Visitar KUALA LUMPUR, uma fusão de cheiros e sabores | Malásia

Visitar KUALA LUMPUR, uma fusão de cheiros e sabores | Malásia
Cheira-me a caril, parece que estou na Índia! Afinal não, este cheiro intenso a incenso faz-me lembrar a China. Escuto os chamamentos da mesquita. Este lugar deixa-me confusa. Afinal, onde estou eu? A resposta é Kuala Lumpur, a capital da Malásia.
 
 
A Malásia é um dos países asiáticos onde a mescla cultural é mais evidente. Encravada numa península, o país resulta do articular de diferentes culturas asiáticas concedendo-lhe características mais “multi-culturais” do que propriamente uma “identidade cultural”.
 
Visitar KUALA LUMPUR, uma fusão de cheiros e sabores | Malásia
A maioria do país está rodeado pelo Mar da China e pelo Estreito de Malaca, sendo que a sua única fronteira terrestre é com a Tailândia e Singapura. No entanto, a Malásia possui território na ilha de Bornéu. Apesar das reduzidas fronteiras terrestres, o país recebeu influencias variadas que hoje marcam o dia-a-dia de Kuala Lumpur.
 
Desde muito cedo, a localização deste país atraiu os mercadores de todo o mundo. Inicialmente foram os siameses de Funan, seguidos pelos indonésios, os muçulmanos da Pérsia, os chineses, os portugueses, os holandeses e os ingleses. Na segunda Guerra Mundial chegariam os japoneses que ocuparam o território malaico durante 3 anos. Mais de 600 anos de história podem-se ver nas ruas de Kuala Lumpur.
 
Visitar KUALA LUMPUR, uma fusão de cheiros e sabores | Malásia
A religião muçulmana é dominante e abundam as mesquitas por toda a cidade. A maioria das mulheres usa o véu e muitas cobrem-se totalmente de negro.
 
Da influência chinesa resta Chinatown, a alma comercial da cidade, onde existem templos budistas e taoístas que fervilham de vida nas primeiras horas da manhã. Alguns metros a norte, as casas herdadas do período colonial europeu não deixam esquecer que os “bengalis brancos” estiveram por aqui. Da ocupação japonesa sobrou muito pouco. Os malaios preferem esquece-la.
 
Visitar KUALA LUMPUR, uma fusão de cheiros e sabores | Malásia
Actualmente, os “invasores” são outros. São emigrantes que aqui procuram melhores condições de vida do que na maioria dos outros países asiáticos. Os indianos, bangladeshs e paquistaneses invadem a capital malaia. A chamada “Little India” já faz parte da orgânica urbana moderna. Comércio de saris, dals (comida típica indiana), naan, lenços e templos hindus fazem agora parte integrante de Kuala Lumpur.
 
Desde a independência (1957), a Malásia modernizou-se e depois da década de 90, a Malásia cresceu para o mundo. O símbolo desse crescimento são as torres Petronas, um dos maiores símbolos da comunhão do capitalismo e do islamismo. As torres gémeas foram inspiradas em minaretes das mesquitas e atingem 462 m de altura. Outrora o edifício mais alto do mundo, hoje ocupa um “modesto” quarto lugar. Subir a ponte que liga as duas torres (Skybridge, a 170 m de altura) é possível, mas nós não conseguimos fazê-lo. A bilheteira abria as 8.30 h e quando lá chegamos, as 8.15 h, já não havia bilhetes suficientes para satisfazer todas as pessoas que aguardavam na fila. Optamos por visitar outro edifício, a Torre Menara KL, um pouco mais a oeste. Infelizmente, o tempo estava um pouco nublado mas permitiu uma vista privilegiada sobre a cidade e inclusive sobre as Petronas.
 
Visitar KUALA LUMPUR, uma fusão de cheiros e sabores | Malásia
O CBD (Central Business District) de Kuala Lumpur é o retrato dum país que se moderniza. Os inúmeros edifícios de arquitectura moderna atraem muitos turistas, essencialmente asiáticos. As Torres Petronas estão sempre cheias de gente, quer de dia, quer de noite, altura em que são ainda mais bonitas. Os centros comerciais fervilham de vendedores e compradores. Todos parecem satisfeitos. Até eu, que comprei uma Canon 7D! Kuala Lumpur parece ser uma capital natural de um país que encerra em si tamanha diversidade cultural. No entanto, ainda não foi aqui que descobri a identidade que procuro. Vou rumar às montanhas no norte da Malásia. É lá que espero encontrar a cultura malaia. Será que as montanhas preservaram algo que a capital não conseguiu fazer?
 

BATU CAVES – Visitar as grutas de Batu desde Kuala Lumpur | Malásia

BATU CAVES - Visitar as grutas de Batu desde Kuala Lumpur | Malásia
BATU CAVES – Visitar as grutas de Batu desde Kuala Lumpur | Malásia

O autocarro que nos trouxe de Malaca a Kuala Lumpur deixou-nos numa central de autocarros super-moderna, fora do centro da cidade. Depois de nos termos desorientado um pouco com o sistema de comboios e metro de superfície, lá conseguimos chegar a bom porto, isto é, ao nosso hostel. Uma vez que já tínhamos dominado os transportes para fora da cidade, decidimos ir visitar as grutas de Batu – Batu Caves, que se encontram a 13 km a norte de Kuala Lumpur (pelo menos teoricamente, uma vez que a malha urbana se estende até as grutas). Era hora de explorar mais um bocadinho da Malásia.  

