SUBIR A MONTANHA DO PICO nos Açores | Tudo o que precisa de saber para subir o Piquinho, o ponto mais alto de Portugal (num dia ou com pernoita)

SUBIR A MONTANHA DO PICO | Tudo o que precisa de saber para subir ao Piquinho, o ponto mais alto de Portugal num dia ou com pernoita

O Piquinho, o ponto mais alto de Portugal, fica a 2351 m de altitude, na Montanha do Pico, na ilha do Pico, nos Açores. Subir a Montanha do Pico é subir até ao Piquinho, ao marco geodésico que marca o ponto mais alto do país.

Se vai visitar os Açores em 2020 veja este nosso artigo para saber que procedimentos deve tomar para entrar no território.

SUBIR A MONTANHA DO PICO nos Açores | Tudo o que precisa de saber para subir o Piquinho, o ponto mais alto de Portugal (num dia ou com pernoita)

Para subir a montanha do Pico é preciso permissão, boa condição física, motivação e, acima de tudo, bom tempo. Caso contrário a subida é muito exigente e depois a recompensa pode ser frustrante.

NOTA – Não se meta numa aventura destas sozinho se não tiver experiência em montanha. Se não tem, o ideal é fazer a aventura com um guia. Com ou sem experiência, não se esqueça que está dentro de um parque natural e por isso cumpra todas as regras dos trilhos (pode ver o nosso artigo neste link).

SUBIR A MONTANHA DO PICO nos Açores | Tudo o que precisa de saber para subir o Piquinho, o ponto mais alto de Portugal (num dia ou com pernoita)

Para subir a Montanha do Pico há que preparar bem a subida, atempadamente, decidir se o vais fazer num ou dois dias, tirar as permissões e, depois, lançar-te na aventura. Sendo assim, se estás a pensar subir a Montanha do Pica este artigo, com tudo devidamente explicado, é para ti.

Se está a pensar viajar nas ilhas do Triângulo dos Açores, Pico, São Jorge e Faial, veja este nosso artigo com tudo explicadinho.

SUBIR A MONTANHA DO PICO nos Açores | Tudo o que precisa de saber para subir o Piquinho, o ponto mais alto de Portugal (num dia ou com pernoita)

1. A SUBIDA E DESCIDA DO PICO SÃO FISICAMENTE EXIGENTES

A maior dúvida que assola todos aqueles que querem tentar subir a Montanha do Pico é se é fisicamente muito exigente. A resposta é sim. É a ascensão mais exigente que temos em Portugal que não envolve escalada. A ascensão não é técnica mas é exigente do ponto de vista físico. Na subida é, literalmente, sempre a subir. Não há troços planos. É sempre com declives acentuados.

  • Entre as marcas 1 e 2 as marcas são muito espaçadas e o declive é pouco acentuado. Esta parte serve para ir percebendo o que o vai esperar dali para a frente.
  • Das marcas 2 à 17 a subida começa a ficar mais extenuante. Felizmente as marcas são mais próximas e ganha-se alguma motivação.
  • Entre as marcas 18 e 37 é quando custa mais. O declive é muito e o corpo já está cansado. É preciso recorrer, frequentemente às mãos para auxiliar a progressão.
  • Das marcas 37 a 46 o terreno é menos incluindo e a progressão mais fácil. A partir daqui há dois caminhos alternativos, o 37 e o 37A, o 38 e o 38A e assim sucessivamente até chegar ao 45. Em teoria os A são para descer, embora essa informação não seja visível na subida. Porém, daquilo que nos apercebemos, subir pelos A também parece mais suave, com excepção do troço final.
  • O marco 46 marca a entrada na Cratera. É aí que, se optar por pernoitar, deve começar a procurar espaço para montar a tenda.
  • O marco 47 marca o local onde começa a subir para o Piquinho. Daqui para a frente a inclinação é ainda maior e o terreno é cascalhento e solto, uma adversidade mais. Há muitos locais onde tem que usar as mãos para auxiliar a subida, especialmente quando passa num tubo de lava antes de chegar ao cume. Se for pernoitar na cratera vá ver o local da marca 47 antes de anoitecer para se preparar para tentar depois o cume ao nascer do sol.
SUBIR A MONTANHA DO PICO nos Açores | Tudo o que precisa de saber para subir o Piquinho, o ponto mais alto de Portugal (num dia ou com pernoita)
SUBIR A MONTANHA DO PICO nos Açores | Tudo o que precisa de saber para subir o Piquinho, o ponto mais alto de Portugal (num dia ou com pernoita)

