DORNES, o que fazer quando visitar a aldeia dos Templários no Zêzere

VISITAR DORNES, o que ver e fazer na aldeia dos Templários nas margens do Zêzere

Visitar Dornes é conhecer uma pequena vila, nas margens do rio Zêzere, rodeada de uma paisagem magnífica e histórias e mitos relacionada com a formação da nacionalidade e a Ordem dos Templários. Dornes tem uma beleza que não deixa ninguém indiferente, e é frequentemente citada como uma das vilas e aldeias históricas mais belas de Portugal, tendo sido eleita uma das maravilhas de Portugal na categoria de aldeias ribeirinhas.

Procura ideias de lugares para visitar em Portugal? Consulte o nosso artigo com mais de 50 lugares a visitar em Portugal.

VISITAR DORNES, o que ver e fazer na aldeia dos Templários no Zêzere

Dornes e a conquista de Portugal

Embora existam vestígios e documentos que atestam a fundação de Dornes anterior à nacionalidade, em particular a presença romana, a verdade é que foi com a reconquista cristã, e a luta pela afirmação do novo reino de Portugal, que Dornes assumiu um papel de relevância. Dornes situa-se em terras entregues aos Templários pelos primeiros Reis portugueses, na época da Reconquista da Península Ibérica aos muçulmanos, fazendo parte do apoio à linha defensiva do Tejo. Aliado à sua importância militar, surgiu o culto religioso à Nossa Senhora do Pranto, fazendo Dornes florescer desde o século XII. Com um foral concedido por D. Manuel I em 1513, Dornes seria sede de concelho até 1835.

Se quiser conhecer melhor a época da construção da nacionalidade não pode deixar de percorrer a Rota do Românico no norte de Portugal com as nossas dicas.

VISITAR DORNES, o que ver e fazer na aldeia dos Templários no Zêzere

Visitar Dornes e o rio Zêzere

Dornes está aninhada numa península das margens do rio Zêzere, numa das muitas curvas e contracurvas do percurso daquele que é o segundo maior rio em território exclusivamente português. O Zêzere nasce na Serra da Estrela, junto ao Cântaro Magro, e depois percorre cerca de 200 na direcção sudoeste para finalmente desaguar no rio Tejo. Tal como todos os grandes rios em território português, o Zêzere viu a sua fisionomia e caudal modificados pelo aproveitamento hidroeléctrico e construção de várias barragens, sendo que a paisagem ribeirinha sofreu alterações significativas. Os habitantes de Dornes viram o vale do Zêzere alterar-se profundamente em 1951, devido à construção da Barragem de Castelo de Bode. Com a subida das águas, a magnífica paisagem perdeu alguma da sua espectacularidade, mas ainda assim continua a possuir uma impressionante beleza.

VISITAR DORNES, o que ver e fazer na aldeia dos Templários no Zêzere

Visitar Dornes nos dias de hoje

Hoje, a história de Dornes, a bela paisagem e as actividades aquáticas transformaram a pacata vila num destino turístico em crescendo, procurado por visitantes nacionais e estrangeiros, em busca do contacto com a Natureza e da verdade e lendas da mística do lugar. Os principais testemunhos dessa história de Dornes são a Torre Pentagonal, que terá sido construída pelos cavaleiros templários para vigiar o vale do Zêzere, e a Igreja de Nossa Senhora do Pranto, datada do século XV, mas com origem num templo anterior mandado construir pela rainha Santa Isabel em finais do século XIII. Ambas situam-se no alto do centro histórico da pequena vila de Dornes, e de onde se tem vistas fenomenais sobre o rio Zêzere, onde se localiza a praia fluvial e onde se pode nadar e andar de barco, entre outras actividades.

VISITAR DORNES, o que ver e fazer na aldeia dos Templários no Zêzere

DICAS PRÁTICAS PARA VISITAR DORNES


Quando visitar Dornes, convém ter algumas ideias básicas que o ajudarão a ganhar tempo no terreno e facilitar a sua viagem. Ficam então aqui algumas dicas práticas para quando visitar Dornes.

