Visitar as melhores CASCATAS DO GERÊS e as suas mais belas piscinas naturais | Portugal

Visitar as melhores CASCATAS DO GERÊS e as suas mais belas piscinas naturais | Portugal

As cascatas do Gerês são um dos maiores atractivos da serra mas são muito mais do que isso. As cascatas do Gerês são o reflexo da sua Geografia e da climatologia da região.

Visitar as melhores CASCATAS DO GERÊS e as suas mais belas piscinas naturais | Portugal
Ver esta publicação no Instagram

AS 10 MAIS BELAS CASCATAS E PISCINAS NATURAIS DO GERÊS 🇵🇹 . 🇵🇹 Não poderia ter qualquer ordem esta nossa lista, até porque é feita de experiências individuais e de gostos pessoais. Porém tinha que haver uma lista. Na nossa visita à Serra do Gerês durante a iniciativa #euficoemportugal visitamos muitas cascatas, mais de 10, que já escrevemos um artigo no blogue. No artigo têm as dicas para chegar a cada uma das cascatas com os diferentes caminhos que podem seguir e as coordenadas GPS (que acreditem é a pior forma de lá chegar porque para muitas vão levar-vos por caminhos difíceis e perigosos). Espreitem o nosso blogue (o link está nos stories ou na bio) mas aqui ficam 10 cascatas para começarem já a preparar a vossa viagem. 1. 7 Lagoas de Xertelo 2. Cascata de Pitões das Júnias 3. Cascatas do Arado 4. Cascata da Portela do Homem 5. Piscinas naturais de Fafião 6. Cascata da Laja 7. Cascata da Misarela 8. Cascata Tahiti 9. Cascata de Pincães 10. Poço Azul . QUAL É A CASCATA QUE GOSTAVAM DE CONHECER PRIMEIRO NUMA VIAGEM AO GERÊS? . #viajarentreviagens #sapoviagens #fugasdoviajante #iatipelomundo

Uma publicação partilhada por Carla Mota & Rui Pinto (@viajar_entre_viagens) a

Porque há tantas cascatas no Gerês e piscinas naturais

O Gerês é um paraíso natural drenado por um sem número de linhas de água temporárias e rios. O facto de se localizar numa das áreas com maiores valores de precipitação de Portugal faz com que tenha imensa água disponível a escorrer pelas suas vertentes que, quando travadas por rochas acumuladas nos leitos, se transformam em piscinas naturais. Para além disso há várias rupturas de declive, muitas provocadas por fracturação das rochas, que os rios transpõem em cascata. Na sua base, desenvolvem-se piscinas naturais que resultam da erosão fluvial dos cursos de água. Esta Geografia atrai cada vez mais visitantes à serra, em busca das mais belas cascatas do Gerês e das suas piscinas naturais.

Visitar as melhores CASCATAS DO GERÊS e as suas mais belas piscinas naturais | Portugal

Porque há tanta água no Gerês

Em Portugal o regime de precipitação é diferente, a norte e a sul do território continental. Se a diferença entre o norte e o sul se deve a um conjunto de factores climáticos e geográficos, tendo a Serra da Estrela um papel determinante, os elevados níveis de precipitação no norte litoral devem-se à presença da Serra do Gerês (ou melhor, um conjunto de serras como a Peneda, Amarela, Cabreira e também o Gerês). O norte litoral é muito mais pluvioso do que o norte interior. E é aí que estas serras, nomeadamente a Serra do Gerês têm um papel determinante. Portugal é afectado, essencialmente no Inverno, pelas Perturbações Frontais (conjunto de frentes e massas de ar que descem em latitude nesta altura do ano devido ao movimento de Translação da Terra). Estas frentes (frias e quentes) trazem para o nosso território fortes precipitações, no caso das frentes frias, aguaceiros, no caso das frentes quentes, chuvisco.

