10 dicas preciosas para preparar o seu INTERRAIL

interrail

O Viajar entre Viagens começou da forma mais tradicional que se possa pensar. Como? Com um Interrail! É mesmo. A nossa primeira viagem juntos foi o clássico Interrail, a mítica viagem que desafia todos os limites. Percorrer a Europa de comboio, explorando os seus maiores encantos, foi a ideia que nos uniu. O Interrail é a viagem que nos torna “amantes de viagens” e, em casos mais graves, “viciados em viagens”.  É a partir do clássico Interrail que a mente pede mais, mais destinos, mais aventuras, mais experiências, mais pessoas e mais culturas.

Anos depois do nosso primeiro Interrail (e sonhando já com o próximo) decidimos criar um post dedicado a todos os jovens (e menos jovens) que estão a pensar preparar o seu Interrail, tornando esta viagem ainda mais mítica e maravilhosa. Aqui vão as nossas melhores dicas para preparar a sua viagem.

1. Ajuste o seu plano ao orçamento

A Europa é constituída por mais de 40 países, e o bilhete de Interrail permite viajar de comboio em 30 destes países. Neste continente há países mais económicos do que outros. Viajar de Interrail em países como Reino Unido, Noruega, Suécia, França ou Itália é bastante dispendioso porque ao custo do bilhete acresce os custos de alojamento e alimentação. Se tem um orçamento apertado, o ideal é ajustá-lo aos países em que vai viajar, optando pela Europa de Leste, como Polónia, Roménia, República Checa ou Grécia. No entanto, até nesta escolha é preciso pensar bem. Isto porque o Interrail é a forma mais económica de visitar cidades caras, como Londres, Oslo. Paris ou Amesterdão. Pode programar chegar de manhã e partir ao final do dia seguinte, acabando por ter que pernoitar nestas cidades poucas noites. Dito isto, prepare o seu Interrail ajustado ao seu orçamento, às suas opções e gostos pessoais.

2. Viaje durante a noite nas longas distâncias

Uma das vantagens do Interrail é viajar durante um curto espaço de tempo (no máximo um mês) de forma económica. Mas para isso há que fazer alguns sacrifícios e um deles é abdicar de noites bem dormidas em hotel. Num mês é possível percorrer longas distâncias e essas devem ser percorridas essencialmente em viagens nocturnas, já que isso permite aliar o preço da deslocação ao preço do alojamento. Enquanto poupa no hotel, ganha em tempo e dinheiro. Mas não se engane, isto cansa. Não o faça sempre. Nas grandes cidades opte por pernoitar e dedicar-lhe mais do que um dia. Terá mais tempo para desfrutar da cidade e aproveitar para dar algum descanso ao corpo (que também merece e precisa).

3. Privilegie hostels ou couchsurfing para baixar o custo

Quando pernoita, opte por marcar uma cama num dormitório (opção barata para quem viaja de forma independente) ou por couchsurfing (alojamento gratuito) . Se usar os dormitórios dos hostels, privilegie lugares próximos das estações de comboio. Vai ganhar em comodidade, porque lhe permite pousar a mochila logo que chega e pegar nela apenas quando se vai embora. As mulheres que não se sintam à vontade com a partilha dos quartos podem optar por dormitórios femininos. Há imensos sites que permitem marcar os alojamentos, tais como o Booking.com, o HostelWorld ou o Airbnb (se usar este link ganha 35€ de desconto para a sua primeira reserva). Pode ver mais sobre como marcar alojamentos através da internet neste artigo. O couchsurfing é uma excelente opção mas arranjar hosts nas principais cidades europeias é uma tarefa hercúlea e altamente desmotivadora.

4. Controle os horários de comboio e as ligações

O segredo de qualquer Interrail está no sucesso desta dica. É giro andar à descoberta e deixar-se levar pelos momentos, mas também é bom preparar previamente a sua viagem, conhecendo as ligações ferroviárias entre as cidades que pretende visitar e os horários dos comboios que fazem essas ligações. Esta tarefa parece básica mas é essencial porque para quem viaja nas épocas altas, geralmente no Verão ou Natal, é necessário fazer reservas dos comboios e convém conhecer os horários para poder reajustar os seus planos para o caso de as viagens estarem esgotadas. O site da GoEuro é uma ferramenta obrigatória porque lhe permite conhecer os comboios e os respectivos horários.

