Procura a FELICIDADE? Se quer ser FELIZ saiba que a resposta é VIAJAR

Procura a FELICIDADE? Se quer ser FELIZ saiba que a resposta é VIAJAR

Há muito que se sabe que quando as pessoas sentem que vão morrer arrependem-se daquilo que não fizeram, do que não disseram e do que não conheceram. Pois se é verdade que geralmente nos arrependemos daquilo que não fazemos, é verdade também que o ser humano tem muita dificuldade em tomar decisões que quebrem laços, que o deixem desconfortável e que o coloquem numa situação instável. No entanto, tudo o que conquistamos no mundo  e que nos faz felizes, resultou sempre da audácia de alguns. Audácia para enfrentar o mundo, audácia para desbravar novos territórios, audácia para conquistar liberdades individuais e colectivas. Haveria tantos exemplos de tentativas para ser feliz! Como tal, estamos em crer que o caminho para a felicidade faz-se também através das viagens.

Procura a FELICIDADE? Se quer ser FELIZ saiba que a resposta é: VIAJAR!

Viajar custa, e por isso sabe tão bem

No mundo nada é dado, tudo tem que ser conquistado e por isso é que tem tanto valor. Também as viagens são assim. Viajar é enfrentar novos desafios e situações de pouco conforto. Esses desafios são essenciais para que nos sintamos vivos e para que a adrenalina flua. Essa sensação é primordial para o sentimento de Felicidade que nos vai assolar sempre que conseguirmos enfrentar pequenos e grandes desafios. Poderá ser o segredo para ser feliz.

Viajar é celebrar a vida

Como é que viajar nos faz ser feliz? Em viagem sentimo-nos livres e vivos. Viver e saber viver pode fazer de nós pessoas mais felizes. A felicidade não é uma meta, mas deve ser um estado de espírito. Para tal é imprescindível sentirmo-nos vivos e sentir que usamos bem a nossa vida. Um estudo sobre a Felicidade, feito pela Universidade de Harvard, aponta como uma das receitas para a felicidade, a forma como vivemos. É imperativo sentir que estamos a usar bem os dias, as semanas, os meses e anos da nossa vida. Devemos celebrar a vida e fazer um balanço sobre a forma como vivemos. Para quê fazer um balanço sobre a vida quando já é tarde de mais para mudá-la? Devemos fazer esse balanço todos os anos e, se acharmos que precisamos de viajar mais para celebrar a vida, vamos viajar! Viajar para comemorar um aniversário, uma data especial, um acontecimento que nos marca. Ou simplesmente viajar porque gostamos de estar vivos.

Viajar mantém-nos em boa forma física

Um das condições básicas para nos sentirmos felizes é ter saúde. Quando nos sentimos bem fisicamente, sentimo-nos capazes de tudo. Quando viajamos, geralmente, gastamos mais calorias, fazemos mais exercício, caminhamos mais e mexemo-nos mais. Isso faz com que tenhamos uma melhor forma física. Quantos de nós não se sentem muito cansados na primeira semana de férias? Só depois do nosso organismo se adaptar às novas exigências começamos a ficar em forma. Viajar faz com que tenhamos uma melhor forma física e fazer exercício é fundamental. Segundo a Universidade de Harvard, o nosso cérebro produz mais endorfina em viagem, uma hormona que fica na circulação e nos oferece uma sensação de bem-estar generalizado. Segundo a mesma universidade, com menos de uma hora de passeio já se vai sentir mais feliz.

Viajar faz com que vejamos tudo de forma mais simples

Quando estamos em casa, envolvidos na nossa vida diária e rotineira, qualquer notícia nos parece importante e grave. Achamos problemática a situação do prédio, do condomínio, dos vizinhos, dos filhos, dos sobrinhos, da empresa, etc. Aquela pessoa que se cruza connosco na rua ou no emprego, todos os dias, já nos irrita. Porquê? Simplesmente porque já estamos cansados de ver sempre o mesmo. Simplesmente porque já ampliamos as sensações. São reacções normais e dizem-nos claramente que precisamos de fazer uma pausa e mudar de ares. Vá viajar! É mesmo isso. É preciso viajar para ser Feliz.

