A bordo do TRANSMONGOLIANO – Parte I: Irkutsk – Ulaan Baatar

A bordo do TRANSMONGOLIANO - Parte I: Irkutsk - Ulaan Baatar

A segunda parte da nossa aventura de comboio iniciou-se na cidade onde tínhamos parado, Irkutsk, na Rússia, e consistia em pouco mais de 24 horas de viagem até à capital da Mongólia, Ulaan Baatar, agora já no comboio chinês “Transmongoliano” com paragem final em Pequim (Beijing). A primeira coisa que notamos (além dos responsáveis pelas carruagens serem agora homens chineses!) foi que as condições deste comboio não tinham nada a ver com o transiberiano “Rossiya” em que tínhamos viajado até ali. Além de não termos direito a comida nenhuma (ao contrário do comboio russo onde tínhamos direito a um pequeno-almoço e a um almoço bastante razoáveis), os compartimentos eram mais pequenos, as carruagens mais velhas (imagino o que será viajar nestas durante o Inverno…) e só tínhamos uma casa-de-banho, muito mais modesta, e em condições mais precárias. Mas isto, como é só um dia de viagem, não importa muito. Como companheiros de compartimento, tínhamos um casal de jovens suíços pouco faladores (mas simpáticos) com o mesmo destino que nós.

A bordo do TRANSMONGOLIANO - Parte I: Irkutsk - Ulaan Baatar

Pouco tempo depois de partirmos, o comboio acercou-se do lago Baikal e, a partir dai, a linha acompanha durante largos quilómetros, mesmo junto à água, a margem sul deste lago grandioso (cuja área é equivalente a um terço de Portugal!). Este troco incluía originalmente um percurso ainda maior junto ao lago, mas com a construção de uma barragem no rio Angara, junto a Irkutsk, o nível das águas do lago (que alimenta o rio) subiu 1 metro, inundando parte da linha.

A bordo do TRANSMONGOLIANO - Parte I: Irkutsk - Ulaan Baatar

Depois de deixarmos o Baikal para trás, começamos a acompanhar o rio Selenga, com uma paisagem muito bonita dominada pelos tons de verde e pelas povoações nas margens do rio. Paramos então na cidade de Ulan Ude, a última paragem antes de entrarmos na Mongólia, e poucos quilómetros a seguir que nos despedimos da linha transiberiana e entramos na linha transmongoliana. Continuamos a seguir o rio durante bastante tempo, pois este nasce já do outro lado da fronteira.

A bordo do TRANSMONGOLIANO - Parte I: Irkutsk - Ulaan Baatar

A fronteira é um teste a nossa paciência de mochileiros! Quase 4 horas parados no lado russo e 3 do lado mongol. Quando finalmente partimos da estação , já nos tínhamos deitado. Como o comboio ia algo atrasado em relação ao tabelado, quando acordamos ainda faltava uma hora de viagem. Aproveitamos para apreciar a paisagem… Estávamos definitivamente na Mongólia!

A bordo do TRANSMONGOLIANO - Parte I: Irkutsk - Ulaan Baatar

Quando chegamos a capital, apanhamos um banho de multidão de estrangeiros (ok, cerca de 20)! Foi um primeiro sinal que este país é já um destino turístico popular (pelo menos entre mochileiros!)

A bordo do TRANSMONGOLIANO - Parte I: Irkutsk - Ulaan Baatar  A bordo do TRANSMONGOLIANO - Parte I: Irkutsk - Ulaan Baatar

Rui Pinto

Físico de formação mas interessado em todos os aspectos da cultura e história da humanidade. As viagens são o meio privilegiado para um aprofundamento do conhecimento do mundo, das suas gentes e do nosso papel na vida.

More Posts - Facebook - Google Plus

.

PROGRAME A SUA VIAGEM

  Faça as suas reservas através das parcerias do nosso blogue. Você NÃO PAGA MAIS, nós ganhamos uma pequena comissão. Assim conseguimos manter o blogue com opiniões isentas.

Resultado de imagem para hotel icon Reserve o hotel no Booking.com e encontre as melhores promoções. Reserve e cancele sempre que necessitar.

Resultado de imagem para tourism iconMarque os seus bilhetes nos monumentos e tours, evitando filas usando o Get Your Guide.

Imagem relacionada Reserve os seus voos com a Skyscanner. Garanta os melhores preços.

Resultado de imagem para car icon Alugue carro usando o RentalCars, comparando e escolhendo o melhor preço antes de viajar.

Resultado de imagem para saúde icon Faça seguro de viagem na Iati Seguros ao menor preço do mercado e com seguros especializados para viajantes. Se usar este link gozará de 5% de desconto.

Resultado de imagem para livro icon Usamos os guias de viagem da Lonely Planet para preparar as nossas viagens. Se faz o mesmo, pode comprá-los online. Sai mais barato e os portes são grátis a partir dos 35€.

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.