VISITAR ÉVORA, o que ver e fazer na cidade-museu, Património Mundial da UNESCO

VISITAR ÉVORA, o que ver e fazer na cidade-museu, Património Mundial da UNESCO

Visitar Évora é conhecer aquela que é designada como “Cidade-Museu”, cuja fundação remonta aos tempos da ocupação romana, mas que mantém um património histórico, arquitectónico e cultural resultante da vivência naquele local de diferentes civilizações ao longo dos séculos. Deixe-se encantar por Évora, percorrendo as suas ruelas, descobrindo as suas praças e largos, admirando palácios, mosteiros e igrejas, aprendendo a sua história, e conhecendo as suas gentes.

Procura ideias de lugares para visitar em Portugal? Consulte o nosso artigo com mais de 50 lugares a visitar em Portugal.

Ver esta publicação no Instagram

VIAGEM PELA GEOGRAFIA DE PORTUGAL – DIA 49 – ÉVORA . . 🇵🇹 A nossa primeira paragem no #Alentejo foi a cidade de Évora. E porquê? Porque não há cidade mais bonita no sul de Portugal. Não acham? #visitalentejo . . 🇬🇧 Our first stop at #Alentejo was the city of Évora. It’s because? Because there is no more beautiful city in the south of Portugal. Do not you think? #visitalentejo . . . . . #portugalcomefeitos #portugal #portugal_a_gramas #portugal_em_fotos #portugalovers #portugaligers #portugalemclicks #portugaldenorteasul #visitportugal #turismodeportugal #turismodoalentejo #visitevora #sapoviagens #fugasporportugal #euficoemportugal #n2 #roadtrip #ontheroad #ontheroadagain #portugal #viajarentreviagens

Uma publicação partilhada por Carla Mota & Rui Pinto (@viajar_entre_viagens) a

Ao visitar Évora, verá que existem muitas razões que o farão querer ficar mais tempo. Ao mesmo tempo que quererá explorar o centro histórico da cidade, delimitado por imponentes muralhas, não deixe de descobrir o passado longínquo e enigmático dos monumentos megalíticos que povoam a região do Alentejo e, em particular em redor de Évora, e não ficará indiferente à beeleza da paisagem natural que o rodeará, o magnífico montado alentejano, uma prova de que o Homem e a Natureza podem viver em harmonia.

VISITAR ÉVORA, o que ver e fazer na cidade-museu, Património Mundial da UNESCO

Visitar Évora, Património Mundial da UNESCO

A par das cidades do Porto e de Guimarães, o centro histórico de Évora é Património Mundial da UNESCO, classificado desde 1986. As muralhas da cidade circundam o núcleo urbano histórico, onde se destacam as ruas medievais, as habitações tradicionais, a arquitectura grandiosa da Sé Catedral, Igreja de São Francisco e Convento dos Lóios, a presença enigmática do templo romano, o espanto da Capela dos Ossos e ainda a história e tradição da Universidade de Évora e do Colégio do Espírito Santo.

VISITAR ÉVORA, o que ver e fazer na cidade-museu, Património Mundial da UNESCO

Precisará de, pelo menos, dois dias para conseguir explorar tudo o que Évora tem para oferecer no seu centro histórico, visitando os seus principais monumentos e museus, e explorando as suas artérias, admirando a sua beleza arquitectónica, e não se esquecendo de desfrutar de alguns dos seus excelentes restaurantes, onde poderá deliciar-se com a a magnífica gastronomia alentejana.

Se gosta de explorar o património da UNESCO em Portugal, não deixe de visitar e descobrir a paisagem cultural da serra de Sintra com as nossas dicas.

VISITAR ÉVORA, o que ver e fazer na cidade-museu, Património Mundial da UNESCO

Visitar Évora, capital do megalitismo da Península Ibérica

Em redor de Évora, poderá encontrar diferentes tipos de monumentos megalíticos, como antas (dólmenes), menires e cromeleques, e em tal quantidade e qualidade, sem igual na Península Ibérica, que faz da região de Évora uma mais importantes paisagens megalíticas europeias. Para além dos museus na cidade, onde poderá admirar artefactos e aprender a sua história, nada substitui visitar estes enigmáticos monumentos no local (ainda que, em alguns casos, não seja fácil pois podem estar em propriedade privada).

VISITAR ÉVORA, o que ver e fazer na cidade-museu, Património Mundial da UNESCO

Deixe-se surpreender pela magia e mistério de construções mais antigas que Stonehenge, e admire-se com a engenhosidade e complexidade social, religiosa e artística dos homens e mulheres que ergueram tais estruturas imponentes há milhares de anos.

Consulte o nosso artigo sobre visitar Baião e descobrir os monumentos megalíticos da Serra da Aboboreira.

VISITAR ÉVORA, o que ver e fazer na cidade-museu, Património Mundial da UNESCO
VISITAR ÉVORA, o que ver e fazer na cidade-museu, Património Mundial da UNESCO

Visitar Évora, no centro do montado alentejano

O montado é um ecossistema característico do Alentejo, constituído por florestas de azinheiras, sobreiros, carvalhos ou castanheiros, e que existe sobretudo no Sul da Península Ibérica, mas também em Itália e no Norte de África. Deriva o seu nome do facto de ser uma floresta montada pelo Homem, neste caso com o objectivo de proteger o sobro com outras espécies em seu redor. Portugal é país com a maior extensão de sobreiros do mundo (um terço da área mundial!) e o principal exportador mundial de cortiça (produzindo mais de 50% da cortiça consumida em todo o mundo!). Ao montado encontra-se também associada a raça suína de Porco Preto Alentejano, que se alimentam das bolotas, fruto das azinheiras.

Quando visitar Évora, terá uma oportunidade de ouro de explorar o montado alentejano, de ficar a conhecer melhor este ecossistema, de apreciar a sua beleza e de aprender a sua importância, económica e histórica, para as populações locais.

VISITAR ÉVORA, o que ver e fazer na cidade-museu, Património Mundial da UNESCO

DICAS PRÁTICAS PARA VISITAR ÉVORA


Quando visitar Évora, convém ter algumas ideias básicas que o ajudarão no terreno. Deixamos então aqui algumas dicas práticas para quando visitar Évora.

