de sedimentos e a calcificação ao longo dos séculos deu origem a verdadeiras pedras com a forma de árvores tombadas. Um cenário surreal num país que nos surpreende ao virar de cada esquina.

DIA 5 - As pirâmides do Império KUSH em KARIMA (Jebel Barkal, El Kurru e Nuri) – Crónicas de Viagem | SUDÃO
DIA 5 - As pirâmides do Império KUSH em KARIMA (Jebel Barkal, El Kurru e Nuri) – Crónicas de Viagem | SUDÃO

EL KURRU

El Kurru é um cemitério real usado durante séculos, sendo que só uma pirâmide subsiste, mas em mau estado. No entanto, os túmulos subterrâneos, apesar de terem sido saqueados, apresentam ainda pinturas nas paredes e tectos em bom estado de conservação. Visitámos apenas um (os outros estavam em processo de recuperação), onde pudemos admirar um céu estrelado e representações de faraós e deuses na viagem para o Além.

DIA 5 - As pirâmides do Império KUSH em KARIMA (Jebel Barkal, El Kurru e Nuri) – Crónicas de Viagem | SUDÃO
DIA 5 - As pirâmides do Império KUSH em KARIMA (Jebel Barkal, El Kurru e Nuri) – Crónicas de Viagem | SUDÃO
DIA 5 - As pirâmides do Império KUSH em KARIMA (Jebel Barkal, El Kurru e Nuri) – Crónicas de Viagem | SUDÃO
DIA 5 - As pirâmides do Império KUSH em KARIMA (Jebel Barkal, El Kurru e Nuri) – Crónicas de Viagem | SUDÃO

AS MARGENS DO NILO

Atravessámos várias aldeias de adobe nas margens do Nilo. O rio serpenteia a paisagem e pinta de verde as suas margens, concedendo um tom castanho e estéril após alguns metros.

DIA 5 - As pirâmides do Império KUSH em KARIMA (Jebel Barkal, El Kurru e Nuri) – Crónicas de Viagem | SUDÃO

As casas antigas de adobe têm vindo a ser abandonadas, progressivamente. As populações procuram agora edifícios mais resistentes, construídos com tijolo.

DIA 5 - As pirâmides do Império KUSH em KARIMA (Jebel Barkal, El Kurru e Nuri) – Crónicas de Viagem | SUDÃO

No meio do nada, uma antiga mesquita de adobe abandonada nos seio dos campos cultivados, que lembra que a cidade de Karima já por ali esteve. Inundações centenárias do Nilo obrigaram a cidade a relocalizar-se, a uma cota ligeiramente superior e no meio do deserto.

DIA 5 - As pirâmides do Império KUSH em KARIMA (Jebel Barkal, El Kurru e Nuri) – Crónicas de Viagem | SUDÃO

NURI

Na outra margem do Nilo, encontra-se Nuri, o cemitério real usado pela famosa 25ª dinastia faraónica, aquela que governou a Núbia e o Egipto desde Napata e Jebel Barkal. Em linha de vista com o centro religioso e político, Nuri tem uma colecção ainda hoje fantástica de pirâmides, sendo a central do faraó Taharqa, o governante do século VIII a.C. cujo território se estendia até à Fenícia.

DIA 5 - As pirâmides do Império KUSH em KARIMA (Jebel Barkal, El Kurru e Nuri) – Crónicas de Viagem | SUDÃO

A maior parte encontra-se em mau estado, mas o conjunto é absolutamente fabuloso, dando razão a quem afirma que o Sudão tem mais pirâmides do que o Egipto.

DIA 5 - As pirâmides do Império KUSH em KARIMA (Jebel Barkal, El Kurru e Nuri) – Crónicas de Viagem | SUDÃO

As areias do deserto envolvem as pirâmides, e as pequenas pedras que se vão soltando dos depósitos que constituem os blocos vão enchendo o chão. O tempo continua a passar e estas pirâmides continuam a teimar em manter-se de pé.

DIA 5 - As pirâmides do Império KUSH em KARIMA (Jebel Barkal, El Kurru e Nuri) – Crónicas de Viagem | SUDÃO

Uma coisa é certa: se o Egipto tem as mais imponentes e melhor preservadas pirâmides do mundo, o Sudão tem definitivamente as mais exóticas e, melhor do que tudo, só para nós, pois não vemos vivalma, além dos zeladores do recintos.

DIA 5 - As pirâmides do Império KUSH em KARIMA (Jebel Barkal, El Kurru e Nuri) – Crónicas de Viagem | SUDÃO

PÔR-DO-SOL EM JEBEL BARKAL

Regressámos a Karima, e a Jebel Barkal. No dia anterior, tínhamos assistido ao pôr-do-sol do cimo da montanha sagrada. Era agora tempo de assistir aos tons vermelho-fogo que o sol poente empresta às pirâmides.