Visitar as melhores CASCATAS DO GERÊS e as suas mais belas piscinas naturais | Portugal

As frentes entram no território nacional vindas do Atlântico, carregadas de humidade que vão deixando junto à costa quando encontram ar húmido e atingem o ponto de saturação. Contudo, a humidade no ar desloca-se em direcção ao interior (devido ao movimento de Rotação da Terra a dinâmica da atmosfera faz-se geralmente de oeste para este) onde encontra um conjunto de serras das quais a Serra do Gerês faz parte. Estas serras funcionam como uma Barreira de Condensação, obrigando o ar húmido a subir em altitude para transpor o obstáculo criado pelas formas de relevo. À medida que o ar é obrigado a subir tem menos capacidade higrométrica (ou seja, menos capacidade para absorver o vapor de água existente na atmosfera), condensando e atingindo rapidamente a saturação. Quando tal acontece, ocorre precipitação. Esta precipitação ocorre essencialmente na face ocidental destas serras, criando imensa água disponível para escoar nas suas vertentes.

Visitar as melhores CASCATAS DO GERÊS e as suas mais belas piscinas naturais | Portugal

A natureza das rochas graníticas permite a acumulação de águas em aquíferos (reservatórios naturais) que alimentam nascentes e rios ao longo do ano. Sendo assim, no Inverno, quando as precipitações são mais frequentes, as cascatas e piscinas naturais estão repletas de água, sendo até perigosas devido à sua força. No Verão, as piscinas naturais e as cascatas continuam a ter água, embora menos e, nos anos mais secos, as cascatas do Gerês podem ter mesmo apenas um fio de água.

Visitar as melhores CASCATAS DO GERÊS e as suas mais belas piscinas naturais | Portugal

Como é a temperatura da água nas cascatas do Gerês e nas suas piscinas naturais

A água das Cascatas do Gerês é fria. Não há como contornar isso. São águas correntes, sempre em circulação, que saem do interior da terra, onde estão armazenadas. A temperatura das águas das cascatas estará entre os 10ºC ou 14ºC, talvez um pouco mais em piscinas naturais com menos água. Porém desengane-se quem acha que encontrará águas límpidas com temperaturas tropicais, as águas estão sempre geladas, e a sensação térmica de entrar na água é uma autêntica tortura. No entanto, o que custa mais é entrar, depois o corpo aclimata e um bom banho até sabe bem. Evite é estar demasiado tempo seguido na água porque não faz bem aos ossos. Se procura águas quentes, o melhor então é ir para as Termas do Gerês onde a água atinge os 47ºC.

Visitar as melhores CASCATAS DO GERÊS e as suas mais belas piscinas naturais | Portugal

Visitar as melhores CASCATAS DO GERÊS e as suas mais belas piscinas naturais


Se vai visitar o PNPG não pode perder as mais belas cascatas do Gerês, bem como as suas piscinas naturais. As cascatas e piscinas naturais do Gerês que lhe vamos sugerir são apenas as que ficam na Serra do Gerês, ou seja, na área entre o Rio Homem e o rio Cávado. Note que apesar de haver várias coordenadas GPS das cascatas do Gerês na internet, a maioria são imprecisas, levam por caminhos longos e perigosos. Partilhamos aqui também as coordenadas GPS que tiramos no Google Maps mas tenha em atenção que a melhor maneira de ir visitar as Cascatas do Gerês é através de orientação e sinalização, algo que vamos partilhar também.

Visitar as melhores CASCATAS DO GERÊS e as suas mais belas piscinas naturais | Portugal

1. Cascata do Arado (e piscinas naturais do Arado)

A Cascata do Arado é uma das mais populares e acessíveis cascatas do Gerês. Dito isto, vai encontrar várias pessoas na cascata, essencialmente ao Final de Semana a banhar-se nas suas piscinas naturais. Há piscinas naturais na parte de cima e de baixo da ponte do Arado. Há também piscinas naturais na parte superior do miradouro da cascata do Arado. Basta subir por um trilho estreito por cerca de 5 ou 10 minutos.