5. Faça contas à sua viagem contando com taxas de reserva e suplementos 

Viajar de Interrail é económico mas deve ter em conta que, em grande parte dos comboios nocturnos e nos países da Europa Ocidental, ao preço do passe deve acrescer outros custos. Por exemplo, na viagem entre Roma e Florença, pode ser necessário fazer reserva e essa tem um custo de 10€. Há muitas viagens onde esta situação se aplica, essencialmente comboios nocturnos, que requerem reservas obrigatórias. Para além disso, nas viagens nocturnas, mesmo com reserva, viajará em lugares sentados. Se quiser uma couchette ou um dormitório terá que pagar um suplemento. Faça todas essas contas quando estiver a preparar a sua viagem.

6. Use os cacifos das estações para conhecer cidades que não justificam uma pernoita

A maioria das estações de comboio têm cacifos e estes podem ser um excelente opção para a sua viagem de Interrail. Cidades como Pisa ou Roterdão podem não justificar uma noite de alojamento. Se arranjar um comboio que chega de manhã e outro que parte à noite, um dia na cidade pode ser suficiente. No entanto, deslocar-se na cidade com a mochila pode ser incómodo e cansativo. Opte por colocá-la nos cacifos das estações. Geralmente os cacifos custam entre 2€ e 6€/dia, o que torna esta opção bastante interessante.

7. Use os cartões disponíveis para ter descontos

Alguns dos cartões que dão mais descontos num Interrail são o Cartão Jovem, o ISIC (cartão de estudante internacional) ou cartão de professor. Estes cartões dão descontos nas entradas dos monumentos, museus ou até passeios, como os sightseeing buses ou passeios de barco. Aproveite todos os descontos para poder viajar e conhecer mais gastando menos.

8. Não perca as atracções e monumentos de visita grátis

Nas grandes cidades, especialmente na Europa, os viajantes deparam-se com o problema do elevado preço de entrada nos monumentos. Procure visitar os museus e monumentos no dia em que o preço é mais baixo (há muitos museus que uma vez por semana fazem descontos a partir de uma determinada hora). Outros monumentos têm também um dia em que estão abertos gratuitamente ao público. Neste dias há filas, mas quando os custos de entrada são elevados, compensa.  Foi isto que fizemos em muitos museus que visitámos durante a nossa viagem de Interrail, nomeadamente para ver o Museu do Louvre, em pleno Agosto. Esperámos cerca de uma hora na fila mas valeu a pena. Para além disso, as cidades têm imensos locais, muitas vezes geniais, que valem a pena ver só por fora. Estou a pensar em Paris ou Berlim, ou até Veneza ou Roma.

9. Se viajar com amigos opte por acampar

Acampar é a forma mais económica de fazer o Interrail mas isso implica que viaje com tenda e saco-cama. Pode ser uma excelente opção, essencialmente se viajar em grupo. Aliás, se fizer o seu Interrail com um grupo de amigos, acampe. Grande parte da aventura vai estar nos momentos passados nos campings e em torno das fogueiras. Para além disso, acampar permite-lhe, se viajar com um kit de cozinha, cozinhar e preparar as suas próprias refeições. Há kits fantásticos na Amazon, leves e práticos, que permitem grande flexibilidade. Muitas vezes os campings ficam próximos do centro da cidade e mesmo quando são relativamente afastados, são servidos por excelentes transportes públicos. É o caso dos campings de Veneza, Paris, Munique ou Berlim.

10. Faça uma viagem de barco no seu Interrail

Há empresas marítimas e fluviais associadas ao bilhete de Interrail, o que lhe permite viajar de barco e fazer ligações de forma muito interessante entre países. Grécia, Itália e Finlândia são apenas alguns exemplos. Nós fizemos de barco a viagem entre Calais e o Reino Unido, a caminho de Londres. Regressámos também de barco de Londres para Roterdão. Foi uma excelente opção porque ao encanto destas cidades, acresceu o encanto das viagens pelo Canal da Mancha. As viagens de barco em Itália ou na Grécia são também altamente recomendáveis.

Para saber mais informações sobre o Interrail consulte a página dedicada a esta viagem no GoEuro

Este post foi escrito a pedido da GoEuro mas todas as informações e opiniões aqui são nossas e testadas por nós. 

Carla Mota

Geógrafa com uma enorme paixão pelas viagens e pelo mundo. Desde muito cedo que as viagens de exploração fazem parte da sua vida. A busca do conhecimento do mundo leva-a em direcção a culturas perdidas e ameaçadas, tentando percebe-las. Hoje é também líder de viagens de aventura na Nomad.

More Posts - Facebook - Google Plus - Flickr - YouTube

.

