MONTE ETNA – Subir o maior vulcão da Europa na Sicília

VULCÃO ETNA - Subir e visitar o maior vulcão da Europa na Sicília

O vulcão Etna, ou Monte Etna, ou ainda, simplesmente, Etna, é maior vulcão activo da Europa, fora da região do Cáucaso, dominando a ilha da Sicília do alto dos seus 3350 m de altitude. Juntamente com o Monte Vesúvio, perto de Nápoles, responsável pela destruição das cidades de Pompeia e Herculano em 79 d.C., e o vulcão Stromboli, na ilha homónima, o Etna faz parte dos principais vulcões activos de Itália.

MONTE ETNA - Subir o maior vulcão da Europa na Sicília

Se pretende visitar a Sicília não pode perder estes artigos

  • VISITAR A SICÍLIA – Se pretende fazer um roteiro para visitar a ilha Sicília veja este artigo. Desde o Etna, Catânia, Taormina e Palermo, passando pelas ilhas Eólias. Um roteiro cheio de dicas de para conseguir viajar de forma totalmente independente na Sicília.
  • ROTEIRO PELOS VULCÕES DE ITÁLIA – Se pretende fazer um roteiro para visitar os vulcões de Itália veja este artigo. Desde o Etna, Vulcano, Stromboli até ao Vesúvio e Capri, há muitos vulcões de Itália para descobrir na Sicília. Um roteiro pelos vulcões de Itália cheio de dicas de alojamento e transporte para conseguir viajar de forma totalmente independente.
  • VISITAR CATÂNIA – Tudo o que precisa de saber para visitar a Catânia está neste artigo cheio de dicas práticas para visitar a Catânia, o que ver e fazer, roteiro de um dia, dicas de transportes, alojamentos e tours e excursões na cidade da Sicília. Excelente para combinar com o Etna.
  • VISITAR TAORMINA – Tudo o que precisa de saber para visitar Taormina está neste artigo cheio de dicas práticas para visitar Taormina, o que ver e fazer, roteiro de um dia, dicas de transportes, alojamentos e tours e excursões na cidade da Sicília. Excelente para combinar com o Etna.
  • VISITAR ETNA – Um artigo com tudo o que precisa de saber para visitar o Monte Etna, um dos vulcões da Sicília.
  • VISITAR AS ILHAS EÓLIAS – Um artigo bastante completo com dicas práticas para visitar as diferentes ilhas do arquipélago das Eólias com vários vulcões da Sicília. Excelente para combinar com o Etna.
  • VISITAR LIPARI – Se está a pensar visitar a ilha de Lipari, nas ilhas Eólias, encontrará neste artigo tudo o que necessita, nomeadamente dicas de alojamento, transporte para chegar e para se deslocar na ilha, restaurantes e o que ver e fazer em Lipari. Excelente para combinar com o Etna.
  • VISITAR STROMBOLI – Se está a pensar visitar a ilha de Stromboli, nas ilhas Eólias, encontrará neste artigo tudo o que necessita, nomeadamente dicas de alojamento, transporte para chegar e para se deslocar na ilha, restaurantes e o que ver e fazer em Stromboli. Excelente para combinar com o Etna.
  • VISITAR A ILHA VULCANO – Se está a pensar visitar a ilha de Vulcano, nas ilhas Eólias, encontrará neste artigo tudo o que necessita, nomeadamente dicas de alojamento, transporte para chegar e para se deslocar na ilha, restaurantes e o que ver e fazer em Vulcano. Excelente para combinar com o Etna.
  • VISITAR PALERMO – Tudo o que precisa de saber para visitar Palermo está neste artigo cheio de dicas práticas para visitar Palermo, o que ver e fazer, roteiro de um dia, dicas de transportes, alojamentos e tours e excursões na cidade da Sicília. Excelente para combinar com o Etna.
MONTE ETNA - Subir o maior vulcão da Europa na Sicília

Historicamente, o monte Etna é o vulcão do mundo com um registo mais antigo das suas erupções, indo desde cerca de 1500 a.C. até à actualidade, mas as evidências científicas apontam para que o seu vulcanismo activo tenha surgido há cerca de 500.000 anos. O Etna é, assim, um dos vulcões mais activos do mundo e subir até (quase) ao seu topo é uma das actividades mais populares para quem visita a Sicília e o sul de Itália.