As grutas de Batu foram descobertas oficialmente há cerca de 120 anos e, pouco tempo depois, foram construídos templos hindus no interior de algumas das grutas, sendo hoje um local de peregrinação para hindus de todo o mundo. De rocha calcária, encontram-se numa forma de relevo saliente e é necessário subir quase 300 degraus até se chegar à entrada da primeira gruta. Ao nível do solo, encontra-se uma estátua dourada gigantesca de Subramaniam, a divindade a quem são dedicadas as grutas de Batu.  

BATU CAVES - Visitar as grutas de Batu desde Kuala Lumpur | Malásia

Durante a subida, os muitos macacos que por ali andam a saltar deliciam-se com a comida que os turistas lhes dão. Eu passo bem ao largo…

A primeira gruta, enorme, dá acesso a uma outra que se assemelha a um poço. Tanto numa como noutra, os templos hindus encontravam-se fechados. Apesar das dimensões gigantescas das grutas (principalmente da primeira), a verdade é que senti um pouco de desilusão pois pensava (erradamente…) que as grutas eram trabalhadas por dentro, á semelhança daquelas que visitámos na Índia e na China.  

BATU CAVES - Visitar as grutas de Batu desde Kuala Lumpur | Malásia

Acabamos por comer qualquer coisa lá dentro e decidimos regressar para o centro da capital pois tínhamos chegado nesse dia e não havia tempo a perder para conhecer Kuala Lumpur.    

Se vai viajar para a Malásia ou Singapura, estes são alguns dos nossos artigos que lhe podem interessar

  • VISITAR SINGAPURA – Um artigo com todas as nossas dicas para visitar e explorar Singapura com base nas coisas mais fantásticas para explorar.
  • VISITAR KUALA LUMPUR E BATU CAVES – Tudo o que precisa de saber para visitar a cidade de Kuala Lumpur, capital da Malásia, e fazer uma visita às grutas de Batu.
  • VISITAR PENANG – Tudo o que precisas de saber para visitar a ilha de Penang, na Malásia, e explorar a ilha de forma independente durante vários dias.
  • VISITAR LANGKAWI – Um artigo com tudo o que precisa saber para aproveitar e visitar a ilha mais tropical da Malásia e com fama de ter as suas melhores praias, Langkawi na Malásia.
  • VISITAR MALACA – Tudo o que precisa de saber para explorar a cidade de Malaca e desfrutar da herança colonial portuguesa ainda existente na cidade da Malásia, está aqui.
  • VISITAR CAMERON HIGHLANDS – Um artigo com a nossa experiência e dicas de como visitar as montanhas da Malásia, as Cameron Highlands.
  • VISITAR AS ILHAS PERHENTIAN – Tudo o que precisa de saber para visitar as ilhas Perhentian e até tirar um curso de mergulho, que foi o que nós fizemos.
  • VISITAR KOTA BHARU – Um artigo com tudo o que precisa de saber para visitar Kota Bharu, uma povoação piscatória tradicional na Malásia.
  • ROTEIRO PARA MALÁSIA E SINGAPURA – Este artigo tem o roteiro que fizemos para viajar durante 12 dias na Malásia e em Singapura.

Carla Mota

Geógrafa com uma enorme paixão pelas viagens e pelo mundo. Desde muito cedo que as viagens de exploração fazem parte da sua vida. A busca do conhecimento do mundo leva-a em direcção a culturas perdidas e ameaçadas, tentando percebe-las. Hoje é também líder de viagens de aventura na Nomad.

More Posts - Facebook - Google Plus - Flickr - YouTube


SUBSCREVA A NOSSA NEWSLETTER

Bem-vindos ao Viajar entre Viagens! Junte-se a esta comunidade e subscreva a nossa newsletter mensal. Uma vez por mês irá receber um email com todas as novidades do blogue e das redes sociais, tais como novos artigos, viagens, projectos e vídeos no youtube.

Irá receber um email com um link para confirmar a sua subscrição.

PROGRAME A SUA VIAGEM

  Faça as suas reservas através das parcerias do nosso blogue. Você NÃO PAGA MAIS, nós ganhamos uma pequena comissão. É uma forma de valorizar o nosso trabalho.

Resultado de imagem para hotel icon Reserve o hotel no Booking.com e encontre as melhores promoções. Reserve e cancele sempre que necessitar.

Local Tourism Svg Png Icon Free Download (#343998 ...  Marque os seus bilhetes nos monumentos e tours, evitando filas usando o Get Your Guide. Para tours use também o a Civitatis ou o Viator.

Imagem relacionada  Reserve os seus voos com a Skyscanner. Garanta os melhores preços.

Resultado de imagem para car icon  Alugue carro usando o AutoEurope  ou o RentalCars, comparando e escolhendo o melhor preço antes de viajar.

Resultado de imagem para saúde icon  Faça seguro de viagem na Iati Seguros ao menor preço do mercado e com seguros especializados para viajantes. Se usar este link gozará de 5% de desconto.

Resultado de imagem para livro icon  Se procura viagens de mergulho, encontre as melhores opções no LiveAboard.

Resultado de imagem para dinheiro icon Usamos o cartão WISE para levantar dinheiro em viagem sem taxas. Se usar este link, poderá pedir o seu cartão Camera Icon - Free Icons  Veja todo o equipamento fotográfico e gadjets que usamos no nosso perfil no site da Amazon. A lista individual do equipamento que levamos em viagem pode consultar aqui. . Material de fotografia do Viajar entre Viagens.

Este blogue contém links de programas de afiliados.

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.