VISITAR ÉVORA, o que ver e fazer na cidade-museu, Património Mundial da UNESCO

Quando visitar Évora

Évora tem um clima mediterrânico, com verões quentes e secos, e invernos moderamente frios e chuvosos, sendo que, mesmo nos meses de Dezembro a Fevereiro, as temperaturas nunca são negativas. No entanto, o calor no Verão em Évora, a capital de distrito mais quente de Portugal, não deve ser subestimado, sendo Julho e Agosto os meses mais quentes, com temperaturas máximas médias superiores a 30 graus, por isso, se visitar Évora nestes meses, deve tomar algumas precauções, nomeadamente mantendo-se hidratado e colocando protector solar. Sendo assim, a melhor altura para visitar Évora é nos meses de Maio e Junho, ou Setembro e Outubro, quando o calor não é tanto (embora a chuva apareça em alguns dias).

VISITAR ÉVORA, o que ver e fazer na cidade-museu, Património Mundial da UNESCO

Na segunda quinzena de Junho comemora-se em Évora a Festa de São João, a mais importante da cidade. Nesses dias, Évora mostra o que tem de melhor no que diz respeito a artesanato e gastronomia e as suas ruas enchem-se de animação e diversão, constituindo uma excelente ocasião para visitar Évora num ambiente mais festivo.

VISITAR ÉVORA, o que ver e fazer na cidade-museu, Património Mundial da UNESCO

Como chegar e deslocar-se quando visitar Évora

​Évora é capital do segundo maior distrito de Portugal, no Alto Alentejo, com os distritos de Santarém e Portalegre a Norte, Beja a Sul, e Setúbal a Oeste, e Espanha a Leste. Évora situa-se a cerca de 400 km do Porto (aproximadamente 3 horas e meia de viagem, via A1/A13/A6), e 140 km de Lisboa (aproximadamente 1 hora e meia de viagem, via A2/A6 ou A12/A6).

VISITAR ÉVORA, o que ver e fazer na cidade-museu, Património Mundial da UNESCO

Pode chegar a Évora de autocarro (ônibus) ou de comboio (trem), por exemplo de Lisboa (pode consultar aqui os horários de comboio), mas para poder deslocar-se com autonomia, e poder explorar tudo aquilo que Évora tem para oferecer, a melhor opção é ter veículo próprio.

Se não tem carro próprio, procure aqui o aluguer de carro em Portugal, aos melhores preços.

Depois de chegado a Évora, a melhor forma de explorar o centro histórico é a pé, mas vai necessitar do carro para visitar os arredores da cidade, em particular os monumentos megalíticos.

VISITAR ÉVORA, o que ver e fazer na cidade-museu, Património Mundial da UNESCO

Onde estacionar em Évora

Não há como negá-lo; o estacionamento em Évora é um problema. Dentro do Centro Histórico, o estacionamento é tarifado de Segunda a Sexta, e Sábados de manhã, os lugares disponíveis são poucos, e há tempo limite de estacionamento pago (4 horas, com a excepção da zona da universidade onde o limite é 11 horas). Existem várias zonas de estacionamento com diferentes tarifas. Tem de ter alguma paciência, e ter cuidado em não estacionar em lugares reservados a residentes sem ter o título adequado (a polícia anda sempre atenta e a multa é pesada). Pode estacionar em lugares com tarifa e não pagar, desde que seja a partir das 19.00-19.30 e até às 8.30-9.00h do dia seguinte (também pode tirar títulos de estacionamento para o dia seguinte, se precisar).

Pode fazer aqui o download do mapa das zonas de estacionamento no centro histórico de Évora.

Os parques de estacionamento periféricos ao centro histórico são não tarifados mas têm a desvantagem de estarem mais longe do seu alojamento dentro da cidade muralhada. No entanto, podem ser uma boa opção se não se quiser chatear.

Pode fazer aqui o download da localização dos parques de estacionamento exteriores ao centro histórico de Évora.

VISITAR ÉVORA, o que ver e fazer na cidade-museu, Património Mundial da UNESCO

Onde ficar alojado quando visitar Évora

Évora tem várias opções de alojamento, sendo que os alojamentos locais mais baratos, assim como os hotéis mais caros, se encontram no centro histórico da cidade. Os alojamentos rurais e as casas de campo situam-se a alguns quilómetros de Évora.

Nós ficámos alojados na Mouraria House – Casa de Charme, uma excelente opção no centro de Évora, com uma excelente localização (a poucos passos do Templo Romano), sendo uma pequena casa independente, com um quarto confortável, e uma sala de estar juntamente com cozinha.

VISITAR ÉVORA, o que ver e fazer na cidade-museu, Património Mundial da UNESCO
VISITAR ÉVORA, o que ver e fazer na cidade-museu, Património Mundial da UNESCO

Mas há outras excelentes opções de alojamento em Évora.

VISITAR ÉVORA, o que ver e fazer na cidade-museu, Património Mundial da UNESCO

SEGURO DE VIAGEM IATI PARA ESCAPADINHAS EM PORTUGAL (cobre Covid-19)

A IATI tem um seguro que é especial para viagens dentro de Portugal. Este novo seguro cobre actividades como cicloturismo, trilhos, roadtrips, autocaravana, campers. O cancelamento da viagem por conta do Covid-19 não está coberto por se tratar de uma pandemia, mas todos os seguros da IATI cobrem tratamento por contágio por coronavírus e essa informação consta no certificado da apólice, já que alguns países pedem um seguro obrigatório com esta cobertura. Outra novidade é que pode optar por uma cobertura de cancelamento em caso de resultado positivo para COVID-19, seja do segurado, pais ou filhos. Isso significa que ao contratar o seguro de cancelamento opcional dos packs seguro de viagem + seguro de cancelamento ou o seguro IATI  Cancelamento, caso o segurado resulte positivo terá direito a cobertura de anulação da viagem nos limites do seguro contrato. Não há melhor seguro no mercado nesta altura! Podes fazer o teu seguro IATI ESCAPADINHAS aqui com 5% de desconto!


VISITAR ÉVORA EM EXCURSÃO A PARTIR DE LISBOA


Não será definitivamente a melhor opção, mas se tiver pouco tempo e estiver em Lisboa, pode visitar Évora numa excursão de um dia. Pode optar por dois tipos diferentes de excursão.

  • Se tiver mais interesse em História, e quiser conhecer o património cultural de Évora e os seus monumentos megalíticos, pode optar por uma excursão, a partir de Lisboa, em que visitará o Templo Romano e a Sé de Évora, entrará na Capela dos Ossos, na Igreja de São francisco, e explorará o Cromeleque dos Almendres, o dólmen Anta Grande do Zambujeiro, e a villa romana de Tourega.

Marque aqui o seu lugar numa excursão de dia inteiro, a partir de Lisboa, ao centro histórico de Évora e aos monumentos megalíticos.