MONTE ETNA - Subir o maior vulcão da Europa na Sicília

Vulcão Etna, de mitos e lendas à actualidade

O vulcanismo do monte Etna é tão antigo que se mistura com os primórdios da Humanidade, quando o poder aterrador da Terra alimentava a crença em Deuses e Demónios. Devido à sua localização geográfica, podemos encontrar diversos mitos e lendas relacionados com o vulcão Etna, particularmente na mitologia grega e romana. Tifão, o monstro que desafiou Zeus, o “rei” dos Deuses, foi aprisionado por baixo do Etna, e seria no vulcão Etna que se encontraria a forja de Hefesto, ferreiro dos Deuses.

MONTE ETNA - Subir o maior vulcão da Europa na Sicília

A verdade é que o Etna tem uma actividade vulcânica inigualável em qualquer registo histórico, com grandes erupções explosivas, do estilo pliniano, em 122 a.C. e 1669, e tendo, desde 1750, sete erupções com duração superior a 5 anos. A última erupção significativa do Etna foi em Fevereiro de 2022. Este vulcanismo super activo faz com que a configuração do vulcão Etna esteja sempre em mudança, incluindo a sua altura máxima (que varia com a deposição e colapso de material vulcânico) e o número e actividade de diferentes crateras do Etna.

MONTE ETNA - Subir o maior vulcão da Europa na Sicília

O Monte Etna como atracção turística

Dado o vulcanismo activo do Etna praticamente contínuo há milhares de anos, e a constante criação de paisagens vulcânicas diferentes, o monte Etna é alvo de estudos e investigações científicas, tendo sido classificado como Património Mundial da UNESCO em 2013, mas também da curiosidade do público em geral. Hoje, o vulcão Etna é uma grande atracção turística do sul de Itália, gerida pelo Parque Nacional do Etna, e fazer caminhadas no parque, de forma a poder desfrutar da sua magnífica paisagem, é algo que está acessível a quase qualquer um, e que é feito por milhares de pessoas todos os anos.

MONTE ETNA - Subir o maior vulcão da Europa na Sicília

Na realidade, a área abarcada pelo complexo vulcânico do Etna é tão grande (1190 km², com uma circunferência de base de 140 km), que as atracções do Etna são muitas, além do cone principal do Etna. Por exemplo, existem cerca de 300 crateras secundárias em volta do cone principal do monte Etna, pertencentes a pequenos vulcões monogénicos, isto é, formados no decurso de uma única erupção nesse local, em contraste com vulcão poligenético principal, a que nós associamos o nome de Etna.

MONTE ETNA - Subir o maior vulcão da Europa na Sicília

DICAS PRÁTICAS PARA SUBIR O VULCÃO ETNA


Subir o vulcão Etna é uma das actividades mais populares para quem visita a Sicília, um dos destinos turísticos mais populares no sul de Itália. Assim, é conveniente planificar adequadamente a sua subida ao vulcão Etna, de forma a optimizar o seu tempo e evitar contratempos.

1. Quando visitar o vulcão Etna

Posto de uma forma simples e directa, a melhor altura para visitar o monte Etna é quando ele está em actividade! Quando nós programámos a nossa viagem pelos vulcões de Itália, incluindo o Etna, este estava em actividade, com emissão de lava, mas quando lá chegámos, já em Julho de 2022, o vulcão Etna estava relativamente sossegado, havendo apenas libertação de gases na cratera mais alta do Etna, cujo acesso estava vedado. Claro que, em termos de caminhadas, a melhor altura do ano para explorar o parque do Etna é entre Maio e Outubro, quando as condições meteorológicas são mais estáveis.

MONTE ETNA - Subir o maior vulcão da Europa na Sicília

Durante o Inverno, no Etna há muita neve e ventos fortes, sendo apenas possível caminhar a baixa altitude e, mesmo assim, é mais frequente os trilhos do Etna estarem temporariamente fechados. No Verão as temperaturas podem ser bastante elevadas no Etna e, embora o factor altitude diminua a temperatura, as sombras na subida ao Etna são inexistentes a partir de determinada altitude (quando a floresta desaparece). Se subir o monte Etna no Verão, prepare-se com bastante água e protector solar.

