Aventuras no lago Malawi a bordo do ILALA FERRY (tudo que precisa de saber) | Malawi

Aventuras no lago Malawi a bordo do ILALA FERRY (tudo que precisa de saber) | Malawi

– 10 000 kwachas para o transporte! – Gritavam os homens na margem do lago Malawi. – O porto ruiu, o ferry não chega até aqui. Vão ter que apanhar um barco para entrar no ferry.

Apesar de estarmos com pouca vontade de pagar esta quantia de dinheiro, a verdade é que o porto estava completamente decrépito e abatido, do qual apenas sobravam pilares ao alto. Era evidente que estava inutilizado. Parámos um bocado para pensar e, na falta de alternativas, teríamos mesmo que usar o barco. O ferry estava a cerca de 500 metros da margem e era impossível alcançá-lo.

Aventuras no lago Malawi a bordo do ILALA FERRY (tudo que precisa de saber) | Malawi

A chegada do Ilala Ferry a Nkhota Khota acontece duas vezes por semana, uma das quais em direcção a norte, a Nkhata Bay. O ferry parte do porto às 7h da manhã e nós chegámos ao porto meia hora antes. A população já se acumulava na margem do lago, a maioria sentada na praia, cheia de sacos e cestos. Os barcos dos pescadores saiam para a faina. Todo o quadro era embelezado por um cenário de nascer do sol maravilhoso, provavelmente um dos mais belos e enigmáticos de África.

Aventuras no lago Malawi a bordo do ILALA FERRY (tudo que precisa de saber) | Malawi

Na impossibilidade do Ilala Ferry chegar à costa, um barco pequeno era içado e vinha buscar os passageiros. Mas o barco não vinha mesmo até à margem pelo que era necessário entrar nas águas do lago e caminhar cerca de 100 metros para lá chegar. A água passava da altura da cintura pelo que ia ser complicado fazermos esta operação com as mochilas. Optámos por pagar o barco aos rapazes. Tomada a decisão, estava na hora de negociar o preço. A quantia que nos pediam era exorbitante. Conseguimos ficar pelos 5000 kwachas pelos dois. Continuava a ser um preço elevado, tendo em atenção que pagamos 700 kwachas/pessoa pelo táxi-bicicleta para ali chegar (ver post anterior).

Aventuras no lago Malawi a bordo do ILALA FERRY (tudo que precisa de saber) | Malawi

Aventuras no lago Malawi a bordo do ILALA FERRY (tudo que precisa de saber) | Malawi

Um rapaz baixou-se, fazendo sinal para subirmos para as suas costas. A ideia era levar-nos às costas o metro que nos separava do barco pequeno. Olhámos um para o outro e dissemos logo que não. Íamos tirar as botas, entrar na água e percorrer aquela distância na água. O rapaz olhou para nós com um ar incrédulo mas assentiu. Entrámos no barco, limpámos os pés e voltamos a calçar-nos. Algumas dezenas de metros à frente, mudámos para o barco que fazia a recolha dos passageiros e daí fomos transportados para o ferry. Este transporte continuou a operar por cerca de uma hora, enchendo-se o barco aos poucos.

Aventuras no lago Malawi a bordo do ILALA FERRY (tudo que precisa de saber) | Malawi

Aventuras no lago Malawi a bordo do ILALA FERRY (tudo que precisa de saber) | Malawi

 

Aventuras no lago Malawi a bordo do ILALA FERRY (tudo que precisa de saber) | Malawi

Aventuras no lago Malawi a bordo do ILALA FERRY (tudo que precisa de saber) | Malawi

Quando entrámos, o Ilala Ferry já estava cheio de mercadorias e pessoas, mas a carga foi aumentando à medida que o tempo passava. Sentámo-nos no topo, perto da cabine de comando, apreciando o ritmo de vida no lago. Não havia brancos ali. Apenas negros, a maioria jovens, homens e mulheres, que se sentavam nas canoas de madeira e sacos atolados por todo o lado.

Aventuras no lago Malawi a bordo do ILALA FERRY (tudo que precisa de saber) | Malawi

Aventuras no lago Malawi a bordo do ILALA FERRY (tudo que precisa de saber) | Malawi

Aventuras no lago Malawi a bordo do ILALA FERRY (tudo que precisa de saber) | Malawi

Quando o Ilala Ferry iniciou a sua marcha já passava das oito horas da manhã. Tivemos que descer para nos sentar no meio da multidão e da confusão. À medida que o ferry progredia, a água começava a entrar para dentro e a molhar-nos. Como tínhamos feito uma reserva pela internet em primeira classe, resolvemos tratar de arranjar os nossos lugares. O Rui entrou dentro do compartimento fechado. Haviam duas classes. Na segunda classe viajavam vários negros, no chão e sentados nas cadeiras. Num canto e apenas separados por “categoria”, já que o espaço era semelhante e as cadeiras exactamente iguais, viajavam apenas brancos. Era a primeira classe. Reclamámos as nossas reservas. O Rui veio chamar-me cá fora.