Visitar as melhores CASCATAS DO GERÊS e as suas mais belas piscinas naturais | Portugal
Visitar as melhores CASCATAS DO GERÊS e as suas mais belas piscinas naturais | Portugal

COMO CHEGAR À CASCATA DO ARADO – Para chegar à Cascata do Arado o ideal é ir a Vila do Gerês ou à Ermida. Daí seguir a estrada que leva até ao Miradouro das Rocas e à Cascata do Arado. A estrada é asfaltada até ao miradouro e está sempre sinalizada. A estrada asfaltada termina no miradouro, onde pode estacionar, mas pode também levar o carro até à Ponte do Arado. Durante a semana há estacionamento suficiente. Aos fins de semana no Verão os lugares de estacionamento são insuficientes.

Coordenadas GPS: 41°43’25.5″N 8°07’47.6″W

Visitar as melhores CASCATAS DO GERÊS e as suas mais belas piscinas naturais | Portugal
Visitar as melhores CASCATAS DO GERÊS e as suas mais belas piscinas naturais | Portugal

2. Cascata de Pincães (e piscina natural de Pincães)

A Cascata de Pincães é pequena e relativamente acessível mas nunca tem muita gente, especialmente durante a semana. A Cascata é um ecanto. Parece uma cascata nas Filipinas ou Bali, acredite. É alta e tem uma bela piscina natural. No entanto, só apanha sol durante a manhã por isso essa será a melhor altura para a visitar.

Visitar as melhores CASCATAS DO GERÊS e as suas mais belas piscinas naturais | Portugal

COMO CHEGAR À CASCATA DE PINCÃES – A melhor forma de chegar à Cascata de Pincães é conduzir até à aldeia de Pincães. Uma vez aí, estacione, na entrada da aldeia um pouco mais à frente. Depois há sinalização para a cascata e não tem nada que enganar. o trilho, um estradão de terra batida até meio caminho, segue sempre uma levada.

Coordenadas GPS: 41°42’56.0″N 8°03’34.7″W

Visitar as melhores CASCATAS DO GERÊS e as suas mais belas piscinas naturais | Portugal

3. Cascata da Portela do Homem (e piscinas naturais da Portela do Homem)

A Cascata da Portela do Homem é bastante popular entre portugueses e espanhóis. A cascata só é acessível a pé mas é muito fácil lá chegar. talvez por isso tenha tanta gente, especialmente no Verão e aos finais de semana. A cascata tem uma bela piscina para ir a banhos mas não é muito grande por isso, quando tem muita gente é limitativa.

Visitar as melhores CASCATAS DO GERÊS e as suas mais belas piscinas naturais | Portugal

COMO CHEGAR À CASCATA DA PORTELA DO HOMEM – Para chegar à Cascata da Portela do Homem deve deixar o seu carro estacionado na área fronteiriça da Portela do Homem. Esta cascata fica dentro da Mata de Albergaria e é expressamente proibido parar o carro perto da cascata, pelo que quando passar perto da cascata de carro não pode parar nem abrandar. Depois de estacionar o carro, há que descer a pé a mesma estrada asfaltada cerca de 800 metros. A cascata fica do lado esquerdo.

Coordenadas GPS: 41°48’13.0″N 8°07’41.6″W

Visitar as melhores CASCATAS DO GERÊS e as suas mais belas piscinas naturais | Portugal

4. Cascatas do Tahiti (e piscinas naturais do Tahiti) – Cascata da Frecha das Barjas

A cascata do Tahiti aparece nas cartas e mapas como Cascata da Fecha das Barjas e, no local, com a placa Cascata de Várzeas. Não se deixe enganar, é tudo a mesma coisa. A cascata do Tahiti é linda, isso não está em questão, mas é especialmente perigosa. A cascata não é aconselhável a crianças já que as pedras são extremamente escorregadias e há poucos lugares planos com apoio. Apesar da cascata ser magnífica está nitidamente sobrevalorizada a nosso ver. Está cheia de gente, durante a semana e ao final de semana, e todos os dias há acidentes. Quando lá estivemos uma rapariga escorregou, caiu e aleijou-se bem. Quase todos os dias os bombeiros têm que fazer resgates ou recolher pessoas feridas. Já houve vários acidentes mortais. Não subestime a cascata. É um óptimo local para visitar mas, se vir que tem muita gente, o melhor é passar para outra.

