Visitar a SERRA DA LOUSÃ | O que ver e fazer nas aldeias de Xisto, trilhos e praias fluviais num roteiro para 3 dias

Visitar a SERRA DA LOUSÃ | O que ver e fazer nas aldeias de Xisto, trilhos e praias fluviais num roteiro para 3 dias

Visitar a Serra da Lousã é algo que não pode perder quando viajar no centro de Portugal. Desfrute da sua beleza natural e vida selvagem, percorrendo os trilhos pedestres, deslumbre-se com a imponência das fragas e quedas de água, nade nas praias fluviais, e renda-se ao interesse histórico e beleza arquitectónica das aldeias de xisto. Tudo isto numa região que, apesar de perto do litoral, sente um isolamento ditado pelas características do terreno e sofre frequentemente com o flagelo dos incêndios. Visitar a Serra da Lousã é também, assim, dar o seu contributo para ajudar a recuperar a economia local e permitir a preservação da cultura e natureza serranas.

Procura ideias para viajar em Portugal? Veja este artigo!

Visitar a SERRA DA LOUSÃ | O que ver e fazer nas aldeias de Xisto, trilhos e praias fluviais num roteiro para 3 dias

OS ENCANTOS DA SERRA DA LOUSÃ

A Serra da Lousã faz parte da Cordilheira Central portuguesa, juntamente com a Serra do Açor e a Serra da Estrela, e é aquela que se encontra mais próxima do litoral, sendo a mais acessível para quem dali se desloca, podendo ver-se o mar, em dias límpidos, a partir dos seus pontos mais altos (a Serra da Lousã atinge 1205 m de altitude no seu ponto mais alto).

Veja o nosso artigo sobre visitar a Serra do Açor.

Visitar a SERRA DA LOUSÃ | O que ver e fazer nas aldeias de Xisto, trilhos e praias fluviais num roteiro para 3 dias

Faz também parte do Sistema Montejunto-Estrela, uma cordilheira que atravessa diagonalmente a Região Centro de Portugal Continental, constituído pelas serras de Montejunto, Aire e Candeeiros, Sicó, Lousã, Açor, terminando na Serra da Estrela.

Consulte o nosso roteiro de lugares a explorar no Parque Natural das Serras de Aire e Candeeiros.

Visitar a SERRA DA LOUSÃ | O que ver e fazer nas aldeias de Xisto, trilhos e praias fluviais num roteiro para 3 dias

DICAS PRÁTICAS PARA VISITAR A SERRA DA LOUSÃ


Quando visitar a Serra da Lousã, convém ter em mente algumas informações que lhe facilitarão a vida no terreno. Ficam então aqui algumas dicas práticas para preparar a sua viagem à Serra da Lousã.

Visitar a SERRA DA LOUSÃ | O que ver e fazer nas aldeias de Xisto, trilhos e praias fluviais num roteiro para 3 dias

Quando visitar a Serra da Lousã

A melhor altura para visitar a Serra da Lousã é na Primavera e no Outono, com temperaturas amenas e cores fabulosas. No entanto, se procura praias fluviais, o Verão é a época mais indicada. No entanto, nesta altura a serra é muito quente, por isso deve tomar algumas precauções e, se for fazer trilhos, começá-los bem cedo. Mas o Inverno, e em particular a época festiva do Natal e Ano Novo, é também uma excelente oportunidade de ter uma experiência diferente na Serra da Lousã.

Se gosta de ambiente de serra, apostamos que vai adorar a Serra da Freita. Espreite aqui.

Visitar a SERRA DA LOUSÃ | O que ver e fazer nas aldeias de Xisto, trilhos e praias fluviais num roteiro para 3 dias

Como chegar e deslocar-se na Serra da Lousã

A Serra da Lousã integra territórios dos concelhos de Miranda do Corvo, Lousã, Góis e Penela, no Distrito de Coimbra, e Castanheira de Pera e Figueiró dos Vinhos, no Distrito de Leiria, e encontra-se aproximadamente à mesma distância de Porto e Lisboa, a poucas dezenas de quilómetros da cidade de Coimbra. Para poder chegar lá e deslocar-se à sua vontade, uma vez que os transportes públicos são limitados, a única opção é ter veículo próprio.

Se não tem carro próprio, procure aqui o aluguer de carro em Portugal, aos melhores preços.

