TRILHOS DO GERÊS | Os melhores percursos pedestres para explorar na Serra do Gerês

TRILHOS DO GERÊS | Os melhores percursos pedestres para explorar na Serra do Gerês

Os trilhos do Gerês estão possivelmente entre os mais belos do nosso Portugal, não haja dúvidas, contudo, fazer trilhos no Gerês não é tão fácil quanto possa parecer, e não são raras as vezes que há pessoas a perderem-se na Serra do Gerês. A Serra do Gerês é um paraíso para fazer trilhos mas há que ter muito cuidado e cumprir todas as regras de segurança e do ICNF.

TRILHOS DO GERÊS | Os melhores percursos pedestres para explorar na Serra do Gerês

Antes de se iniciar nos trilhos do Gerês convém que saiba que a Serra do Gerês tem trilhos com diferentes graus de dificuldade e diferentes níveis de sinalização. A Serra do Gerês está também incluída dentro do PNPG – Parque Nacional Peneda Gerês, pelo que precisa de certificar-se se os trilhos que vai fazer são legais ou não. Sendo assim, aqueles que são amantes de natureza e pretendam deslocar-se à serra para fazer alguns trilhos no Gerês quase precisam de tirar um doutoramento em legislação.

TRILHOS DO GERÊS | Os melhores percursos pedestres para explorar na Serra do Gerês

Informação organizada e acessível sobre os Trilhos do Gerês é escassa, por isso, a primeira coisa que tem de fazer é procurar essa informação. Como também nós tivemos muita dificuldade em encontrá-la e, acima de tudo, percebê-la, partilhamos aqui consigo algumas das dificuldades que vai ter e como contorná-las.

  • Os trilhos que existem na Serra do Gerês, homologados e legais, são 14 trilhos curtos de um dia, no concelho de Terras do Bouro (mas cuja informação correcta não é fácil de obter) mais 7 trilhos no concelho de Montalegre.
  • Os postos de turismo da serra não têm panfletos dos trilhos, sendo que na maioria das vezes há umas fotocópias sem qualidade ou rigor, e com anotações feitas à mão.
  • Na entrada dos trilhos que fizemos existe, por vezes, um mini-posto de turismo, mas quem lá está não sabe prestar qualquer tipo de informação prática sobre o trilho, nomeadamente comprimento, dificuldade, tempo, acesso a água, etc. Foi o que nos aconteceu no PR14 na Ermida.
  • Há trilhos não oficiais que são desencorajados de ser feitos nos postos de turismo. Trilhos esses que quando se questiona no posto do turismo recebe-se a informação “isso tem outras questões legais”. O que significa isso? Não sabem, é a resposta.
  • Não há informação pública nos postos de turismo sobre a forma como se processa o acto do pedestrianismo da Serra do Gerês. Se quiser esta informação terá que se deslocar ao Campo do Gerês, à Casa do Parque. Só aí o sabem informar.
  • Como a informação sobre os trilhos é pouca, a única forma de saber que se está a cometer uma ilegalidade é, para a maioria dos visitantes, provavelmente, quando for apanhado a cometê-la. Se for apanhado, as multas podem atingir 700€ (daquilo que nos foi dito num posto de turismo).
  • Os panfletos turísticos dos trilhos dados aos visitantes nos postos de turismo são fotocópias e, no caso do visitante querer e haver, pode pagar um panfleto individual sobre o trilho que custa 0.30€/trilho no posto de turismo e entre 0.10€ ou 1€ na Casa do Parque (depende do panfleto).
  • Estes panfletos usam fotocópia da carta topográfica 1/25 000 da região mas os trilhos estão marcados sobre as linhas de referência, como estradas, curvas de nível, linhas de água, etc, e não permitem ler devidamente os mapas, criando obviamente perda de elementos de referência no mapa.
  • Grande parte dos trilhos homologados na Serra do Gerês estão mal marcados no terreno com marcas que distam entre si cerca de 500 m, contrariando as regras dos 100 metros. Essa falha dificulta a realização dos trilhos por pessoas menos experientes.

