FAMADIHANA – Celebrar a vida e os mortos em Madagáscar

FAMADIHANA – Celebrar a vida e os mortos em Antsirabe

Famadihana é uma cerimónia fúnebre de Madagáscar e que nos transporta para a cultura popular malgaxe e culto dos antepassados. Mais do que uma cerimónia religiosa, Famadihana é uma manifestação cultural em Madagáscar e foi em Antsirabe que fomos em busca de uma forma diferente de encarar a morte e a vida para além da morte. As cerimónias “Famadihana” são praticadas por vários grupos étnicos um pouco por todo o país, sobrevivendo à oposição de grupos religiosos e à pressão do mundo moderno, mas é em redor de Antsirabe, a terceira maior cidade de Madagáscar, onde será mais provável arranjar forma de assistir a um ritual famadihana.

A forma como uma sociedade encara a morte ensina-nos muito sobre como essa mesma sociedade encara a vida, e isso não é excepção em Madagáscar e nas cerimónias famadihana. Como humanos, distinguimo-nos dos outros animais pela consciência que temos da nossa própria morte, inevitável e sempre pendente, mas não só. Essa consciência leva-nos a resistir à ideia de finitude e a querer saber, ou imaginar, como será a vida para além da morte. Isso, aliado à saudade e respeito que sentimos pelos nossos antepassados, alimenta o fascínio que a morte, e o que se lhe porventura seguirá, exerce sobre nós. Este facto, comum a todos nós é, no entanto, encarado de formas muito distintas, em diferentes regiões e culturas do mundo. É esta diversidade que está na essência dos rituais famadihana.

FAMADIHANA – Celebrar a vida e os mortos em Antsirabe

GUIA DE VIAGEM PARA MADAGÁSCAR

GUIA DE VIAGEM PARA MADAGÁSCAR
GUIA DE VIAGEM PARA MADAGÁSCAR

Se procura um guia em pdf, prático e sintético, sobre viajar em Madagáscar este é o melhor que vai encontrar em português para levar consigo na sua viagem a Madagáscar e ver um famadihana. Madagáscar é um país maravilhoso para viajar e vai encontrar aqui todas as dicas que necessita para aproveitar o melhor do país e a região de Antsirabe. Um guia de viagem com a qualidade do Viajar entre Viagens. Estas páginas vão dar-lhe condições para viajar em Madagáscar e Antsirabe de forma independente, em segurança, quer em carro alugado como com transportes públicos.

PODE COMPRAR O NOSSO GUIA DE VIAGEM DE MADAGÁSCAR AQUI

Se for viajar para Madagáscar estes são os nossos artigos que não pode perder

  • VIAJAR EM MADAGÁSCAR – Tudo o que precisa de saber para viajar em Madagáscar este neste artigo em forma de guia de viagem. Tem informações detalhadas de como chegar, se deslocar, visto de entrada, condições de entrada, roteiro de viagem, transportes, hotéis, tours, o que visitar e o que ver e fazer nos diferentes locais de Madagáscar. Essencial para preparar a viagem a Antsirabe e assistir a um ritual famadihana.
  • VISITAR ANTANANARIVO – Um artigo com todas as dicas e tudo o que precisa de saber para visitar Antananarivo, a capital de Madagáscar. Ideal para combinar com a viagem a Antsirabe e assistir a um ritual famadihana.
  • VISITAR FIANARANTSOA – Um artigo com todas as dicas e tudo o que precisa de saber para visitar a cidade de Fianarantsoa com informação detalhada para visitar o parque de Ranomafana e a a reserva de Anja em Madagáscar. Ideal para combinar com a viagem a Antsirabe e assistir a um ritual famadihana.
  • VISITAR ANTSIRABE E VER UM FAMADIHANA – Um artigo com todas as dicas e tudo o que precisa de saber para visitar a cidade de Antsirabe com informação detalhada para tentar ver um ritual de Famadihana em Madagáscar.
  • VISITAR ISALO – Um artigo com todas as dicas e tudo o que precisa de saber para visitar o Parque Nacional de Isalo em Madagáscar. Ideal para combinar com a viagem a Antsirabe e assistir a um ritual famadihana.
  • VISITAR ANAKAO – Um artigo com todas as dicas e tudo o que precisa de saber para visitar as praias de Anakao e a ilha de Nosi Ve, em Madagáscar. Ideal para combinar com a viagem a Antsirabe e assistir a um ritual famadihana.
  • DESCER O RIO TSIRIBIHINA – Um artigo com todas as dicas e tudo o que precisa de saber para visitar a cidade de Miandrizavo com informação detalhada para fazer a descida do rio Tsiribihina, em Madagáscar. Ideal para combinar com a viagem a Antsirabe e assistir a um ritual famadihana.
  • VISITAR MORONDAVA – Um artigo com todas as dicas e tudo o que precisa de saber para visitar a cidade de Morondava com informação detalhada para visitar a Avenida dos Baobabs e o Parque Nacional Tsingy, em Madagáscar. Ideal para combinar com a viagem a Antsirabe e assistir a um ritual famadihana.
  • VISITAR A ILHA DE SAINTE MARIE – Um artigo com tudo o que precisa de saber para visitar a ilha de Sainte Marie com informação detalhada para explorar este paraíso em Madagáscar. Ideal para combinar com a viagem a Antsirabe e assistir a um ritual famadihana.
  • VISITAR A ÎLE AUX NATTES – Um artigo com tudo o que precisa de saber para visitar a Île aux Nattes com informação detalhada para explorar este paraíso em Madagáscar. Ideal para combinar com a viagem a Antsirabe e assistir a um ritual famadihana.