Viajar dá-nos tempo para pensar e meditar

O ritmo de vida diária pode ser alucinante. Levantar todos os dias de manhã cedo, arranjarmo-nos e arranjar tudo em tempo recorde para sair para o trabalho. Trabalhar enquanto a luz do sol se encontra acima da linha do horizonte. Uma pausa rápida para o almoço, que só os mais felizardos têm tempo de a fazer em casa. Sair do trabalho já com noite. Chegar a casa, jantar, descansar um pouco e preparar-nos para outro dia. Este modo de vida não é nada romântico mas é comum a quase todos nós. Os dias passam, as semanas e os meses também. Fica a sensação de depressão, de falta de motivação e até de desespero. Há que contrariar isso. É importante parar para pensar. Fugir desta vida rotineira. Pode ser apenas um fim de semana, uma caminhada ou uma semana de férias. É importante parar e “fugir” desta rotina. É importante pensar noutras coisas. Mudar de ares e pensar sobre tudo o que habitualmente não temos tempo. Ou então, simplesmente não pensar em nada. É urgente também meditarmos um pouco.

Viajar faz-nos mais tolerantes

Conhecer o mundo é fundamental para percebermos o outro e o respeitarmos. O medo do desconhecido leva o ser humano a evitá-lo e, muitas vezes, a despreza-lo. Por muito contraditório que possa parecer, no mundo globalizado, a ignorância é um dos maiores problemas da sociedade actual e que faz crescer o racismo e xenofobia. Quando viajamos e conhecemos sírios, iranianos, equatorianos, mexicanos ou filipinos, percebemos que são pessoas boas, como no resto do mundo, e tornamo-nos mais tolerantes. Passamos a sentir proximidade em relação a estes lugares e a estas gentes. Estes países deixam de ser meros pontos abstractos num mapa e passam a ter rosto. Esses rostos sorriram-nos, deram-nos um abraço de boas vindas. Coisas tão simples que fazem  uma pessoa ser felizes.

Viajar torna-nos persistentes e resilientes

Segundo o mesmo estudo da Universidade de Harvard, o caminho para a Felicidade está na atitude que temos para com a vida. Pessoas optimistas sentem-se mais felizes e acreditam que aquilo que fazem as leva no caminho para ser feliz. Investem em novas aventuras, viajam, gostam de conhecer novos lugares e pessoas. Os pessimistas, pelo contrário, assumem uma atitude derrotista. Acham que não vale a pena mudar de atitude ou de sítio. Sem mudanças não há novas aventuras, não há “injecções” de adrenalina no nosso corpo e sentimo-nos cada vez mais insatisfeitos com a vida. Há que ser capaz de dar a volta por cima. Há que ser resilinte. Nada melhor do que uma viagem para nos encontrarmos com a vida, para esquecer uma relação amorosa que acabou, para conhecer novas pessoas, para nos conhecermos a nós próprios. Faça como tantos outros. Nada melhor do que viajar para ser feliz!

Viajar é o caminho para ser feliz

Viajar é mesmo o caminho para ser feliz. Isso é um facto, não é só teoria. Os psicólogos acreditam que o locus de controlo, a expectativa que cada individuo tem para com a vida, depende se ele acredita que a sua felicidade advém da sua atitude (factores internos) ou da sorte, do acaso ou até de Deus (factores externos). Quanto mais positiva é a atitude da pessoa, quanto mais luta por aquilo que quer e assume uma atitude de controle da sua vida, maior será o sentimento de felicidade. Quando deixa as decisões da sua vida entregues ao acaso e à sorte, tende a ficar deprimido com a vida e cair em situações de mal estar emocional e funcional. Inspire e deixe-se inspirar. 

Ainda tem dúvidas que viajar o pode fazer feliz? Se tem, está na hora de VIAJAR!

Pode ver aqui as nossas DICAS para poder viajar pelo mundo.

Carla Mota

Geógrafa com uma enorme paixão pelas viagens e pelo mundo. Desde muito cedo que as viagens de exploração fazem parte da sua vida. A busca do conhecimento do mundo leva-a em direcção a culturas perdidas e ameaçadas, tentando percebe-las. Hoje é também líder de viagens de aventura na Nomad.

More Posts - Facebook - Google Plus - Flickr - YouTube

.

PROGRAME A SUA VIAGEM

  Faça as suas reservas através das parcerias do nosso blogue. Você NÃO PAGA MAIS, nós ganhamos uma pequena comissão. Assim conseguimos manter o blogue com opiniões isentas.

Resultado de imagem para hotel icon Reserve o hotel no Booking.com e encontre as melhores promoções. Reserve e cancele sempre que necessitar.

Resultado de imagem para tourism iconMarque os seus bilhetes nos monumentos e tours, evitando filas usando o Get Your Guide.

Imagem relacionada Reserve os seus voos com a Skyscanner. Garanta os melhores preços.