Visitar as melhores CASCATAS DO GERÊS e as suas mais belas piscinas naturais | Portugal
Visitar as melhores CASCATAS DO GERÊS e as suas mais belas piscinas naturais | Portugal

COMO CHEGAR À CASCATA DO TAHITI OU FECHA DAS BARJAS – A melhor forma de lá chegar é apanhar a estrada que vai da aldeia da Ermida para Fafião. Sensivelmente a meio, antes de entrar no concelho de Montalegre, do lado esquerdo há um pequeno parque de estacionamento (para cerca de 5 carros) e em frente, do lado direito, há um cartaz a dizer Cascata da Várzeas. É só descer depois a pé para as cascatas. As cascatas são várias e com várias piscinas naturais. As melhores são as de baixo, mas também mais difíceis e perigosas de alcançar. Se pretender ir para lá, o ideal é começar a descer do lado direito, depois de passar a ponte na estrada de asfalto, por um trilho pedestre. Já sabe, chegar à cascata é fácil, porque ela fica à beira da estrada, mas desfrutar das suas piscinas naturais é perigoso. Tenha cuidados redobrados.

Coordenadas GPS: 41°42’13.6″N 8°06’34.7″W

Visitar as melhores CASCATAS DO GERÊS e as suas mais belas piscinas naturais | Portugal
Visitar as melhores CASCATAS DO GERÊS e as suas mais belas piscinas naturais | Portugal

5. Cascata do Poço Azul (e piscina natural do Poço Azul)

O Poço Azul é um dos lugares mais bonitos da Serra do Gerês. É difícil de lá chegar porque envolve uma caminhada de duas horas para cada lado (no mínimo) mas talvez por isso quase nunca tem ninguém e é um lugar tranquilo quase só com meia dúzia de casais.

Visitar as melhores CASCATAS DO GERÊS e as suas mais belas piscinas naturais | Portugal
Visitar as melhores CASCATAS DO GERÊS e as suas mais belas piscinas naturais | Portugal
Visitar as melhores CASCATAS DO GERÊS e as suas mais belas piscinas naturais | Portugal

COMO CHEGAR À CASCATA DO POÇO AZUL – Para chegar com sucesso à cascata e piscina natural do Poço Azul o ideal é não usar as coordenadas GPS. Pelas coordenadas vai lá ter mas irá, com certeza, por caminhos mais difíceis e perigosos. Se seguir as dicas que partilhamos neste artigo do nosso blogue de como chegar ao Poço Azul não tem nada que enganar e ainda vai conhecer imensa coisa pelo caminho.

Coordenadas GPS: 41°44’00.5″N 8°06’24.9″W

Visitar as melhores CASCATAS DO GERÊS e as suas mais belas piscinas naturais | Portugal

6. Cascatas das 7 Lagoas do Xertelo (e piscinas naturais das 7 Lagoas do Gerês)

As Cascatas das 7 Lagoas do Xertelo são as nossas favoritas. Na realidade são muito mais do que sete Lagoas, são pelo menos 12, ligadas por pequenas e grandes cascatas que se sucedem no leito do rio Cabril (ao contrário do que diz o Google Maps e que lá localiza erradamente o rio Cávado). As piscinas naturais, as Lagoas são maravilhosas. As melhores são a primeira e as duas últimas, mas todas são lindas. É só aproveitar a que estiver vazia ou com menos gente e desfrutar. São seguras para crianças e algumas são pequeninas e até parecem pequenas piscinas para os miúdos.