Veja este nosso artigo aqui no blogue para saber o que ver e fazer quando visitar o Gerês

TRILHOS DO GERÊS | Os melhores percursos pedestres para explorar na Serra do Gerês

Que cuidados ter quando se faz trilhos no Gerês

O Parque Nacional Peneda Gerês é composto por duas zonas distintas, uma Área de Ambiente Natural e uma Área de Ambiente Rural. Estas áreas estão consagradas no Plano de Ordenamento do Parque Nacional da Peneda Gerês, num pdf longo e técnico, com inúmeras cartas e textos de apoio, partilhado no site do ICNF. Sendo assim, tentamos sintetizara aqui essa informação. Não encontrámos informação sintetizada e de leitura fácil em nenhum local oficial. Pode fazer aqui, contudo, o download da brochura do PNPG.

  • A Área de Ambiente Natural é por sua vez dividida em três zonas: a Zona de Protecção Total; a Zona de Protecção Parcial de Tipo I e a Zona de Protecção Parcial de Tipo II. Cada uma destas zonas tem as suas especificações. Em teoria é possível visitar as Zonas de Protecção Total realizando percursos pedestres nos trilhos existentes, estando, no entanto, sujeita a autorização por parte do ICNF. A autorização é necessária tanto em termos de visitas individuais como em grupos e obedece a várias regras. Em todas estas zonas é proibido acampar e pernoitar com recurso a tenda.
TRILHOS DO GERÊS | Os melhores percursos pedestres para explorar na Serra do Gerês

Os trilhos que são feitos na Zona de Protecção Total carecem de autorização prévia do ICNF que tem que ser pedida com um mínimo de 10 dias de antecedência (segundo informação de um funcionário do ICNF na Vila do Gerês). É o caso do Trilho dos Carris que segue pelo vale do Rio Homem até à Mina dos Carris. Para pedir esta autorização terá de enviar um email para pnpg@icnf.pt e tem de cumprir algumas regras:

  • Número máximo de pessoas é 10.
  • Indicar a data em que vai fazer o trilho (pode indicar uma janela de vários dias possíveis, por exemplo 6 ou 7 dias)
  • Morada de contacto para que possa receber a respectiva autorização
  • Email e telefone de contacto

As Zonas de Protecção Total de Tipo I, como é o caso do Trilho de Pé de Cabril, não carecem de autorização desde que sejam feitas por grupos com menos de 10 pessoas. Se os trilhos forem feitos por grupos maiores, carecem do mesmo tipo de autorização que as anteriores. Nas Zonas de Protecção Total de Tipo II os trilhos carecem de autorização quando forem feitos por grupos com mais do que 15 pessoas.

  • As zonas que ficam dentro da Área de Ambiente Rural têm percursos marcados (com as características que vimos anteriormente) e são permitidos sem restrições.
TRILHOS DO GERÊS | Os melhores percursos pedestres para explorar na Serra do Gerês

Porém a maior dificuldade quando se visita a serra, e se pretende fazer Trilhos no Gerês, é ter acesso a estas informações e saber se os lugares que vai passar num trilho ficam dentro de uma zona específica. Esta informação não está disponível em brochuras gratuitas no PNPG, ou sequer nos postos de turismo.

As áreas incluídas dentro das Zonas de Protecção Total são:

TRILHOS DO GERÊS | Os melhores percursos pedestres para explorar na Serra do Gerês

Perder-se nos trilhos da Serra do Gerês, tendo tudo isto em atenção, é um acto comum, infelizmente, e isso não se deve apenas à desorientação do visitante, mas à falta de orientação, nomeadamente no acesso à informação. Para a Serra do Gerês se tornar um destino mais seguro para todos, esta informação tem de estar disponível e acessível online, nos postos de turismo e no terreno. Só assim fará sentido este tipo de preservação para todos. Esperemos e acreditemos que muito brevemente tal possa acontecer.

NOTA – Tirando a Grande Rota – GR50 – que está bem sinalizada e com um site oficial cuidado e com boa informação, todos os outros trilhos apresentam problemas de sinalização, cartografia, etc.

TRILHOS DO GERÊS | Os melhores percursos pedestres para explorar na Serra do Gerês

SEGURO DE VIAGEM IATI PARA ESCAPADINHAS EM PORTUGAL (cobre Covid-19)

A IATI tem um seguro que é especial para viagens dentro de Portugal. Este novo seguro cobre actividades como cicloturismo, trilhos, roadtrips, autocaravana, campers. O cancelamento da viagem por conta do Covid-19 não está coberto por se tratar de uma pandemia, mas todos os seguros da IATI cobrem tratamento por contágio por coronavírus e essa informação consta no certificado da apólice, já que alguns países pedem um seguro obrigatório com esta cobertura.  Podes fazer o teu seguro IATI ESCAPADINHAS aqui!