Na descida é sempre a descer! Mas não se engane, custa muito! Custa ainda mais do que a subida. Porquê? Porque os músculos já estão muito doridos e porque o terreno é muito inclinado. Para além disso há muita bagacina, ou seja, muita pedra solta o que faz com que os pés escorreguem com facilidade. Como contornar isso? O melhor é caminhar sempre pela rocha dura e devagar, evitando escorregar. Isto torna a descida, geralmente, mais morosa do que a subida.

NOTA – Nós demorámos 4 horas para subir e 3h30 para descer. Penso que teremos demorado menos tempo a descer do que a subir (ao contrário da generalidade das pessoas) porque nos poupámos muito na subida. Na subida, subimos a Montanha do Pico com poucas paragens (só fizemos três pequenas) mas muito devagarinho, abrandando frequentemente para fotografar.

SUBIR A MONTANHA DO PICO nos Açores | Tudo o que precisa de saber para subir o Piquinho, o ponto mais alto de Portugal (num dia ou com pernoita)
SUBIR A MONTANHA DO PICO nos Açores | Tudo o que precisa de saber para subir o Piquinho, o ponto mais alto de Portugal (num dia ou com pernoita)

2. SUBIR A MONTANHA DO PICO NUM DIA OU COM PERNOITA

Uma das primeiras dúvidas que surgem quando se pensa em subir a Montanha do Pico é se o devemos fazer num dia ou em dois.

SUBIR A MONTANHA DO PICO nos Açores | Tudo o que precisa de saber para subir o Piquinho, o ponto mais alto de Portugal (num dia ou com pernoita)

Eu diria que é sempre melhor subir a Montanha do Pico em dois dias. Porquê?

  • Porque dividem o esforço da subida num dia e da descida para o outro.
  • Porque a subida e descida no mesmo dia é fisicamente muito puxada porque os músculos estão demasiado cansados na descida e é frequente haver lesões. Se dormir na cratera, no dia do cume e da descida, vai usufruir muito mais.
  • Porque conseguem usufruir dos dois momentos mais belos no cume, do pôr-do-sol e do nascer-do-sol.
  • Porque permite dormir num dos lugares mais belos dos Açores, dentro de uma cratera vulcânica.
  • Porque permite estar num local fantástico, sem qualquer luz, para ver as estrelas.
  • Porque permite usufruir muito melhor da experiência com tempo para a sentir.
  • Porque evita qualquer subida perigosa durante a noite.
SUBIR A MONTANHA DO PICO nos Açores | Tudo o que precisa de saber para subir o Piquinho, o ponto mais alto de Portugal (num dia ou com pernoita)
SUBIR A MONTANHA DO PICO nos Açores | Tudo o que precisa de saber para subir o Piquinho, o ponto mais alto de Portugal (num dia ou com pernoita)

Quais as situações em que penso que poderá ser melhor subir a Montanha do Pico num dia:

  • Quando tem pouco tempo na ilha do Pico e só tem um dia disponível (é melhor subir num dia do que nada).
  • Quando há previsão que o tempo vai mudar e se esperar pelo segundo dia põe a sua ascensão em risco.
  • Quando o motivo que o leva a fazer a ascensão é a parte física do desafio.
  • Quando não tem qualquer material para dormir no cume, como tenda, isoladores ou sacos-cama. Porém, esta é uma falsa questão porque se programar a sua viagem pode levar este material consigo para os Açores.

NOTA – Nós viajámos nos Açores, entre ilhas de barco, durante um mês, e carregamos a tenda e os sacos cama apenas para esta experiência. Se tiver a motivação certa, não custa nada. Faça como nós, divida a tenda pelas duas mochilas (um leva o tecido outro leva as varetas) e não precisa de espias (usa pedras lá em cima porque o chão não permite espiar a tenda).