VISITAR ÉVORA, o que ver e fazer na cidade-museu, Património Mundial da UNESCO
  • Se, além do centro histórico de Évora, tiver mais interesse no artesanato e gastronomia, pode optar por uma excursão, a partir de Lisboa, em que, para além de visitar o Templo Romano, Sé de Évora e Capela dos Ossos, terá a opção de degustação de vinho e azeite numa unidade de produção local, e terminará com uma visita à vila de Arraiolos e o seu artesanato tradicional.

Marque aqui o seu lugar numa excursão de dia inteiro, a partir de Lisboa, ao centro histórico de Évora e à vila de Arraiolos, com degustação de vinho e azeite.

VISITAR ÉVORA, o que ver e fazer na cidade-museu, Património Mundial da UNESCO

O QUE VER E FAZER QUANDO VISITAR ÉVORA


Para poder visitar Évora com tempo para conhecer tudo aquilo de melhor que a cidade tem para oferecer, sugerimos que dedique dois dias ao centro histórico, incluindo num deles o percurso pedestre ao longo do aqueduto, e outro dia para fazer o circuito megalítico nos arredores de Évora. Deixamos então aqui as nossas sugestões para o que ver e fazer quando visitar Évora.

VISITAR ÉVORA, o que ver e fazer na cidade-museu, Património Mundial da UNESCO

1. Admirar o Templo Romano (Templo de Diana)

Apesar de já existir como povoado em tempos pré-romanos, a cidade de Évora é reconhecida como tendo sido elevada a município sob o nome de Ebora Liberalitas Julia, título honorífico concedido por Júlio César, tendo sido integrada na Província da Lusitânia pelo Imperador Augusto no início da nossa era.

VISITAR ÉVORA, o que ver e fazer na cidade-museu, Património Mundial da UNESCO

Situado no ponto mais alto da acrópole romana, o Templo Romano (anteriormente conhecido como Templo de Diana, dadas as semelhanças com o homónimo em Mérida) é o que resta do fórum da cidade romana, exibindo colunas coríntias, com bases e capitéis de mármore. Fazia parte de um enorme complexo e foi consagrado ao Imperador Augusto no século I d.C. É um exemplar único em Portugal, Monumento Nacional, e um dos mais bem preservados da Península Ibérica.

VISITAR ÉVORA, o que ver e fazer na cidade-museu, Património Mundial da UNESCO

2. Visitar a Sé Catedral de Évora

A construção da Basílica Sé de Nossa Senhora da Assunção, mais conhecida por Catedral de Évora, foi iniciada no final do século XII, mas só foi concluída em meados do século XIII, tendo ainda sofrido acrescentos nos séculos XV e XVI. Assim, resultou um magnífico edifício com uma mistura de estilos, desde o românico, passando pelo gótico e até ao barroco.

VISITAR ÉVORA, o que ver e fazer na cidade-museu, Património Mundial da UNESCO
VISITAR ÉVORA, o que ver e fazer na cidade-museu, Património Mundial da UNESCO

Na fachada destacam-se as duas imponentes torres medievais, e o portal com fabulosas esculturas de apóstolos. No seu interior, de três naves, tem-se uma verdadeira noção da dimensão da maior catedral portuguesa, destacando-se o altar em talha barroca e o orgão de tubos. O fabuloso claustro gótico também merece uma visita.

VISITAR ÉVORA, o que ver e fazer na cidade-museu, Património Mundial da UNESCO
VISITAR ÉVORA, o que ver e fazer na cidade-museu, Património Mundial da UNESCO

3. Percorrer as muralhas de Évora

As muralhas de Évora são uma imagem de marca da cidade, circundando o centro histórico, e são uma das coisas a não perder quando visitar Évora. Poderá admirá-las a pé, de carro, atravessando as suas portas ou caminhando no seu topo (junto do Jardim Público). O troço junto à Avenida de Lisboa, desde a Porta do Raimundo até à Porta da Lagoa, é particularmente impressionante.

VISITAR ÉVORA, o que ver e fazer na cidade-museu, Património Mundial da UNESCO

4. Entrar na cidade muralhada por uma das Portas de Évora

Para entrar no centro histórico de Évora, é inevitável que passe pelas muralhas da cidade usando uma das portas da cidade. Não deixe de admirar a beleza destas construções quando o fizer. As portas mais movimentadas serão a Porta da Lagoa, Porta de Avis e Porta do Raimundo, mas a mais bonita será a Porta de Alconchel, com a torre de menagem de lado.

VISITAR ÉVORA, o que ver e fazer na cidade-museu, Património Mundial da UNESCO
VISITAR ÉVORA, o que ver e fazer na cidade-museu, Património Mundial da UNESCO

5. Visitar a Igreja e Convento dos Lóios

Construído sobre as ruínas de um castelo medieval, o Convento dos Lóios data de 1487 e, juntamente com a Igreja (de São João Evangelista), formam um conjunto impressionante. Infelizmente, quando visitámos estava fechado (devido a restrições Covid-19), mas se puder não deixe de visitar e apreciar a Sala do Capítulo e os azulejos da Igreja.

VISITAR ÉVORA, o que ver e fazer na cidade-museu, Património Mundial da UNESCO

6. Apreciar as praças e largos de Évora

O centro histórico de Évora é reconhecido pelas suas belas praças e pequenos largos, e é sempre um prazer deambular pelas ruas de Évora e ir descobrindo os diferentes recantos da cidade.

VISITAR ÉVORA, o que ver e fazer na cidade-museu, Património Mundial da UNESCO

6.1. Largo Conde Vila Flor

O Largo do Conde de Vila Flor é a parte mais alta e nobre do centro histórico de Évora, sendo que é lá que se encontram a Sé de Évora, a Igreja e Convento dos Lóios, o Museu de Évora e ainda o Palácio da Inquisição.

VISITAR ÉVORA, o que ver e fazer na cidade-museu, Património Mundial da UNESCO

6.2. Praça do Giraldo

Conhecida como Terreiro ou Praça de Alconchel nos séculos XIII e XIV e Praça Grande entre os séculos XV e XIX, a actual Praça do Giraldo (cujo nome honra o famoso Geraldo Sem Pavor, um guerreiro ao serviço de D. Afonso Henriques, que consquistou Évora aos mouros em 1167) é o nó nevrálgico do centro histórico de Évora, podendo ali descansar numa esplanada de café e admirar o chafariz, que sucedeu a outro, e que era onde terminava o Aqueduto “Água da Prata”.