TRILHOS DO GERÊS | OS MELHORES PERCURSOS PEDESTRES NA SERRA DO GERÊS


Tendo em atenção as características da terreno, a informação disponível, a cartografia existente e a forma de actuação das entidades competentes, se for amante de Turismo de Natureza e de trilhos, o mais sensato é realizar um dos percursos que partilhamos abaixo. São todos percursos de um dia, relativamente bem marcados (cada caso será explicado com mais detalhe) e que não carecem de autorização prévia. Só faça trilhos que carecem de autorização prévia na Serra do Gerês se já tiver muita experiência naquele terreno. Para quem vai visitar a Serra do Gerês em cerca de 10 dias, não há necessidade de explorar locais mais inacessíveis, pelo menos antes de sentir a forma de funcionamento do PNPG. Em caso algum pode fazer fogo no interior do PNPG. Traga consigo tudo o que leva. Não deixe lixo no PNPG nem em lado nenhum.

TRILHOS DO GERÊS | Os melhores percursos pedestres para explorar na Serra do Gerês

Gostaríamos que soubesse que a Serra do Gerês, assim como muitas outras, recebe imensos visitantes sem experiência em montanha pelo que, se esse for o seu caso, não comece a explorar os Trilhos do Gerês pelos mais difíceis. O Gerês tem trilhos fáceis e lindos e, para quem tem pouca experiência, são a melhor forma de conhecer a serra. Conheça-se a si mesmo antes de conhecer a montanha. Só assim trará boas experiências consigo. Respeite as regras de segurança, não faça lixo, não destrua os ambientes naturais e rurais e explore a paisagem. Sairemos todos a ganhar certamente.

TRILHOS DO GERÊS | Os melhores percursos pedestres para explorar na Serra do Gerês

1. TRILHO DE PITÕES DAS JÚNIAS (4 km) – PR MTR

TRILHO FÁCIL – O trilho de Pitões das Júnias é um belo trilho rural e de montanha que nos permite explorar a Cascata de Pitões das Júnias, os miradouros da cascata e o mosteiro beneditino de Santa Maria das Júnias. O trilho é curto, circular e ao longo do seu trajecto tem paisagens incríveis e até um passadiço (infelizmente em mau estado de conservação).

TRILHOS DO GERÊS | Os melhores percursos pedestres para explorar na Serra do Gerês

2. TRILHO DAS 7 LAGOAS DE XERTELO E POÇOS VERDES DO SOBROSO – PR9 MTR

TRILHO FÁCIL (versão ida e volta pelo mesmo local) TRILHO MODERADO OU DIFÍCIL (versão do Trilho dos Poços Verdes) – O trilho das 7 Lagoas do Xertelo no Gerês é um dos nossos preferidos na serra. É um trilho lindo que nos leva desde a aldeia do Xertelo, por um trilho circular, até a um conjunto de várias lagoas (mais de 7) designadas pela população local por Poços Verdes. Pelo caminho permite ver o fojo de lobos, moinhos e até silhas de ursos. Este é um dos percursos mais completos e bonitos da Serra do Gerês.

TRILHOS DO GERÊS | Os melhores percursos pedestres para explorar na Serra do Gerês

3. TRILHO DO POÇO AZUL, CASCATA DO ARADO E MIRADOR DAS ROCAS

TRILHO MODERADO – Este é outro dos trilhos do Gerês mais belos e obrigatórios. O trilho pode ser linear mas pode também ser feito de forma circular (mais bonito ainda). O trilho tem início no miradouro das Rocas ou nas Cascatas do Arado e permite visitar um dos lugares mais incríveis da Serra do Gerês, o Poço Azul, passando por currais, fontes, cascatas e miradouros.