Quando visitar Dornes

A melhor altura para visitar Dornes é nos meses de Junho a Setembro, com sol e temperaturas agradáveis, pois o resto do ano é bastante chuvoso. No entanto, em Agosto, as temperaturas são por vezes altas em Dornes, por isso deve tomar algumas precauções, como usar protetor solar e evitar a exposição excessiva nas horas de maior calor. Se visitar Dornes em Agosto, não deixe de aproveitar para assistir à romaria de Nossa Senhora do Pranto, que atrai milhares de crentes e curiosos, e que se realiza a 15 de Agosto.

VISITAR DORNES, o que ver e fazer na aldeia dos Templários no Zêzere

Como chegar a Dornes

A vila de Dornes está localizada no centro do território de Portugal continental, no extremo norte do distrito de Santarém, e fica a cerca de 180 km do Porto e 170 km de Lisboa, ambas a cerca de 1h45min de viagem de carro.

Pode chegar a Dornes de autocarro, a partir do Porto (Coimbra-Sertã-Dornes) ou Lisboa. Pode consultar aqui os horários de autocarro para a Sertã e a companhia que faz a ligação entre a Sertã e Dornes é a Rodoviária Beira Interior. No entanto, terá de mudar de autocarro, as viagens são demoradas e as ligações pouco frequentes para Dornes. Assim, a melhor opção é ter veículo próprio.

Se não tem carro próprio para visitar Dornes, procure aqui o aluguer de carro em Portugal, aos melhores preços.

VISITAR DORNES, o que ver e fazer na aldeia dos Templários no Zêzere

Onde dormir quando visitar Dornes

Quando visitar Dornes, não terá muitas opções de alojamento em Dornes à sua disposição, dentro da vila ou nas redondezas. Ainda assim, há algumas opções de qualidade.

VISITAR DORNES, o que ver e fazer na aldeia dos Templários no Zêzere

EXPERIÊNCIAS E LUGARES A VISITAR EM DORNES


Sugerimos que dedique dois dias a visitar Dornes e arredores. Seguem-se as nossas sugestões para o que ver e fazer quando visitar Dornes.

1. Conhecer a história da Santa Padroeira de Dornes

O culto a Nossa Senhora do Pranto terá tido origem, segundo a lenda, quando um cavaleiro, ouvindo gemidos num mato, encontrou uma imagem de Nossa Senhora, com o Filho morto em seus braços. A Rainha Santa Isabel mandou erigir uma ermida junto à torre medieval dos Templários, e a partir daí começou a crescer a povoação que viria a ser conhecida como Vila das Dores, nome que com o tempo se terá corrompido para Dornes.

VISITAR DORNES, o que ver e fazer na aldeia dos Templários no Zêzere

2. Entrar no Santuário de Nossa Senhora do Pranto de Dornes

A Igreja de Nossa Senhora do Pranto de Dornes terá sido mandada construir pela Rainha Santa Isabel em 1285 e foi reconstruída no século XV. A imagem seiscentista no seu interior não é a mesma que foi descoberta há séculos, mas é igualmente venerada pela população e por muitos que a visitam.

VISITAR DORNES, o que ver e fazer na aldeia dos Templários no Zêzere

3. Visitar o Museu da Igreja de Dornes

Desde a Idade Média que, todos os anos, as paróquias da região fazem uma peregrinação ao santuário, entre a Páscoa e o terceiro Domingo de Setembro, tendo como pontos altos o domingo de Espírito Santo e o 15 de Agosto. Nesta romaria, os peregrinos oferecem o seu círio, uma vela grande com inscrições e desenhos, cada uma com uma história e percurso próprios. O novo Museu da Igreja de Dornes exibe uma colecção única de círios votivos, que ilustra a fé e crença que formam a base de uma história de culto religioso de séculos. Dentro da Igreja de Dornes, são também de destacar os azulejos e o órgão de tubos oitocentista.

