Viajar em Omã | Roteiro, dicas e lugares imperdíveis

Viajar em Omã | Roteiro, dicas e lugares imperdíveis

Durante a nossa viagem a Omã estivemos no país durante 10 dias. Nesse tempo, explorámos o norte, na região de Mascate e montanhas a sul, durante 5 dias, e exploramos o sul do país durante 4 dias, em torno da cidade de Salalah. Entre Mascate e Salalah fizemos um voo interno. Pode ver o resumo da nossa viagem neste artigo. Viajar em Omã foi uma experiência fantástica.


ROTEIRO PARA VIAJAR EM OMÃ


No norte de Omã fizemos o seguinte roteiro: 

1º dia: Mascate

2º dia: Mascate – Coriate (Quryat) – Wadi Al Arbeieen – Wadi Shab – Sur – Deserto de Wadiba

3º dia: Deserto de Wadiba – Birkat Al Mouz – Jebel Akhdar – Wadi Bani Habib – Jabreen – Bahla – Nizwa

4º dia: Nizwa – Al Hamra – Misfat – Wadi Ghul – Jebel Shams – Nizwa

5º dia: Nizwa – Wadi Bani Auf – Nakhal – Mascate

Depois de apanhar um voo interno numa companhia Low Cost omanita, a Salam Air, chegamos à região sul do país e exploramos essa parte do território, nomeadamente a linha de costa, o deserto da Arábia e a estrada para o Iémen.

No sul de Omã fizemos o seguinte roteiro: 

6º dia: Salalah

7º dia: Salalah – Taqah – Khor Rouri (Sumhuram) – Wadi Dharbat – Thumrait – Ubar (Shisr) – Empty Quarter (Deserto da Arábia)

8º dia: Empty Quarter (deserto da Arábia) – Salalah – Mughsail – Fizayah – Sarfait – Salalah

9º dia: Mascate

10º dia: Voo de regresso


DICAS PARA VIAJAR EM OMÃ


1. Como chegar 

Chegar a Omã é fácil e os voos são bastante em conta. O nosso voo Porto – Zurique – Dubai – Mascate (ida e volta) ficou por cerca de 470€/pessoa. Compramos o voo pela Edreams. Foi também pela Edreams que comprámos o voo interno entre Mascate e Salalah e que nos custou 63€/pessoa (ida e volta).

2. Como se deslocar 🚌

Viajar em Omã de transportes públicos é muito difícil porque o elevado poder de compra da população (dinheiro do petróleo) faz com que quase toda a gente tenha bons carros. Assim, tirando as grandes cidades, é complicado arranjar transporte para outros locais. Há, no entanto, a opção de táxis (caros) e táxis partilhados (mais em conta). No entanto, a maioria dos lugares de interesse turísticos não são servidos por táxis partilhados. O ideal para viajar em Omã é alugar carro ou contratar uma agência de viagens. Faça bem as contas e escolha. Nós optamos por contratar uma agência e escolhemos a Arabica Orient Tours, em Mascate. Para quem tem orçamentos muito limitados também é possível apanhar boleia.

3. Quando ir 

Omã tem um clima muito quente e seco, durante todo o ano. Sendo assim, os melhores meses para viajar no país é de Novembro a Março, embora Abril, Maio, Setembro e Outubro possam também ser boas opções porque já é cosiderado época baixa. O sul de Omã, na região de Salalah, tem monção durante os meses de Junho a Agosto, monções que atraem os visitantes dos países do Médio Oriente em busca de um lugar fresco. Em Salalah, os meses de monção são época alta.

4. Passaporte e visto 📕

Para entrar em Oma é necessário ter passaporte válido para um período de 6 meses e tirar visto. O visto pode ser tirado À entrada, no aeroporto, e custa 5 RO (para 10 dias), 20 RO (para um mês) e 50 RO (múltipla entrada e com validade de um ano). O visto pode ser pago em dólares ou euros no aeroporto. Conte com cerca de uma ou duas horas e fila para tirar o visto e proceder aos controles alfandegários.

5. Onde dormir 🏨

MASCATE

Em Mascate dormimos no Mutrah Hotel, um bom hotel (de custo médio, pagámos 56€/noite em quarto duplo) no centro do bairro antigo. Foi a melhor opção e voltaríamos a escolher este local. Alia preço, qualidade e localização.