Ver esta publicação no Instagram

VIAGEM PELA GEOGRAFIA DE PORTUGAL – DIA 81 – PICO, AÇORES . . 🇵🇹 Deitar de noite e levantar de noite. Assim é a vida na cratera da montanha do Pico. As estrelas iluminam os nossos primeiros passos. Mas a noite escura revela encantos mil. A noite dará lugar ao dia e os raios solares aguardam ansiosos por voltar a brilhar sobre a mais bela e mágica montanha de Portugal. O PICO é magia, magia pura. É energia. Exerce sobre nós um fascínio inexplicável. Sentir esta magia, bem perto, de dia e de noite. Era esse o nosso principal objectivo. . . 🇬🇧 Lie at night and get up at night. Such is life in the crater of Pico Mountain. The stars illuminate our first steps. But the dark night reveals a thousand charms. Night will give way to day and the sun’s rays await anxiously to shine again on the most beautiful and magical mountain in Portugal. PICO is magic, pure magic. It’s energy. It has an inexplicable fascination for us. Feel this magic, very close, day and night. That was our main objective. . . . . . . #sataazoresairlines #azoresairlines @azores_airlines_official #visitazores @visitazores #euficoemportugal #visitportugal #azores #açores #azoresportugal #açoresportugal #sapoviagens #fugasporportugal #forbestravelguide #cntraveller #bbctravel #natgeo #bbcworld #travelphotography #photography #lonelyplanet #montanhadopico #picoazores #picoislandazores #picoaçores #picoisland

Uma publicação partilhada por Carla Mota & Rui Pinto (@viajar_entre_viagens) a

SUBIR A MONTANHA DO PICO nos Açores | Tudo o que precisa de saber para subir o Piquinho, o ponto mais alto de Portugal (num dia ou com pernoita)

3. QUE MATERIAL LEVAR PARA SUBIR A MONTANHA DO PICO

O material que vai levar para subir a montanha do Pico vai depender muito se vai fazer a ascensão em um dia ou em dois dias. Sendo assim, este será o material necessário:

MATERIAL PARA UM DIAMATERIAL PARA DOIS DIAS
Bastão de caminhada
Casaco polar de aquecimento
Impermeável
Botas de cano alto de Alta Montanha
Roupa de primeira camada
Calças impermeáveis
Óculos de sol
Protector solar
Luvas
Gorro
Boné
Frontal
3 litros de água
Snacks
Todo o material necessário
para um dia
+
Tenda
Isolador
Saco-cama para temperaturas
negativas ou a rondar os 0ºC
1 litro de água adicional
Roupa extra de aquecimento
Comida para almoço, jantar e
pequeno almoço
.
SUBIR A MONTANHA DO PICO nos Açores | Tudo o que precisa de saber para subir o Piquinho, o ponto mais alto de Portugal (num dia ou com pernoita)

4. PEDIR PERMISSÃO PARA SUBIR A MONTANHA DO PICO (fazer a reserva)

Subir a Montanha do Pico exige um registo no site oficial da Casa da Montanha, indicando o dia e a hora da ascensão, bem como o pagamento da permissão. Sendo assim, o que vai ter que fazer é:

