Visitar LONGYEARBYEN, nada mais a norte – A capital das ilhas Svalbard | Noruega

Visitar LONGYEARBYEN, nada mais a norte - A capital das ilhas Svalbard | Noruega
Embora as ilhas de Svalbard (“costa fria”) já se encontrassem referidas em sagas nórdicas, o primeiro contacto oficial com a civilização europeia deu-se quando Willem Barrents por aqui passou na sua tentativa de encontrar uma passagem para a China pelo árctico. O viajante cujo nome hoje é sinónimo do mar que banha a costa sudeste das Svalbard cunhou o nome pelo qual conhecemos hoje a maior ilha do arquipélago, Spitsbergen (“montanhas afiadas”). Daí ao aparecimento de Longyearbyen foi um instante.
Visitar LONGYEARBYEN, nada mais a norte - A capital das ilhas Svalbard | Noruega
O arquipélago, inicialmente desabitado, foi vendo a sua costa explorada nos séculos XVII e XVIII por ingleses, holandeses, noruegueses, franceses e dinamarqueses, empenhados na pesca da baleia e, mais tarde, na caça de ursos polares e de raposas do Árctico. Mas foi a exploração mineira, em particular de carvão, que trouxe povoações permanentes e desenvolvimento industrial ao arquipélago.
Visitar LONGYEARBYEN, nada mais a norte - A capital das ilhas Svalbard | Noruega

A primeira mina moderna foi inaugurada em Longyearbyen em 1906, e à povoação que cresceu em torno dela foi dado o nome do industrial dono da companhia mineira, John Munroe Longyear. Nasceu assim a cidade (“byen”) de Longyearbyen. Actualmente apenas uma mina nas redondezas de Longyearbyen continua a funcionar, fornecendo a cidade do precioso combustível para aquecimento e energia.

Visitar LONGYEARBYEN, nada mais a norte - A capital das ilhas Svalbard | Noruega
Visitar LONGYEARBYEN, nada mais a norte - A capital das ilhas Svalbard | Noruega
Visitar LONGYEARBYEN, nada mais a norte - A capital das ilhas Svalbard | Noruega
Visitar LONGYEARBYEN, nada mais a norte - A capital das ilhas Svalbard | Noruega
Visitar LONGYEARBYEN, nada mais a norte - A capital das ilhas Svalbard | Noruega

Localizada a 78°N de latitude, Longyearbyen é a cidade mais a norte do Planeta. O sol não se põe de 19 de Abril a 23 de Agosto, e a noite polar dura de 28 de Outubro a 14 de Fevereiro. A temperatura média anual de Longyearbyen ronda os – 4 °C. É assim um clima extremo, ainda que uma deriva da corrente quente do Golfo permite um clima mais “ameno” do que em ilhas (russas) à mesma latitude, mais a oriente.

Visitar LONGYEARBYEN, nada mais a norte - A capital das ilhas Svalbard | Noruega
Visitar LONGYEARBYEN, nada mais a norte - A capital das ilhas Svalbard | Noruega

A população de Longyearbyen ronda os 2200 habitantes, multicultural (com cerca de 40 nacionalidades representadas!), dedicada na sua maioria às actividades hoteleira, turística e de serviços, e é muito flutuante, sendo o tempo médio de permanência na cidade 3 a 4 anos. No entanto, existem já muitas famílias que tornaram Longyearbyen o seu lar, sendo sinal disso a presença de 3 infantários e uma escola com ensino básico e secundário.

Visitar LONGYEARBYEN, nada mais a norte - A capital das ilhas Svalbard | Noruega
Visitar LONGYEARBYEN, nada mais a norte - A capital das ilhas Svalbard | Noruega

Quem visita Longyearbyen procura o contacto com a natureza agreste do Árctico e com a sua fauna característica, na qual sobressai o urso polar. As tours organizadas para fora de Longyearbyen, visitando povoações vizinhas ou explorando vales, montanhas e glaciares são assim as preferidas pelos turistas, mas a cidade tem um encanto próprio e muitas atracções por si só.

Visitar LONGYEARBYEN, nada mais a norte - A capital das ilhas Svalbard | Noruega
Visitar LONGYEARBYEN, nada mais a norte - A capital das ilhas Svalbard | Noruega
Visitar LONGYEARBYEN, nada mais a norte - A capital das ilhas Svalbard | Noruega

1. Arquitectura local

A construção de Longyearbyen reflecte o clima árctico; as casas são construídas sobre apoios que impedem que o aquecimento derreta o subsolo permanentemente gelado (“permafrost”), e os tubos que transportam a água são elevados do solo. A madeira, bom isolador térmico, é o material preferido, e as cores vivas das casas contrastam com o branco predominante da paisagem. Em Longyearbyen, e nos arredores, podem ainda ver-se restos das construções associadas à exploração mineira, agora protegidas por lei e consideradas património cultural (ainda que, por vezes, ferrugento e decadente).

Visitar LONGYEARBYEN, nada mais a norte - A capital das ilhas Svalbard | Noruega
Visitar LONGYEARBYEN, nada mais a norte - A capital das ilhas Svalbard | Noruega
Visitar LONGYEARBYEN, nada mais a norte - A capital das ilhas Svalbard | Noruega
Visitar LONGYEARBYEN, nada mais a norte - A capital das ilhas Svalbard | Noruega

2. Fiordes

Banhada pelo fiorde de Advent (Adventfjorden), Longyearbyen tem montanhas que a rodeiam pelo norte (na outra margem do fiorde) e pelo sul, onde se podem admirar 2 glaciares, o Longyearbreen e o Lars Hjertabreen, caminhando uns 15 a 20 minutos.