VISITAR DORNES, o que ver e fazer na aldeia dos Templários no Zêzere

4. Conhecer a história dos Templários quando visitar Dornes

Visitar Dornes é entrar nos mistérios da Ordem dos Templários. A lenda diz que o general romano rebelde Quinto Sertório construiu em Dornes uma torre fortificada e que terá sido sobre as ruínas dessa construção que foi edificada a Torre Pentagonal de Dornes, possivelmente na segunda metade do século XII. Esta construção foi feita pela Ordem do Templo e seu Grão-Mestre, Gualdim Pais, cruzado e Cavaleiro de D. Afonso Henriques, provavelmente depois de ter fundado o Castelo de Tomar e o Convento de Cristo, que se tornou o Quartel-General dos Templários em território português.

VISITAR DORNES, o que ver e fazer na aldeia dos Templários no Zêzere

5. Admirar a Torre Pentagonal de Dornes

A planta pentagonal da Torre de Dornes é invulgar e acresce ainda mais à sua mística. No século XVI, finda a sua função militar em Dornes, terão sido acrescentados os sinos do concelho. No interior da torre existem várias lápides funerárias de cavaleiros da Ordem do Templo, mas esta não costuma estar aberto ao público.

VISITAR DORNES, o que ver e fazer na aldeia dos Templários no Zêzere

6. Contemplar a vista do Zêzere a partir do santuário de Dornes

Entre a Torre Pentagonal de Dornes e o cemitério, há um largo que é muitas vezes palco de missas campais, particularmente ao Domingo. Dali, terá das melhores vistas sobre o rio Zêzere e sobre o branco casario da vila de Dornes.

VISITAR DORNES, o que ver e fazer na aldeia dos Templários no Zêzere

7. Caminhar até à ponta da península de Dornes

Por trás do cemitério, é possível caminhar até à ponta da península de Dornes, num percurso de curta duração, e ter uma perspectiva diferente do rio Zêzere.

VISITAR DORNES, o que ver e fazer na aldeia dos Templários no Zêzere

8. Desfrutar do rio Zêzere quando visitar Dornes

Quando visitar Dornes, é obrigatório desfrutar do rio Zêzere. Pode fazê-lo de diversas formas, passeando ou descansando nas suas margens, ou divertindo-se nas suas águas, nadando ou navegando de caiaque.

VISITAR DORNES, o que ver e fazer na aldeia dos Templários no Zêzere

9. Dar um passeio de barco quando visitar Dornes

Quando visitar Dornes, não deixe de experimentar um passeio de barco, mesmo que seja de curta duração. É uma óptima forma de escapar um pouco ao calor de Verão, e terá uma perspectiva diferente da belíssima vila e da sua envolvência.

VISITAR DORNES, o que ver e fazer na aldeia dos Templários no Zêzere

10. Descansar na praia fluvial de Dornes e dar um mergulho

A praia fluvial de Dornes é um local bem vindo, especialmente, claro, nos dias quentes e abafados de Verão. Desfrute da água, divirta-se e mergulhe, sempre com a silhueta da vila de Dornes e da sua Torre Pentagonal como pano de fundo.

VISITAR DORNES, o que ver e fazer na aldeia dos Templários no Zêzere

11. Fazer o trilho de Dornes PR 1 FZZ

No segundo dia em Dornes, se gosta de caminhadas não deixe de experimentar o trilho PR1 FZZ “Dornes – Vigia do Zêzere”. Este tem início junto ao Posto de Turismo, percorre o centro da vila e depois segue o percurso do rio Zêzere, em direcção a Vale Serrão e Rio Cimeiro, para depois regressar a Dornes por um caminho florestal que passa em Peralfaia. O trilho circular tem a extensão de 19 km, uma duração de cerca de 5 horas e um grau de dificuldade médio-elevado.