TRILHOS DO GERÊS | Os melhores percursos pedestres para explorar na Serra do Gerês

4. TRILHO DA PREGUIÇA E CASCATA DA LAJA – PR10 TBR

TRILHO FÁCIL – O trilho da Preguiça foi um dos primeiros que fizemos na Serra do Gerês na nossa mais recente visita. O trilho é curto, cerca de 5 km, mas desengane-se quem acha que não vale a pena. É um trilho excelente para visitar algumas das mais belas cascatas do Gerês, miradouros, currais e merece bem uma visita.

TRILHOS DO GERÊS | Os melhores percursos pedestres para explorar na Serra do Gerês

5. TRILHO DA FENDA E CIDADE DA CALCEDÓNIA – PR1 TBR

TRILHO MODERADO OU DIFÍCIL – O trilho da Cidade da Calcedónia, como é designado, tem uma grande estrela, a fenda da Calcedónia. Para além das vistas fantásticas ao longo do trilho, a passagem da fenda da Calcedónia é um dos seus ex-libris (não é obrigatório fazê-lo porque o trilho contorna a fenda, mas é espectacular para quem gosta de aventuras. Nós já fizemos este trilho três vezes, a primeira há seguramente mais de 15 anos por isso o mapa que tínhamos do trilho ainda era o antigo. Não é um trilho fácil nem para pessoas pouco experientes mas vale bem a pena. O trilho passa pelas ruínas de um antigo povoado da idade do Ferro, a Cidade da Calcedónia. O trilho tem 7 km e começa em Covide, no lugar do Calvário.

TRILHOS DO GERÊS | Os melhores percursos pedestres para explorar na Serra do Gerês

6. TRILHO DA ÁGUIA DO SARILHÃO – PR5 TBR

TRILHO FÁCIL OU MODERADO – O trilho da Águia do sarilhão é um trilho de cerca de 9 km na Serra do Gerês, circular, com início e final no Campo do Gerês. O trilho é muito bonito e fácil, permitindo acompanhar parcialmente a albufeira da Barragem de Vilarinho das Furnas, dar uns mergulhos numa praia da albufeira, fazer parte da Geira Romana e ainda apreciar a tradição rural da Serra do Gerês.

TRILHOS DO GERÊS | Os melhores percursos pedestres para explorar na Serra do Gerês

7. TRILHO DA GEIRA ROMANA – PR9 TBR

TRILHO FÁCIL – O trilho da Geira Romana já fica fora da Serra do Gerês mas é um excelente trilho para quem gosta de história e apreciar a vida rural no sopé da serra.

TRILHOS DO GERÊS | Os melhores percursos pedestres para explorar na Serra do Gerês

8. TRILHO DOS MIRADOUROS – PR6 TBR

TRILHO MODERADO OU DIFÍCIL – O trilho dos Miradouros é um trilho circular maravilhoso para todos aqueles que, tal como nós, gostam de ter vistas panorâmicas de encher o olho. O trilho começa na Vila do Gerês e ao longo de 10 km, de subidas e descidas, permite conhecer os melhores miradouros da margem direita do rio Gerês, nomeadamente o miradouro da Fraga Negra, o miradouro da Boneca, os Mirantes Velho e Novo, o miradouro do Penedo da Freira, assim como tantos outros locais sem nome. O trilho tem um ganho de altitude elevado, mais de 500 metros, por terreno rochoso e acidentado pelo que o seu grau de dificuldade é moderado/alto.

TRILHOS DO GERÊS | Os melhores percursos pedestres para explorar na Serra do Gerês

9. TRILHO DO SOBREIRAL DA ERMIDA – PR14 TBR

TRILHO MODERADO – O trilho do Sobreiral da Ermida é um dos mais longos e interessantes que pode fazer no Gerês. O trilho é muito interessante e, se começar cedo, pode, ao longo do seu percurso visitar imensas atracções ao longo do seu percurso, nomeadamente as Cascatas do Arado, a Cascata Tahiti, as piscinas naturais de Fafião, etc.

  • Pode saber mais sobre o Trilho do Sobreiral da Ermida no Gerês neste artigo cheio de dicas de como chegar, onde começar, dormir e com fotografias maravilhosas.
TRILHOS DO GERÊS | Os melhores percursos pedestres para explorar na Serra do Gerês

10. TRILHO DO PÃO, AZEITE E MIRADOUROS – PR1 MTR

TRILHO MODERADO OU DIFÍCIL – Este é um trilho magnífico e muito pouco realizado, estranhamente, na Serra do Gerês. Pode ser começado nas piscinas naturais de Fafião, subindo depois em direcção a um conjunto de locais magníficos como o Fojo do Lobo, o miradouro de Fafião, os lagares de azeite, etc, sempre com vistas panorâmicas e magníficas sobre o vale. O trilho tem cerca de 14 km.