Visitar a SERRA DA LOUSÃ | O que ver e fazer nas aldeias de Xisto, trilhos e praias fluviais num roteiro para 3 dias

Medidas de segurança e protecção com COVID-19

Embora viajar na Serra da Lousã seja seguro, se vai fazer actividades na natureza, a serra é uma região em que o calor se faz sentir e o terreno é acidentado. Para além disso, nestes tempos conturbados de Covid-19 que vivemos, todo o cuidado é pouco no que toca a medidas de higiene e protecção pessoal. Sendo assim, aconselhamos que:

  • Leve muita água consigo, pois a região da Serra da Lousã é muito quente no Verão, e o terreno às vezes tem poucas sombras.
  • Coloque bastante protector solar.
  • Leve calçado confortável para as caminhadas, e guarde os chinelos para quando chegar as praias fluviais.
  • Não se esqueça de uma máscara reutilizável e de gel de desinfecção das mãos, para o caso de ter de entrar num espaço público fechado, como um restaurante ou um café.
Visitar a SERRA DA LOUSÃ | O que ver e fazer nas aldeias de Xisto, trilhos e praias fluviais num roteiro para 3 dias

Visitar a Serra da Lousã em excursão

Se tiver pouco tempo, pode também considerar visitar a Serra da Lousão em excursão guiada, a partir da cidade de Coimbra, com visita a Talasnal, Casal Novo e Castelo da Lousã, e degustação de vinhos e produtos regionais.

Reserve aqui o seu lugar na Excursão às Aldeias do Xisto da Serra da Lousã.

Visitar a SERRA DA LOUSÃ | O que ver e fazer nas aldeias de Xisto, trilhos e praias fluviais num roteiro para 3 dias

ONDE FICAR ALOJADO QUANDO VISITAR A SERRA DA LOUSÃ

Há imensas opções de alojamento na Serra da Lousã, desde casas de xisto nas aldeias, até hotéis de luxo nas vilas. Ficam aqui as nossas sugestões sobre onde dormir na Serra da Lousã.

Aldeias de Xisto da Serra da Lousã

Quando estivemos na Serra da Lousã, ficámos alojados na Casa da Carvalha, na aldeia de Candal, pois gostamos de ficar em casas tradicionais. Localizada na parte alta da aldeia, tinha dois andares, a sala e cozinha no superior, e o quarto e casa de banho no inferior. Era muito aconchegadora, aliando o conforto ao ambiente rural.

Visitar a SERRA DA LOUSÃ | O que ver e fazer nas aldeias de Xisto, trilhos e praias fluviais num roteiro para 3 dias

Na aldeia de Candal, há outra bela opção, na parte baixa da aldeia (mais perto da entrada), a Casa de Baixo. Outras excelentes opções de alojamento em casas tradicionais nas aldeias de xisto da Serra da Lousã são:

Visitar a SERRA DA LOUSÃ | O que ver e fazer nas aldeias de Xisto, trilhos e praias fluviais num roteiro para 3 dias

Vila da Lousã

Também pode ficar alojado na vila da Lousã, que é uma excelente base para explorar a Serra da Lousã e com mais opções de alojamento. Ali não ficará numa casa de xisto, mas tem a vantagem de poder ficar mais perto de supermercados e restaurantes, e sempre a pouca distância das aldeias da serra. Na vila da Lousã, pode escolher entre:

Visitar a SERRA DA LOUSÃ | O que ver e fazer nas aldeias de Xisto, trilhos e praias fluviais num roteiro para 3 dias

Aldeia e Fragas de São Simão

Para visitar o passadiço das Fragas de São Simão, pode ficar alojado ali perto, embora não haja, por enquanto, muitas opções. Perto da aldeia de Casal de São Simão, pode ficar na Casa Velha, ou na Casa da Milharica.

Pode também ficar alojado na vila de Figueiró dos Vinhos ou redondezas, onde poderá escolher entre:

Visitar a SERRA DA LOUSÃ | O que ver e fazer nas aldeias de Xisto, trilhos e praias fluviais num roteiro para 3 dias

Coentral e zona da Ribeira das Quelhas

Perto do passadiço da Ribeira de Quelhas, não há, por enquanto, muitas opções. Pode considerar as seguintes:

Se procura belos alojamentos em Portugal e no mundo, veja esta nossa selecção.

Visitar a SERRA DA LOUSÃ | O que ver e fazer nas aldeias de Xisto, trilhos e praias fluviais num roteiro para 3 dias

O QUE VER E FAZER QUANDO VISITAR A SERRA DA LOUSÃ


A Serra da Lousã não é um destino turístico por excelência, em comparação com outras regiões de Portugal, mas se a visitar, verá que se vai surpreender, pois ali encontrará natureza no estado selvagem, trilhos pedestres que percorrem aldeias fabulosas, e algumas das melhores praias fluviais de Portugal. Assim, quer seja em férias mais prolongadas, quer escapadinhas de fim de semana, visitar a Serra da Lousã é uma bela opção para desfrutar de um Portugal menos conhecido mas igualmente fascinante.

Visitar a SERRA DA LOUSÃ | O que ver e fazer nas aldeias de Xisto, trilhos e praias fluviais num roteiro para 3 dias

Visitar as mais belas aldeias da Serra da Lousã


Na Serra da Lousã, o xisto faz parte da identidade do território e da cultura das suas gentes. É o xisto que constitui a maioria das casas das aldeias tradicionais, espalhadas pela serra. Mas as aldeias, outrora cheias de vida, foram sofrendo o despovoamento, com as pessoas a fugir ao isolamento e à falta de condições de vida. Hoje, a procura do contacto com a natureza e a beleza da serra levaram a que as aldeias da Serra da Lousã ganhassem uma nova vida como destinos turísticos de excelência. Ficam aqui as nossas sugestões das mais belas aldeias da Serra da Lousã.