VISITAR DORNES, o que ver e fazer na aldeia dos Templários no Zêzere

O QUE VER E FAZER NA REGIÃO AO VISITAR DORNES


A posição geográfica de Dornes, bem no centro de Portugal, faz com que existam várias atracções numa área acessível a partir da pequena vila. Ao visitar Dornes, aproveite para conhecer um pouco melhor o centro de Portugal.

1. Visitar a praia fluvial da Castanheira

Localizada na albufeira de Castelo de Bode, a cerca de 20 km de Dornes, a praia fluvial da Castanheira é uma excelente opção para quem quiser relaxar e desfrutar da água e actividades aquáticas.

praia fluvial da Castanheira

2. Nadar na piscina fluvial flutuante do Lago Azul

Um pouco mais à frente na albufeira, nas margens do lado de Castanheira, encontrará a piscina flutuante do Lago Azul, um local onde miúdos e graúdos podem dar uns bons mergulhos nas águas do Zêzere.

piscina fluvial flutuante do Lago Azul

3. Divertir-se na praia fluvial de Ana de Aviz

Se quiser desfrutar de uma praia fluvial com tranquilidade e águas límpidas, a praia fluvial Ana de Aviz é uma execelenete opção, localizada na aldeia de Ana de Aviz, no concelho de Figueiró dos Vinhos.

4. Visitar as Fragas de São Simão

As Fragas de São Simão constituem uma das praias fluviais mais famosas do país, com um novo passadiço que permite desfrutar da magnífica paisagem de uma forma mais confortável.

Consulte o nosso artigo com todas as dicas para visitar as Fragas de S. Simão e percorrer o seu passadiço.

Visitar as Fragas de São Simão

5. Dormir numa Quinta em Figueiró dos Vinhos

Figueiró dos Vinhos fica a cerca de 30 km a norte de Dornes, e lá poderá encontrar um alojamento com direito a piscina e plantação de vinha. Se gosta de um ambiente rural com conforto, então a Quinta do Sobral é um local a não perder.

Faça aqui a sua reserva na Quinta do Sobral.

Quinta em Figueiró dos Vinhos

6. Visitar Cernache do Bonjardim

Se tiver curiosidade em conhecer o local de nascimento de D. Nuno Álvares Pereira, então não deixe de passar por Cernache do Bonjardim, a menos de 15 km de Dornes, e conheça o seu património histórico.

Cernache do Bonjardim

7. Comer bucho e maranho na Sertã

A Sertã tem muitos e bons motivos para uma visita, entre os quais se inclui o seu castelo, onde terá acontecido o episódio que deu o nome à vila, quando uma mulher expulsou os romanos com uma sertã (frigideira) cheia de azeite a ferver, ou a ponte Filipina (ou Ponte Velha). Ao visitar a Sertã, não deixe experimentar um prato tradicional da região da Beira Baixa, o bucho e o maranho, surgido há 200 anos, aquando das Invasões Francesas, confeccionado com a carne e o estômago da cabra ou ovelha. Recomendamos o restaurante “Ponte Romana”, com belas vistas e comida saborosa e barata.

Comer bucho e maranho na Sertã

8. Visitar Ferreira do Zêzere

Ferreira do Zêzere é sede do concelho ao qual pertence Dornes, a pouco mais de dez quilómetros a sul, e é conhecida pela gastronomia (sendo famoso o Festival Gastronómico de Lagostim de Rio) e belas paisagens circundantes, que inspiraram Alfredo Keil, autor de “A Portuguesa”, o hino nacional.

Visitar Ferreira do Zêzere

9. Visitar o Centro Geodésico de Portugal

O centro geodésico de Portugal está a cerca de 30 km de Dornes (contando com as curvas da estrada!), por isso se for adepto de marcos geográficos, não deixe de visitar Vila de Rei, atingir o Centro Geodésico de Portugal, na Serra da Melriça e visitar o Museu da Geodesia no local.

Visitar o Centro Geodésico de Portugal

10. Desfrutar da praia fluvial de Fernandaires

Situada a menos de 30 km de Dornes, na margem esquerda do Zêzere, no concelho de Vila de Rei, a Praia Fluvial de Fernandaires exibe um magnífico espelho de água, proveniente da albufeira de Castelo de Bode, e tem uma piscina flutuante para aqueles menos à vontade com águas profundas.