  • Pode saber mais sobre o Trilho do Pão, Azeite e Miradouros de Fafião, no Gerês, neste artigo cheio de dicas de como chegar, onde começar, dormir e com fotografias maravilhosas.
TRILHOS DO GERÊS | Os melhores percursos pedestres para explorar na Serra do Gerês

ONDE FICAR ALOJADO QUANDO VISITAR A SERRA DO GERÊS

Há imensas opções de alojamento na Serra do Gerês, desde casas de granito nas aldeias, até hotéis de luxo nas vilas. A Serra divide-se nas suas zonas oeste, onde se encontram a albufeira de Vilarinho das Furnas, a aldeia de Campo do Gerês e a vila das Termas do Gerês, e leste, onde se encontram a albufeira de Paradela e a aldeia de Pitões das Júnias. Como o nosso principal objectivo ao visitar a Serra do Gerês era fazer trilhos, precisávamos de acordar cedo e estar perto do início dos trilhos, e assim privilegiámos ficar alojados dentro do Parque Nacional. No entanto, fora da área do Parque Nacional, há excelentes opções suficientemente perto para serem consideradas. Ficam então aqui as nossas sugestões sobre onde dormir na Serra do Gerês.

Termas do Gerês

A vila de Termas do Gerês é a localidade mais central na região do Gerês, e é quase inevitável ficar ali alojado quando visitar a Serra do Gerês, pois permite-lhe estar perto de muitos lugares de interesse e do início de vários trilhos. Há várias opções possíveis, todas de boa qualidade.

TRILHOS DO GERÊS | Os melhores percursos pedestres para explorar na Serra do Gerês
  • De manhã, descíamos e íamos comprar pão fresco ao supermercado mesmo ao lado, e à noite, depois de estacionarmos no parque privado, fazíamos o jantar na óptima cozinha do apartamento. Tudo ideal para os nossos dias atarefados entre os melhores trilhos do Gerês.
TRILHOS DO GERÊS | Os melhores percursos pedestres para explorar na Serra do Gerês

Pode reservar aqui a sua estadia no Gerês Village Apartment.

Mas há outras excelentes opções na vila das Termas do Gerês. Pode escolher entre:

Ermida

  • Ficar alojado na aldeia de Ermida, perto da Cascata do Arado, é também uma boa opção quando fizer o trilho PR 14 ou o trilho do Poço Azul. Só há, no entanto, uma opção (mas com excelente cotação), que é a Casa Baranda.

Campo do Gerês

O Campo do Gerês é uma das principais aldeias do Gerês e está localizada no extremo oeste da Serra do Gerês, perto da Albufeira de Vilarinho das Furnas, a 15 km da sede do concelho (Terras de Bouro). Ficar ali alojado é uma boa opção se for fazer o trilho da Fenda da Calcedónia ou o trilho da Águia do Sarilhão. No Campo do Gerês poderá escolher entre:

NOTA: A caminho do Campo do Gerês, pode também ficar alojado perto do Santuário de São Bento da Porta Aberta, na freguesia de Rio Caldo, o segundo santuário mais popular em Portugal, a seguir ao de Fátima. A opção mais clássica é o Hotel São Bento da Porta Aberta, mas também pode optar pela Casa São Bernardo de Claraval, ou ainda a Quinta do Caneiro.

Consulte o nosso artigo sobre visitar Fátima.

Pitões das Júnias

  • Para fazer o trilho de Pitões das Júnias, e para poder apreciar melhor a beleza e o ambiente desta zona da Serra do Gerês, convém ficar a dormir, pelo menos, uma noite em Pitões das Júnias, no extremo nordeste da Serra do Gerês e a poucos quilómetros de Espanha. Nós ficámos alojados na Casa do Preto, com quartos simples mas confortáveis e um restaurante com uma cozinha de babar por mais. Outras boas opções em Pitões das Júnias são a Casa da Fonte, a Casa D’Campo Ferreira, ou o Cantinho Ti Carlos.