VISITAR ÉVORA, o que ver e fazer na cidade-museu, Património Mundial da UNESCO

6.3. Largo da Porta de Moura

No Largo da Porta de Mour, pode admirar uma fonte (ou chafariz) renascentista, que data de 1556, feita em mármore, e encimada por um globo.

VISITAR ÉVORA, o que ver e fazer na cidade-museu, Património Mundial da UNESCO

6.4. Largo de São Francisco

O Largo de São Francico é a maior praça de Évora, com a Igreja de São Francisco de umlado, e o Mercado Municipal de outro. Numa das suas extremidades, encontra-se o Jardim Público.

VISITAR ÉVORA, o que ver e fazer na cidade-museu, Património Mundial da UNESCO

6.5. Praça do Sertório

É a praça onde se situa o edifício da Câmara Municipal, e um óptimo local para tomar uma bebida ao final da tarde, com as letras “ÉVORA” por perto.

VISITAR ÉVORA, o que ver e fazer na cidade-museu, Património Mundial da UNESCO

7. Descobrir o centro histórico de Évora

Se quiser explorar o centro histórico de Évora de uma forma diferente e também amiga do ambiente, não perca a oportunidade de guiar um Renault Twizy, um pequeno carro eléctrico, entrar pela Porta do Raimundo, visitar a Praça do Giraldo e a Sé de Évora, e terminar no Alto de São Bento, tudo com um guia GPS, sinal de Wi-Fi gratuito e transmissão ao vivo da sua experiência nas redes sociais.

Marque aqui o seu lugar num passeio de 4 horas de carro autoguiado no centro histórico de Évora.

VISITAR ÉVORA, o que ver e fazer na cidade-museu, Património Mundial da UNESCO

8. Admirar o Aqueduto “Água da Prata”

O Aqueduto “Água da Prata” é a mais importante estrutura hidráulica antiga em Portugal, cujas origens remontam ao século XVI, mas que sofreu uma grande remodelação no século XIX. E ainda hoje cumpre a sua função, contribuindo para o abastecimento de água à cidade de Évora! O seu troço mais imponente é a magnífica arcaria (classificada como Monumento Nacional em 1910) que vai desde o Forte de Santo António até entrar na cidade muralhada. A Avenida de Lisboa e a Rua de Chartres atravessam os arcos e permitem uma vista magnífica sobre esta espantosa obra de engenharia.

VISITAR ÉVORA, o que ver e fazer na cidade-museu, Património Mundial da UNESCO

9. Surpreender-se com as casas sob as arcadas do Aqueduto

Depois de o Aqueduto entrar na cidade muralhada, os arcos são acompanhados pela Rua do Cano, e o exíguo espaço urbano levou a população de Évora a construir casas sob as arcadas do aqueduto. Hoje são das mais bonitas e invulgares casas de Évora. Para as admirar, entre no centro histórico pela Porta da Lagoa e vire logo à esquerda.

VISITAR ÉVORA, o que ver e fazer na cidade-museu, Património Mundial da UNESCO
VISITAR ÉVORA, o que ver e fazer na cidade-museu, Património Mundial da UNESCO

10. Fazer o percurso “Água da Prata”

Se gostar de caminhar, há um fabuloso trilho marcado que lhe permite conhecer mais de perto o Aqueduto “Água da Prata”. O aqueduto tem a extensão de 19 km, desde a nascente da Ribeira do Divor até Évora, mas este percurso acompanha, quase sempre ao lado, o aqueduto durante cerca de 8 km, desde a zona de Metrogos/Valcovo até Évora.

Pode fazer aqui o download do panfleto do Percurso “Água da Prata”.

VISITAR ÉVORA, o que ver e fazer na cidade-museu, Património Mundial da UNESCO

Nós levámos o carro para Valcovo e começámos de lá (no final apanhámos um táxi para ir buscar o carro). O trilho tem muita sombra, pois há bastantes árvores, mas também tem troços mais expostos ao sol, principalmente já mais perto de Évora. Se o fizer no Verão recomendamos que o faça de manhã cedo. Nós começámos por volta das seis e meia da manhã e acabámos por volta das onze e meia.

VISITAR ÉVORA, o que ver e fazer na cidade-museu, Património Mundial da UNESCO

11. Visitar a Universidade de Évora

A Universidade de Évora é a segunda universidade mais antiga de Portugal (após a de Coimbra), atestando a importância eclesiástica e política de Évora no século XVI. Foi fundada a 1 de Novembro de 1559, sendo gerida pela então recente Companhia de Jesus, e foi mandada encerrar pelo Marquês de Pombal em 1759, aquando da expulsão dos jesuítas.

VISITAR ÉVORA, o que ver e fazer na cidade-museu, Património Mundial da UNESCO

Os espaços continuaram a ter a função pedagógica, albergando por exemplo o Liceu Nacional de Évora, mas a Universidade de Évora só voltou a ser uma instituição de ensino superior em 1979, sendo hoje um pólo de desenvolvimento da cidade.

VISITAR ÉVORA, o que ver e fazer na cidade-museu, Património Mundial da UNESCO
VISITAR ÉVORA, o que ver e fazer na cidade-museu, Património Mundial da UNESCO

12. Deslumbrar-se com os azulejos do Colégio do Espírito Santo

O Colégio do Espírito Santo foi o primeiro edifício a ser construído na Universidade de Évora e é algo a não perder quando visitar Évora.

VISITAR ÉVORA, o que ver e fazer na cidade-museu, Património Mundial da UNESCO

As suas salas de aulas estão divididas por temas (Física, Filosofia, Geografia, por exemplo), e no seu interior encontram-se magníficos azulejos que retratam a temática da sala, onde podemos admirar a representação de Aristóteles a ensinar o seu pupilo, o jovem Alexandre Magno. Curiosamente, as salas conservam a cátedra dos jesuítas (púlpito de onde o mestre dava a aula).

VISITAR ÉVORA, o que ver e fazer na cidade-museu, Património Mundial da UNESCO

13. Admirar a Igreja de São Francisco

A Igreja de São Francisco, situada no Largo de São Francisco, é uma das igrejas mais monumentais de Portugal, tendo sido a Capela Real do conceituado Convento de São Francisco, que terá sido a primeira sede da Ordem Franciscana em Portugal. O período áureo do século XVI viu a família real aí instalar-se, aquando da suas visitas a Évora. Hoje, tanto a sua magnífica fachada, como o interior, com retábulos de talha dourada, pinturas e azulejos, atraem os visitantes.