  • Aceder ao site oficial da Casa da Montanha para marcar a sua Subida da Montanha do Pico.
  • Entre no campo “Nova Reserva”, seleccione o número de pessoas, a data do início da ascensão e posteriormente a hora a que quer começar.
  • Na hora aparece o número de vagas disponíveis no seu momento de reserva. Note que se quiser fazer pernoita só pode começar a subida às 16h mas tem que escolher a opção das 12:00 às 18:00. Faça depois continuar.
  • De seguida escolha a hora do início da subida. Lembre-se que se vai pernoitar lá em cima deve escolher 16h. Se não for, escolha a hora que julga começar a subir.
  • Escolha de seguida a hora que pensa chegar. Nós escolhemos também 16h para nos dar uma janela de 24h na montanha do Pico. Não quer dizer que sai da montanha aquela hora, é uma hora indicativa para os vigilantes da montanha.
  • De seguida indique se pretende subir ao Piquinho (o cume a 2351 m de altitude ou não). Penso que quem sobe a montanha é para ir lá acima por isso, escolha sim.
  • Escolha depois a opção de se vai pernoitar na Montanha do Pico ou não. Lembre-se que se vai pernoitar na Montanha do Pico deve fazer a reserva no site até 24h antes, caso contrário a pernoita não é permitida.
  • Depois preencha os seus contactos e dados pessoais, bem como de todos aqueles que vão subir consigo. Vai precisar do Nome, email, data de nascimento, Cartão de Cidadão, telemóvel e nacionalidade.
  • De seguida, vai-lhe ser pedido para validar se é residente nos Açores ou não. Se for residente nos Açores não paga nada pelas permissões para subir a Montanha do Pico. Se for estrangeiro ou português do Continente, paga. Confesso que isto me chateou porque considero que os impostos que pago também vão para as regiões autónomas e por isso senti-me descriminada.
  • Posteriormente, terá de escolher a opção de forma de pagamento. Nós inicialmente escolhemos por multibanco mas essa opção não funcionou. Tivemos que fazer outra reserva e escolher a opção pagamento por transferência bancária. Por isso aconselhamos que passe logo para essa opção.
  • Depois de validar a sua inscrição vai receber um email com a confirmação da sua reserva.
  • Contudo, esta só está validada se a pagar no prazo de 48h. Se não fizer o pagamento a reserva é automaticamente cancelada.
  • Pode cancelar e alterar o dia e a data da sua reserva para subir a Montanha do Pico até 24h antes no site oficial. Isto permite-lhe, se tiver muito tempo na ilha, tentar a ascensão no dia com melhor possibilidade de bom tempo. Mas não se esqueça que esta mudança está sempre sujeita à existência de vagas.
  • Num Verão normal, as reservas para subir a Montanha do Pico devem ser feitas com semanas (ou meses) de antecedência porque as agências de viagem locais compram grande parte dos lugares existentes.
  • Se pretender alterar a sua reserva e já não conseguir usar o site pode entrar em contacto com a Casa da Montanha através do email  pnpico.casadamontanha@azores.gov.pt Se houver ainda disponibilidade e for possível, eles fazem esse processo por email e depois enviam-lhe um email de confirmação com os novos dados. Foi isso que nos aconteceu e eles foram super simpáticos e prestativos.
  • Depois basta imprimir a sua reserva e levá-la para a Casa da Montanha e apresentá-la no momento da subida.
SUBIR A MONTANHA DO PICO nos Açores | Tudo o que precisa de saber para subir o Piquinho, o ponto mais alto de Portugal (num dia ou com pernoita)

5. QUANTO CUSTA SUBIR À MONTANHA DO PICO

Os residentes nos Açores não pagam para subir a montanha, o que me parece bem. Já o que me parece mal é que os residentes em Portugal Continental paguem exactamente o mesmo que um alemão, um chinês ou um argentino. Sendo assim, se for residente nos Açores basta preencher o pedido da permissão e depois seguir para a Casa da Montanha no dia e hora marcada. Se não for residente nos Açores deve pagar:

  • Subida à Cratera da Montanha do Pico – 15€/pessoa
  • Subida ao Piquinho – Acresce mais 10€/pessoa
  • Pernoita na montanha – Acresce mais 10€/pessoa.

Sendo assim, se desejar subir e pernoitar na montanha, a permissão para subir tem um custo de 35€/pessoa para todos aqueles que não residam nos Açores.

SUBIR A MONTANHA DO PICO nos Açores | Tudo o que precisa de saber para subir o Piquinho, o ponto mais alto de Portugal (num dia ou com pernoita)
SUBIR A MONTANHA DO PICO nos Açores | Tudo o que precisa de saber para subir o Piquinho, o ponto mais alto de Portugal (num dia ou com pernoita)

6. COMO PROCEDER PARA SUBIR A MONTANHA DO PICO

Quando tiver tudo tratado deve deslocar-se à Casa da Montanha no dia e hora marcada. Leve consigo todo o material que necessita para a ascensão.