Assistir a uma cerimónia Famadihana

Tradicionalmente, o povo malgaxe é tido como tendo origem na mistura de povos que chegaram à ilha de Madagáscar em canoas vindos das ilhas do que é hoje a Indonésia e outros vindos da costa africana, do que é hoje Moçambique, sendo que existem actualmente dezoito grupos étnicos, naquela que é a terceira maior ilha do mundo. Famadihana, a tradição fúnebre que estávamos prestes a testemunhar, tinha várias semelhanças com outra que tínhamos assistido na nossa primeira volta ao mundo, em 2019, em Tana Toraja, na Indonésia, o que não seria coincidência pois pensa-se que estas tradições tenham a sua origem na Oceânia e no Sudeste Asiático.

FAMADIHANA – Celebrar a vida e os mortos em Antsirabe

FAMADIHANA E A TRADIÇÃO FÚNEBRE DE REVIRAR OS OSSOS EM ANTSIRABE


Em Antsirabe, tal como em Tana Toraja, crê-se que o espírito daqueles que morrem não se junta logo aos dos mortos, sendo necessário a completa decomposição dos corpos e uma série de rituais famadihana para que isso aconteça. A vida para além da morte é assim encarada como uma continuação natural da vida e é dada uma grande importância às condições fornecidas aos defuntos, como a roupa que têm vestida, e à ligação entre os vivos e os mortos.

FAMADIHANA – Celebrar a vida e os mortos em Antsirabe

Nas terras montanhosas de Madagáscar, como em Antsirabe, em Agosto, a meio da época mais fria e seca do ano, as temperaturas durante a noite caem até perto dos 10°C, e durante o dia não ultrapassam os 20°C. Tradicionalmente, o sinal de que a cerimónia famadihana deve realizar-se é dado quando um dos membros mais velhos da família sonha com um defunto, sendo que nesse sonho o morto pede mais roupa para aguentar o frio. O ritual fúnebre famadihana consiste então em “revirar os ossos” e vestir os corpos dos defuntos com roupas novas, para que estes possam continuar as suas “vidas”.

FAMADIHANA – Celebrar a vida e os mortos em Antsirabe

As famílias que praticam Famadihana gastam por vezes mais dinheiro no túmulo da família do que nas suas casas, uma vez que o túmulo será a casa da família na vida para além da morte. Os funerais e rituais fúnebres famadihana são ocasiões muito especiais, encarados como eventos festivos, em que se celebra a vida, e quando as famílias, normalmente separadas, se juntam e podem conviver. Cria-se assim uma tradição de eventos famadihana que se repetem em cada cinco, sete ou nove anos, sendo que os rituais fúnebres mantêm acesa a ligação entre os vivos, para além da ligação com os antepassados.

FAMADIHANA – Celebrar a vida e os mortos em Antsirabe

1. Preparativos para se assistir à cerimónia famadihana

Para podermos assistir a uma cerimónia fúnebre famadihana, precisávamos de um contacto local, alguém que nos pudesse permitir entrar nesse mundo privado, e que servisse de elo de ligação e de tradução. Felizmente, tivemos a ajuda de Patrick, um guia que nos encontrou logo que chegámos à estacção de autocarros Cotisse em Antsirabe, e que nos avisou que ia acontecer uma cerimómnia famadihana naquele dia. Prontamente dissemos que estávamos interessados e pusemo-nos a caminho, acompanhados de Pascal, um conhecido da família, que morava numa aldeia nos arredores de Antsirabe. Antes de lá chegarmos, passámos por uma loja onde se vendia rum local e comprámos uma garrafa, que iria servir, juntamente com algum dinheiro, como uma oferenda nossa para a família para podermos assistir à cerimónia famadihana.

