As melhores e mais belas levadas da MADEIRA | Portugal

As melhores e mais belas levadas da Madeira | Portugal

As levadas da Madeira são uma das características mais geográficas e características da ilha. Quando visitar a Madeira terá, obrigatoriamente, que fazer uma levada, um trilho a pé, pelos antigos caminhos que levavam a água da parte norte para a parte sul da ilha. Estas são as mais bonitas levadas da Madeira.

Veja aqui as nossas dicas para viajar na Madeira

As melhores levadas da Madeira | Portugal

As melhores levadas da Madeira | Portugal

As melhores levadas da Madeira | Portugal

As melhores levadas da Madeira | Portugal

Veja aqui os lugares obrigatórios a visitar na Madeira


AS MAIS BELAS LEVADAS DA MADEIRA


1. Levada dos Balcões (dificuldade baixa)

A escolha de uma levada adequada à condição física do individuo é importante para desfrutar da natureza. A levada dos Balcões é boa para começar porque é uma levada curta, sempre plana e de dificuldade baixa, mas com o mais belo que a Madeira tem a oferecer.

As melhores levadas da Madeira | Portugal

As levadas da Madeira transportam a água, que escorre das mais altas montanhas da ilha da Madeira, para o regadio dos terrenos agrícolas, e o seu desnível é sempre pouco acentuado.

As melhores levadas da Madeira | Portugal

Uma das levadas da Madeira mais fáceis de fazer, mais bonitas e mais curtas é a Levada dos Balcões (com apenas 1,5 km para cada lado, perfazendo um total de 3 km). Esta levada situa-se no concelho de Santana e é facilmente acessível de carro.

As melhores levadas da Madeira | Portugal


2. Vereda Pico Areeiro – Pico Ruivo (exigente)


Não é uma das levadas da Madeira mas este é um dos mais belos trilhos da Madeira, unindo os três picos mais altos da ilha. O trilho que liga o Pico do Areeiro (1818 m) ao Pico Ruivo (1862 m), o ponto mais alto da ilha da Madeira, tem 7 km de comprimento, com duração estimada de 4 horas.

As melhores levadas da Madeira | Portugal

Apesar de a diferença entre a altitude máxima e mínima atingidas durante o percurso ser 320 m, a verdade é que o desnível acumulado durante o percurso é muito maior, pois o trilho é sempre a subir e a descer, por vezes com declives muito acentuados.

As melhores levadas da Madeira | Portugal

Para além dos dois picos, o trilho passa ainda pelo Pico das Torres (1853 m), o terceiro mais alto da ilha. A paisagem, vista do Pico do Areeiro, é estonteante, mas começando o percurso, melhora ainda mais.

As melhores levadas da Madeira | Portugal

Um dos pontos de interesse na parte inicial do percurso é o miradouro do Ninho da Manta, de onde se têm vistas espectaculares dos picos.

As melhores levadas da Madeira | Portugal

As encostas ali são vertiginosas, por vezes de ambos os lados do trilho, mas os corrimões de aço, presentes nos troços mais perigosos, dão mais segurança aos caminhantes mais susceptíveis às vertigens. Ao longo do percurso, cruzam-se túneis escavados na rocha vulcânica.

As melhores levadas da Madeira | Portugal

O percurso pode ser feito ida e volta, totalizando 14 km em cerca de 8 horas.

Pode ver mais sobre este trilho no artigo que escrevemos aqui no blogue. 

As melhores levadas da Madeira | Portugal

DICAS: O percurso pode ser feito só num sentido, mas depois do Pico Ruivo terá que seguir em direcção à Achada do Teixeira (1592 m), caminhando mais 2,8 km, onde poderá chamar um táxi de Santana por telemóvel. É imprescindível levar bastão de caminhada.

As melhores levadas da Madeira | Portugal


3. Levada do Caldeirão Verde (dificuldade moderada)


Uma levada de dificuldade média por uma paisagem verdejante, com paisagens deslumbrantes marcadas por quedas de água e acesso a uma caldeira vulcânica. Esta levada é uma impressionante obra do século XVIII, e tem início no leito principal da Ribeira do Caldeirão Verde.

As melhores levadas da Madeira | PortugalAo longo do percurso, a levada atravessa escarpas vertiginosas, mas nos sítios mais verticais existem sempre corrimões de aço que permitem maior segurança. Transversalmente à levada, os precipícios são muitos, sendo que, a maior parte das vezes, a densa vegetação não deixa o caminhante ter noção real das alturas envolvidas.