  • Dirija-se à Casa da Montanha e faça o check in na montanha do Pico com os papéis da reserva.
  • O funcionário vai-lhe dar um GPS que terá que usar na montanha consigo o tempo todo. Este GPS serve para pedir auxilio se necessitar e pode ser usado com telefone com a Casa da Montanha. Serve também para os vigilantes seguirem o seu percurso e o avisarem se sair do trilho e estiver em perigo e perdido (especialmente útil em situações de nevoeiro).
  • Deve usar este GPS consigo e num lugar protegido. Para evitar danificar o material o ideal é colocá-lo no topo da mochila. Foi isso que nós fizemos. Se danificar o material terá que o pagar na saída (ao que sabemos tem um custo de 300€).
  • No final do trilho tem que fazer o check out, informando na Casa da Montanha que desceu e entregando o GPS.
SUBIR A MONTANHA DO PICO nos Açores | Tudo o que precisa de saber para subir o Piquinho, o ponto mais alto de Portugal (num dia ou com pernoita)
SUBIR A MONTANHA DO PICO nos Açores | Tudo o que precisa de saber para subir o Piquinho, o ponto mais alto de Portugal (num dia ou com pernoita)

7. SEGURO DE VIAGEM PARA VIAJAR NOS AÇORES (cobre Covid-19 e teste positivo)

A IATI tem um seguro que é especial para viagens dentro de Portugal. Este novo seguro cobre actividades como cicloturismo, trilhos, roadtrips, autocaravana, campers, etc. O cancelamento da viagem por conta do Covid-19 não está coberto (se fizer apenas o seguro simples) por se tratar de uma pandemia, mas todos os seguros da IATI cobrem tratamento por contágio por coronavírus e essa informação consta no certificado da apólice, já que alguns países pedem um seguro obrigatório com esta cobertura. Porém, se fizer o seguro do pack de seguro de viagem + seguro de cancelamento opcional, este cobre o cancelamento da viagem caso o segurado, seus pais ou filhos testem positivo para COVID-19. E além disso, o seguro IATI Cancelamento também tem esta causa coberta. Sendo assim, este é claramente, o melhor seguro do mercado neste momento.  Pode fazer o teu seguro IATI ESCAPADINHAS aqui com 5% de desconto.

SUBIR A MONTANHA DO PICO nos Açores | Tudo o que precisa de saber para subir o Piquinho, o ponto mais alto de Portugal (num dia ou com pernoita)

8. Partilhe as suas dúvidas para subir a Montanha do Pico aqui no blogue

Depois de tudo pronto, é hora de subir a montanha! Força! Vai adorar. Se tem dúvidas e não as viu esclarecidas neste artigo, não nos mande mensagens, deixe-as nos comentários aqui no blogue. Responderemos a tudo mas partilhe as suas dúvidas com todos para que as nossas respostas o ajudem a si mas também a outros. Obrigada.

SUBIR A MONTANHA DO PICO nos Açores | Tudo o que precisa de saber para subir o Piquinho, o ponto mais alto de Portugal (num dia ou com pernoita)
Ver esta publicação no Instagram