Resultado de imagem para car icon Alugue carro usando o RentalCars, comparando e escolhendo o melhor preço antes de viajar.

Resultado de imagem para saúde icon Faça seguro de viagem na Iati Seguros ao menor preço do mercado e com seguros especializados para viajantes. Se usar este link gozará de 5% de desconto.

Resultado de imagem para livro icon Usamos os guias de viagem da Lonely Planet para preparar as nossas viagens. Se faz o mesmo, pode comprá-los online. Sai mais barato e os portes são grátis a partir dos 35€.

30 Comentários

  1. Que texto incrível.
    Só me deu vontade de viajar mais, mais e mais.

    1. Carla Mota diz: Responder

      É verdade. Vamos! 😀

  2. acho que a melhor dieta que existe é viajar, especialmente se for aqui pela América do Sul ou lá pela Ásia! O calor é tanto e tem tanta coisa para fazer ao ar livre que é impossível ficar parado! e como vc disse ali…viajar é sentir-se vivo!

    1. Carla Mota diz: Responder

      😀 É isso mesmo.

  3. que texto tão leve e positivo, também acho que devemos levar a vida com mais leveza e felicidade, e viajar realmente proporciona isto! Valorizo cada viagem que conquistei, pois foi fruto do meu trabalho e esforço, seu texto nos faz refletir e realizar que somos sortudos! Abraços

    1. Carla Mota diz: Responder

      Obrigada, Flávia.

  4. Verdade! Texto maravilhoso! Viajar é renovar a alma <3

    1. Carla Mota diz: Responder

      É isso mesmo, Ana. 😀

  5. Texto inspirador e é verdade que nos arrependemos do que não fizemos mais do que pelo que fizemos. Parabéns para vocês! Viajaram por boa parte do mundo praticamente. Ótimo post!

    1. Carla Mota diz: Responder

      Obrigada 😀 E esperamos continuar sempre em busca da felicidade. 😀

  6. Carla….. Amei esse teu texto!
    Muito bom e verdadeiro!
    Eu diria que o que mais me atrai em viajar, além do enriquecimento cultural e da possibilidade de conhecer locais novos, é sair da rotina! Me sinto muito mais leve em não me importar se é feriado, se segunda-feira ou se preciso acordar cedo para trabalhar,
    😉
    Boas festas para vocês!

    1. Carla Mota diz: Responder

      Obrigada pela partilha, Juliana. É isso mesmo. Bom Ano de 2017. 😀

  7. Texto inspirador, parabéns! Não é de hoje que viajar é a prioridade da minha vida, volto diferente e melhor de cada experiência dentro e fora do país. Essa é, ao meu ver, nossa maior riqueza, não é mesmo?
    Abraços!

    1. Carla Mota diz: Responder

      É mesmo Amilton. 😀 Obrigada

  8. Ai que texto lindo e inspirador para o ano que se aproxima! Eu me sinto realmente feliz quando viajo. Então vamos viajar mais!!

    1. Carla Mota diz: Responder

      Sempre em viagem ou pensando em viajar. 😀

  9. Adorei o texto e concordo com cada palavra! Viajar é transformador!

    1. Carla Mota diz: Responder

      Obrigada, Marianne. 😀

  10. Sem dúvida é o caminho para ser feliz! Muito bom e reflexivo o seu texto
    Faltou só saber onde eram todas essas suas últimas fotos para inspirar mais ainda a próxima viagem. 😉

    1. Carla Mota diz: Responder

      São por esse mundão fora. 😀

  11. Post inspirador! Concordo com todas as afirmações! Viajar só torna minha vida mais completa e significativa. É muito enriquecedor conhecer novos países e novas culturas!!

    1. Carla Mota diz: Responder

      Obrigada 😀

  12. Fantástico, um texto maravilhoso! Serviu a carapuça “o ser humano tem muita dificuldade em tomar decisões que quebrem laços”… :)Preciso me agilizar!

    1. Carla Mota diz: Responder

      eheheh 😀 Força.

  13. Concordo com vc, eu quero passar minha vida so viajando. E tudo que gosto! E não abro mao

    1. Carla Mota diz: Responder

      É isso mesmo, Paloma. 🙂

  14. Concordo totalmente com o texto. Viajar é tudo de bom! 🙂

    1. Carla Mota diz: Responder

      É isso mesmo. 😀

  15. Conhecem quase o mundo inteiro e ainda não puseram um pé na Herdade da Hera. A 60 km de Lisboa. É obra. Mas tragam os putos.

    1. Carla Mota diz: Responder

      Talvez um dia…

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.