SALALAH

Em Salalah, optamos por dormir no centro da cidade e não na praia. Para aquilo que queríamos foi adequado. Nós ficamso no Muscat International Hotel Plaza. Era bom e alia também aquilo que procurávamos, preço, qualidade e localização. Pagamos 47€/noite por um quarto duplo.

NIZWA

Em Nizwa, ficámos no Al Dyar Hotel , que é um bom hotel, a 4km do centro da cidade, com piscina e um óptimo restaurante (bom e barato). A localização não é boa mas não arranjamos nenhum no centro da cidade por isso este foi a melhor opção.

WADIBA SANDS

No deserto de Wadiba, ficámos alojados no Arabic Oryx Camp, um lugar fantástico e, do mais barato que encontramos no deserto. Tem espectáculos de beduínos à noite.


LUGARES IMPERDÍVEIS 🐫


MASCATE

Mascate é a capital de Omã e uma das suas cidades mais interessantes. O bairro de Mutah é a alma da cidade, com o bazar, os fortes e as ruas cheias de gente. Mas não deixe de visitar a mesquita nova da cidade. Vale a pena.


NIZWA

Niwza é uma das cidades mais belas de Omã mas os seus edifícios antigos estão todos reconstruídos. Visitar o Forte de Nizwa, assim como as ruas do bazar é obrigatório. Embora não o tenhamos feito, vale a pena uma visita ao Mercado de Gado à sexta feira.

 


SUR

Sur é a principal cidade costeira do norte de Omã. É a porta de entrada para explorar os wadis e recantos da costa omanita. Vale a pena visitar uma oficina de construção de dohws, os barcos típicos omanitas.

 


JEBEL AKHDAR

As montanhas de Jebel Akhdar são belas montanhas cheias de pequenas aldeias no norte de Omã. As montanhas têm vales áridos mas belíssimos onde vale a pena fazer alguns treks. Pode ver mais aqui.

 


WADI SHAB

Os wadis são leitos com águas cristalinas, associados a nascentes de água. Podem estar secos a determinada altura do ano, mas quando têm água são lugares idílicos onde se pode tomar banho e nadar. O wadi Shab foi o mais belo wadi que conhecemos em Omã. Para aqui chegar é preciso atravessar o rio e depois caminhar cerca de uma hora. Aí encontrará algumas das piscinas naturais mais belas do mundo. Foi um dos pontos altos de viajar em Omã.


WADI AL ARBEIEN

O Wadi Al Arbeien é mais um belo wadi na costa do norte de Omã. O rio corre com águas verdes esmeraldas ao longo de um vale magnífico no meio de uma montanha completamente árida a poucos quilómetros da costa.

 


WAHIBA SANDS

O deserto mais acessível de Omã é um lugar de visita obrigatória. Apesar de não ter a grandeza do Empty Quarter, a sul, o Wahiba Sands é memorável, com dunas gigantescas, camelos e beduínos. Veja mais aqui.

 


BIRKAT AL MOUZ

Esta é a mais bela aldeia em ruínas de Omã. Visitar a aldeia no seio da “Piscina das Bananas”, como lhe chamam os locais, tem algum encanto, mas a verdadeira sensação da sua grandeza é conseguida do topo de uma colina onde existem umas antenas. Daí as vistas são completamente fabulosas. Pode ver mais aqui.


JEBEL SHAMS

As mais belas montanhas de Omã têm imensas razões que atraem os visitantes, nomeadamente as suas formações rochosas. Para além disso, não perca as aldeias de Wadi Ghul, Misfat ou Al Hamra. Pode ver mais aqui.

 


AL HAMRA

 Al Hamra é uma das mais belas aldeias em ruínas de Omã. Para além da sua beleza, tem a vantagem de ter várias casas recuperadas que podem ser vistas por dentro e onde se pode compreender o modo de vida tradicional omanita. Uma descoberta maravilhosa a viajar em Omã. Pode ver mais aqui.


MISFAT

Miscat é uma aldeia muito bonita as montanhas de Omã.É um lugar magnífico para dar uns passeios, ver o modo de vida rural e até fazer um trek. Pode ver mais aqui.