MONTE ETNA - Subir o maior vulcão da Europa na Sicília

2. Como explorar o parque do vulcão Etna

Há duas grandes zonas de acesso ao vulcão Etna, a partir do sul (e oeste), com base no refúgio Sapienza, mais turístico, e de onde parte um teleférico que vai a 2500m de altitude (e de onde pode explorar mais em veículos do parque ou a pé), e a partir do norte (e leste), com base no refúgio Citelli, menos turístico e com apenas a opção de caminhadas. Como nós visitámos o monte Etna no âmbito de um roteiro pelos vulcões de Itália, incluindo o Monte Vesúvio e o Stromboli (nas ilhas Eólias), a verdade é que não tínhamos muito tempo para explorar devidamente todo o parque do Etna.

Se quiser subir o monte Etna, com teleférico incluído, a tour que deve marcar é pelo sul e pode marcar aqui.

Sendo assim, tivemos de fazer opções no Etna, decidindo explorar a parte norte do parque do Etna. Decidimos também optar pelos serviços de uma agência local, a Etna Way, uma companhia que aposta em caminhadas em grupos pequenos (nunca superior a 10 pessoas), com um guia especializado, e que dá ênfase ao património natural e geológico do parque do Etna. De entre as diferentes actividades da Etna Way, acabámos por seleccionar a North Etna Tour, que tem por base uma das caminhadas mais famosas no parque do Etna, o trilho de Serracozzo.

Pode reservar aqui o seu lugar para subir o monte Etna com um guia especializado da Etna Way.

MONTE ETNA - Subir o maior vulcão da Europa na Sicília

3. Como chegar a Itália e ao Monte Etna

3.1. Como chegar a Sicília

A forma mais fácil de chegar à ilha Sicília e ao monte Etna é voar para o aeroporto de Catânia, a cidade mais perto do vulcão Etna. O aeroporto de Catânia é servido por companhias regulares e companhias lowcost. Nós voámos do Porto para Catânia pela Ryanair com escala em Madrid por 185€/pessoa (preço em Julho e voo comprado duas semanas antes). Este foi o preço do voo para Catânia só de ida.

Pode encontrar aqui voos para Catânia aos melhores preços.

MONTE ETNA - Subir o maior vulcão da Europa na Sicília

3.2. Como se deslocar na Sicília e chegar ao Monte Etna

A melhor forma de se deslocar na ilha Sicília e chegar ao vulcão Etna é alugar carro. Nós optámos por não o fazer porque os carros estavam muito caros. E em vez de carro alugámos mota. No entanto, essa não foi a melhor opção para visitar o monte Etna porque a mota custou 55€/dia e era muito lenta, principalmente nas subidas, não permitindo subir ao refúgio do Etna. Sendo assim, se visitar o Monte Etna o nosso conselho é que alugue carro o mais cedo possível para conseguir bons preços.

Pesquise e reserve aqui o seu carro para a viagem na Sicília e Monte Etna.

MONTE ETNA - Subir o maior vulcão da Europa na Sicília

Para chegar ao Monte Etna a melhor opção é mesmo o transporte próprio, pois o transporte público é muito limitado e não o levará, por exemplo, aos refúgios dos vulcão, de onde partem as tours ou caminhadas para o Etna. Além disso, se tiver veículo próprio no Etna, isso irá dar-lhe autonomia para visitar outros locais e cidades nas redondezas. Como nós tivemos problemas com a nossa mota, tivemos de pedir ajuda ao Claudio, da Etna Way, que nos foi buscar a Catânia, em vez de irmos ter com ele ao refúgio Citelli, para iniciarmos a nossa caminhada no parque.

MONTE ETNA - Subir o maior vulcão da Europa na Sicília

4. Onde dormir quando visitar o monte Etna

A melhor base para se fixar quando visitar o Monte Etna, é a cidade de Catânia.

4.1. Onde ficámos alojados quando subimos o Monte Etna

Em Catânia, com vistas sobre o Etna, privilegie ficar mesmo no centro histórico da cidade para aproveitar a sua experiência na Sicília ao máximo. Nós ficamos alojados em Catânia no Bed & Breakfast Universita e era bastante bom. Pagámos 76€/noite num quarto duplo com casa de banho, ar condicionado e pequeno almoço. O quarto era muito giro e super bem localizado. Tínhamos um frigorífico que era fantástico para ter sempre água fresca de noite e de manhã, o que era óptimo para as nossas caminhadas.

MONTE ETNA - Subir o maior vulcão da Europa na Sicília

4.2. Outras opções de alojamento quando subir o Monte Etna

Em Catânia, as opções de alojamento são muitas e de excelente qualidade.