Visitar a SERRA DA LOUSÃ | O que ver e fazer nas aldeias de Xisto, trilhos e praias fluviais num roteiro para 3 dias

1. Aldeia do Candal

Localizada numa vertente sul da Serra da Lousã, e na estrada nacional entre a Lousã e Castanheira de Pêra, Candal é uma das aldeias mais visitadas, com as suas casas espalhadas pela vertente e com as suas ruas inclinadas. A meia encosta, tem boa acessibilidade ao resto da Serra, quer ao pontos altos, quer aos vales mais baixos.

Visitar a SERRA DA LOUSÃ | O que ver e fazer nas aldeias de Xisto, trilhos e praias fluviais num roteiro para 3 dias
Visitar a SERRA DA LOUSÃ | O que ver e fazer nas aldeias de Xisto, trilhos e praias fluviais num roteiro para 3 dias

2. Aldeia da Cerdeira

A Cerdeira é uma das aldeias mais mágicas da Serra da Lousã, com um ambiente especial, onde a tradição e a criação artística andam de mãos dadas. Localizada numa crista rochosa, a poucos quilómetros de Candal, é palco de retiros e workshops, servindo de inspiração para todos os que a visitam.

Visitar a SERRA DA LOUSÃ | O que ver e fazer nas aldeias de Xisto, trilhos e praias fluviais num roteiro para 3 dias
Visitar a SERRA DA LOUSÃ | O que ver e fazer nas aldeias de Xisto, trilhos e praias fluviais num roteiro para 3 dias

3. Aldeia do Talasnal

A poucos quilómetros do Castelo da Lousã, o Talasnal é, provavelmente, a aldeia que foi mais, e melhor, recuperada, sendo algumas casas absolutamente deliciosas. A rua principal sobe o terreno acidentado, e dá ligação a muitas ruelas que formam um emaranhado que é um prazer explorar.

Visitar a SERRA DA LOUSÃ | O que ver e fazer nas aldeias de Xisto, trilhos e praias fluviais num roteiro para 3 dias
Visitar a SERRA DA LOUSÃ | O que ver e fazer nas aldeias de Xisto, trilhos e praias fluviais num roteiro para 3 dias

4. Aldeia do Chiqueiro

A poucos quilómetros do Talasnal, Chiqueiro é uma pequena aldeia, com uma envolvência natural exuberante, com a vegetação a reinar no terreno. É um ponto de passagem obrigatório em várias caminhadas na serra.

Visitar a SERRA DA LOUSÃ | O que ver e fazer nas aldeias de Xisto, trilhos e praias fluviais num roteiro para 3 dias

5. Aldeia de Casal Novo

Formando, juntamente com o Talasnal e o Chiqueiro, o triângulo dourado de aldeias históricas na Serra da Lousã, Casal Novo é uma bela aldeia que se espraia no caminho que liga ao Santuário de Nossa Senhora da Piedade. A caminhada que une estas três aldeias é obrigatória quando visitar a Serra da Lousã.

Visitar a SERRA DA LOUSÃ | O que ver e fazer nas aldeias de Xisto, trilhos e praias fluviais num roteiro para 3 dias
Visitar a SERRA DA LOUSÃ | O que ver e fazer nas aldeias de Xisto, trilhos e praias fluviais num roteiro para 3 dias

6. Aldeia da Pena

Localizada junto dos famosos Penedos de Góis, onde o quartzito ganha a batalha com o xisto, o encanto da aldeia da Pena parece competir com a imponência da paisagem que a rodeia. Algumas casas parecem saídas de um conto de fadas.

Visitar a SERRA DA LOUSÃ | O que ver e fazer nas aldeias de Xisto, trilhos e praias fluviais num roteiro para 3 dias
Visitar a SERRA DA LOUSÃ | O que ver e fazer nas aldeias de Xisto, trilhos e praias fluviais num roteiro para 3 dias

7. Aldeia da Comareira

Localizada no concelho de Góis, é a mais pequena aldeia da Serra da Lousã, e é como se fosse um pedacinho de céu esquecido na terra, onde o tempo quase que parou. Com uma vista privilegiada sobre as redondezas, está englobada no Ecomuseu das Tradições do Xisto.

Visitar a SERRA DA LOUSÃ | O que ver e fazer nas aldeias de Xisto, trilhos e praias fluviais num roteiro para 3 dias
Visitar a SERRA DA LOUSÃ | O que ver e fazer nas aldeias de Xisto, trilhos e praias fluviais num roteiro para 3 dias

8. Aldeia da Aigra Nova

É uma das aldeias onde a vida local ainda se faz sentir, e onde se concentra a preservação das tradições para as gerações futuras, encontrando-se aí a Loja Aldeias do Xisto e o Núcleo da Coirela das Agostinhas, assim como o Núcleo de Interpretação Ambiental, ambos pertencentes ao Ecomuseu Tradições do Xisto.