As melhores levadas da Madeira | Portugal

Quando a vegetação é mais dispersa, tem-se vistas espectaculares das montanhas do interior da ilha. O lago do Caldeirão Verde é formado pela água que cai verticalmente de uma queda de água com cerca de 100 m de altura. O trilho da Levada do Caldeirão Verde tem cerca de 6,5 km, e tem início no Parque Florestal das Queimadas, em Santana. A volta é feita pelo mesmo caminho, logo o percurso total até ao Caldeirão Verde tem cerca de 13 km de extensão.

As melhores levadas da Madeira | Portugal

As melhores levadas da Madeira | Portugal

Este trilho tem uma duração estimada de 4 a 5 horas. Para os mais bem preparados, uma excelente opção é combinar duas levadas da Madeira, continuando até ao Caldeirão do Inferno, percurso curto mas envolvendo um declive maior e por isso tornando-se mais lento, acrescendo três horas ao total. Se fizer o percurso completo são cerca de 18 km. Toda a levada é feita no coração da luxuriante vegetação da Floresta Laurissilva, característica da ilha da Madeira.

Pode ver mais sobre este trilho no artigo que escrevemos aqui no blogue. 

As melhores levadas da Madeira | Portugal

DICA: Levar uma lanterna ou frontal por pessoa, e muita água para o trilho.


4. Vereda do Pico Branco e Terra Chã (dificuldade moderada)


A ilha de Porto Santo é muito diferente da Madeira, não tendo vegetação luxuriante nem a imponência dos seus picos mais elevados, mas tem praias naturais de areia, um conjunto de ilhéus muito perto e muito interessantes, e um ambiente relaxado. Experimente mais uma vereda, a Vereda do Pico Branco e Terra Chã.

As melhores levadas da Madeira | Portugal

As veredas, ao contrários das levadas da Madeira, não seguem os canais de água, mas sim caminhos rurais. A vereda segue por um antigo trilho de burros de carga, que ligava à Terra Chã, onde se cultivava cevada.

As melhores levadas da Madeira | Portugal

A distância de ida é 2,7 km, e volta-se pelo mesmo caminho, perfazendo um total de 5,4 km, que se faz em aproximadamente 3 horas. O trilho é um pouco mais exigente apenas na abordagem ao Pico Branco, por vezes com declive acentuado, até se chegar ao colo do Pico Branco.

As melhores levadas da Madeira | Portugal

O ponto mais baixo (início do trilho) está a 184m de altura; o ponto mais alto, no cume do Pico Branco, está a 450 m, logo o desnível não é de desconsiderar. Após o colo, a paisagem muda, pois existe uma maior predominância de árvores coníferas (ali plantadas no início do século XX), e mais à frente há um cruzamento. Para a esquerda fica o trilho para chegar ao cume do Pico Branco, segundo pico mais alto do Porto Santo, cerca de 200 m a subir; para a direita, o trilho para chegar à Terra Chã, cerca de 400 m quase sempre a descer.

As melhores levadas da Madeira | Portugal

No topo do Pico Branco as vistas para a costa são fabulosas, revelando-se conforme vamos avançando no trilho. As vertentes escarpadas para o mar são verdadeiramente vertiginosas e é preciso caminhar com atenção em certos locais. Devido à pouca acessibilidade do local, a Terra Chã é o sítio da ilha do Porto Santo onde foi registada o maior número de exemplares da flora indígena mais bem conservada, predominantemente arbustiva e herbácea. Antes de chegar à Terra Chã há um depósito piroclástico com bombas vulcânicas.

As melhores levadas da Madeira | Portugal

Na Terra Chã existe uma casa, construída em pedra, em tempos usada para a observação na caça à baleia e recentemente restaurada, e lá pode-se parar para descansar e comer um pouco. Dali, tem-se uma vista que permite vislumbrar grande parte da costa sul da ilha do Porto Santo, incluindo Vila Baleira, parte da praia, o Pico Ana Ferreira, o Espigão dos Morenos, a Calheta e o Ilhéu de Baixo. No final há que fazer o caminho inverso.

Pode ver mais sobre este trilho no artigo que escrevemos aqui no blogue.

As melhores levadas da Madeira | Portugal

DICA: Devido à inexistência de nascentes no trilho, leve água suficiente.


Se vai viajar para o Funchal saiba que os melhores hotéis para ficar alojado, segundo o Booking são: a Casa da Praça, a Quinta B., o Belvedere Boutique, a Babosas Village, o Belmond Reid’s Palace, a Quinta da Casa Branca, o Castanheiro Boutique Hotel, o Hotel Porto Santa Maria – PortoBay e o Hotel Baia Azul.

Carla Mota

Geógrafa com uma enorme paixão pelas viagens e pelo mundo. Desde muito cedo que as viagens de exploração fazem parte da sua vida. A busca do conhecimento do mundo leva-a em direcção a culturas perdidas e ameaçadas, tentando percebe-las. Hoje é também líder de viagens de aventura na Nomad.