Terras de Bouro

Terras de Bouro é a sede do concelho que abarca grande parte da área da Serra do Gerês (em conjunto com o município de Montalegre). Está localizada a poucos quilómetros da entrada do Parque Nacional. É possível ficar alojado no centro da vila, mas há poucas opções. Fora do centro, em particular mais para norte (e mais perto do Parque) há várias opções de qualidade. Assim, na zona de Terras de Bouro poderá escolher entre:

NOTA: Fora da área do Parque Nacional, na margem sul do Rio Cávado, há duas excelentes opções, a Pousadela Village, perto da zona oeste da Serra do Gerês, e o Hotel Rural Misarela, perto da zona leste da Serra do Gerês. Ambos são destinos para aqueles que procuram mais conforto e exclusividade, com vistas para a serra a partir de uma piscina infinita.

Se procura belos alojamentos em Portugal e no mundo, veja esta nossa selecção.

TRILHOS DO GERÊS | Os melhores percursos pedestres para explorar na Serra do Gerês
TRILHOS DO GERÊS - Os melhores percursos pedestres para explorar a Serra do Gerês
TRILHOS DO GERÊS - Os melhores percursos pedestres para explorar a Serra do Gerês

Carla Mota

Geógrafa com uma enorme paixão pelas viagens e pelo mundo. Desde muito cedo que as viagens de exploração fazem parte da sua vida. A busca do conhecimento do mundo leva-a em direcção a culturas perdidas e ameaçadas, tentando percebe-las. Hoje é também líder de viagens de aventura na Nomad.

More Posts - Facebook - Google Plus - Flickr - YouTube


SUBSCREVA A NOSSA NEWSLETTER

Bem-vindos ao Viajar entre Viagens! Junte-se a esta comunidade e subscreva a nossa newsletter mensal. Uma vez por mês irá receber um email com todas as novidades do blogue e das redes sociais, tais como novos artigos, viagens, projectos e vídeos no youtube.

Irá receber um email com um link para confirmar a sua subscrição.

QUE EQUIPAMENTO FOTOGRÁFICO USAMOS

Esta é provavelmente uma das perguntas que mais recebemos. A resposta é simples e está aqui. Desde drone, câmaras fotográficas, computadores, etc. Tudo o que vai na nossa bagagem está aqui.

  DSLR Camera free icon Máquinas fotográficas e drones sinal de símbolo de ícone de computador - Download Vetores Gratis ...Computador e gadgets

PROGRAME A SUA VIAGEM

  Faça as suas reservas através das parcerias do nosso blogue. Você NÃO PAGA MAIS, nós ganhamos uma pequena comissão. Assim conseguimos manter o blogue com opiniões isentas.

Resultado de imagem para hotel icon Reserve o hotel no Booking.com e encontre as melhores promoções. Reserve e cancele sempre que necessitar.

Local Tourism Svg Png Icon Free Download (#343998 ...  Marque os seus bilhetes nos monumentos e tours, evitando filas usando o Get Your Guide.

Imagem relacionada  Reserve os seus voos com a Skyscanner. Garanta os melhores preços.

Resultado de imagem para car icon  Alugue carro usando o RentalCars, comparando e escolhendo o melhor preço antes de viajar.

Resultado de imagem para saúde icon  Faça seguro de viagem na Iati Seguros ao menor preço do mercado e com seguros especializados para viajantes. Se usar este link gozará de 5% de desconto.

Resultado de imagem para livro icon  Usamos os guias de viagem da Lonely Planet para preparar as nossas viagens. Se faz o mesmo, pode comprá-los online. Sai mais barato e os portes são grátis a partir dos 35€.

Resultado de imagem para dinheiro icon Usamos o cartão TRANSFERWISE para levantar dinheiro em viagem sem taxas. Se usar este link, poderá pedir o seu cartão. . Este blogue contém links de programas de afiliados.

2 Comentários

  1. Alexandra diz: Responder

    Olá! Gostei muito do seu artigo, muito util e interessante para mim. Contudo tenho uma duvida… que trilhos aconselha (se é que há algum) para fazer com pessoas mais idosas? Obrigada!

    1. Carla Mota diz: Responder

      Com idosos os mesmo que com crianças. São os mais fáceis. Mas isso também depende dos idosos, claro.

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.