Visitar a SERRA DA LOUSÃ | O que ver e fazer nas aldeias de Xisto, trilhos e praias fluviais num roteiro para 3 dias
Visitar a SERRA DA LOUSÃ | O que ver e fazer nas aldeias de Xisto, trilhos e praias fluviais num roteiro para 3 dias

9. Aldeia da Aigra Velha

É a aldeia a maior altitude na Serra da Lousã (770 m), e com uma localização privilegiada para aceder aos pontos mais altos da Serra. Encontra-se aí o Núcleo do Forno e Alambique da Família Claro, pertencente ao Ecomuseu Tradições do Xisto.

Visitar a SERRA DA LOUSÃ | O que ver e fazer nas aldeias de Xisto, trilhos e praias fluviais num roteiro para 3 dias
Visitar a SERRA DA LOUSÃ | O que ver e fazer nas aldeias de Xisto, trilhos e praias fluviais num roteiro para 3 dias

10. Aldeia de Casal de São Simão

No concelho de Figueiró dos Vinhos, e situada na crista quartzítica que liga às famosas Fragas, Casal de São Simão é uma pequena aldeia com uma vista fabulosa sobre as redondezas. É ponto de acesso ao percurso da praia fluvial e passadiço.

Conheça aqui as mais belas aldeias de Portugal.

Visitar a SERRA DA LOUSÃ | O que ver e fazer nas aldeias de Xisto, trilhos e praias fluviais num roteiro para 3 dias
Visitar a SERRA DA LOUSÃ | O que ver e fazer nas aldeias de Xisto, trilhos e praias fluviais num roteiro para 3 dias

11. Ferraria de São João

A aldeia de Ferraria de São João é uma bela aldeia de Xisto onde ainda existem currais comunitários tal como existiam há séculos. Aqui os currais estão preservados e a tradição comunitária ainda se mantém. Vale a pena a visita.

Visitar a SERRA DA LOUSÃ | O que ver e fazer nas aldeias de Xisto, trilhos e praias fluviais num roteiro para 3 dias

As melhores praias fluviais e piscinas naturais da Serra da Lousã


Uma das razões que que leva muitos a visitar a Serra da Lousã é desfrutar das suas excelentes praias fluviais, nas quais se contam algumas das melhores de Portugal. Ficam aqui as nossas sugestões das melhores praias fluviais e piscinas naturais da Serra da Lousã.

Visitar a SERRA DA LOUSÃ | O que ver e fazer nas aldeias de Xisto, trilhos e praias fluviais num roteiro para 3 dias

1. Garganta do Cabril do Ceira

A Garganta do Cabril do Ceira, também conhecidas como as Portas do Ceira, é o resultado da luta do rio Ceira com as bancadas quartzíticas da região, criando um vale em garganta e uma praia fluvial, que atraem cada vez mais visitantes.

Consulte o nosso artigo sobre a Garganta do Cabril do Ceira.

Visitar a SERRA DA LOUSÃ | O que ver e fazer nas aldeias de Xisto, trilhos e praias fluviais num roteiro para 3 dias
Visitar a SERRA DA LOUSÃ | O que ver e fazer nas aldeias de Xisto, trilhos e praias fluviais num roteiro para 3 dias

2. Fragas de São Simão

No concelho de Figueiró dos Vinhos, a Ribeira de Alge percorre uma paisagem de vegetação exuberante e, quando chega às Fragas de São Simão, tudo se conjuga para se tornar numa das praias fluviais mais conhecidas da Serra da Lousã, e local da construção do novo Passadiço das Fragas de São Simão.

Não perca o nosso artigo sobre o novo Passadiço das Fragas de São Simão.

Visitar a SERRA DA LOUSÃ | O que ver e fazer nas aldeias de Xisto, trilhos e praias fluviais num roteiro para 3 dias
Visitar a SERRA DA LOUSÃ | O que ver e fazer nas aldeias de Xisto, trilhos e praias fluviais num roteiro para 3 dias

3. Piscinas naturais da Ribeira das Quelhas

Perto da aldeia do Coentral Grande, a Ribeira das Quelhas desce a vertente da serra e cria uma série de quedas de água e piscinas naturais, uma paisagem que atrai tanto os amantes das caminhadas como os entusiastas dos mergulhos em água fresca. É também agora o local de construção do novo Passadiço da Ribeira das Quelhas.

Não deixe de ver o nosso artigo sobre o novo Passadiço da Ribeira das Quelhas.

