Visitar KAMAKURA, a antiga capital do Japão

Visitar KAMAKURA, a antiga capital do Japão

Os nossos dias no Japão estavam todos contados, e logo que aterramos no aeroporto internacional de Narita, nos arredores de Tóquio, o nosso objectivo era prosseguir para o nosso primeiro destino, a cidade de Kamakura. Logo aí, começamos a dar uso ao Japan Rail Pass, que tínhamos comprado online e que levantámos no aeroporto, após uma demorada espera. A viagem do aeroporto até Kamakura podia ser feita no Narita Express, ou num comboio local, que pára em mais estações. Optamos por este último, uma vez que era aquele que partia mais cedo. A viagem demorou mais de duas horas, e quando chegámos a Kamakura, já passava das onze da noite. Quase ninguém andava pelas ruas, mas decidimos ir a pé para o nosso hostel, uma vez que era perto da estação. Depois de pedirmos algumas indicações, lá conseguimos encontrar o nosso local de descanso para essa noite, numa casa típica japonesa.

Visitar KAMAKURA, a antiga capital do Japão

De manhã, começamos cedo o nosso périplo pela cidade. Depois de levantarmos dinheiro numa ATM numa loja da Seven-Eleven (que funcionam com cartões estrangeiros), fomos de comboio para a estação próxima de Kita-Kamakura. É nas proximidades desta estação que se encontram alguns dos principais templos da cidade.

Kamakura foi capital feudal do Japão de 1185 a 1333, e isso reflecte-se na quantidade e qualidade de templos que ainda hoje podemos admirar. O primeiro templo que visitámos foi o de Engaku-Ji, fundado em 1282, e destinado às preces dos monges em honra dos soldados que morreram aquando das invasões (goradas) mongóis.

Visitar KAMAKURA, a antiga capital do Japão

Era manhã cedo e ainda eram poucas as pessoas que por ali deambulavam. Com os edifícios alinhados num eixo norte-sul, é um exemplo paradigmático da estrutura de um templo budista japonês, e embora a maior parte dos edifícios datem do século XX, a reconstrução foi feita de acordo com os critérios antigos. A porta principal é, no entanto, mais antiga (1783), construída em madeira, sem o uso de pregos. A atmosfera no complexo é de uma serenidade refrescante, mas os edifícios estavam na sua maioria fechados. Sendo assim, demos uma volta pelo recinto, e subimos um longo lanço de degraus para admirar o sino do templo, o maior de Kamakura, que data de 1301 e só é tocado na véspera do Ano Novo.

Visitar KAMAKURA, a antiga capital do Japão

Mais à frente, visitámos o templo de Kencho-Ji, já com uma afluência maior de visitantes. Na Butsuden, a estátua de Buda, mais propriamente de um bosatsu Jizo, é particularmente bonita, sendo ainda bem visíveis as pinturas e cores vivas na estátua e no tecto da sala. Mais à frente, visitámos o interior da sala de meditação, com um bonito lago nas traseiras do edifício.

Visitar KAMAKURA, a antiga capital do Japão

Mas foi no Santuário Hachiman-gu, uns quilómetros na direcção da estação de Kamakura, que começamos a dar-nos conta da verdadeira devoção dos japoneses, particularmente nas celebrações do Ano Novo. Aqui podemos observar como as pessoas compram amuletos, escrevem desejos para o Ano Novo e prestam homenagem às divindades e aos espíritos dos antepassados. A afluência de visitantes era muita e milhares de pessoas subiam as esc adas para aceder ao altar principal do santuário. O acesso é feito por uma zona arborizada e com dois lagos, junto dos quais as pessoas passeiam e as crianças brincam.

Visitar KAMAKURA, a antiga capital do Japão

Visitar KAMAKURA, a antiga capital do Japão

Dali seguimos pelo centro da cidade de Kamakura, e pela zona mais comercial, em direcção à estação de Kamakura. Pelo caminho almoçámos num restaurante típico de sushi, com os pratos a rodarem num tapete rolante.