Visitar as melhores CASCATAS DO GERÊS e as suas mais belas piscinas naturais | Portugal
Visitar as melhores CASCATAS DO GERÊS e as suas mais belas piscinas naturais | Portugal

COMO CHEGAR ÀS CASCATAS E 7 LAGOAS – Para chegar ali, mais uma vez, dispense as coordenadas GPS. O melhor é seguir a sinalização que o leva até à aldeia de Xertelo. Uma vez na aldeia pode seguir um trilho fácil (1 hora) ou um trilho com mais aventura, o Trilho dos Poços Verdes. Tem também a possibilidade de levar carro ou jipe até lá mas não é legal. Para saber exactamente qual a melhor opção para si, veja este nosso artigo aqui no blogue com tudo devidamente explicado de como chegar às 7 Lagoas do Xertelo.

Coordenadas GPS: 41°45’34.0″N 8°01’39.0″W (da primeira lagoa, onde termina o estradão)

Visitar as melhores CASCATAS DO GERÊS e as suas mais belas piscinas naturais | Portugal

7. Cascatas de Fafião (e piscinas naturais de Fafião)

As Cascatas e Piscinas naturais de Fafião são muito acessíveis e por isso um óptimo destino para famílias com miúdos. As cascatas são pequenas mas as piscinas naturais são muito bonitas e há algumas maiores (como a que fica na base da ponte de madeira) ou outras mais pequenas. As piscinas são lindas e muito mais seguras do que outras na serra. Tem um pequeno bar de apoio, uma roulote ao final de semana e no Verão, e até um pequeno parque de merendas.

Visitar as melhores CASCATAS DO GERÊS e as suas mais belas piscinas naturais | Portugal

COMO CHEGAR ÀS CASCATAS E PISCINAS NATURAIS DE FAFIÃO – As cascatas e piscinas naturais de Fafião localizam-se na estrada entre Ermida e Fafião, sensivelmente 1,5 km antes de chegar à aldeia homónima. Basta estacionar aí o carro e depois caminhar para uma das piscinas que quiser. Tem piscinas na parte de cima e na parte de baixo da estrada. As de cima são mais bonitas. É aqui que começa o magnífico Trilho do Pão, Azeite e Miradouros, por isso, se gosta de férias activas, não deixe de o fazer. Para saber tudo sobre este trilho consulte o nosso artigo.

Coordenadas GPS: 41°42’34.5″N 8°05’37.0″W

Visitar as melhores CASCATAS DO GERÊS e as suas mais belas piscinas naturais | Portugal

8. Cascata da Rajada (e piscinas naturais da Rajada)

A Cascata da Rajada é uma das cascatas do rio Arado, bem perto da aldeia da Ermida. É pouco conhecida e a maioria das pessoas não vai lá porque o acesso é pedonal. Porém, a cascata é muito bonita e tem uma bela piscina natural, pequena mas boa para banhos. A melhor forma de conhecer a Cascata da Rajada é fazer o trilho da GR50 quando descer do Poço Azul, assim junta a visita à cascata com o miradouro das Cilhas e o Poço Azul.

Visitar as melhores CASCATAS DO GERÊS e as suas mais belas piscinas naturais | Portugal

COMO CHEGAR ÀS CASCATAS E PISCINAS NATURAIS DA RAJADA – A forma mais fácil de chegar à Cascata da Rajada é ir de carro até à aldeia da Ermida, estacionar aí e, depois, fazer o trilho que está sinalizado até à cascata. O trilho demora cerca de 30 minutos a pé pois são cerca de 1,5 km (ida e volta 3 km, 1 hora). Pelo caminho pode ainda ver os dois miradouros das Cilhas. Porém, o melhor é combinar uma visita a esta cascata com o Poço Azul. Para fazer isto basta ver as nossas dicas extra no artigo para visitar o Poço Azul no Gerês.

Coordenadas GPS: 41°42’46.7″N 8°07’31.2″W

Visitar as melhores CASCATAS DO GERÊS e as suas mais belas piscinas naturais | Portugal

9. Cascata da Laja

A Cascata da Laja é uma das mais pitorescas da Serra do Gerês, com uma bela ponte de madeira, parece saída de um conto de fadas. A cascata não tem piscina natural pelo que não é boa para ir a banhos mas é linda. A melhor forma de visitar a Cascata da Laja é fazendo o TRilho da Preguiça, um trilho fácil e que vale mesmo a pena. Para saber tudo sobre como fazer o Trilho da Preguiça veja este nosso artigo.