VISITAR ÉVORA, o que ver e fazer na cidade-museu, Património Mundial da UNESCO

14. Meditar na Capela dos Ossos

A Igreja de São Francisco exibe ainda aquele que é um ex-líbris da cidade e algo a a não perder quando visitar Évora, a fabulosa Capela dos Ossos. À entrada, um aviso “Nós ossos que aqui estamos pelos vossos esperamos.” dá o mote para a filosofia por trás de tal singular obra, uma capela cujas paredes e pilares estão decorados com ossos e crânios.

VISITAR ÉVORA, o que ver e fazer na cidade-museu, Património Mundial da UNESCO

Construída no século XVII por monges franciscanos, a ideia era que todos aqueles que lá entrassem meditassem na transitoriedade e impermanência da vida, devendo devotar os seus esforços a objectivos maiores. Depois de um recente restauro, a Capela dos Ossos continua a ser uma visão de outro mundo, tão impressionante para os visitantes de hoje como o terá sido nos últimos séculos.

VISITAR ÉVORA, o que ver e fazer na cidade-museu, Património Mundial da UNESCO
VISITAR ÉVORA, o que ver e fazer na cidade-museu, Património Mundial da UNESCO

15. Deslumbrar-se com a Igreja da Misericórdia

A Igreja da Misericórdia, situada no Largo da Misericórdia, é provavelmente a igreja mais bonita de Évora. Começada a ser construída no século XVI, apresenta hoje um fabuloso conjunto de arte barroca dos séculos XVII e XVIII.

VISITAR ÉVORA, o que ver e fazer na cidade-museu, Património Mundial da UNESCO

Nas suas paredes, pode admirar belíssimos painéis de azulejos azuis e brancos, sobre a vida de Cristo ( a igreja é consagrada ao Senhor dos Passos, com telas a óleo por cima, representando as obras de misericórdia corporais e espirituais. No altar, o retábulo de talha dourada, exibe uma representação a óleo da Virgem da Misericórdia.

VISITAR ÉVORA, o que ver e fazer na cidade-museu, Património Mundial da UNESCO

16. Admirar a fachada renascentista da Igreja da Graça

A Igreja da Graça (ou Convento de Nossa Senhora da Graça, fundado em 1511) é um dos edifícios com fachada mais bela de Évora. Em estilo renascentista, poderá admirar as famosas e belas figuras atlantes (a quem o povo de Évora chama desde há séculos, os “Meninos da Graça”).

VISITAR ÉVORA, o que ver e fazer na cidade-museu, Património Mundial da UNESCO

Transformado em quartel aquando da extinção das ordens religiosas, o seu interior sofreu uma degradação profunda, tendo a igreja sofrido um restauro já no século XX, mas ainda hoje funciona ali a Messe de Oficiais da guarnição de Évora.

VISITAR ÉVORA, o que ver e fazer na cidade-museu, Património Mundial da UNESCO

17. Visitar a Igreja de Santo Antão

Localizada na Praça do Giraldo, esta igreja data do século XVI e para a sua construção demoliu-se o Arco do Triunfo romano. Hoje pode admirar a sua fachada e a talha dourada no seu interior.

VISITAR ÉVORA, o que ver e fazer na cidade-museu, Património Mundial da UNESCO

18. Provar migas com carne do alguidar

As migas são uma das imagens de marca da gastronomia alentejana, levando, além do pão, alho, massa de pimentão e sal. Normalmente acompanha carne de porco frita. A gastronomia alentejana no seu melhor!

VISITAR ÉVORA, o que ver e fazer na cidade-museu, Património Mundial da UNESCO

19. Visitar a villa romana de Tourega

A cerca de 12 Km da cidade de Évora, pode encontrar esta vila romana através de um desvio de terra batida existente na estrada de ligação às Alcáçovas. São as ruínas de uma villa romana, dos séculos I a IV d.C., onde ainda pode admirar três tanques de banhos.

VISITAR ÉVORA, o que ver e fazer na cidade-museu, Património Mundial da UNESCO

20. Provar farófias

A doçaria conventual em Portugal data do século XIV, confeccionada nos conventos, e caracterizados por grandes quantidades de açúcar e gemas de ovos. As farófias, ou ilhas flutuantes, tinham como objectivo utilizar as claras que sobravam dos doces conventuais. Não perca!

VISITAR ÉVORA, o que ver e fazer na cidade-museu, Património Mundial da UNESCO

21. Fazer compras na rua 5 de Outubro

A rua 5 de Outubro é a principal rua de Évora para comprar aquelas recordações que quer levar do Alentejo, destacando-se o artesanato regional.

VISITAR ÉVORA, o que ver e fazer na cidade-museu, Património Mundial da UNESCO

22. Ver o pôr-do-sol no miradouro do Jardim Diana

O Jardim Diana, junto ao Templo Romano, está debruçado sobre a Mouraria de Évora e tem vistas fabulosas sobre a cidade e a planície alentejana, principalmente ao pôr-do-sol.

VISITAR ÉVORA, o que ver e fazer na cidade-museu, Património Mundial da UNESCO

23. Visitar o Palácio da Inquisição (Centro de Arte e Cultura)

Évora foi a cidade onde o Tribunal do Santo Ofício nasceu em Portugal, no ano de 1536. Extinta a Inquisição em 1821, o edifício foi comprado pelos Duques de Palmela e mais tarde pela família Eugénio de Almeida, sendo que hoje funciona como Centro de Arte e Cultura, onde pode admirar os frescos das “Casas Pintadas”.

VISITAR ÉVORA, o que ver e fazer na cidade-museu, Património Mundial da UNESCO

24. Comer a melhor açorda de marisco do Alentejo

A açorda de marisco é, provavelmente, o prato mais emblemático da gastronomia alentejana. Procurar a melhor açorda de marisco do Alentejo é uma tarefa hercúlea, mas nós encontrámos uma excelente candidata em Évora, no restaurante “Martinho da Arcada”.

VISITAR ÉVORA, o que ver e fazer na cidade-museu, Património Mundial da UNESCO

25. Contemplar a Caixa d’Água

Na Rua Nova de Santiago, pode admirar uma Caixa d’Água renascentista, pertencente ao Aqueduto Água da Prata, actualmente com apenas dois lados visíveis, de uma beleza artística invulgar, com doze colunas toscanas.

VISITAR ÉVORA, o que ver e fazer na cidade-museu, Património Mundial da UNESCO

26. Perder-se nas ruas da Mouraria de Évora

Dentro do centro histórico de Évora, há uma zona que é uma delícia herdada dos tempos da ocupação islâmica da cidade. Ruelas estreitas, nomes de ruas, e pormenores arquitectónicos fazem lembrar o passado mouro de Évora e permitem uma agradável viagem no tempo.