Na estação de Kamakura, apanhámos um autocarro em direcção à grande atracção da cidade, a grande estátua de Buda, Daibutsu, uma estátua em bronze, fundida em 1252, com 13,5 metros de altura. Outrora no interior de um grande salão, este foi destruído por um tsunami em 1495, mas a estátua resistiu e hoje permanece ao ar livre. O sol e o céu azul brindavam-nos com a sua presença e a beleza dos pormenores da estátua eram mais evidenciados.

Visitar KAMAKURA, a antiga capital do Japão

Dali, seguimos a pé para o Templo Hase-dera. A quantidade de gente nas ruas era cada vez maior. Kamakura é nesta altura do ano um destino turístico nacional, beneficiando da sua proximidade de Tóquio. O templo Hase-dera é um complexo construído numa colina, em que os principais edifícios têm vista para a cidade e para o mar.

Kamakura

Visitar KAMAKURA, a antiga capital do Japão

O centro do complexo é uma estátua, em madeira, de 9 metros de altura, de Kannon, o bodhisattva da compaixão, representado com múltiplos braços e com 11 faces em cima da cabeça, que se diz ter dado à costa em 736. Ao lado, num pequeno edifício, pode admirar-se o repositório dos sutras, numa roda gigante, sendo o rodar tão louvável como a leitura dos preciosos textos budistas. Numa pequena gruta, podem também admirar-se bonitas estátuas de mulheres, representando diferentes funções.

Kamakura

Visitar KAMAKURA, a antiga capital do Japão

Estava na hora de regressarmos ao hostel, pegar nas nossas mochilas e seguir para a estação de Kamakura. Tínhamos ainda pela frente uma longa viagem de comboio até Fuji-Yoshida, a cidade no sopé da montanha mais sagrada e mais conhecida do Japão, o ponto mais alto do país, o Monte Fuji.

Rui Pinto

Físico de formação mas interessado em todos os aspectos da cultura e história da humanidade. As viagens são o meio privilegiado para um aprofundamento do conhecimento do mundo, das suas gentes e do nosso papel na vida.

More Posts - Facebook - Google Plus

.

PROGRAME A SUA VIAGEM

  Faça as suas reservas através das parcerias do nosso blogue. Você NÃO PAGA MAIS, nós ganhamos uma pequena comissão. Assim conseguimos manter o blogue com opiniões isentas.

Resultado de imagem para hotel icon Reserve o hotel no Booking.com e encontre as melhores promoções. Reserve e cancele sempre que necessitar.

Resultado de imagem para tourism iconMarque os seus bilhetes nos monumentos e tours, evitando filas usando o Get Your Guide.

Imagem relacionada Reserve os seus voos com a Skyscanner. Garanta os melhores preços.

Resultado de imagem para car icon Alugue carro usando o RentalCars, comparando e escolhendo o melhor preço antes de viajar.

Resultado de imagem para saúde icon Faça seguro de viagem na Iati Seguros ao menor preço do mercado e com seguros especializados para viajantes. Se usar este link gozará de 5% de desconto.

Resultado de imagem para livro icon Usamos os guias de viagem da Lonely Planet para preparar as nossas viagens. Se faz o mesmo, pode comprá-los online. Sai mais barato e os portes são grátis a partir dos 35€.

2 Comentários

  1. jose diz: Responder

    Boa tarde,

    Estou a preparar a nossa primeira viagem ao Japão.
    Tenho algumas diferenças no nosso programa.
    Na zona de Quioto vamos estar 5 dias com visitas a Nara, Hikone, Arashiyama …
    No nosso ultimo dia em Quioto e após visitar a zona central, vamos para Kamakura. Dormida, visita e depois seguimos para Toquio.

    Este será o nosso ultimo dia a usar o JR Pass. De Quioto até Kamakura , com passagem por Toquio, e se incluirmos os transferes entre os comboios, deveremos demorar quanto tempo?
    Penso que de Quioto a Kamakura teremos sempre de passar por Toquio. Ou temos alguma alternativa melhor?
    Desta forma teremos uma ideia de quanto tempo podemos ainda ficar em Quioto antes de seguir viagem para Kamakura.

    obrigado

    1. Carla Mota diz: Responder

      Olá José, não lhe sei dizer exactamente. Mas penso que deverá utilizar o site da Hyperdia para ver isso. Esse foi o site que usei para conhecer os itinerários, horários e trajectos do comboio.

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.