Visitar a SERRA DA LOUSÃ | O que ver e fazer nas aldeias de Xisto, trilhos e praias fluviais num roteiro para 3 dias
Visitar a SERRA DA LOUSÃ | O que ver e fazer nas aldeias de Xisto, trilhos e praias fluviais num roteiro para 3 dias

4. Praia fluvial da Bogueira

No concelho da Lousã, perto da aldeia de Casal de Ermio, a praia fluvial de Bogueira é das mais populares da região. Tem infraestruturas diversas, incluindo um campo de jogos e mesas de piquenique.

Visitar a SERRA DA LOUSÃ | O que ver e fazer nas aldeias de Xisto, trilhos e praias fluviais num roteiro para 3 dias

5. Praia fluvial de Nossa Senhora da Piedade

Enquadrada pelo Castelo da Lousã e pelo Santuário de Nossa Senhora da Piedade, a praia fluvial de Nossa Senhora da Piedade é daquelas que tem uma envolvência mais bonita. Com Bandeira Azul e boa acessibilidade, este é um local a não perder num dia quente.

Visitar a SERRA DA LOUSÃ | O que ver e fazer nas aldeias de Xisto, trilhos e praias fluviais num roteiro para 3 dias

6. Praia fluvial da Senhora da Graça

Localizada no rio Ceira, esta praia tem todas as instalações que a fazem uma escolha para muitos, incluindo bar, balneários e mesa de merendas. É muito popular junto dos mais jovens.

Visitar a SERRA DA LOUSÃ | O que ver e fazer nas aldeias de Xisto, trilhos e praias fluviais num roteiro para 3 dias

7. Cascata da Pedra da Ferida

Já na Serra do Espinhal mas paredes meias com a Lousã fica a magnífica Cascata da Pedra da Ferida com um belo trilho para lhe aceder.

Visitar a SERRA DA LOUSÃ | O que ver e fazer nas aldeias de Xisto, trilhos e praias fluviais num roteiro para 3 dias

Os melhores percursos pedestres na Serra da Lousã


Não há melhor forma de explorar a Serra da Lousã que percorrer a pé os seus vários trilhos. Dessa forma, conhecerá de perto as aldeias e os seus encantos, atravessará os pinheirais e os montes, e chegará às praias fluviais ainda com mais vontade de um banho. Ficam aqui as nossas sugestões dos melhores percursos pedestres na Serra da Lousã.

1. PR5 LSA – Caminho do Xisto da Lousã – Rota dos Serranos (Circular, 6,5 km, 3 horas)

Este trilho é um clássico da Serra da Lousã. Começa no Castelo da Lousã e Santuário de Nossa Senhora da Piedade e passa pelas aldeias do Talasnal, Chiqueiro e Casal Novo. É um percurso um pouco exigente do ponto de vista físico, uma vez que os desníveis são apreciáveis, mas a recompensa é considerável, uma vez que passa por algumas das aldeias mais bem preservadas da Serra da Lousã. Na realidade coincide em muitos troços com o PR4 e o PR2. No entanto, consideramos que o PR5 é mais vantajoso, já que evita o troço desde a povoação da Lousã até ao Castelo.

Visitar a SERRA DA LOUSÃ | O que ver e fazer nas aldeias de Xisto, trilhos e praias fluviais num roteiro para 3 dias

2. PR1 GOI – Caminho do Xisto das Aldeias de Góis – Rota das Tradições do Xisto (9 km, 4 horas)

Este trilho une as quatro aldeias da Serra da Lousã que fazem parte do concelho de Góis, ou seja, Aigra Nova, Aigra Velha, Comareira e Pena. É um trilho exigente, mas a paisagem que atravessa é absolutamente fabulosa.

Consulte aqui o folheto informativo do trilho PR1 GOI.

Visitar a SERRA DA LOUSÃ | O que ver e fazer nas aldeias de Xisto, trilhos e praias fluviais num roteiro para 3 dias

3. PR1 FVN – Caminho do Xisto de Casal de S. Simão – Descida às Fragas (circular, 5 km, 2 horas e meia)

Este trilho desenrola-se à volta da aldeia de Casal de S. Simão, passando pelas Fragas de S. Simão e pela praia fluvial, mas também pelas povoações de Além da Ribeira, Ponte do Bras Curado e Saonda.

Consulte aqui o folheto informativo do trilho PR1 FVN.

Visitar a SERRA DA LOUSÃ | O que ver e fazer nas aldeias de Xisto, trilhos e praias fluviais num roteiro para 3 dias

4. Passadiço das Fragas de São Simão

Em alternativa ao trilho mencionado no ponto anterior, pode optar pelo novo percurso no Passadiço das Fragas de São Simão. Pode iniciar o trilho na aldeia de Casal de S. Simão, descer até à praia fluvial e depois subir pelo passadiço até ao miradouro das Fragas de São Simão.

Consulte aqui o nosso artigo sobre o novo Passadiço das Fragas de São Simão.