DIA 5 - As pirâmides do Império KUSH em KARIMA (Jebel Barkal, El Kurru e Nuri) – Crónicas de Viagem | SUDÃO
DIA 5 - As pirâmides do Império KUSH em KARIMA (Jebel Barkal, El Kurru e Nuri) – Crónicas de Viagem | SUDÃO

Ainda tivemos tempo de meter conversa com o zelador das pirâmides, que se queixou dos jovens sudaneses que sobem às pirâmides, pondo em risco um património de valor incalculável para a humanidade.

DIA 5 - As pirâmides do Império KUSH em KARIMA (Jebel Barkal, El Kurru e Nuri) – Crónicas de Viagem | SUDÃO
DIA 5 - As pirâmides do Império KUSH em KARIMA (Jebel Barkal, El Kurru e Nuri) – Crónicas de Viagem | SUDÃO

Acabámos o dia na praça de Karima bebendo um chá e conversando, mas as nossas mentes tinham sido transportadas naquele dia para uma outra época. Um tempo de Reis e faraós, pirâmides e túmulos, palácios e o rio Nilo. E tal como os egípcios acreditavam que o Deus Sol morria e renascia todos os dias, também nós sentimos que a cultura e religião egípcia e núbia renasce sempre que alguém assiste a um pôr-do-sol sentado aos pés de uma pirâmide.

Leia aqui as crónicas diárias da nossa aventura a viajar no Sudão:

Rui Pinto

Físico de formação mas interessado em todos os aspectos da cultura e história da humanidade. As viagens são o meio privilegiado para um aprofundamento do conhecimento do mundo, das suas gentes e do nosso papel na vida.

More Posts - Facebook - Google Plus

.

PROGRAME A SUA VIAGEM

  Faça as suas reservas através das parcerias do nosso blogue. Você NÃO PAGA MAIS, nós ganhamos uma pequena comissão. Assim conseguimos manter o blogue com opiniões isentas.

Resultado de imagem para hotel icon Reserve o hotel no Booking.com e encontre as melhores promoções. Reserve e cancele sempre que necessitar.

Resultado de imagem para tourism iconMarque os seus bilhetes nos monumentos e tours, evitando filas usando o Get Your Guide.

Imagem relacionada  Reserve os seus voos com a Skyscanner. Garanta os melhores preços.

Resultado de imagem para car icon  Alugue carro usando o RentalCars, comparando e escolhendo o melhor preço antes de viajar.

Resultado de imagem para saúde icon  Faça seguro de viagem na Iati Seguros ao menor preço do mercado e com seguros especializados para viajantes. Se usar este link gozará de 5% de desconto.

Resultado de imagem para livro icon  Usamos os guias de viagem da Lonely Planet para preparar as nossas viagens. Se faz o mesmo, pode comprá-los online. Sai mais barato e os portes são grátis a partir dos 35€.

12 Comentários

  1. Paula diz: Responder

    Que relato interessante, o melhor do Sudão com certeza são as pessoas e o fato de poder visitar tudo com calma e sem muitas pessoas ao redor

    1. Carla Mota diz: Responder

      Sim, Paula. É verdade. É um dos pontos altos de viajar no Sudão.

  2. Que lindo relato e fotos, a Viviane se animou a conhecer. Interessante saber que essas pirâmides ficam sem grande proteção, podendo chegar bem perto.

    1. Carla Mota diz: Responder

      As pirâmides do Sudão tem pouca vigilância mas devemos ser viajantes conscientes. É muito importante preservarmos o património e desfrutar dele. É muito lindo. É demais.

  3. Tens razão, as pirâmides do Egipto são fantásticas, mas há sempre uma multidão a rodeá-las.
    Gostaria muito de conhecer estas. Conhecem aquele provérbio árabe: “o tempo ri de todas as coisas, mas as pirâmides riem do tempo”?

    1. Carla Mota diz: Responder

      Não conhecia. É lindo!

  4. Leo Vidal diz: Responder

    Fiquei apaixonado pelas fotos. Sou louco para ver uma pirâmide dessas de perto. Achei perfeito poder conhecer todos esses lugares em um único dia.

    1. Carla Mota diz: Responder

      Obrigada, Leo. Visitar Karima e a área das ruínas e pirâmides foi demais mesmo.

  5. Lu diz: Responder

    Nossa que bacana e perfeito o seu post cheio de detalhes e fotos lindas. Você me apresentou um Sudão que eu não fazia idéia que existia.

    1. Carla Mota diz: Responder

      Muito obrigada, Lu. Visitar o Sudão foi maravilhoso.

  6. Lusa Pinto diz: Responder

    Obrigada Viajar entre Viagens pelo que nos dá a conhecer. Conheço mais agora (riso).

    1. Carla Mota diz: Responder

      Obrigada 😀

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.