– Eu sei que estás enjoada de balançar aqui mas lá dentro vai ser pior. Há pessoas espalhadas no chão por todo o lado e há gente a vomitar. – Disse.

Eu sabia que a viagem não ia ser fácil. Sabia que enjoava a andar de barco. Mas também já sabia isso tudo antes de entrar no Ilala Ferry e optei por fazê-lo. Deixámos as mochilas no convés e sentámo-nos no banco disponível. Mal me arranjei para dormir, duas mulheres com quatro crianças colocaram-se encostadas às minhas pernas, arranjando posição para dormir. Nas duas horas que se seguiram dormi ali sentada, entre vómitos das crianças e gemidos tímidos das senhoras.

Aventuras no lago Malawi a bordo do ILALA FERRY (tudo que precisa de saber) | Malawi

Viajavam connosco alguns brancos, um espanhol, um casal do Reino Unido e outro casal alemão e seis miúdas voluntárias irlandesas. Tinham todos entrado em Monkey Bay, o principal destino turístico no Lago Malawi.

Aventuras no lago Malawi a bordo do ILALA FERRY (tudo que precisa de saber) | Malawi

Aventuras no lago Malawi a bordo do ILALA FERRY (tudo que precisa de saber) | Malawi

O tempo passou e o barco atracou. Estávamos na ilha Linkoma. Eram 10h da manhã. Supostamente só chegaríamos aqui às 14h. Ficámos intrigados. Depois de conversar com a tripulação descobrimos que o ferry onde viajávamos não era o Ilala ferry. Esse tinha avariado e fora substituído à última da hora por um ferry rápido. Eram mesmo boas notícias porque iríamos chegar mais cedo a Nkhata Bay (a hora prevista de chegada do Ilala era à meia-noite). No meio desta conversa, descobrimos que este ferry deveria ter partido de Nkhota Khota às 3h da manhã mas como naquela noite o lago esteve muito agitado, o capitão decidiu lançar a âncora e esperar. Descobrimos aí que foi uma sorte termos conseguido apanhar o ferry!

Aventuras no lago Malawi a bordo do ILALA FERRY (tudo que precisa de saber) | Malawi

No Ilala Ferry teríamos cerca de três horas para explorar a ilha Linkoma. Neste ferry, a paragem ia ser mais rápida. Teríamos apenas uma hora. Optámos por não sair e ficar apenas no ferry a testemunhar e viver o momento. A chegada do Ilala Ferry é extremamente importante. É a única forma de aceder à ilha e é a partir do ferry que toda a ilha é abastecida. O descarregar e carregar de caixas e sacos era impressionante. Vários barcos de pescadores juntavam-se ao ferry para fazer entrar e sair mercadoria.

Aventuras no lago Malawi a bordo do ILALA FERRY (tudo que precisa de saber) | Malawi

Aventuras no lago Malawi a bordo do ILALA FERRY (tudo que precisa de saber) | Malawi

Aventuras no lago Malawi a bordo do ILALA FERRY (tudo que precisa de saber) | Malawi

Entravam e saíam ali alguns turistas. Eram poucos mas a ilha era paradisíaca. As águas eram límpidas e transparentes e a praia bonita. Apesar de não termos conhecido a ilha, ficámos encantados com aquilo que vimos.

Aventuras no lago Malawi a bordo do ILALA FERRY (tudo que precisa de saber) | Malawi

Aventuras no lago Malawi a bordo do ILALA FERRY (tudo que precisa de saber) | Malawi

Aventuras no lago Malawi a bordo do ILALA FERRY (tudo que precisa de saber) | Malawi

Pouco depois a viagem pelo lago era retomada. O próximo destino seria a ilha de Chizumulu, mais uma ilha no lago Malawi. O trajecto entre as duas ilhas foi duro. O lago estava bastante agitado devido ao vento e as ondas faziam lembrar o mar, tal a agitação das águas. Comecei a ficar enjoada e decidi deitar-me no banco de olhos fechados. O cheiro nauseabundo dos vómitos naquele espaço fechado começou a incomodar-me. Felizmente a viagem foi rápida e em cerca de uma hora estávamos na ilha Chizumulu. Quando o barco parou, levantei-me imediatamente, tentando sair para o exterior de forma a poder respirar ar puro. Pelo caminho calquei vomitado. Que nojo!