More Posts - Facebook - Google Plus - Flickr - YouTube

.

PROGRAME A SUA VIAGEM

  Faça as suas reservas através das parcerias do nosso blogue. Você NÃO PAGA MAIS, nós ganhamos uma pequena comissão. Assim conseguimos manter o blogue com opiniões isentas.

Resultado de imagem para hotel icon Reserve o hotel no Booking.com e encontre as melhores promoções. Reserve e cancele sempre que necessitar.

Resultado de imagem para tourism iconMarque os seus bilhetes nos monumentos e tours, evitando filas usando o Get Your Guide.

Imagem relacionada  Reserve os seus voos com a Skyscanner. Garanta os melhores preços.

Resultado de imagem para car icon  Alugue carro usando o RentalCars, comparando e escolhendo o melhor preço antes de viajar.

Resultado de imagem para saúde icon  Faça seguro de viagem na Iati Seguros ao menor preço do mercado e com seguros especializados para viajantes. Se usar este link gozará de 5% de desconto.

Resultado de imagem para livro icon  Usamos os guias de viagem da Lonely Planet para preparar as nossas viagens. Se faz o mesmo, pode comprá-los online. Sai mais barato e os portes são grátis a partir dos 35€.

20 Comentários

  1. Que excelentes sugestões Carla! Nunca fui à Madeira mas fica sem dúvida que isto fica registado para quando for. Não fazia ideia da existência destes trilhos, o segundo parece ser extraordinário, vou ter de o fazer!

    1. Carla Mota diz: Responder

      Obrigada, Ana.

  2. Oi Carla, que passeio nas alturas! Adorei essa característica da trilha, eu tenho muita vontade de conhecer a Ilha da Madeira e olha… tem muita coisa para fazer.

    1. Carla Mota diz: Responder

      Vai que vale a pena. 😀

  3. Oi Carla,
    Muito bacana o artigo, as fotos estão lindas!
    Já fiz a do Caldeirão Verde e amei, linda demais. Mas quero voltar p fazer as outras.

    1. Carla Mota diz: Responder

      Volta mesmo, merece. 😀

  4. Fiquei a pensar nas minhas vertigens! Mas as paisagens são realmente estonteantes. Gostaria de vê-las.

    1. Carla Mota diz: Responder

      Não tem problema com vertigens. Só precisa de força nas pernas. 😀

  5. Olá, conhecemos a levada dos Balcões e a do caldeirão verde, só a primeira fizemos totalmente, na segunda começou a chover e tivemos de voltar para trás….hehehe De facto toda aquela vegetação é é uma cena à parte. afinal é a floresta original, certo ? Agora os vossos posts do Porto Santo também me despertaram o interesse ! Boas viagens, beijos e abraços!

    1. Carla Mota diz: Responder

      Francisco, se ainda não fizeste o Pico Areeiro vale mesmo a pena voltar.

  6. Isto é uma vergonha: já fui várias vezes à Madeira e ainda não consegui fazer uma levada. Mas ao ver estas imagens, da próxima não pode falhar. Vou guardar todas estas dicas!

    1. Carla Mota diz: Responder

      Faz mesmo, Marlene. É inesquecível.

  7. Ana Coelho diz: Responder

    Já estive duas vezes na Madeira, uma delas a trabalho, mas infelizmente não fiz nenhuma das levadas, e são todas magníficas. Tenho mesmo de voltar!

    1. Carla Mota diz: Responder

      Tem mesmo, vale a pena.

  8. Apesar de já ter ido duas vezes à Madeira nunca fiz uma levada, embora esteja nos meus planos ja há algum tempo. Deve ser uma experiência que enriquece muito uma visita a este arquipélago.

    1. Carla Mota diz: Responder

      É obrigatório, Janete. tem que voltar. 😀

  9. Também concordo que fazer uma levada é mesmo uma atividade a não perder quando se visita a Ilha da Madeira. Eu fiz uma há muitos anos, na primeira vez que visitei a Ilha em 2005, mas não me lembro qual. Beijinhos

    1. Carla Mota diz: Responder

      Tens de voltar, Sónia. 😉

  10. Já fiz duas dessas levadas, do Caldeirão Verde e apenas parte do Pico Ruivo. Devo confessar que antes de ir à Madeira nem sequer sabia o que esperar, a surpresa foi mesmo muito boa, e agora não me canso de recomendar a amigos para visitarem :)

    1. Carla Mota diz: Responder

      É isso mesmo. As levadas da Madeira são magníficas.

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.