VISITAR ÉVORA, o que ver e fazer na cidade-museu, Património Mundial da UNESCO

27. Encantar-se com a janela manuelina da Casa Garcia de Resende

Perto da Sé de Évora, não deixe de admirar esta janela manuelina, em mármore e granito, numa casa onde se diz que residiu o cronista e poeta Garcia de Resende.

VISITAR ÉVORA, o que ver e fazer na cidade-museu, Património Mundial da UNESCO

28. Visitar a Igreja de São Tiago

A Igreja de São Tiago pode passar despercebida em Évora, mas não deixe de visitar esta igreja (reconstruída no século XVII), com belos painéis de azulejos no seu interior.

VISITAR ÉVORA, o que ver e fazer na cidade-museu, Património Mundial da UNESCO

29. Jantar na rua Alcárcova de Baixo

A rua Alcárcova de Baixo tem-se afirmado nos últimos anos como uma das ruas mais in de Évora, particularmente no que diz respeito à dinner scene. Jante numa esplanada, saboreie a comida, e desfrute do ambiente das ruas de Évora.

VISITAR ÉVORA, o que ver e fazer na cidade-museu, Património Mundial da UNESCO

30. Provar arroz de cação

O cação é um peixe que é habitual em receitas da gastronomia alentejana, por exemplo na sopa. Não deixe de provar o arroz de cação (e gambas), “malandrinho”, com a salsa e os coentros a apurarem o gosto.

VISITAR ÉVORA, o que ver e fazer na cidade-museu, Património Mundial da UNESCO

31. Provar pão de rala

O pão de rala é um dos doces conventuais mais apreciados no Alentejo. O seu recheio é feito com base em gemas de ovos, raspa de limão, amêndoas, e chila. Delicioso!

VISITAR ÉVORA, o que ver e fazer na cidade-museu, Património Mundial da UNESCO

32. Passear no Jardim Público e muralha

O Jardim Público de Évora serve hoje o propósito com que foi construído no final do século XIX, isto é, permitir aos eborenses dar um passeio numa zona verde dentro das muralhas da cidade (a designação inicial era “Passeio Público”).

VISITAR ÉVORA, o que ver e fazer na cidade-museu, Património Mundial da UNESCO

Localizado no extremo sul do centro histórico, junto à Porta do Raimundo, poderá passear ali tranquilamente, rodeado de vegetação, mas também junto e no topo da muralha, e apreciar várias criações arquitectónicas interessantes, como as “Ruínas Fingidas” e o Coreto.

VISITAR ÉVORA, o que ver e fazer na cidade-museu, Património Mundial da UNESCO

33. Admirar o Palácio de D. Manuel

Localizado no Jardim Público, o que é conhecido por Palácio D. Manuel não é mais uma pequena parte do que terá sido um dos palácios mais importantes de Portugal, o Paço Real de São Francisco, palco de casamentos reais e onde Vasco da Gama foi investido no comando da esquadra da descoberta do caminho marítimo para a Índia. Com a perda da independência, começou a destruição do palácio, tendo apenas se salvado a “Galeria das Damas”, datada do século XVI, que posteriormente serviu como armazém, Museu Arqueológico e Teatro Eborense. Hoje, é “sala de visitas” da cidade, onde decorrem cerimónias oficiais e exposições.

VISITAR ÉVORA, o que ver e fazer na cidade-museu, Património Mundial da UNESCO

34. Ver as ruínas das Termas Romanas, na Câmara Municipal

No Palácio de Condes de Sortelha, edifício que agora alberga os Paços do Concelho, no Largo do Sertório, encontram-se as ruínas do que terão sido as termas públicas de Évora, construídas entre os séculos II e III. Quando visitámos, estava apenas acessível as ruínas do Laconicum, a sala das termas com a temperatura mais elevada, sendo que, no seu centro, se encontra um grande tanque circular em mármore, com três degraus, rodeado do sistema de aquecimento.

VISITAR ÉVORA, o que ver e fazer na cidade-museu, Património Mundial da UNESCO

35. Fazer a Rota dos Museus de Évora

A Rede de Museus de Évora engloba várias entidades culturais da cidade, permitindo, com um bilhete único (de um, dois ou três dias de validade), visitar diferentes espaços e núcleos museológicos. Para além das sugestões que aqui deixamos, pode também visitar o Palácio Duques de Cadaval, as Casas Pintadas, o Centro Interpretativo de Arqueologia Palácio do Vimioso, o Colégio do Espírito Santo (Universidade de Évora), o Palácio D. Manuel e o Museu do Relógio, entre outros.

VISITAR ÉVORA, o que ver e fazer na cidade-museu, Património Mundial da UNESCO

35.1. Museu de Évora

Criado oficialmente em 1915, o Museu Nacional Frei Manuel do Cenáculo, conhecido como Museu de Évora, ocupa o antigo Palácio Episcopal, e está localizado junto à Sé de Évora, de frente para o templo romano. Este museu exibe colecções de arqueologia, escultura e cerâmica, mas sendo de destacar a colecção de pintura.

VISITAR ÉVORA, o que ver e fazer na cidade-museu, Património Mundial da UNESCO

35.2. Megalithica Ebora

Instalado no Convento e Igreja dos Remédios, junto à Porta de Alconchel, o Centro de Interpretação Megalithica Ebora tem exposições sobre os períodos do megalitismo e romano, sendo um bom lugar para visitar em complemento às visitas aos monumentos no terreno.

VISITAR ÉVORA, o que ver e fazer na cidade-museu, Património Mundial da UNESCO

35.3. Colecção de Carruagens

No antigo edifício do celeiro do Cabido da Sé de Évora está hoje patente uma colecção de carruagens do século XIX e início do século XX que pertenceram da Casa Eugénio de Almeida, uma família poderosa desse período.

VISITAR ÉVORA, o que ver e fazer na cidade-museu, Património Mundial da UNESCO

35.4. Casa Nobre da Rua de Burgos

A Casa Nobre da Rua dos Burgos exibe ruínas importantes, em particular parte da Cerca Velha, uma antiga muralha romana de grandes dimensões.

VISITAR ÉVORA, o que ver e fazer na cidade-museu, Património Mundial da UNESCO

35.5. Palácio Duques do Cadaval

Construídos sobre as ruínas de um castelo mouro, o Palácio Duques de Cadaval pertence à mesma família desde a sua fundação no século XIV. Actualmente, é possível visitar parte das salas do palácio e admirar peças raras e valiosas.