Praia fluvial de Fernandaires

11. Visitar a praia fluvial do Penedo Furado

A sul de Vila de Rei, não deixe de divertir-se na praia fluvial do Penedo Furado, percorrer o seu passadiço e explorar as cascatas da Ribeira de Codes.

Não deixe de consultar o nosso artigo com todas as dicas para visitar a praia fluvial do Penedo Furado e o seu passadiço.

Penedo Furado

12. Percorrer a Grande Rota do Zêzere (GR 33)

Para os mais aventureiros e adeptos da actividade física, a Grande Rota do Zêzere foi criada para permitir descobrir 370 km de um território que atravessa 13 concelhos, e que podem ser percorridos a pé, de bicicleta ou de canoa (conforme os troços). Se quer uma aventura em Portugal, esta é uma excelente opção. Pode consultar aqui informação sobre as divisões e etapas da Grande Rota do Zêzere.

VISITAR DORNES, o que ver e fazer na aldeia dos Templários no Zêzere

Se gosta de visitar vilas e pequenas aldeias em Portugal para escapadinhas veja aqui algumas das nossas sugestões:

  • Visitar Dornes – Uma bela aldeia no Zêzere excelente para uma escapadinha.
  • Visitar Mértola – Um artigo cheio de dicas para conhecer a vila islâmica portuguesa.
  • Visitar Sintra – Um das vilas mais encantadoras em Portugal e tudo o que precisa de saber para a visitar desde Lisboa.
  • Visitar o Piódão – A aldeia do Piódão é um dos mais belos locais de Portugal.
  • Visitar o Marvão – Um artigo cheio de dicas para explorar a vila medieval do Marvão.
  • Visitar Drave – Um artigo para lhe explicar tudo sobre como visitar a aldeia abandonada de Drave.
  • Visitar Monsaraz – Um artigo para lhe inspirar a visitar Monsaraz e o Alqueva, cheio de dicas maravilhosas.
  • Aldeias obrigatórias a visitar em Portugal – Uma selecção daquelas que achamos serem as aldeias obrigatórias a visitar em Portugal.
  • Visitar Baião – Um artigo cheio de dicas para visitar a região de Baião, do Marão ao Douro.
  • Visitar o Pinhão – Um artigo cheio de dicas para visitar o Douro Vinhateiro na região do Pinhão.
  • Visitar Foz Côa – Um artigo cheio de dicas para visitar Foz Côa.
  • Visitar a Costa Nova – Um artigo para visitar a povoação da Costa Nova e as suas casas às riscas.
  • Visitar Carrazeda de Ansiães – Um artigo sobre este recanto esquecido no norte de Portugal.
  • Visitar Miranda do Douro – Um artigo sobre uma das vilas mais belas de Portugal, sobre o rio Douro.

Rui Pinto

Físico de formação mas interessado em todos os aspectos da cultura e história da humanidade. As viagens são o meio privilegiado para um aprofundamento do conhecimento do mundo, das suas gentes e do nosso papel na vida.

More Posts - Facebook - Google Plus


SUBSCREVA A NOSSA NEWSLETTER

Bem-vindos ao Viajar entre Viagens! Junte-se a esta comunidade e subscreva a nossa newsletter mensal. Uma vez por mês irá receber um email com todas as novidades do blogue e das redes sociais, tais como novos artigos, viagens, projectos e vídeos no youtube.

Irá receber um email com um link para confirmar a sua subscrição.

PROGRAME A SUA VIAGEM

  Faça as suas reservas através das parcerias do nosso blogue. Você NÃO PAGA MAIS, nós ganhamos uma pequena comissão. É uma forma de valorizar o nosso trabalho.

Resultado de imagem para hotel icon Reserve o hotel no Booking.com e encontre as melhores promoções. Reserve e cancele sempre que necessitar.