MONTE ETNA - Subir o maior vulcão da Europa na Sicília

5. Seguro de viagem para subir o Monte Etna

A IATI tem um seguro que é especial para viagens na Europa e ideal para o Monte Etna. Este novo seguro cobre actividades como cicloturismo, trilhos, roadtrips, autocaravana, campers, etc em Itália. O cancelamento da viagem por conta do Covid-19 não está coberto (se fizer apenas o seguro simples) por se tratar de uma pandemia, mas todos os seguros da IATI cobrem tratamento por contágio por coronavírus e essa informação consta no certificado da apólice, já que alguns países pedem um seguro obrigatório com esta cobertura. Porém, se fizer o seguro do pack de seguro de viagem + seguro de cancelamento opcional, este cobre o cancelamento da viagem caso o segurado, seus pais ou filhos testem positivo para COVID-19 antes de ir para O Monte Etna. E além disso, o seguro IATI Cancelamento também tem esta causa coberta. Sendo assim, este é claramente, o melhor seguro do mercado neste momento para viajar para os vulcões de Itália, incluindo o Monte Etna.

Faça aqui o seu seguro IATI ESCAPADINHAS aqui com 5% de desconto.

Se procura mais informação sobre seguros de viagem veja estes artigos:

MONTE ETNA - Subir o maior vulcão da Europa na Sicília

COMO SUBIR O MONTE ETNA NA SICÍLIA


1. Fazer o trilho de Serraccozzo no Parque do monte Etna

A caminhada que nós escolhemos no Etna é um percurso a partir do Refúgio Citelli, onde você pode estacionar o seu carro e onde se pode encontrar com o seu guia. É um percurso circular no Etna, em que se vai até à Serracozzo, com vista para Valle del Bove e o cume do vulcão Etna. O grau de dificuldade é, de forma global, moderado, embora a parte mais alta da subida possa ser considerada difícil, dada a inclinação do terreno e a qualidade do piso, bastante escorregadio, já que consiste em cinzas ou lapíli (rochas muito pequeninas).

MONTE ETNA - Subir o maior vulcão da Europa na Sicília

Deve levar consigo para o Etna muita água e comida, e deve usar sapatos de trekking, de preferência botas, pois na descida as pedras metem-se dentro dos sapatos. Deve também levar para o Etna um casaco corta-vento pois na parte mais alta o vento irá sentir-se. A Etna Way fornece capacete (necessário para a gruta de lava) e luz frontal (necessária para a descida).

MONTE ETNA - Subir o maior vulcão da Europa na Sicília

2. Subir ao Refúgio Citelli, ponto de partida do trilho no Etna

O Refúgio Citelli é um dos principais refúgios da parque do vulcão Etna e é um dos acessos principais à parte mais alta do parque. Está localizado a 1741 m de altitude, e é uma óptima base para caminhadas na parte norte do parque do monte Etna. Foi o ponto de partida para a nossa caminhada no Etna (que teve início apenas às 16.00h face ao intenso calor que se fazia sentir) e foi lá que nos abastecemos de alguma comida, pois iríamos passar várias horas na montanha e havia a hipótese de lá fazermos uma refeição rápida à hora do jantar. O Refúgio Citelli também tem a hipótese de alojamento no Etna, num cenário natural tranquilo na encosta do vulcão Etna.

Pode marcar aqui a sua estadia no Refúgio Citelli.

MONTE ETNA - Subir o maior vulcão da Europa na Sicília

3. Percorrer a floresta do parque do monte Etna

A primeira parte da caminhada no Etna é feita por entre a floresta do parque do monte Etna. Neste troço é possível admirar as bétulas do Etna, endémica das encostas do vulcão, e é muito curioso reparar na mudança que a vegetação vai sofrendo conforme vamos progredindo em altitude. A certa altura, aparecem, por exemplo, os pinheiros e a paisagem assume um ar distintamente alpino.

MONTE ETNA - Subir o maior vulcão da Europa na Sicília

O nosso guia, Claudio, era uma verdadeira enciclopédia ambulante no que toca à flora do parque do Etna e ia-nos informando acerca das características das espécies de plantas e árvores que íamos encontrando, até mesmo uma espécie de musgo que cobria as rochas, mas que não era macio para se sentar, pois tinha imensos picos que deixariam marca!