Visitar LONGYEARBYEN, nada mais a norte - A capital das ilhas Svalbard | Noruega

3. Passeio pela marginal

Junto ao fiorde, Longyearbyen merece um passeio pela “marginal”. O mar revela a sua superfície gelada, sendo que, agora em Abril, o degelo começa a notar-se e a superfície da água é recortada por placas de gelo de diferentes espessuras e desenhos, que colidem uns com os outros e andam à deriva ao sabor do vento.

Visitar LONGYEARBYEN, nada mais a norte - A capital das ilhas Svalbard | Noruega
Visitar LONGYEARBYEN, nada mais a norte - A capital das ilhas Svalbard | Noruega

4. Universidade 

Longyearbyen tem galerias de arte, piscina (aquecida), ginásio, supermercado, bares, uma discoteca, e hotéis e restaurantes para diferentes gostos e carteiras. No entanto, os mais baratos são ainda assim caros, uma vez que estamos em território norueguês e no árctico. Longyearbyen, que continua a ser um ponto de partida privilegiado para expedições ao Pólo Norte, assim como de missões científicas, tem um pólo universitário de investigação científica, onde se estudam as dinâmicas glaciares e o efeito das alterações climáticas no árctico, com dezenas de estudantes de várias universidades norueguesas e estrangeiras, que aqui completam os seus estudos.

Visitar LONGYEARBYEN, nada mais a norte - A capital das ilhas Svalbard | Noruega

5. Cofre Global de Sementes

Longyearbyen também se pode gabar de ser o local da Arca (vegetariana) do século XXI. Foi aqui que o governo norueguês e as Nações Unidas construíram, em 2008, o “Cofre Forte Global de Sementes” (Global Seed Vault), escavado no interior de uma montanha sobranceira ao aeroporto da cidade, e que já armazena mais de 4 milhões de amostras de sementes oriundas de todo o mundo. A visita ao seu interior não é permitida, mas uma fotografia à porta desta construção digna do argumento pós- apocalíptico de um filme de Hollywood é obrigatória!

Visitar LONGYEARBYEN, nada mais a norte - A capital das ilhas Svalbard | Noruega

6. Museu de Svalbard

Finalmente, não se pode deixar passar a oportunidade de visitar o Museu de Svalbard, no mesmo edifício da universidade, com uma exposição muito bem organizada e informativa sobre a vida dos exploradores, caçadores e mineiros, pioneiros do árctico, e da vida selvagem do arquipélago. Os artefactos e a recriação de divisões de casas e minas, assim como os animais embalsamados (incluindo um urso polar), fazem as delícias de crianças e adultos.

Visitar LONGYEARBYEN, nada mais a norte - A capital das ilhas Svalbard | Noruega
Visitar LONGYEARBYEN, nada mais a norte - A capital das ilhas Svalbard | Noruega
Visitar LONGYEARBYEN, nada mais a norte - A capital das ilhas Svalbard | Noruega

Depois de todas estas actividades, sugerimos que escolham um sítio, de preferência aquecido, mas com vista para as montanhas a norte, e simplesmente absorvam sensação de estarem o mais além que se pode estar, no conforto de Longyearbyen, a “apenas” 1300 km do Pólo Norte. Ah, e não perca a ATM mais setentrional do planeta!

Visitar LONGYEARBYEN, nada mais a norte - A capital das ilhas Svalbard | Noruega
Visitar LONGYEARBYEN, nada mais a norte - A capital das ilhas Svalbard | Noruega
Visitar LONGYEARBYEN, nada mais a norte - A capital das ilhas Svalbard | Noruega

ONDE DORMIR

Há vários tipos de alojamento em Longyearbyen e a sua opção será o que determinará parte do seu orçamento quando visitar Svalbard. A área mais perto do porto é onde se localizam os principais hotéis, próximos de todos os serviços e agências de viagem. Os preços destes hotéis são mais caros. Na parte sul da cidade, no cimo da rua principal e a cerca de 20 a 30 minutos a pé do centro, localizam-se as guesthouses mais económicas mas ainda assim com tarifas que rondam os 100€/noite o quarto duplo. As melhores opções de alojamento na cidade são:

Rui Pinto

Físico de formação mas interessado em todos os aspectos da cultura e história da humanidade. As viagens são o meio privilegiado para um aprofundamento do conhecimento do mundo, das suas gentes e do nosso papel na vida.

More Posts - Facebook - Google Plus

.

PROGRAME A SUA VIAGEM

  Faça as suas reservas através das parcerias do nosso blogue. Você NÃO PAGA MAIS, nós ganhamos uma pequena comissão. Assim conseguimos manter o blogue com opiniões isentas.

Resultado de imagem para hotel icon Reserve o hotel no Booking.com e encontre as melhores promoções. Reserve e cancele sempre que necessitar.

Resultado de imagem para tourism iconMarque os seus bilhetes nos monumentos e tours, evitando filas usando o Get Your Guide.

Imagem relacionada  Reserve os seus voos com a Skyscanner. Garanta os melhores preços.

Resultado de imagem para car icon  Alugue carro usando o RentalCars, comparando e escolhendo o melhor preço antes de viajar.

Resultado de imagem para saúde icon  Faça seguro de viagem na Iati Seguros ao menor preço do mercado e com seguros especializados para viajantes. Se usar este link gozará de 5% de desconto.

Resultado de imagem para livro icon  Usamos os guias de viagem da Lonely Planet para preparar as nossas viagens. Se faz o mesmo, pode comprá-los online. Sai mais barato e os portes são grátis a partir dos 35€.

 Este blogue contém links de programas de afiliados.

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.