Visitar as melhores CASCATAS DO GERÊS e as suas mais belas piscinas naturais | Portugal

COMO CHEGAR À CASCATA DA LAJA – A Cascata da Laja fica perto da estrada que liga a Vila do Gerês à Portela do Homem. Para lá chegar, o mais bonito é fazer o Trilho da Preguiça, como lhe contamos em cima, já que permite ver também a Cascata de Leonte, currais e apreciar a paisagem. Se não quiser, terá que parar o carro na Casa da Preguiça e depois descer num trilho mais ou menos em frente, até à cascata. São cerca de 500 metros a pé. Não perca também o Miradouro da Preguiça, um dos mais belos do nosso Gerês.

Coordenadas GPS:  41°45’15.1″N 8°09’01.8″W

Visitar as melhores CASCATAS DO GERÊS e as suas mais belas piscinas naturais | Portugal

10. Cascata de Leonte

A cascata de Leonte é pequenina mas muito bonita. Não dá para ir a banhos mas vale a pena visitá-la. A melhor forma de visitar a cascata é, tal como a Cascata da Laja, fazendo o Trilho da Preguiça, porém se não estiver com vontade de caminhar ela é visível da estrada.

Visitar as melhores CASCATAS DO GERÊS e as suas mais belas piscinas naturais | Portugal

COMO CHEGAR À CASCATA DE LEONTE – Tal como lhe dissemos a melhor forma de visitar a Cascata de Leonte é através do Trilho da Preguiça, porém pode fazê.lo também da estrada. A única diferença é que da estrada vai ver a cascata de cima e no trilho vê a cascata mesmo no leito do rio. Para chegar à cascata há que seguir a estrada que vai da Vila do Gerês para a Portela do Homem. A cascata fica do lado esquerdo, numa área de curva e contra-curva, cerca de 1 km antes da casa de Leonte, onde está a guarda florestal a gerir as entradas na Mata de Albergaria.

Coordenadas GPS: 41°45’38.8″N 8°08’57.5″W

Visitar as melhores CASCATAS DO GERÊS e as suas mais belas piscinas naturais | Portugal

11. Cascata de Pitões das Júnias

A Cascata de Pitões das Júnias é magnífica mas aceder à sua base e piscinas naturais é perigoso e muito arriscado. Contudo, pode vê-la sem problemas do miradouro e, para quem gosta de aventuras, pode subir ao topo das cascata. O trilho de Pitões das Júnias permite visitar o Mosteiro e a Cascata assim como percorrer o seu passadiço, embora em mau estado de conservação. Atenção que esta não é uma das cascatas do Gerês que dê para ir a banhos.

Visitar as melhores CASCATAS DO GERÊS e as suas mais belas piscinas naturais | Portugal

COMO CHEGAR À CASCATA DE PITÕES DAS JÚNIAS – A melhor forma de conhecer a cascata de Pitões das Júnias é percorrer o seu magnífico trilho, um trilho curto, com 4 km, mas muito educativo. Se não quiser, basta levar o carro até ao cemitério de Pitões das Júnias. Dali pode ainda seguir com o carro até um parque pequeno um pouco mais à frente, cerca de 500 metros. Depois deve seguir as indicações para o mosteiro (250 m) e dali para a cascata (700 m). Vale a pena o percurso porque as paisagens são muito bonitas. Se quiser ir directo do estacionamento à cascata são 350 metros.