MONTE ETNA - Subir o maior vulcão da Europa na Sicília

4. Visitar uma gota lávica e a testemunha da actividade do vulcão Etna

Uma das coisas que é omnipresente na subida ao vulcão Etna é a passagem por diferentes paisagens lávicas, resultantes de erupções do Etna em diferentes épocas, e de processos de arrefecimentos diversos. O chão, por si só, está cheio de lapíli, fragmentos de rocha de tamanhos diminutos, mas também encontramos fragmentos enormes, que assumem forma curiosas decorrentes do processo de arrefecimento da lava, como era o caso de uma “gota lávica” que cruzamos no caminho.

MONTE ETNA - Subir o maior vulcão da Europa na Sicília

5. Visitar a Grotta de Serracozzo, um tubo lávico no vulcão Etna

Depois de passar a parte arborizada do percurso, o caminho começa a entrar na zona mais agreste e vulcânica do Etna. O caminho abre-se então para um vale onde se pode observar uma gruta de lava, mais propriamente, um tubo lávico conhecido como Grotta di Serracozzo, formado após a erupção do Etna de 1971. A gruta do Etna é acessível, mas não é aconselhável entrar a menos que esteja equipado com capacetes de protecção e lanternas, material fornecido neste caso pela Etna Way.

MONTE ETNA - Subir o maior vulcão da Europa na Sicília

A secção da gruta que está acessível é relativamente curta, primeiro com uma altura considerável, zona onde é mais bonita, com as marcas laterais do fluxo de lava nas paredes, mas depois começa a encolher até haver pontos onde se tem de passar quase de gatas. É um bom local para perceber melhor a dinâmica das erupções do Etna e fez-nos lembrar os tubos lávicos dos Açores, nomeadamente na ilha do Pico.

MONTE ETNA - Subir o maior vulcão da Europa na Sicília
MONTE ETNA - Subir o maior vulcão da Europa na Sicília

6. Testemunhar as recordações de erupções passadas

Depois de sairmos da Grotta de Serracozzo, no Etna, começa a verdadeira subida. Até ali, a inclinação tinha sido relativamente baixa e o calor também não se fazia sentir tanto uma vez que existiam bastante sombras de árvores. A partir dali, entra-se noutro troço do percurso, mais exposto e mais inclinado. Ao longe, pudemos observar o que resta do fluxo de lava da erupção do vulcão Etna de 1865.

MONTE ETNA - Subir o maior vulcão da Europa na Sicília

7. Visitar o miradouro de Serracozzo sobre o Etna

Depois de uma subida do Etna bastante íngreme, alcançámos finalmente uma vista magnífica do Valle del Bove e do cone principal do Etna. Ali, pudemos parar durante um bocado, para apreciar as vistas, comer e beber um pouco e lançar o drone para tentar abarcar a imensidão da paisagem que tínhamos diante de nós.

MONTE ETNA - Subir o maior vulcão da Europa na Sicília
MONTE ETNA - Subir o maior vulcão da Europa na Sicília

8. Atravessar o Vale del Bove e ter uma visão dos deuses

O chamado Valle del Bove no Etna é uma enorme e complexa caldeira vulcânica, resultante do colapso de estruturas mais antigas e de erupções pré-históricas e históricas. Tem mais de 5 km de diâmetro e é uma visão impressionante, como se faltasse um pedaço enorme ao vulcão Etna. O seu fundo é relativamente plano e é delimitada pelas paredes do complexo vulcânico mais antigo, o qual terá colapsado há cerca de 8000 anos.

MONTE ETNA - Subir o maior vulcão da Europa na Sicília

Antes de 1971, existia nessa zona do Etna uma densa floresta que foi destruída por erupções sucessivas. Hoje, Valle del Bove carrega, em 35 quilómetros quadrados, as marcas distintas de diferentes erupções dos últimos 50 anos, como fluxos de lava de cores distintas (incluindo o mais recente de Junho de 2022) e os chamados “diques vulcânicos”, estruturas verticais de rocha vulcânica que indicam a localização dos pontos onde o magma terá surgido à superfície.

MONTE ETNA - Subir o maior vulcão da Europa na Sicília

9. Contemplar o cume principal do Etna

A vista do Etna a partir de Serracozzo é dominada pela vastidão do Valle del Bove, mas também pela imponência da parede do do cone principal do vulcão Etna, que se ergue cerca de 1000 m a partir da base do vale. É uma visão espectacular.