SE É PARA VIAJAR EM PORTUGAL, ENTÃO QUE SEJA EM GRANDE! 😲 . . 🇵🇹 No topo do nosso país! 🤗 Há anos que sonhávamos subir o Pico e estar no topo da maior montanha de Portugal. E quis o destino que fosse este ano. Nós planeamos fazer este verão os vulcões do Pacífico, o destino deu-nos os do Atlântico. Planeamos cruzar os mares tranquilos do Pacífico de barco, o destino deu-nos as águas agitadas atlânticas. Planeamos nunca parar, o destino sentou-nos num sofá. E nós planeamos de novo. Demos a volta aos mapas. Redefinimos roteiros. Agarramos outras paragens com a mesma paixão que uma criança abraça um novo brinquedo. O mundo pode tentar atirar-nos ao chão mas somos nós que nos deixamos cair. E nós escolhemos que vamos continuar de pé, a planear novas conquistas, novas aventuras, novos desafios. Mais do que nunca, é hora de tomarmos o destino nas nossas mãos. . . 🇬🇧 At the top of our country! 🤗 We had dreamed of climbing Pico for years and being on top of the highest mountain in Portugal. And I wanted the destination to be this year. We planned to make the volcanoes in the Pacific this summer, fate gave us those in the Atlantic. We plan to cross the calm seas of the Pacific by boat, destiny has given us the choppy Atlantic waters. We plan to never stop, fate sat us on a sofa. And we plan again. We went around the maps. We redefined scripts. We grab other places with the same passion that a child embraces a new toy. The world may try to throw us to the ground, but we are the ones who let ourselves fall. And we chose that we will continue to stand, planning new achievements, new adventures, new challenges. More than ever, it is time to take fate into our hands. . . . . . . #sataazoresairlines #azoresairlines @azores_airlines_official #visitazores @visitazores #visitportugal #euficoemportugal #portugalcomefeitos #portugal #portugal_a_gramas #portugal_em_fotos #portugalovers #portugaligers #portugalemclicks #portugaldenorteasul #picoisland #picoazores #topofportugal #topportugalphoto #travelvideo #djiportugal #viajarentreviagens #azores #açores #azoresportugal #açoresportugal #sapoviagens #fugasporportugal #forbestravelguide

Uma publicação partilhada por Carla Mota & Rui Pinto (@viajar_entre_viagens) a

Carla Mota

Geógrafa com uma enorme paixão pelas viagens e pelo mundo. Desde muito cedo que as viagens de exploração fazem parte da sua vida. A busca do conhecimento do mundo leva-a em direcção a culturas perdidas e ameaçadas, tentando percebe-las. Hoje é também líder de viagens de aventura na Nomad.

More Posts - Facebook - Google Plus - Flickr - YouTube


SUBSCREVA A NOSSA NEWSLETTER

Bem-vindos ao Viajar entre Viagens! Junte-se a esta comunidade e subscreva a nossa newsletter mensal. Uma vez por mês irá receber um email com todas as novidades do blogue e das redes sociais, tais como novos artigos, viagens, projectos e vídeos no youtube.

Irá receber um email com um link para confirmar a sua subscrição.

QUE EQUIPAMENTO FOTOGRÁFICO USAMOS

Esta é provavelmente uma das perguntas que mais recebemos. A resposta é simples e está aqui. Desde drone, câmaras fotográficas, computadores, etc. Tudo o que vai na nossa bagagem está aqui.

  DSLR Camera free icon Máquinas fotográficas e drones sinal de símbolo de ícone de computador - Download Vetores Gratis ...Computador e gadgets

PROGRAME A SUA VIAGEM

  Faça as suas reservas através das parcerias do nosso blogue. Você NÃO PAGA MAIS, nós ganhamos uma pequena comissão. Assim conseguimos manter o blogue com opiniões isentas.

Resultado de imagem para hotel icon Reserve o hotel no Booking.com e encontre as melhores promoções. Reserve e cancele sempre que necessitar.

Local Tourism Svg Png Icon Free Download (#343998 ...  Marque os seus bilhetes nos monumentos e tours, evitando filas usando o Get Your Guide.

Imagem relacionada  Reserve os seus voos com a Skyscanner. Garanta os melhores preços.

Resultado de imagem para car icon  Alugue carro usando o RentalCars, comparando e escolhendo o melhor preço antes de viajar.

Resultado de imagem para saúde icon  Faça seguro de viagem na Iati Seguros ao menor preço do mercado e com seguros especializados para viajantes. Se usar este link gozará de 5% de desconto.

Resultado de imagem para livro icon  Usamos os guias de viagem da Lonely Planet para preparar as nossas viagens. Se faz o mesmo, pode comprá-los online. Sai mais barato e os portes são grátis a partir dos 35€.

Resultado de imagem para dinheiro icon Usamos o cartão TRANSFERWISE para levantar dinheiro em viagem sem taxas. Se usar este link, poderá pedir o seu cartão. . Este blogue contém links de programas de afiliados.

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.