VISITAR ÉVORA, o que ver e fazer na cidade-museu, Património Mundial da UNESCO

35.6. Igreja do Salvador

O antigo convento do Salvador data de 1610 e foi entregue às monjas de Santa Clara. Depois da extinção das ordens religiosas foi sendo delapidado até ser demolido, tendo-se salvado a igreja, a torre-mirante e parte do claustro.

VISITAR ÉVORA, o que ver e fazer na cidade-museu, Património Mundial da UNESCO

36. Desfrutar das vistas do Alto de São Bento

O Alto de São Bento, a poucos quilómetros do centro histórico, é um miradouro natural com vistas de 360 graus sobre Évora e os arredores. Aí encontram-se antigos moinhos, recuperados pela Câmara Municipal, que os transformou no Núcleo Museológico do Granito e o Núcleo Museológico da Florística. O miradouro está, aliás, localizado num maciço granítico, com sinalização e explicações sobre as diferentes formas naturais desenhadas nas rochas.

VISITAR ÉVORA, o que ver e fazer na cidade-museu, Património Mundial da UNESCO
VISITAR ÉVORA, o que ver e fazer na cidade-museu, Património Mundial da UNESCO

37. Fazer o Circuito Megalítico de Évora

Nos arredores de Évora encontram-se centenas de monumentos megalíticos, e se for interessado em história, deverá dedicar um dia a explorar este enigmático e fascinante testemunho do passado. Se nõ quiser dedicar um dia inteiro a esta temática, não deixe, mesmo assim, de visitar o fabuloso recinto do Cromeleque dos Almendres e a imponente Anta Grande do Zambujeiro.

Consulte o nosso artigo sobre o circuito megalítico de Évora.

VISITAR ÉVORA, o que ver e fazer na cidade-museu, Património Mundial da UNESCO

Se quiser conhecer os monumentos megalíticos da região de Évora de uma forma diferente, não perca a oportunidade de guiar um Renault Twizy, um pequeno carro eléctrico e visitar o Cromeleque e Menir dos Almendres, o dólmen Anta Grande do Zambujeiro, e villa romana de Tourega, com um guia GPS, sinal de Wi-Fi gratuito e transmissão ao vivo da sua experiência nas redes sociais.

Marque aqui o seu lugar num passeio de 4 horas de carro autoguiado aos monumentos megalíticos de Évora.

VISITAR ÉVORA, o que ver e fazer na cidade-museu, Património Mundial da UNESCO

38. Forte de Santo António da Piedade

A algumas centenas de metros da cidade intramuros, junto ao aqueduto, este forte foi construído durante a Guerra da Restauração, envolvendo o convento que lhe dá nome, e apresenta planta quadrada com baluartes nos vértices. No seu interior, funciona hoje o Seminário Missionário de Évora.

VISITAR ÉVORA, o que ver e fazer na cidade-museu, Património Mundial da UNESCO

39. Visitar a Adega Cartuxa, junto do Convento da Cartuxa

O Convento da Cartuxa de Santa Maria Scala Coeli, é um dos símbolos espirituais de Évora, onde os monges vivem em clausura desde 1598. O mosteiro foi encerrado em 1834, mas foi restaurado em 1960. Não é possível visitar o Convento (que tem o maior claustro de Portugal), que viu partir os últimos monges em 2019, mas pode visitar a Adega Cartuxa, logo ao lado, e apreciar os vinhos produzidos pela Fundação Eugénio de Almeida.

VISITAR ÉVORA, o que ver e fazer na cidade-museu, Património Mundial da UNESCO

40. Explorar a paisagem do montado alentejano

Se quiser conhecer o montado alentejano e aprender a sua importância com quem nele trabalha, fazer uma excursão organizada é uma excelente opção. Faça um passeio num Land Rover por entre os sobreiros, e aprenda sobre o ciclo da cortiça, assim como a fauna e flora locais, e actividades agrícolas.

Marque aqui o seu lugar num safari na floresta de sobreiros, com almoço e degustação de vinhos opcionais.

NOTA: O ponto de encontro para esta excursão é na vila do Redondo, a cerca de 30 minutos de carro de Évora (via N254).

VISITAR ÉVORA, o que ver e fazer na cidade-museu, Património Mundial da UNESCO

41. Descobrir Espanha

Évora fica bastante perto de Espanha, por isso, quando visitar Évora, não deixe escapar a oportunidade de dar um saltinho ao outro lado da fronteira e descobrir algo de novo acerca do país nosso vizinho. Deixamos aqui duas sugestões.

  • Sevilha é uma das grandes cidades espanholas, e uma das mais belas, combinando na perfeição a cultura com a gastronomia e vida nocturna. De Évora é pouco mais de 3 horas de viagem, e descobrirá uma cidade espanhola com alma e coração.

Não deixe de consultar o nosso artigo com as melhores dicas para visitar Sevilha.

VISITAR ÉVORA, o que ver e fazer na cidade-museu, Património Mundial da UNESCO
  • Mérida, capital da Lusitânia romana, localiza-se nas margens do rio Guadiana, a pouco quilómetros da fronteira com Portugal, é uma cidade cheia de história e apenas a cerca de 1 hora e meia de carro de Évora.

Consulte o nosso artigo sobre os lugares obrigatórios a visitar em Mérida.

VISITAR ÉVORA, o que ver e fazer na cidade-museu, Património Mundial da UNESCO

Rui Pinto

Físico de formação mas interessado em todos os aspectos da cultura e história da humanidade. As viagens são o meio privilegiado para um aprofundamento do conhecimento do mundo, das suas gentes e do nosso papel na vida.

More Posts - Facebook - Google Plus


SUBSCREVA A NOSSA NEWSLETTER

Bem-vindos ao Viajar entre Viagens! Junte-se a esta comunidade e subscreva a nossa newsletter mensal. Uma vez por mês irá receber um email com todas as novidades do blogue e das redes sociais, tais como novos artigos, viagens, projectos e vídeos no youtube.

Irá receber um email com um link para confirmar a sua subscrição.

QUE EQUIPAMENTO FOTOGRÁFICO USAMOS

Esta é provavelmente uma das perguntas que mais recebemos. A resposta é simples e está aqui. Desde drone, câmaras fotográficas, computadores, etc. Tudo o que vai na nossa bagagem está aqui.

  DSLR Camera free icon Máquinas fotográficas e drones sinal de símbolo de ícone de computador - Download Vetores Gratis ...Computador e gadgets

PROGRAME A SUA VIAGEM

  Faça as suas reservas através das parcerias do nosso blogue. Você NÃO PAGA MAIS, nós ganhamos uma pequena comissão. Assim conseguimos manter o blogue com opiniões isentas.