MONTE ETNA - Subir o maior vulcão da Europa na Sicília

A erupção do Etna que tinha ocorrido poucos dias antes de nós estarmos ali (10 dias) tinha tido origem, não no cone principal do Etna (que então emitia alguns vapores), mas sim numa cratera um pouco mais abaixo. Era visível ainda o fluxo de lava ainda de cor muito negra que tinha escorrido para o vale.

MONTE ETNA - Subir o maior vulcão da Europa na Sicília

10. Fazer a subida final do trilho de Serracozzo no Etna

Depois de desfrutarmos das vistas de Serracozzo no Etna, estava na hora de subir um pouco mais ao longo da crista com vista para o Etna, na direcção de Pizzi Deneri, um observatório científico que monitoriza o vulcão. No entanto, o trilho do Etna não chega mesmo ao observatório, que se encontra a 2818 m de altitude.

MONTE ETNA - Subir o maior vulcão da Europa na Sicília

A subida do Etna era bastante íngreme, em terreno muito escorregadio, e a ajuda dos bastões era fundamental. Subimos até um novo miradouro do Etna, de onde tínhamos uma vista mais aproximada do cone principal do monte Etna e das crateras do cume, mas estas permaneceram bastante distantes pois para se ter uma visão de mais perto teríamos e subir ainda mais, pelo menos até ao observatório do Etna. Neste último ponto, aproveitámos para voltar a beber e a comer uns snacks que tínhamos comprado no refúgio.

MONTE ETNA - Subir o maior vulcão da Europa na Sicília

11. Descer pelas Bocche del Ventotto

Com a noite a cair e o vento a levantar, estava na hora de descermos o Etna, junto aos cones da erupção de 1928, com uma coloração mais avermelhada. Saímos da crista, atravessámos o fluxo de lava de 1928 e observámos a silhueta do Monte Frumento delle Concazze, a 2.150 m de altitude, uma das crateras laterais mais altas do Etna, formada há cerca de 3.500 anos.

MONTE ETNA - Subir o maior vulcão da Europa na Sicília

Mais longe no horizonte, distinguia-se uma fila de cones secundários do Etna, um grupo de crateras chamado “Sartorius”. Apesar de a noite estar a cair rapidamente, o início da nossa descida permitiu-nos ter um vislumbre da diversidade e complexidade da paisagem vulcânica do monte Etna, resultante de inúmeras erupções do Etna em pontos diferentes da área.

MONTE ETNA - Subir o maior vulcão da Europa na Sicília

12. Descer para o refúgio Citelli

Já rodeados de escuridão, continuamos a descer o Etna (com a ajuda dos frontais e dos bastões) pelo trilho que atravessava solo muito fino e cujas pedrinhas teimavam em entrar dentro de sapatos e sapatilhas, nossos e de vários dos nossos companheiros. Voltámos a entrar na floresta de bétulas do Etna (de seu nome Betula aetnensis, uma variedade única de bétulas encontrada apenas ali), e finalmente regressámos ao ponto de partida, o refúgio Citelli. Estávamos cansados, mas felizes pelo nosso esforço ter sido recompensado com vistas tão bonitas e impressionantes do vulcão Etna.

MONTE ETNA - Subir o maior vulcão da Europa na Sicília

Se vai viajar para Itália, estes são alguns dos artigos do nosso blogue que lhe podem interessar:

  • VISITAR ROMA – Tudo o que precisa de saber para visitar Roma está neste artigo cheio de dicas práticas para visitar Roma, o que ver e fazer, roteiro dia a dia, dicas de transportes, alojamentos e tours e excursões na cidade italiana.
  • VISITAR FLORENÇA – Tudo o que precisa de saber para visitar a cidade de Florença está neste artigo, com o que ver e fazer, roteiro, dicas de transporte, alojamento, tours e excursões na cidade.
  • VISITAR MILÃO – Tudo o que precisa de saber para visitar Milão está neste artigo cheio de dicas práticas para visitar Milão, o que ver e fazer, roteiro dia a dia, dicas de transportes, alojamentos e tours e excursões na cidade italiana.
  • VISITAR VENEZA – Tudo o que precisa de saber para visitar Veneza está neste artigo cheio de dicas práticas para visitar Veneza, o que ver e fazer, roteiro dia a dia, dicas de transportes, alojamentos e tours e excursões na cidade italiana.
  • ONDE DORMIR EM ROMA – Os melhores bairros e hotéis para dormir na cidade de Roma.
  • VIAJAR EM ITÁLIA – Um artigo com um conjunto de dicas importantes para começar a preparar a sua viagem a Itália.
  • VISITAR O CARNAVAL DE VENEZA – Tudo o que precisa de saber sobre o Carnaval de Veneza está neste artigo cheio de dicas práticas para aproveitar Veneza nesta altura do ano.
  • VISITAR MURANO – Um artigo cheio de dicas para preparar a sua viagem à ilha de Murano, a ilha do vidro, desde Veneza.
  • VISITAR BURANO – Um artigo cheio de dicas para preparar a sua viagem à ilha de Burano, a ilha do colorida, desde Veneza.
  • VISITAR TORCELLO – Um artigo cheio de dicas para preparar a sua viagem à ilha de Torcello, a ilha mais antiga da zona de Veneza.
  • VISITAR O VATICANO – Tudo o que precisa de saber para aproveitar ao máximo a sua visita ao Vaticano, quando visitar Roma, está neste artigo.
  • VISITAR BERNINI EM ROMA – Tudo o que precisa de saber para fazer um roteiro pelas obras de Bernini quando visitar Roma.
  • VISITAR A COSTA DE SORRENTO – Tudo o que precisa de saber para visitar a costa de Sorrento está neste artigo cheio de dicas práticas com o que ver e fazer, roteiro, dicas de transportes, alojamentos e tours e excursões.
  • VISITAR A ILHA DE CAPRI – Tudo o que precisa de saber para visitar a ilha de Capri está neste artigo cheio de dicas práticas para visitar Capri, o que ver e fazer, roteiro de um dia, dicas de transportes, alojamentos e tours e excursões na ilha italiana.
  • VISITAR POMPEIA – Tudo o que precisa de saber para visitar Pompeia está neste artigo que é obrigatório para quem quer visitar os vulcões de Itália.
  • SUBIR O VESÚVIO – Tudo o que precisa de saber para subir o mais mediático dos vulcões de Itália, o vulcão Vesúvio, está neste artigo.
MONTE ETNA - Subir o maior vulcão da Europa na Sicília

Rui Pinto

Físico de formação mas interessado em todos os aspectos da cultura e história da humanidade. As viagens são o meio privilegiado para um aprofundamento do conhecimento do mundo, das suas gentes e do nosso papel na vida.

More Posts - Facebook - Google Plus


SUBSCREVA A NOSSA NEWSLETTER

Bem-vindos ao Viajar entre Viagens! Junte-se a esta comunidade e subscreva a nossa newsletter mensal. Uma vez por mês irá receber um email com todas as novidades do blogue e das redes sociais, tais como novos artigos, viagens, projectos e vídeos no youtube.

Irá receber um email com um link para confirmar a sua subscrição.

PROGRAME A SUA VIAGEM

  Faça as suas reservas através das parcerias do nosso blogue. Você NÃO PAGA MAIS, nós ganhamos uma pequena comissão. É uma forma de valorizar o nosso trabalho.

Resultado de imagem para hotel icon Reserve o hotel no Booking.com e encontre as melhores promoções. Reserve e cancele sempre que necessitar.

Local Tourism Svg Png Icon Free Download (#343998 ...  Marque os seus bilhetes nos monumentos e tours, evitando filas usando o Get Your Guide. Para tours use também o a Civitatis ou o Viator.

Imagem relacionada  Reserve os seus voos com a Skyscanner. Garanta os melhores preços.

Resultado de imagem para car icon  Alugue carro usando o AutoEurope  ou o RentalCars, comparando e escolhendo o melhor preço antes de viajar.

Resultado de imagem para saúde icon  Faça seguro de viagem na Iati Seguros ao menor preço do mercado e com seguros especializados para viajantes. Se usar este link gozará de 5% de desconto.

Resultado de imagem para livro icon  Se procura viagens de mergulho, encontre as melhores opções no LiveAboard.

Resultado de imagem para dinheiro icon Usamos o cartão WISE para levantar dinheiro em viagem sem taxas. Se usar este link, poderá pedir o seu cartão Camera Icon - Free Icons  Veja todo o equipamento fotográfico e gadjets que usamos no nosso perfil no site da Amazon. A lista individual do equipamento que levamos em viagem pode consultar aqui. . Material de fotografia do Viajar entre Viagens.

Este blogue contém links de programas de afiliados.

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.