BERLENGAS, um paraíso selvagem… e aqui tão perto! | Portugal

IMGP5069
Berlengas, um paraíso selvagem... e aqui tão perto! | Portugal


Uma ilha, por definição, é um território que é mais difícil de conquistar, não só militarmente, como economicamente. E ainda bem que assim é. Um dos paraísos mais intocados e selvagens de Portugal é o arquipélago das Berlengas, situado aproximadamente 6 milhas a oeste do Cabo Carvoeiro. É constituído por três pequenas ilhas, Berlenga Grande, Estelas e Farilhões e é apenas na primeira que existe ocupação humana, ainda assim bastante reduzida.

Berlengas, um paraíso selvagem... e aqui tão perto! | Portugal
Berlengas, um paraíso selvagem... e aqui tão perto! | Portugal


Ocupando o edifício de um antigo mosteiro do séc. XVI, temos o Restaurante (e quartos), no cimo da ilha podemos admirar o Farol Duque de Bragança (1841), e descendo do Farol, encontramos o belíssimo Forte de São João Baptista. É aqui que agora funciona um hotel que permite o alojamento singular e espartano em pequenas celas do forte.

Berlengas, um paraíso selvagem... e aqui tão perto! | Portugal
Berlengas, um paraíso selvagem... e aqui tão perto! | Portugal
Berlengas, um paraíso selvagem... e aqui tão perto! | Portugal

Junto ao restaurante, existe outra opção de pernoita na ilha, o Parque de Campismo, sobranceiro sobre a Praia do Carreiro do Mosteiro, que atrai os visitantes, com a sua pequena área de areia e as águas transparentes e esverdeadas que a banham. É uma opção que atrai muitos jovens, portugueses e estrangeiros.

Berlengas, um paraíso selvagem... e aqui tão perto! | Portugal
Berlengas, um paraíso selvagem... e aqui tão perto! | Portugal
Berlengas, um paraíso selvagem... e aqui tão perto! | Portugal
Berlengas, um paraíso selvagem... e aqui tão perto! | Portugal
Berlengas, um paraíso selvagem... e aqui tão perto! | Portugal

Existem várias espécies de aves que habitam e nidificam na ilha, como por exemplo o Corvo-marinho-de-crista, mas sem dúvida que a espécie reinante são as gaivotas, que nesta altura do ano protegem e alimentam as suas pequenas crias.

Berlengas, um paraíso selvagem... e aqui tão perto! | Portugal
Berlengas, um paraíso selvagem... e aqui tão perto! | Portugal
Berlengas, um paraíso selvagem... e aqui tão perto! | Portugal
Berlengas, um paraíso selvagem... e aqui tão perto! | Portugal

Resolvemos não deixar passar a oportunidade de voltar a este paraíso, e para isso usamos o serviço de Julius Berlenga, uma companhia local gerida pelo Sr. Júlio, que nos proporcionou uma viagem na embarcação Julius, percorrendo as cerca de 7,5 milhas que separam a ilha do porto de Peniche.

Berlengas, um paraíso selvagem... e aqui tão perto! | Portugal

Naquela manhã, o mar estava bastante alterado e as ondas fustigavam o barco, balançando-o vigorosamente, mas o Julius aguentou-se muito bem (ao contrário de alguns passageiros mais jovens que nos acompanhavam e que enjoaram durante a viagem de cerca de uma hora).

Berlengas, um paraíso selvagem... e aqui tão perto! | Portugal
Berlengas, um paraíso selvagem... e aqui tão perto! | Portugal

Ao chegarmos, pudemos admirar o “Creoula”, um barco-escola da Marinha Portuguesa e que aqui se encontra atracado por uns dias.

Berlengas, um paraíso selvagem... e aqui tão perto! | Portugal
Berlengas, um paraíso selvagem... e aqui tão perto! | Portugal

Na ilha, e antes de fazermos o nosso percurso a pé pelos trilhos de observação, resolvemos visitar a praia e a seguir provar a maravilhosa Caldeirada à Pescador, servida no restaurante. Com as baterias recarregadas, aventuramo-nos pelo trilho que circunda a parte maior da ilha, podendo observar de perto as gaivotas e as suas crias, assim a paisagem circundante e as ilhas próximas.

Berlengas, um paraíso selvagem... e aqui tão perto! | Portugal
Berlengas, um paraíso selvagem... e aqui tão perto! | Portugal
Berlengas, um paraíso selvagem... e aqui tão perto! | Portugal

As mães-gaivota não nos deixavam em paz, fazendo um barulho ensurdecedor e planando em voo rasante sobre as nossas cabeças. Quando já vínhamos a descer para o Parque de Campismo, uma mãe mais zelosa chegou mesmo a bicar a cabeça de uma fotógrafa que insistia em se aproximar das pequenas crias!