Local Tourism Svg Png Icon Free Download (#343998 ...  Marque os seus bilhetes nos monumentos e tours, evitando filas usando o Get Your Guide.

DSLR Camera free icon  Veja todo o equipamento fotográfico e gadjets que usamos no nosso perfil no site da Amazon. A lista individual do equipamento que levamos em viagem pode consultar aqui.

Imagem relacionada  Reserve os seus voos com a Skyscanner. Garanta os melhores preços.

Resultado de imagem para car icon  Alugue carro usando o AutoEurope  ou o RentalCars, comparando e escolhendo o melhor preço antes de viajar.

Resultado de imagem para saúde icon  Faça seguro de viagem na Iati Seguros ao menor preço do mercado e com seguros especializados para viajantes. Se usar este link gozará de 5% de desconto.

Resultado de imagem para livro icon  Se procura viagens de mergulho, encontre as melhores opções no LiveAboard.

Resultado de imagem para dinheiro icon Usamos o cartão TRANSFERWISE para levantar dinheiro em viagem sem taxas. Se usar este link, poderá pedir o seu cartão. . Este blogue contém links de programas de afiliados.

16 Comentários

  1. Gonçalo diz: Responder

    Já conheci adorei DORNES, levei o DRONE para filmagens e logo de inicio tive um pequeno acidente com ele e parti um braço o que não deu para usar mais o DRONE por isso, pela beleza e por ser teimoso vou voltar lá já daqui a 2 fins-de-semana e volto com o DRONE a DORNES!!!! eheheeh beleza água verde aldeia caminhos para passear no meio do campo simpatia dos locais tudo isto e muito mais me faz voltar de novo!.

    1. Carla Mota diz: Responder

      Eu até tremo quando o drone anda no ar! eheheh

  2. Ana Carolina diz: Responder

    Que bom saber que Dornes fica a 170 km de Lisboa, certamente incluirei no roteiro de minha próxima viagem a Portugal.

    1. Carla Mota diz: Responder

      Vai adorar visitar Dornes, tenho a certeza.

  3. ana diz: Responder

    As paisagens de Dornes realmente são incríveis. Amei as dicas super completas, espero conhecer.

    1. Carla Mota diz: Responder

      Obrigada, Paula.

  4. Conheço relativamente bem o Ribatejo, região onde tenho muitos amigos. Mas, não sei porquê, nunca fui a Dornes. Quando nos deixarem sair de casa, vou tratar de remediar isso e apreciar essa linda aldeia

    1. Carla Mota diz: Responder

      Excelente opção, Ruthia. Vais adorar Dornes.

  5. ANGELA MARTINS diz: Responder

    Eu não conhecia Dormes! Encantada com as fotos e com o que fazer por lá. Amando suas dicas de Portugal.

    1. Carla Mota diz: Responder

      Obrigada, Angela.

  6. Murilo Pagani diz: Responder

    Estou impressionado com o tanto de lugares lindos para visitar em Dornes!

    Aliás, estou amando acompanhar suas dicas de Portugal. Descobrindo muitos destinos para organizar um roteiro além do óbvio. O difícil vai ser conseguir tempo suficiente para tantas cidades! hehehehe

    Obrigado!

    1. Carla Mota diz: Responder

      Obrigada, Murilo. Tenho a certeza que vai adorar visitar Dornes e Portugal.

  7. Conheço pouco, quase nada de Portugal… Apenas o Algarve e Lisboa. Com esse post sobre a criação da identidade nacional portuguesa penso que seria interessantíssimo como brasileira fazer estar viagem. Já coloquei na bucket list!

    1. Carla Mota diz: Responder

      Olá Mariana, aposto que ia adorar visitar Dornes.

  8. Roberto Caravieri diz: Responder

    Que lindo lugar! Amei saber sobre Dornes suas dicas sobre o que fazer são incríveis! Vou salvar pra quando pudermos visitar novamente

    1. Carla Mota diz: Responder

      Vai adorar visitar Dornes, Roberto.

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.