 


JABREEN

Jabreen é uma das mais belas fortalezas de Omã. Reconstruída, à semelhança de todas as outras, tem um aspecto completamente cuidado. O seu interior está bem arranjado e muito informativo. O bilhete inclui também o audio-guia, que é uma excelente companhia para perceber melhor estas estruturas omanitas.


BAHLA

Bahla é a maior fortaleza de adobe de Omã, sendo reconhecida pela UNESCO como património mundial. A fortaleza é realmente impressionante e vale a pena perder aqui algum tempo a explorá-la. Perca-se nos seus meandros.

 


NAKHLA

Nakhla é uma das mais belas fortalezas de Omã. Bem próximo de Mascate, é muitas vezes negligenciada. Não o faça. Nakhla foi das fortalezas que mais gostámos de visitar em Omã. É por lugares destes que vale a pena viajar em Omã.

 


SALALAH

Salalah é a segunda maior cidade de Omã e a principal do sul do país. A cidade é encantadora com imensas atracções nas proximidades. O bazar do franquincenso é maravilhoso, assim como as ruínas de Al Baleed, um antigo porto marítimo para escoar o franquincenso para o resto do mundo. Conheça algumas das dezenas de mesquitas da  cidade, especialmente as que ficam na praia, no meio das palmeiras, ou algumas mais pequenas no interior do palmeiral da cidade. Vale a pena caminhar pela praia da cidade.


TAQAH

Taqah é uma pequena vila na costa sul de Omã mas cujos resorts atraem centenas de turistas do Médio Oriente. A parai é bonita e a vila tem um forte muito interessante.

 


KHOR ROURI

Uma das principais ruínas de Omã localizam-se ali, onde um porto de mar era responsável pelo comércio de franquincenso com o resto do mundo. As vistas sobre a costa são magníficas.

 


WADI DARBAT

O maior wadi do sul de Omã não desilude. É um lugar verde, com pastagens e onde os camelos e as vacas se alimentam e relaxam junto à linha de água. è possível dar um pequeno passeio de barco ali.

 


MUGSAIL

Uma das mais extensas praias de Omã, Mugsail situa-se na estrada para o Iémen. A praia é bonita, com palmeiras e um arela muito extenso. Na extremidade sul, há uma gruta e buracos nas rochas que parecem geysers a expelir água do mar.

 


FIZAYAH

Fizayah foi a praia mais bonita que encontramos em Omã. É um lugar maravilhoso, com águas azuis turqueza e areia branca. Há um pequeno local com pescadores na ponta sul da praia. Chegar ali implica descer vertente abaixo, por uma estrada de terra batida e muito inclinada.

 


UBAR

Ubar foi recentemente descoberta por um conjunto de exploradores de petróleo, mas ainda não foi devidamente escavada e explorada pelo que ainda é difícil perceber o que jaz por baixo daquela imensidão de deserto. Os arqueólogos acreditam que será uma das cidades mais bem preservadas do Médio Oriente.


EMPTY QUARTER

O Empty Quarter é a parte do Deserto da Arábia que se situa em Omã. É um deserto grandioso e que parece não ter fim. Conhecê-lo é caro mas vale bem a pena. Dormir no meio do nada é uma experiência inesquecível. Um lugar obrigatória para viajar em Omã.


Marque já a sua próxima aventura e vá Viajar em Omã!

Carla Mota

Geógrafa com uma enorme paixão pelas viagens e pelo mundo. Desde muito cedo que as viagens de exploração fazem parte da sua vida. A busca do conhecimento do mundo leva-a em direcção a culturas perdidas e ameaçadas, tentando percebe-las. Hoje é também líder de viagens de aventura na Nomad.

More Posts - Facebook - Google Plus - Flickr - YouTube

Faça as suas reservas através dos parceiros do nosso blogue.

Você NÃO PAGA MAIS, nós ganhamos uma pequena comissão.

  • Reserve seu hotel no Booking.com e encontre as melhores promoções. Reserve e cancele sempre que necessitar.
  • Ganhe 35€ no Airbnb quando reservar com este link.
  • Faça seguro de viagem na World Nomads ao menor preço do mercado.
  • Alugue carro usando o Rent a Car, comparando o melhor preço e escolhendo com comodidade antes de viajar.
  • Usamos os guias de viagem da Lonely Planet para preparar as nossas viagens. Se faz o mesmo, pode comprá-los online. Sai mais barato.

Deixe uma resposta