Berlengas, um paraíso selvagem... e aqui tão perto! | Portugal
Berlengas, um paraíso selvagem... e aqui tão perto! | Portugal
Berlengas, um paraíso selvagem... e aqui tão perto! | Portugal

Subimos depois para a outra parte da ilha (quase totalmente separada da maior por uma falha), onde se encontra o farol e o forte. Neste último, entramos para conhecer as instalações e resolvemos que da próxima vez que regressarmos à ilha vamos pernoitar no forte.

Berlengas, um paraíso selvagem... e aqui tão perto! | Portugal
Berlengas, um paraíso selvagem... e aqui tão perto! | Portugal
Berlengas, um paraíso selvagem... e aqui tão perto! | Portugal
Berlengas, um paraíso selvagem... e aqui tão perto! | Portugal
Berlengas, um paraíso selvagem... e aqui tão perto! | Portugal
Berlengas, um paraíso selvagem... e aqui tão perto! | Portugal
Berlengas, um paraíso selvagem... e aqui tão perto! | Portugal

Foi aqui também que novamente recorremos ao Sr. Júlio, que tem um serviço na ilha de uma lancha com fundo de vidro, e que com o Toni ao leme nos levou num pequeno percurso por grutas e enseadas desta parte da ilha. A transparência da água é realmente impressionante e justifica inteiramente ser este um dos melhores locais de mergulho e canoagem de Portugal. Mas estas aventuras terão de ficar para a próxima…

Berlengas, um paraíso selvagem... e aqui tão perto! | Portugal
Berlengas, um paraíso selvagem... e aqui tão perto! | Portugal
Berlengas, um paraíso selvagem... e aqui tão perto! | Portugal
Berlengas, um paraíso selvagem... e aqui tão perto! | Portugal
Berlengas, um paraíso selvagem... e aqui tão perto! | Portugal
Berlengas, um paraíso selvagem... e aqui tão perto! | Portugal
A viagem de volta no Julius foi muito mais calma, pois navegávamos a favor da ondulação, chegando ao porto de Peniche uma hora mais tarde. Despedimo-nos do simpático Sr. Júlio com a promessa que voltaríamos brevemente, pois as Berlengas bem merecem.
Berlengas, um paraíso selvagem... e aqui tão perto! | Portugal
Pode marcar a viagem às Berlengas no site da companhia. Acredite que vai valer a pena. Não deixe de conhecer as Berlengas. É um dos lugares mais bonitos de Portugal.
Berlengas, um paraíso selvagem... e aqui tão perto! | Portugal
Berlengas, um paraíso selvagem... e aqui tão perto! | Portugal
 Se procura algumas ideias para uma escapadinha ou fim-de-semana em Portugal temos algumas sugestões aqui

Carla Mota

Geógrafa com uma enorme paixão pelas viagens e pelo mundo. Desde muito cedo que as viagens de exploração fazem parte da sua vida. A busca do conhecimento do mundo leva-a em direcção a culturas perdidas e ameaçadas, tentando percebe-las. Hoje é também líder de viagens de aventura na Nomad.

More Posts - Facebook - Google Plus - Flickr - YouTube

.

PROGRAME A SUA VIAGEM

  Faça as suas reservas através das parcerias do nosso blogue. Você NÃO PAGA MAIS, nós ganhamos uma pequena comissão. Assim conseguimos manter o blogue com opiniões isentas.

Resultado de imagem para hotel icon Reserve o hotel no Booking.com e encontre as melhores promoções. Reserve e cancele sempre que necessitar.

Resultado de imagem para tourism iconMarque os seus bilhetes nos monumentos e tours, evitando filas usando o Get Your Guide.

Imagem relacionada  Reserve os seus voos com a Skyscanner. Garanta os melhores preços.

Resultado de imagem para car icon  Alugue carro usando o RentalCars, comparando e escolhendo o melhor preço antes de viajar.

Resultado de imagem para saúde icon  Faça seguro de viagem na Iati Seguros ao menor preço do mercado e com seguros especializados para viajantes. Se usar este link gozará de 5% de desconto.

Resultado de imagem para livro icon  Usamos os guias de viagem da Lonely Planet para preparar as nossas viagens. Se faz o mesmo, pode comprá-los online. Sai mais barato e os portes são grátis a partir dos 35€.

8 Comentários

  1. Anna diz: Responder

    Que indo lugar !!! Adorei a sua dica e vou tentar incluir no meu roteiro. Em que época vc foi ?

    1. Carla Mota diz: Responder

      Tem de ir no Verão. Só ai há barco.

  2. Fernanda Almeida diz: Responder

    Adorava conhecer mas não sei como fazer!!!

    1. Carla Mota diz: Responder

      Basta ir até Peniche a lá apanhar um barco. Força! 😀

  3. Ricardo cruz diz: Responder

    Quanto tempo precisa para explorar as belezas das Berlengas?

    1. Carla Mota diz: Responder

      O ideal é um par de dias, mas se não tiver, pode ir de manhã e vir à noite.

  4. sameiro diz: Responder

    e muita linda eu vou conhecer j nste verao

    1. Carla Mota diz: Responder

      Que maravilha. 😀 Espero que tenha gostado.

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.