Tudo o que precisa saber para percorrer a VIA APPIA ANTICA de Roma (Via Ápia de Roma) | Itália

Tudo o que precisa saber para percorrer a VIA APPIA ANTICA de Roma (Via Ápia de Roma) | Itália

A Via Appia Antica foi uma das estradas principais da antiga Roma e deve o seu nome a Ápio Cláudio Cego, que iniciou sua construção em 312 a.C. aquando das inúmeras obras que empreendeu na cidade.

Tudo o que precisa saber para percorrer a VIA APPIA ANTICA de Roma (Via Ápia de Roma) | Itália
A estrada, que se estendia de Roma a Cápua, numa distância de aproximadamente 180 quilómetros, foi considerada a Regina Viarum (rainha das estradas). Esta, apresenta grandes pedras, alisadas pelo tempo e pelo desgaste dos veículos, e bermas bem delineadas.
Toda a Via Apia era conhecida quer pela sua extensão (que chegou atingir mais de 300km no império de Trajano), quer pela sua extraordinária beleza: dos dois lados do pavimento foram surgindo casas residenciais, templos e mausoléus que conferiam um toque de esplendor ao encanto rústico das áreas rurais. Estas características ainda se encontram bem presentes no local. Apesar do nosso percurso se ter resumido a meia duzia de quilómetros, é bem visivel a extensão e recticidade da via, assim como a beleza do espaço envolvente (apesar de a chuva teimar em não parar).
As estradas romanas formavam vias de comunicação vitais para o Império Romano. Parte delas conservam-se ainda hoje, tipicamente protegidas como Património Mundial ou Nacional. Embora em Roma, tal como nos países em vias de desenvolvimento, as coisas parecem não passar do papel. Enquanto fazíamos o nosso percurso na Via Apia, alguns carros circulavam por cima do pavimento milenar (apesar da sinalização que o proibia), danificando assim uma das primeiras estradas do mundo.
Tudo o que precisa saber para percorrer a VIA APPIA ANTICA de Roma (Via Ápia de Roma) | Itália
É ao longo da majestosa Via Ápia que se encontram as Catacumbas de S. Sebastião e de S. Calixto, onde a partir do século II foram sepultados milhares de cristãos. Infelizmente, no mês de Fevereiro, as catacumbas de Calixto estão fechadas pelo que apenas visitamos as de S. Sebastião.
Tudo o que precisa saber para percorrer a VIA APPIA ANTICA de Roma (Via Ápia de Roma) | ItáliaAs Catacumbas, ou criptas, são cemitérios subterrâneos e correspondiam aos locais que serviam para sepultar os primeiros adeptos do cristianismo. Nas catacumbas de S. Sebastião existem algumas pinturas murais (que infelizmente não pude fotografar) com representações da aspiração ao Paraíso no ritual funerário do enterro. As catacumbas são formadas por galerias subterrâneas, parecendo verdadeiros labirintos e podem atingir vários quilómetros. Nas paredes de tufo desse intrincado sistema de galerias foram escavadas filas de nichos rectangulares, de várias dimensões, que podiam conter um único cadáver, mas eram frequentemente ocupados por corpos de duas ou mais pessoas. A sepultura dos primeiros cristãos era extremamente simples e pobre. Como Cristo, os cristãos eram envolvidos num lençol ou sudário, sem caixão. O nicho era fechado em seguida com placas de mármore ou, na maioria dos casos, com telhas fixas por argamassa. Sobre a placa escrevia-se às vezes o nome do defunto, com um símbolo cristão ou os votos de paz no céu.
– Onde vais (Quo Vadis), Senhor?
– Vou a Roma para ser crucificado.
– Senhor – disse o Apóstolo – vais ser crucificado outra vez?
– Sim, Pedro, outra vez.
E logo Jesus desapareceu, e Pedro compreendeu tudo. Envolto na luz do amanhecer, deu meia volta e dirigiu os seus passos para Roma, onde pouco tempo depois seria martirizado.
Diz-se que no local onde Pedro avistou Cristo ficaram marcadas as suas pegadas, hoje expostas na Basílica por cima das Catacumbas de S. Sebastião.

A Via Apia foi, provavelmente, a primeira de uma rede de comunicações que ligava Roma a seu império em expansão. Talvez por isso, o ditado popular “todas as estradas vão dar a Roma”! E nós para cumprir o ditado… démos corda aos sapatos e regressamos a Roma!

ONDE DORMIR EM ROMA

quando visitar Roma é importante eleger bem a zona onde se vai alojar. Os alojamentos mais baratos, do tipo hostel e apartamento, estão na zona do Terminal, a estação de comboios. A zona é segura. É uma bairro multicultural. É o “Martim Moniz” romano. A melhor zona para se alojar é mesmo no centro, na parte velha da cidade. Todos os hotéis, hostels e apartamentos que aqui estão são bem localizados.

Rui Pinto

Físico de formação mas interessado em todos os aspectos da cultura e história da humanidade. As viagens são o meio privilegiado para um aprofundamento do conhecimento do mundo, das suas gentes e do nosso papel na vida.

More Posts - Facebook - Google Plus

.

PROGRAME A SUA VIAGEM

  Faça as suas reservas através das parcerias do nosso blogue. Você NÃO PAGA MAIS, nós ganhamos uma pequena comissão. Assim conseguimos manter o blogue com opiniões isentas.

Resultado de imagem para hotel icon Reserve o hotel no Booking.com e encontre as melhores promoções. Reserve e cancele sempre que necessitar.

Resultado de imagem para tourism iconMarque os seus bilhetes nos monumentos e tours, evitando filas usando o Get Your Guide.

Imagem relacionada  Reserve os seus voos com a Skyscanner. Garanta os melhores preços.

Resultado de imagem para car icon  Alugue carro usando o RentalCars, comparando e escolhendo o melhor preço antes de viajar.

Resultado de imagem para saúde icon  Faça seguro de viagem na Iati Seguros ao menor preço do mercado e com seguros especializados para viajantes. Se usar este link gozará de 5% de desconto.

Resultado de imagem para livro icon  Usamos os guias de viagem da Lonely Planet para preparar as nossas viagens. Se faz o mesmo, pode comprá-los online. Sai mais barato e os portes são grátis a partir dos 35€.

 Este blogue contém links de programas de afiliados.

1 Comentário

  1. Estou a gostar deste blog. Muito bem escrito. Parabéns! Continuem.

    Abraço
    Samuel

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.