Coordenadas GPS: 41°49’55.1″N 7°56’40.3″W (do parque de estacionamento que lhe permite aceder ao mosteiro e cascata)

Visitar as melhores CASCATAS DO GERÊS e as suas mais belas piscinas naturais | Portugal

12. Cascata da Misarela (e ponte da Misarela)

A Cascata da Misarela, no rio Rabagão (afluente do Cávado) encontra-se no limite entre o distrito de Braga e Vila Real. Acessível desde o lugar de Sidrós, a cascata e a ponte da Misarela são uma imagem de marca do norte de Portugal. Do ponto de vista geográfico já fica for da Serra do Gerês, mas fica mesmo encostado ao seu limite pelo que decidimos incluí-la nesta nossa lista. A cascata não é boa para ir a banhos mas é magnífica pelo contexto geográfico e por todas as lendas e histórias associadas. É uma das mais belas cascatas do Gerês.

Visitar as melhores CASCATAS DO GERÊS e as suas mais belas piscinas naturais | Portugal

COMO CHEGAR À CASCATA DA MISARELA – A forma mais fácil de aceder à cascata é conduzir em direcção à Sidrós (perto de Cabril) e daí apanhar um caminho à esquerda que desce até ao miradouro da ponte da Misarela. O carro vai até ao miradouro mas a estrada é apertada, com troços de terra batida e aos fins de semana muito confusa e uma dor de cabeça se apanhar carros no sentido contrário. O ideal é estacionar o carro no estacionamento perto do Hotel Rural Misarela e depois ir até lá a pé. São cerca de 1,2 km. Depois de passar o lugar da Misarela e chegar ao miradouro há que descer um trilho até à ponte. Quando chegar à ponte, a cascata está do seu lado esquerdo.

Coordenadas GPS: 41°41’30.8″N 8°01’10.3″W

Visitar as melhores CASCATAS DO GERÊS e as suas mais belas piscinas naturais | Portugal

ONDE FICAR ALOJADO QUANDO VISITAR AS CASCATAS DO GERÊS


Há imensas opções de alojamento na Serra do Gerês, desde casas de granito nas aldeias, até hotéis de luxo nas vilas. A Serra divide-se nas suas zonas oeste, onde se encontram a albufeira de Vilarinho das Furnas, a aldeia de Campo do Gerês e a vila das Termas do Gerês, e leste, onde se encontram a albufeira de Paradela e a aldeia de Pitões das Júnias. Como o nosso principal objectivo ao visitar a Serra do Gerês era fazer trilhos, precisávamos de acordar cedo e estar perto do início dos trilhos, e assim privilegiámos ficar alojados dentro do Parque Nacional. No entanto, fora da área do Parque Nacional, há excelentes opções suficientemente perto para serem consideradas. Ficam então aqui as nossas sugestões sobre onde dormir na Serra do Gerês.

Termas do Gerês

A vila de Termas do Gerês é a localidade mais central na região do Gerês, e é quase inevitável ficar ali alojado quando visitar a Serra do Gerês, pois permite-lhe estar perto de muitos lugares de interesse e do início de vários trilhos. Há várias opções possíveis, todas de boa qualidade.

Pode reservar aqui a sua estadia no Gerês Village Apartment.

Mas há outras excelentes opções na vila das Termas do Gerês. Pode escolher entre:

Ermida

  • Ficar alojado na aldeia de Ermida, perto da Cascata do Arado, é também uma boa opção quando fizer o trilho PR 14 ou o trilho do Poço Azul. Só há, no entanto, uma opção (mas com excelente cotação), que é a Casa Baranda.

Campo do Gerês

O Campo do Gerês é uma das principais aldeias do Gerês e está localizada no extremo oeste da Serra do Gerês, perto da Albufeira de Vilarinho das Furnas, a 15 km da sede do concelho (Terras de Bouro). Ficar ali alojado é uma boa opção se for fazer o trilho da Fenda da Calcedónia ou o trilho da Águia do Sarilhão. No Campo do Gerês poderá escolher entre:

NOTA: A caminho do Campo do Gerês, pode também ficar alojado perto do Santuário de São Bento da Porta Aberta, na freguesia de Rio Caldo, o segundo santuário mais popular em Portugal, a seguir ao de Fátima. A opção mais clássica é o Hotel São Bento da Porta Aberta, mas também pode optar pela Casa São Bernardo de Claraval, ou ainda a Quinta do Caneiro.