PROGRAME A SUA VIAGEM

  Faça as suas reservas através das parcerias do nosso blogue. Você NÃO PAGA MAIS, nós ganhamos uma pequena comissão. Assim conseguimos manter o blogue com opiniões isentas.

Resultado de imagem para hotel icon Reserve o hotel no Booking.com e encontre as melhores promoções. Reserve e cancele sempre que necessitar.

Resultado de imagem para tourism iconMarque os seus bilhetes nos monumentos e tours, evitando filas usando o Get Your Guide.

Imagem relacionada  Reserve os seus voos com a Skyscanner. Garanta os melhores preços.

Resultado de imagem para car icon  Alugue carro usando o RentalCars, comparando e escolhendo o melhor preço antes de viajar.

Resultado de imagem para saúde icon  Faça seguro de viagem na Iati Seguros ao menor preço do mercado e com seguros especializados para viajantes. Se usar este link gozará de 5% de desconto.

Resultado de imagem para livro icon  Usamos os guias de viagem da Lonely Planet para preparar as nossas viagens. Se faz o mesmo, pode comprá-los online. Sai mais barato e os portes são grátis a partir dos 35€.

20 Comentários

  1. Eloah diz: Responder

    Nunca fiz e nem cheguei a pensar em um interrail, mas adorei sua experiência e relato.

    1. Carla Mota diz: Responder

      Obrigada

  2. Foi um interrail que fiz há 12 anos que a minha vida mudou, ou neste caso, o que desejava para a minha vida: a oportunidade de viajar. Percebi que a partir daquela aventura, as viagens tinha de fazer parte da minha vida.
    Fiquei realmente com o gosto, embora só o faça ocasionalmente e não tantas vezes como gostaria. Há sempre este ou aquele motivo.
    Mas só queria partilhar a importância do inter rail para iniciar o gosto pelas viagens, o partir para outros mundos, a conquista de outros saberes, eliminar os preconceitos.
    Continuação de boas viagens.

    1. Carla Mota diz: Responder

      Muito obrigada pelo teu testemunho, Pedro. Penso que a maioria dos viajantes começou assim. É maravilhoso sentir que uma viagem pode mudar tanto a nossa vida.

  3. Sonho em fazer a Rússia de trem, assim como você fez com a Europa. Vou guardar as dicas para quando começar a planejar minha viagem! Post inspirador :)

    1. Carla Mota diz: Responder

      Obrigada pelo feedback, Mariana. :)

  4. Carla, gostei bastante! Nós sempre viajamos de trem, mas os normais, nunca pensamos no Interrail. Muito bom o post e bastante curioso. E excelentes dicas. :)

    1. Carla Mota diz: Responder

      Obrigada, Edson. :)

  5. Que aventura? Isso é algo que nunca pensaria em fazer, mas as suas dicas foram ótimas!

    1. Carla Mota diz: Responder

      Obrigada Katia. :)

  6. Muito boas dicas, o melhor é planejar bem! O número 8 é o melhor sem dúvidas, imagine se vierem para Roma que tem arte em cada esquina, proveito garantido e grátis! Parabéns Post com muitos detalhes importantes para quem deseja se aventurar…

    1. Carla Mota diz: Responder

      Obrigada, Ana. :)

  7. Dicas de planejamento são uma das minhas favoritas! Gostei particularmente da 7, e sempre uso a dica 8! Sempre bom curtir o que há na cidade.

    1. Carla Mota diz: Responder

      Obrigada, Maíra. :)

  8. Que ótima dica, e que aventura, hein?! É o tipo de viagem que eu sonho em fazer, e vocês transmitiram isso com uma clareza de detalhes incrível. Me deu mais vontade de pegar a mochila e sair por ai! Parabéns!

    1. Carla Mota diz: Responder

      Obrigada, Alessandra. Pega na mochila e vai mesmo. É muito bom. :)

  9. Olá ! Só de pensar que há uns 12 anos não o fiz por causa de um amigo meu…que pena.. de facto na altura era bem mais barato, agora nem por isso, mas sim é uma experiência única e adoramos andar de comboio. Boas viagens !

    1. Carla Mota diz: Responder

      Ainda vai a tempo. 😉

  10. Adorei as dicas, é como você falou “O Interrail é a viagem que nos torna “amantes de viagens”. Parabéns pelo precioso trabalho de nos “alimentar” com tantas informações importantes :)

    1. Carla Mota diz: Responder

      Obrigada, Fabio. :)

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.