Visitar a SERRA DA LOUSÃ | O que ver e fazer nas aldeias de Xisto, trilhos e praias fluviais num roteiro para 3 dias
Visitar a SERRA DA LOUSÃ | O que ver e fazer nas aldeias de Xisto, trilhos e praias fluviais num roteiro para 3 dias

5. Passadiço da Ribeira das Quelhas

O percurso da Ribeira das Quelhas começa na aldeia de Coentral Grande e acompanha a ribeira, que desce o relevo acidentado da serra, passando por quedas de água e piscinas naturais. O passadiço facilita em muito o acesso a um terreno tradicionalmente difícil, permitindo que as piscinas naturais passem a estar disponíveis para todos.

Consulte aqui o nosso artigo sobre o novo Passadiço da Ribeira das Quelhas.

Visitar a SERRA DA LOUSÃ | O que ver e fazer nas aldeias de Xisto, trilhos e praias fluviais num roteiro para 3 dias
Visitar a SERRA DA LOUSÃ | O que ver e fazer nas aldeias de Xisto, trilhos e praias fluviais num roteiro para 3 dias

Se gosta de caminhar, não deixe de consultar o nosso artigo sobre os melhores trilhos em Portugal.


Lugares icónicos para fotografar a Serra da Lousã


A Serra da Lousã tem alguns locais emblemáticos, que atraem aqueles que querem uma fotografia que simbolize os bons momentos passados e que represente a identidade da região. Ficam aqui as nossas sugestões dos melhores lugares para fotografar na Serra da Lousã.

1. Baloiço de Trevim

O baloiço de Trevim está localizado perto do ponto mais alto da Serra da Lousã, e é o local de eleição para aqueles que querem um lugar romântico para assistir ao pôr-do-sol. As vistas da serra em direcção ao mar são fabulosas.

Visitar a SERRA DA LOUSÃ | O que ver e fazer nas aldeias de Xisto, trilhos e praias fluviais num roteiro para 3 dias
Visitar a SERRA DA LOUSÃ | O que ver e fazer nas aldeias de Xisto, trilhos e praias fluviais num roteiro para 3 dias

2. Alto de Trevim

O Alto de Trevim é o ponto mais alto da Serra da Lousã (1205 m), de onde terá vistas privilegiadas da serra em todas as direcções. Apesar da presença de torres de comunicações e aerogeradores, é o melhor lugar para fotografar a serra vista de cima e para se ter uma noção da sua dimensão e das serras que a rodeiam.

Visitar a SERRA DA LOUSÃ | O que ver e fazer nas aldeias de Xisto, trilhos e praias fluviais num roteiro para 3 dias

3. As letras LOUSÃ

As grandes cidades do mundo têm-nas e a Serra da Lousã não fica atrás. As letras “Lousã” são um local obrigatório para ficar com aquela recordação inconfundível da Serra da Lousã.

Visitar a SERRA DA LOUSÃ | O que ver e fazer nas aldeias de Xisto, trilhos e praias fluviais num roteiro para 3 dias

4. Moldura “Isto é Lousã”

A plataforma instagram mudou a forma de comunicarmos uns com os outros, especialmente no que toca a fotografias de viagens. As molduras estão na moda, e “Isto é a Lousã” é o sítio perfeito para tirar aquela fotografia para partilhar com os amigos a mostrar o que é a Serra da Lousã.

Visitar a SERRA DA LOUSÃ | O que ver e fazer nas aldeias de Xisto, trilhos e praias fluviais num roteiro para 3 dias

5. Penedos de Góis

Os Penedos de Góis (1040 m) são saliências quartzíticas numa serra dominada pelo xisto, sendo por isso uma rocha mais dura e menos susceptível de erosão. Junto da aldeia da Pena, estes impressionantes penedos são um dos símbolos da Serra da Lousã.

Visitar a SERRA DA LOUSÃ | O que ver e fazer nas aldeias de Xisto, trilhos e praias fluviais num roteiro para 3 dias

6. Castelo da Lousã

O Castelo de Arouce localiza-se a cerca de dois quilómetros da vila da Lousã. Construído no local de uma fortificação árabe, teve um papel fundamental na reconquista cristã do que viria a tornar-se o território de Portugal, fazendo parte da Linha de Castelos do Mondego. A torre de menagem foi construída no século XIV, e no século XVI, com o foral da vila, passa a ser conhecido como o Castelo da Lousã. Hoje é um dos símbolos da região e um dos melhores lugares para fotografar na Serra da Lousã.

Visitar a SERRA DA LOUSÃ | O que ver e fazer nas aldeias de Xisto, trilhos e praias fluviais num roteiro para 3 dias

Experiências gastronómicas para desfrutar na Serra da Lousã


1. Comer Chanfana na Lousã

A cabra é, historicamente, o animal que melhor se adaptava à serra, e da qual as populações aproveitavam o leite, mas também a carne. A chanfana é um dos pratos mais apreciados, sendo que a carne das cabras velhas é cozinhada no forno, temperada com vinho. Uma maravilha gastronómica!