FAMADIHANA – Celebrar a vida e os mortos em Antsirabe

2. A chegada dos convidados para a cerimónia famadihana

Quando chegámos à entrada da aldeia, ouvia-se já a música e sentia-se o ambiente de festa famadihana, pois víamos pessoas a chegar com as suas melhores roupas. Patrick pediu-nos para esperar no carro, e ele e Pascal dirigiram-se ao interior da aldeia. Passado pouco tempo, regressaram com o chefe da família, que nos recebeu com um sorriso, mas também um olhar curioso. Patrick pediu a sua permissão para nós assistirmos à cerimónia famadihana e, depois de fazermos a nossa oferenda, tudo foi acordado com um aperto de mãos.

FAMADIHANA – Celebrar a vida e os mortos em Antsirabe

Quando entrámos na aldeia, todos estavam congregados à volta da casa da família. A banda de música estava a tocar os últimos acordes antes do almoço. A família tinha-se reunido e tinha convocado toda a aldeia para se lhe juntar na homenagem famadihana aos antepassados. Todos os presentes fizeram a sua oferenda à família, numa filosofia de “dar e receber”, em Madagáscar conhecida como “aterkalao”, pois os que então eram visitantes serão mais tarde anfitriões numa cerimónia famadihana.

FAMADIHANA – Celebrar a vida e os mortos em Antsirabe

3. O almoço e o convívio na cerimónia famadihana

Em frente à casa da família, ultimavam-se os pormenores do almoço da cerimónia famadihana. Em grandes panelas sobre fogueiras cozinhava-se arroz, um dos produtos mais importantes de Madagáscar, e carne estufada. Das panelas, o arroz era colocado em grandes cestas, que depois eram levadas para a cozinha, onde as mulheres da família o distribuíam por pratos. O mesmo para a carne. Depois de o arroz ser tirado dos tachos, era acrescentada água do poço da família, sendo aí fervida, apanhando o gosto e nutrientes do arroz que tinha ficado colado nas paredes e fundo dos tachos. Era essa a bebida que acompanhava o almoço da cerimónia famadihana de várias dezenas de pessoas.

FAMADIHANA – Celebrar a vida e os mortos em Antsirabe

Depois de almoço, foi altura de confraternização. Os homens falavam uns com os outros, bebendo uma cerveja, e as mulheres arrumavam o recinto. As crianças corriam e brincavam de um lado para outro. Mas estava na altura da cerimónia famadihana continuar.

FAMADIHANA – Celebrar a vida e os mortos em Antsirabe

4. A procissão famadihana

A banda de música começou então a tocar, para quase nunca mais parar nas horas seguintes. As pessoas juntaram-se no pátio central da aldeia, em antecipação pelo que se seguiria na cerimónia famadihana, e alguns jovens apareceram a dançar, erguendo esteiras de palha bem alto nas suas mãos.

FAMADIHANA – Celebrar a vida e os mortos em Antsirabe

Começou então a formar-se uma procissão, que teria como destino o cemitério, onde teria lugar os acontecimentos seguintes do ritual famadihana. Os membros mais velhos da família seguiam à frente, seguidos pela banda de música e por todos os presentes, homens e mulheres, idosos, jovens e crianças, todos envolvidos pelo ambiente de festa.

FAMADIHANA – Celebrar a vida e os mortos em Antsirabe

5. A exumação dos corpos no ritual Famadihana

Um pouco afastado da aldeia, o túmulo da família consistia num monte de terra, em forma circular, com um pequeno corredor e uma porta em pedra, muito parecido com os túmulos pré-históricos que já vimos em muitos lugares, incluindo em Portugal, nomeadamente em Baião e Évora. Os membros mais jovens da família escavavam já a entrada do túmulo, retirando a terra e algumas pedras para o exterior, preparando o acontecimento mais importante do ritual famadihana.

Os mais pequeninos reuniam-se em volta do túmulo, à espera do que ia acontecer. Finalmente, a pedra tumular que servia de porta foi retirada, e o barulho e música no exterior extinguiram-se de repente. Os membros mais velhos da família fizeram um discurso do topo do túmulo, relembrando os entes queridos, e fez-se um minuto de silêncio, como que preparando o acontecimento principal da cerimónia famadihana.