Aventuras no lago Malawi a bordo do ILALA FERRY (tudo que precisa de saber) | Malawi

Aventuras no lago Malawi a bordo do ILALA FERRY (tudo que precisa de saber) | Malawi

Cá fora a paisagem era deslumbrante. Moçambique estava logo ali ao lado. Viam-se os pescadores moçambicanos a pescar no lago, que ali se chama lago Niassa. A ilha é mais pequena do que a anterior mas parece ainda mais idílica. Há um hotel de madeira tradicional, construído sobre o lago que nos encantou. Deve ser o único na ilha. As águas eram ainda mais transparentes do que em Linkoma e havia bastante menos pessoas. O ritual de carga e descarga do ferry foi muito mais rápido e, ao contrário das duas horas previstas de paragem, ficámos menos de uma hora. Não deu para sair.

Aventuras no lago Malawi a bordo do ILALA FERRY (tudo que precisa de saber) | Malawi

Aventuras no lago Malawi a bordo do ILALA FERRY (tudo que precisa de saber) | Malawi

Aventuras no lago Malawi a bordo do ILALA FERRY (tudo que precisa de saber) | Malawi

O ferry seguiu viagem para Nkhata Bay, a nossa paragem final, onde chegámos por volta das 19h. Ficámos radiantes quando o Ilala Ferry “atracou”. Íamos ter tempo para jantar. O ferry deveria ter atracado no porto mas este estava completamente destruído, à semelhança de todos aqueles por onde passámos, pelo que parou a uns meros dois metros da costa. Tivemos que esperar que o ferry fosse descarregado, com sacos, bidões, cestos, canoas e caixas a circularem do ferry para um barco pequeno e por sua vez para o porto. Esperámos quase duas horas para desembarcar. Também tivemos que passar para o barco pequeno e só depois para o porto. No porto esperava-nos James, um rapaz do Mayokas Village, o local onde tínhamos reserva, para nos levar de boleia. Saímos do barco e juntámo-nos aos restantes estrangeiros que iam para o mesmo local. O Mayokas Village é uma espécie de instituição aqui no lago Malawi. Fomos todos para dentro de uma combi, como se fossemos sardinhas em lata, e as mochilas atoladas na bagageira. Devíamos estar mais de 12 pessoas numa carrinha com lotação para 7. Mal nos conseguíamos mexer. Depois de todos estarem bem amassados e acondicionados, era hora de nos lançarmos à estrada. Felizmente a distância era curta e a viagem não demorou mais do que cinco minutos. Pelo caminho, abriu-se a bagageira e várias mochilas espalharam-se pela estrada. O Rui saiu a correr e recolheu a sua mochila, assim como várias mochilas das raparigas irlandesas. A nossa chegada a Nkhata Bay estava a ser uma aventura.

Aventuras no lago Malawi a bordo do ILALA FERRY (tudo que precisa de saber) | Malawi

Instalados no Mayokas, aproveitámos que o bar ainda estava aberto e convencemos a rapariga a servir-nos qualquer coisa para comer. As hipóteses eram muito reduzidas pelo que tivemos que comer “burritos mexicanos“. Depois de esperar mais de duas horas pela comida, descobrimos que a empregada só tinha um disponível. A muito custo, lá nos arranjou um hambúrguer, que foi bem mais rápido e estava muito melhor do que o pedido original. A nossa chegada a Nkhata Bay tinha sido uma aventura, mas as coisas não iam ficar por aí, pois nos próximos dias ainda haveria lugar para mais epopeias no lago Malawi!

Aventuras no lago Malawi a bordo do ILALA FERRY (tudo que precisa de saber) | Malawi

Carla Mota

Geógrafa com uma enorme paixão pelas viagens e pelo mundo. Desde muito cedo que as viagens de exploração fazem parte da sua vida. A busca do conhecimento do mundo leva-a em direcção a culturas perdidas e ameaçadas, tentando percebe-las. Hoje é também líder de viagens de aventura na Nomad.

More Posts - Facebook - Google Plus - Flickr - YouTube

.

PROGRAME A SUA VIAGEM

  Faça as suas reservas através das parcerias do nosso blogue. Você NÃO PAGA MAIS, nós ganhamos uma pequena comissão. Assim conseguimos manter o blogue com opiniões isentas.

Resultado de imagem para hotel icon Reserve o hotel no Booking.com e encontre as melhores promoções. Reserve e cancele sempre que necessitar.

Resultado de imagem para tourism iconMarque os seus bilhetes nos monumentos e tours, evitando filas usando o Get Your Guide.

Imagem relacionada Reserve os seus voos com a Skyscanner. Garanta os melhores preços.

Resultado de imagem para car icon Alugue carro usando o RentalCars, comparando e escolhendo o melhor preço antes de viajar.

Resultado de imagem para saúde icon Faça seguro de viagem na Iati Seguros ao menor preço do mercado e com seguros especializados para viajantes. Se usar este link gozará de 5% de desconto.

Resultado de imagem para livro icon Usamos os guias de viagem da Lonely Planet para preparar as nossas viagens. Se faz o mesmo, pode comprá-los online. Sai mais barato e os portes são grátis a partir dos 35€.

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.