Visitar a SERRA DA LOUSÃ | O que ver e fazer nas aldeias de Xisto, trilhos e praias fluviais num roteiro para 3 dias

2. Provar o Queijo de Rabaçal

Oriundo da freguesia de Rabaçal, no concelho de Penela, este queijo é um dos produtos mais conceituados da região e constitui uma denominação de origem protegida. Como entrada ou sobremesa, não deixe de experimentar esta maravilha gastronómica.

3. Provar os enchidos da serra

Os enchidos são uma das tradições gastronómicas da Serra da Lousão. Não deixe de experimentar um belo chouriço, farinheira ou morcela, como a entrada ideal de uma refeição tradicional.

Visitar a SERRA DA LOUSÃ | O que ver e fazer nas aldeias de Xisto, trilhos e praias fluviais num roteiro para 3 dias

4. Comer castanhas e migas

Numa terra onde as castanhas tomavam o lugar das batatas, não deixe de experimentar javali assado, acompanhado de castanhas e migas de couve. Uma delícia! Um dos melhores locais onde comemos foi no restaurante O Burgo.

Visitar a SERRA DA LOUSÃ | O que ver e fazer nas aldeias de Xisto, trilhos e praias fluviais num roteiro para 3 dias

ROTEIRO DE 3 DIAS PARA VISITAR A SERRA DA LOUSÃ


Para conseguir visitar a Serra da Lousã o ideal é ter quatro dias inteiros. De qualquer forma, como a maioria das pessoas visita a Serra da Lousã numa escapadinha, geralmente um fim de semana alargado, combinamos tudo numa visita de 3 dias. Porém, se tiver mais tempo, aconselhamos a fazê-lo em 4 ou 5 dias. Considere um dia zero para chegar à Lousã. Para fazer este roteiro nós baseamo-nos na aldeia do Candal e foi a melhor opção.

DIA 1 – Visitar os ícones e as aldeias de xisto da Lousã fazendo trilhos

Desloque-se para o Castelo da Lousã, onde deve deixar o seu carro. Depois de visitar o castelo e a praia fluvial Nossa Senhora da Piedade, comece a fazer trilho do Castelo Lousã – PR2, passando por Talasnal a Casal Novo (6 km) – circular. A melhor opção é incluir aqui o Chiqueiro também que é o chamado PR5. Veja a explicação acima. Depois desta voltinha, pode almoçar no Restaurante O Burgo, antes de rumar à aldeia da Cerdeira e depois o Candal. De seguida, se apanhar a estrada que está no mapa assinalada vai passar pelos principais icons da Lousã, nomeadamente as Letras Lousã, a moldura da Lousã e terminam para um pôr-do-sol no baloiço de Trevim. Se só tiver um dia completo na Serra da Lousã, este dia concentra todos os pontos altos.

DIA 2 – Pelos passadiços e acidentes geográficos da Serra da Lousã

Comece o dia no Candal e vá receber os primeiros raios de sol ao Alto de Trevim, o marco geodésico do cume da serra. Depois desça até à aldeia de Coentral para visitar os novos Passadiços da Ribeira de Quelhas. Siga depois para as aldeias de Aigra a Velha, Pena, Aigra a Velha e Comareira. Se tiver tempo e gostar caminhadas aconselhamos que faça o belo trilho PR1 GOI no concelho de Góis que passa por todas estas belas aldeias. Depois desta aventura vá dar um mergulho até às Portas do Ceira, a Garganta do Cabril do Ceira, na freguesia de Serpins. Siga depois para a Praia Fluvial de Bogueira para apanhar o pôr-do-sol.

DIA 3 – Explorando os contrafortes da Serra da Lousã

No terceiro dia na Serra da Lousã vale a pena explorar a zona de Castanheira de Pera e de Figueiró dos Vinhos, no sopé da serra. Apanhe a estrada que vai do Candal para Castanheira (que é linda) e pare em alguns miradouros na estrada. Depois siga para a aldeia de Casal de São Simão. De seguida, vá até às Fragas de São Simão. Pode ir de carro ou pelo trilho magnífico. Os novos passadiços das Fragas de São Simão também são imperdíveis. Siga depois para a aldeia da Ferraria de São João, e depois para a Cascata da Pedra Ferida. Termine o dia na aldeia de xisto de Gondramaz.

Visitar a SERRA DA LOUSÃ | O que ver e fazer nas aldeias de Xisto, trilhos e praias fluviais num roteiro para 3 dias
Visitar a SERRA DA LOUSÃ | O que ver e fazer nas aldeias de Xisto, trilhos e praias fluviais num roteiro para 3 dias
Visitar a SERRA DA LOUSÃ | O que ver e fazer nas aldeias de Xisto, trilhos e praias fluviais num roteiro para 3 dias
Visitar a SERRA DA LOUSÃ | O que ver e fazer nas aldeias de Xisto, trilhos e praias fluviais num roteiro para 3 dias
Visitar a SERRA DA LOUSÃ | O que ver e fazer nas aldeias de Xisto, trilhos e praias fluviais num roteiro para 3 dias

Rui Pinto

Físico de formação mas interessado em todos os aspectos da cultura e história da humanidade. As viagens são o meio privilegiado para um aprofundamento do conhecimento do mundo, das suas gentes e do nosso papel na vida.