FAMADIHANA – Celebrar a vida e os mortos em Antsirabe

Estava então na altura de retirar os corpos do túmulo e executar a cerimónia famadihana. O primeiro seria o corpo da pessoa que tinha morrido há menos tempo. Um caixão, carregado pelos jovens da família, foi trazido do túmulo e transportado para um descampado logo ao lado. Ali, os membros da família, acompanhados de quase toda a aldeia, abriram o caixão, pegaram no corpo e estenderam-no numa esteira de palha. O corpo estava envolto numa espécie de sudário composto por diferentes tecidos e era tratado com cuidado e respeito, apesar da confusão e barulho em volta, com dezenas de pessoas a quererem espreitar aquilo que estava a acontecer no ritual famadihana.

FAMADIHANA – Celebrar a vida e os mortos em Antsirabe

6. O embrulhar dos corpos no ritual Famadihana

Novos tecidos foram então trazidos para o local, incluindo seda, para envolver cuidadosamente de novo o corpo, sendo este atado com cuidado. De forma cíclica, foram sendo trazidos outros corpos do túmulo, mas todos os outros não estavam em caixões. De resto, os procedimentos eram os mesmos, sendo os corpos colocados lado a lado e sendo tratados um a seguir ao outro. Ao todo, foram retirados cerca de 10 corpos neste ritual famadihana.

FAMADIHANA – Celebrar a vida e os mortos em Antsirabe
FAMADIHANA – Celebrar a vida e os mortos em Antsirabe

Na cerimónia famadihana, sentia-se, ao mesmo tempo, alegria e tristeza. Tristeza de alguns dos membros mais próximos e mais velhos da família, alguns dos quais se sentavam junto dos corpos, a chorar e a rezar, parecendo falar com os seus familiares mortos. Ao mesmo tempo, alguns homens salpicavam o tecido por cima da boca dos corpos com algum rum e bebiam um copo de seguida, como que tomando uma última bebida com os seus entes queridos.

FAMADIHANA – Celebrar a vida e os mortos em Antsirabe
FAMADIHANA – Celebrar a vida e os mortos em Antsirabe
FAMADIHANA – Celebrar a vida e os mortos em Antsirabe

7. A celebração e o revirar dos ossos no ritual Famadihana

Mas a alegria era o sentimento dominante e contagiante no ritual famadihana. Toda a aldeia celebrava em volta dos corpos. O álcool corria livremente, a música não parava, as vozes entoavam alto e os corpos soltavam-se. Os mais jovens dançavam freneticamente, levantando uma enorme nuvem de poeira no recinto, que realçava ainda mais as cores do sol de final da tarde. Alguns ânimos exaltavam-se, e o nosso guia avisou-nos que muitas das festas famadihana acabavam, infelizmente, com algumas lutas entre homens mais embriagados.

FAMADIHANA – Celebrar a vida e os mortos em Antsirabe

A verdade é que, com o sol poente, a cerimónia famadihana estava prestes a terminar. Os corpos seriam devolvidos ao túmulo antes do pôr-do-sol, pois o sol é a fonte de energia da vida e a noite é considerada a portadora de más energias. Os corpos seriam colocados com os pés na direcção contrária à que tinham antes da cerimónia, concretizando finalmente o “revirar dos ossos”, e terminando assim a cerimónia famadihana.

FAMADIHANA – Celebrar a vida e os mortos em Antsirabe

8. A tradição Famadihana e o futuro

Os primeiros missionários cristãos desencorajaram a prática da tradição famadihana, assim como os actuais grupos evangélicos cristãos presentes em Madagáscar, mas, apesar do custo das cerimónias famadihana e do facto de alguns malgaxes mais jovens não se identificarem com a tradição, a verdade é que os rituais famadihana continuam a ser uma realidade todos os anos um pouco por todo Madagáscar, mas especialmente em Antsirabe.

FAMADIHANA – Celebrar a vida e os mortos em Antsirabe

A lembrança e respeito pelos antepassados mortos, a importância da reunião da família e a celebração da vida, antes e depois da morte, são aquilo que alimentaram a tradição famadihana ao longo dos tempos e continuarão a garantir a sua permanência na cultura malgaxe. E isso é intemporal, tal como a morte, que continua e continuará a fascinar-nos, quer estejamos a lidar com ela de perto, com o falecimento de alguém póximo, quer sejamos espectadores na dor ou celebração alheias.