Consulte o nosso artigo sobre visitar Fátima.

Pitões das Júnias

  • Para fazer o trilho de Pitões das Júnias, e para poder apreciar melhor a beleza e o ambiente desta zona da Serra do Gerês, convém ficar a dormir, pelo menos, uma noite em Pitões das Júnias, no extremo nordeste da Serra do Gerês e a poucos quilómetros de Espanha. Nós ficámos alojados na Casa do Preto, com quartos simples mas confortáveis e um restaurante com uma cozinha de babar por mais. Outras boas opções em Pitões das Júnias são a Casa da Fonte, a Casa D’Campo Ferreira, ou o Cantinho Ti Carlos.

Visitar as melhores CASCATAS DO GERÊS e as suas mais belas piscinas naturais | Portugal
Visitar as melhores CASCATAS DO GERÊS e as suas mais belas piscinas naturais | Portugal
Visitar as melhores CASCATAS DO GERÊS e as suas mais belas piscinas naturais | Portugal
Visitar as melhores CASCATAS DO GERÊS e as suas mais belas piscinas naturais | Portugal

Carla Mota

Geógrafa com uma enorme paixão pelas viagens e pelo mundo. Desde muito cedo que as viagens de exploração fazem parte da sua vida. A busca do conhecimento do mundo leva-a em direcção a culturas perdidas e ameaçadas, tentando percebe-las. Hoje é também líder de viagens de aventura na Nomad.

More Posts - Facebook - Google Plus - Flickr - YouTube


SUBSCREVA A NOSSA NEWSLETTER

Bem-vindos ao Viajar entre Viagens! Junte-se a esta comunidade e subscreva a nossa newsletter mensal. Uma vez por mês irá receber um email com todas as novidades do blogue e das redes sociais, tais como novos artigos, viagens, projectos e vídeos no youtube.

Irá receber um email com um link para confirmar a sua subscrição.

QUE EQUIPAMENTO FOTOGRÁFICO USAMOS

Esta é provavelmente uma das perguntas que mais recebemos. A resposta é simples e está aqui. Desde drone, câmaras fotográficas, computadores, etc. Tudo o que vai na nossa bagagem está aqui.

 câmera dslr - ícones de tecnologia grátisMáquinas fotográficas e drones sinal de símbolo de ícone de computador - Download Vetores Gratis ...Computador e gadgets

PROGRAME A SUA VIAGEM

  Faça as suas reservas através das parcerias do nosso blogue. Você NÃO PAGA MAIS, nós ganhamos uma pequena comissão. Assim conseguimos manter o blogue com opiniões isentas.

Resultado de imagem para hotel icon Reserve o hotel no Booking.com e encontre as melhores promoções. Reserve e cancele sempre que necessitar.

Local Tourism Svg Png Icon Free Download (#343998 ...  Marque os seus bilhetes nos monumentos e tours, evitando filas usando o Get Your Guide.

Imagem relacionada  Reserve os seus voos com a Skyscanner. Garanta os melhores preços.

Resultado de imagem para car icon  Alugue carro usando o RentalCars, comparando e escolhendo o melhor preço antes de viajar.

Resultado de imagem para saúde icon  Faça seguro de viagem na Iati Seguros ao menor preço do mercado e com seguros especializados para viajantes. Se usar este link gozará de 5% de desconto.

Resultado de imagem para livro icon  Usamos os guias de viagem da Lonely Planet para preparar as nossas viagens. Se faz o mesmo, pode comprá-los online. Sai mais barato e os portes são grátis a partir dos 35€.

Resultado de imagem para dinheiro icon Use o cartão REVOLUT para levantar dinheiro em viagem. Se usar este link, não terá custo com o envio do cartão, poupando assim 5,99€. . Este blogue contém links de programas de afiliados.

2 Comentários

  1. Lusa Pinto diz: Responder

    Um artigo e fotos espetaculares, Obrigada por esta alta qualidade a que nos habituaram.
    Força !

    1. Carla Mota diz: Responder

      Obrigada, Lusa.

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.