Resultado de imagem para hotel icon Reserve o hotel no Booking.com e encontre as melhores promoções. Reserve e cancele sempre que necessitar.

Local Tourism Svg Png Icon Free Download (#343998 ...  Marque os seus bilhetes nos monumentos e tours, evitando filas usando o Get Your Guide.

Imagem relacionada  Reserve os seus voos com a Skyscanner. Garanta os melhores preços.

Resultado de imagem para car icon  Alugue carro usando o RentalCars, comparando e escolhendo o melhor preço antes de viajar.

Resultado de imagem para saúde icon  Faça seguro de viagem na Iati Seguros ao menor preço do mercado e com seguros especializados para viajantes. Se usar este link gozará de 5% de desconto.

Resultado de imagem para livro icon  Usamos os guias de viagem da Lonely Planet para preparar as nossas viagens. Se faz o mesmo, pode comprá-los online. Sai mais barato e os portes são grátis a partir dos 35€.

Resultado de imagem para dinheiro icon Usamos o cartão TRANSFERWISE para levantar dinheiro em viagem sem taxas. Se usar este link, poderá pedir o seu cartão. . Este blogue contém links de programas de afiliados.

22 Comentários

  1. Que lindo este lugar! Évora parece super mística. O que é esta capela dos ossos? Adorei o post super completo. Parabéns.

    1. Carla Mota diz: Responder

      É uma capela toda revestida a ossadas humanas. É por isso que se chama Capela dos Ossos. Era um costume medieval e em Évora temos uma das maiores do mundo.

  2. Leo Vidal diz: Responder

    Não imaginava que Évora tinha tanta coisa para conhecer. Até porque normalmente incluem ela em um bate-volta do Porto. Gostei de saber que é necessário ao menos um pernoite na cidade e com essas dicas ficará mais fácil organizar o roteiro.

    1. Carla Mota diz: Responder

      Geralmente o bate-volta é de Lisboa. Do Porto, Évora fica muito longe. Mas vale mesmo a pena visitar Évora durante pelo menos 3 dias. É até pecado fazer um bate-volta a Évora.

  3. A linda Évora oferecia tantas possibilidades que fazer o passeio de um dia é até um pecado! Eu quero mesmo é pernoitar para curtir a cidade-museu e aproveitar todas essas dicas ótimas do que fazer em Évora que vocês compartilharam!🧡

    1. Carla Mota diz: Responder

      É isso mesmo! Senti exactamente isso. Até é pecado visitar a cidade em apenas um dia. Évora merece muito mais.

  4. marcela diz: Responder

    Quanta coisa linda para ver em Évora, estou encantada! Quando voltar a Portugal será parada obrigatória com certeza!

    1. Carla Mota diz: Responder

      Visitar Évora é mesmo obrigatório quando se visita Portugal. A cidade é linda demais para não a incluirmos num roteiro.

  5. Motivos é que não faltam para visitar Évora! Esse patrimônio mundial da UNESCO é uma cidade que não pode ficar de fora do roteiro em Portugal.
    Estive em Évora em novembro passado e adorei. Mas já vi que deixei de conhecer muita coisa que você citou.
    Já é motivo de sobra para uma viagem futura!

    1. Carla Mota diz: Responder

      Há sempre bons motivos para visitar Évora de novo. É tão linda que é fácil nos apaixonarmos por ela.

  6. Évora é linda, só não gosto mais dela porque conseguiu a classificação da Unesco antes de Guimarães, rs. Tenho que voltar para explorar a rota megalítica e provar o pão de rala. Não resisto aos doces tradicionais portugueses

    1. Carla Mota diz: Responder

      Évora é mesmo magnífica e vale a pena perder lá algum tempinho. Não sei se é mais bonita do que Guimarães, não quero entrar nessa luta, mas ambas são das cidades mais bonitas de Portugal.

  7. Visitar Évora deve ser uma experiência inesquecível. A cidade respira história, né? Não poderia imaginar uma lista tão extensa de coisas para fazer por lá. O percurso Água da Prata me chamou a atenção!

    1. Carla Mota diz: Responder

      Anna, Évora é um mundo. Para visitar Évora é mesmo preciso tempo porque tudo é tão bonito e mágico.

  8. Cleo diz: Responder

    Estive em Évora por algumas horas somente, numa passagem para seguir viagem a Serra da Estrela. Fiquei com a sensação na época de não ter visto com calma e tudo que a cidade oferece. E depois de ler o teu post fiquei com mais certeza ainda disso.

    1. Carla Mota diz: Responder

      Vale mesmo a pena parar e ficar alguns dias a visitar Évora. A cidade é linda demais e a maioria das pessoas só visita um dia, o que é uma pena.

  9. Murilo Pagani diz: Responder

    Eu adoro visitar Patrimônios da Unesco, e sem dúvida Évora é o tipo de lugar que não dá para deixar de fora de um roteiro! Fiquei impressionando com a quantidade de atrações que há por lá. Quanto tempo você recomenda passar para visitar os principais pontos turísticos em pressa?

    Obrigado!

    1. Carla Mota diz: Responder

      Eu recomendava pelo menos 4 a 5 dias para poder ver tudo de forma bem tranquila e poder desfrutar de Évora.

  10. Estive em Évora. Por alguns dias. Chegamos de trem (comboio). Aliás, passamos 2 semanas viajando de trem por Portugal e nos atendeu muitíssimo bem. Tenho memórias excelentes do que vi e vivi na linda Évora, esse patrimônio da Unesco. Aí, tive minhas melhores experiências gastronômicas! 🙂
    Não conhecemos os arredores: como mencionado aqui, para tanto é preciso carro. Contudo, estar em Évora, ocupou muito nossos dias, nossas mentes e nossos corações. Uma vivência deliciosamente sem pressa! 🙂

    1. Carla Mota diz: Responder

      Que forma deliciosa de viajar, uma das melhores, de comboio. É uma forma incrível de visitar Évora.

  11. Eu fiquei impressionada com a capela dos ossos. Impactante ver tantos esqueletos fazendo parte de uma decoração única.
    Évora é linda! Na minha primeira visita, fui na maioria dos pontos sugeridos por você. Acho que somente não fui na universidade. Já na minha segunda, eu me deixei levar, andando pelas ruas sem rumo.

    1. Carla Mota diz: Responder

      Que maravilha. É isso mesmo, o importante é se deixar levar quando visitar Évora.

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.