More Posts - Facebook - Google Plus


SUBSCREVA A NOSSA NEWSLETTER

Bem-vindos ao Viajar entre Viagens! Junte-se a esta comunidade e subscreva a nossa newsletter mensal. Uma vez por mês irá receber um email com todas as novidades do blogue e das redes sociais, tais como novos artigos, viagens, projectos e vídeos no youtube.

Irá receber um email com um link para confirmar a sua subscrição.

QUE EQUIPAMENTO FOTOGRÁFICO USAMOS

Esta é provavelmente uma das perguntas que mais recebemos. A resposta é simples e está aqui. Desde drone, câmaras fotográficas, computadores, etc. Tudo o que vai na nossa bagagem está aqui.

 câmera dslr - ícones de tecnologia grátisMáquinas fotográficas e drones sinal de símbolo de ícone de computador - Download Vetores Gratis ...Computador e gadgets

PROGRAME A SUA VIAGEM

  Faça as suas reservas através das parcerias do nosso blogue. Você NÃO PAGA MAIS, nós ganhamos uma pequena comissão. Assim conseguimos manter o blogue com opiniões isentas.

Resultado de imagem para hotel icon Reserve o hotel no Booking.com e encontre as melhores promoções. Reserve e cancele sempre que necessitar.

Local Tourism Svg Png Icon Free Download (#343998 ...  Marque os seus bilhetes nos monumentos e tours, evitando filas usando o Get Your Guide.

Imagem relacionada  Reserve os seus voos com a Skyscanner. Garanta os melhores preços.

Resultado de imagem para car icon  Alugue carro usando o RentalCars, comparando e escolhendo o melhor preço antes de viajar.

Resultado de imagem para saúde icon  Faça seguro de viagem na Iati Seguros ao menor preço do mercado e com seguros especializados para viajantes. Se usar este link gozará de 5% de desconto.

Resultado de imagem para livro icon  Usamos os guias de viagem da Lonely Planet para preparar as nossas viagens. Se faz o mesmo, pode comprá-los online. Sai mais barato e os portes são grátis a partir dos 35€.

Resultado de imagem para dinheiro icon Use o cartão REVOLUT para levantar dinheiro em viagem. Se usar este link, não terá custo com o envio do cartão, poupando assim 5,99€. . Este blogue contém links de programas de afiliados.

10 Comentários

  1. Um artigo super completo para quem quer visitar a Serra da Lousã! Achei uma graça as aldeias, eu faria muitas fotos aí. As paisagens naturais também são belíssimas. Uma região para se conhecer com certeza.

    1. Carla Mota diz: Responder

      É lindo demais essa serra da Lousã.

  2. Angela C S Anna diz: Responder

    sempre me surpreendo com seus artigos de portugal, tem tantos lugares incríveis num país tão pequeno! espero visitar ano que vem e descobrir suas belezas!

    1. Carla Mota diz: Responder

      É mesmo, Angela. A Serra da Lousã é assim um pedacinhos e paraíso com as aldeias de xisto da Lousã e todos os seus recantos naturais.

  3. Que maravilha! Adorei conhecer mais um pedacinho de Portugal através do blog! Achei incrível esta região da Serra da Lousã! Confesso que jamais tinha ouvido falar e já fiquei encantado! Adorei os vilarejos e em especial este lugar chamado Garganta do Cabril do Ceira. Muito lindo! Espero ter a oportunidade de visitar algum dia.

    1. Carla Mota diz: Responder

      Obrigada, Itamar, a Serra da Lousã é linda mesmo e o Cabril do Ceira é assim um pedacinho de paraíso. Tem recantos para visitar fabulosos.

  4. Gostava de visitar as aldeias de xisto da Serra da Lousã na altura do Natal, porque ficam muito bonitas. Mas conduzir até lá é que não apetece… a ver se consigo colocar nos planos para o Outono, pelo menos.
    P.S. não sabia da existência de uma aldeia chamada Chiqueiro!

    1. Carla Mota diz: Responder

      A Serra da Lousã é mesmo linda mas no Natal deve ter um ar muito mágico. Imagino!

  5. Ual, fiquei apaixonada e morrendo de vontade de visitar a Serra da Lousã! Que lugar lindo e com tantas atrações. Adorei as dicas de viagem para Portugal e espero poder seguir em breve tudo isso.

    1. Carla Mota diz: Responder

      Obrigada, Victória, a Serra da Lousã é linda demais. tem recantos para visitar fabulosos.

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.