FAMADIHANA – Celebrar a vida e os mortos em Antsirabe

DICAS PRÁTICAS PARA VISITAR ANTSIRABE E ASSISTIR A UMA CERIMÓNIA FAMADIHANA


Para poder desfrutar da sua viagem a Madagáscar e Antsirabe, e poder assistir a uma cerimónia famadihana, deve ultimar alguns pormenores antes de viajar e planear antecipadamente. Deixamos aqui algumas dicas práticas para visitar Antsirabe.

Consulte também o nosso artigo sobre viajar em Madagáscar.

1. Como chegar a Antsirabe

Antsirabe é a segunda maior cidade de Madagáscar e está ligada à capital, Antananarivo, pela principal estrada asfaltada do país, a RN-7. Sendo assim, a maneira mais barata e cómoda de chegar a Antsirabe é usar os mini-autocarros que ligam estas duas cidades, como os da companhia Cotisse Transport / Sonatra Plus ou Soatrans Plus, ou usar os táxis brousse, os transportes colectivos de Madagáscar.

2. Onde dormir em Antsirabe

Em Antsirabe, as opções de alojamento não são muito variadas, mas há algumas excelentes opções no centro da cidade.

3. Seguro de viagem para visitar Madagáscar

A IATI tem um seguro que é ideal para viajar para Madagáscar. Todos os seguros da IATI cobrem tratamento por contágio por coronavírus e essa informação consta no certificado da apólice, já que alguns países pedem um seguro obrigatório com esta cobertura. Porém, se fizer o seguro do pack de seguro de viagem + seguro de cancelamento opcional, este cobre o cancelamento da viagem caso o segurado, seus pais ou filhos testem positivo para COVID-19 antes de ir para Madagáscar. E além disso, o seguro IATI Cancelamento também tem esta causa coberta. Sendo assim, este é, claramente, o melhor seguro do mercado neste momento para viajar para Madagáscar e Antsirabe.  

Faça aqui o seu seguro IATI aqui com 5% de desconto.


Se tem interesse por rituais fúnebres invulgares como o de famadihana, não deixe de ver o nosso vídeo sobre a lei dos antepassados em Tana Toraja, Sulawesi, Indonésia.

Rui Pinto

Físico de formação mas interessado em todos os aspectos da cultura e história da humanidade. As viagens são o meio privilegiado para um aprofundamento do conhecimento do mundo, das suas gentes e do nosso papel na vida.

More Posts - Facebook - Google Plus


SUBSCREVA A NOSSA NEWSLETTER

Bem-vindos ao Viajar entre Viagens! Junte-se a esta comunidade e subscreva a nossa newsletter mensal. Uma vez por mês irá receber um email com todas as novidades do blogue e das redes sociais, tais como novos artigos, viagens, projectos e vídeos no youtube.

Irá receber um email com um link para confirmar a sua subscrição.

PROGRAME A SUA VIAGEM

  Faça as suas reservas através das parcerias do nosso blogue. Você NÃO PAGA MAIS, nós ganhamos uma pequena comissão. É uma forma de valorizar o nosso trabalho.

Resultado de imagem para hotel icon Reserve o hotel no Booking.com e encontre as melhores promoções. Reserve e cancele sempre que necessitar.

Local Tourism Svg Png Icon Free Download (#343998 ...  Marque os seus bilhetes nos monumentos e tours, evitando filas usando o Get Your Guide. Para tours use também o a Civitatis ou o Viator.

Imagem relacionada  Reserve os seus voos com a Skyscanner. Garanta os melhores preços.

Resultado de imagem para car icon  Alugue carro usando o AutoEurope  ou o RentalCars, comparando e escolhendo o melhor preço antes de viajar.

Resultado de imagem para saúde icon  Faça seguro de viagem na Iati Seguros ao menor preço do mercado e com seguros especializados para viajantes. Se usar este link gozará de 5% de desconto.

Resultado de imagem para livro icon  Se procura viagens de mergulho, encontre as melhores opções no LiveAboard.

Resultado de imagem para dinheiro icon Usamos o cartão WISE para levantar dinheiro em viagem sem taxas. Se usar este link, poderá pedir o seu cartão Camera Icon - Free Icons  Veja todo o equipamento fotográfico e gadjets que usamos no nosso perfil no site da Amazon. A lista individual do equipamento que levamos em viagem pode consultar aqui. . Material de fotografia do Viajar entre Viagens.

Este blogue contém links de programas de afiliados.

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.