Visitar TEERÃO – IRÃO

Visitar TEERÃO em apenas um dia | Irão


Os habitantes do país das laranjas chegam ao Irão!

E a resposta é sim. Conseguimos entrar no Irão. Apesar de estarmos bastante apreensivos tudo corre pelo melhor. Estávamos com tanta ansiedade para saber se nos deixariam entrar no avião sem visto que fizemos o check in 3 horas antes.


VISTO DO IRÃO à chegada no aeroporto de Teerão 


Aparentemente não iríamos ter problemas. Entregamos os passaportes e os bilhetes online e a funcionária da Turkish Airlines emitiu-nos o bilhete. Entramos na sala de embarque e, apesar de termos estado bastante tempo sozinhos, aos poucos as pessoas iam chegando. Não fosse a palavra Teerão escrita na porta de embarque e poderíamos pensar que aquele voo ia para qualquer lugar do mundo, menos para o Irão. Raparigas de calças justas, mulheres bastante pintadas e adolescentes com penteados e roupas exuberantes. Quando começamos a embarcar no avião contei as mulheres que se cobriam com o lenço: 8. Somente 8 mulheres em dezenas que embarcavam. Três horas depois, quando o avião aterrou em Teerão, todas saíam cobertas. As raparigas mais jovens escondem os belos penteados e sobre os puxos repuxados na nuca assentam o lenço. Todas parecem viver em dois mundos: no Irão são obedientes e boas mulheres muçulmanas, fora do país são modernas e cosmopolitas.  

VISTO DO IRÃO à chegada no aeroporto de Teerão | Os habitantes do país das laranjas chegam ao Irão

  Dirigimo-nos para o controle de entrada no país. O funcionário alfandegário informou-nos que teríamos que tirar o visto no guiché. Assim fizemos. Em pouco mais de 10 minutos tínhamos o visto no passaporte. Pagamos 60€, preenchemos o documento do pedido do visto e… voilá! Visto na mão. Nem sequer foram necessárias as fotografias de passe, o documento do hotel, seguro, nada. Soubemos mais tarde que quando demos o número de telefone do nosso couchsurfer no documento, a polícia lhe ligou para fazer algumas questões e confirmar se iríamos para casa deles. Foi tudo bastante rápido. Voltamos ao controle de passaporte e desta vez passamos sem qualquer problema. Sim… estávamos no Irão.

Esta imagem tem um texto alternativo em branco, o nome da imagem é IMG_0819.jpg

Pouco tempo depois de entrar no país viríamos a descobrir que Portugal, em Farsi, significa laranja. Assim, quando alguém nos perguntava a nacionalidade a resposta era sempre seguida por olhos bem arregalados, um sorriso e alguns segundos depois… “Cristiano Ronaldo” e “Queiroz” (que é o treinador da selecção nacional do Irão, imagine-se)! Outros iranianos, mais originais, corriam para agarrar uma laranja e exibiam-na dizendo “Portucale”. Descobrimos assim, no Irão, que fomos nós, os portugueses, que introduzimos as laranjas durante a nossa permanência no sul do país, durante o século XVI. Apelidamo-nos assim de “habitantes do país das laranjas”.

VISTO DO IRÃO à chegada no aeroporto de Teerão | Os habitantes do país das laranjas chegam ao Irão

E os “habitantes do País das Laranjas” estavam prontos. Vamos lá conhecer este país.

VISITAR TEERÃO

Foi graças ao Hamid, um rapaz de Teerão, que nós conseguimos o visto para entrar no Irão, pois a meio da noite respondeu ao telefone às perguntas do serviço de fronteiras. Foi ele que nos recebeu em sua casa às seis da manhã e nos indicou o quarto onde poderíamos descansar um pouco, e foi ele que, passadas algumas horas, nos ofereceu o pequeno almoço e nos apresentou a sua mulher, Nasrin, e a sua pequena filha, Pasmir. É assim a hospitalidade iraniana.

Palácio de Sad’ Habad

No Irão ainda decorriam as festividades do Nowruz, o Ano Novo persa quando chegamos a Teerão. Durante esta altura Teerão, a capital iraniana, vê muitos dos seus habitantes deslocarem-se para as suas terras-natal, o bazar fecha e o famigerado tráfego automóvel da cidade fica a meio gás. Decidimos seguir as multidões e visitar o Palácio de Sad’ Habad, uma das atracções da cidade.

Outrora longe do burgo e localizado num contexto rural encostado às montanhas cobertas de neve que circundam a cidade de Teerão, a expansão das últimas décadas fez com que a malha urbana ocupe agora toda a área até ao sopé das montanhas. As distâncias são enormes, e para chegarmos à estação de metro mais próxima foi preciso apanharmos um táxi partilhado, que seguiu em frente por uma das auto-estradas que serpenteiam pelo meio da metrópole. O tempo estava cinzento e a chuva ameaçava aparecer em Teerão. Quando por fim chegamos ao palácio, depois da viagem de metro e de cerca de vinte minutos a pé, optamos por visitar primeiro o Palácio Verde, o edifício mais bonito e o que atrai mais visitantes. A fila para entrar crescia a olhos vistos e começou a chover com alguma intensidade. Antiga residência da família real, o seu interior requintado é alvo da curiosidade dos muitos iranianos que pacientemente esperam à chuva para poder entrar e apreciar como viviam os seus governantes.

Visitar TEERÃO em apenas um dia | Irão
A seguir, visitamos o museu, onde pudemos apreciar algumas pinturas de autores ocidentais e iranianos e onde pudemos aquecer um bocadinho e secar as nossas roupas! No caminho de regresso, resolvemos fazer um pequeno desvio, atraídos pela visão de uma cúpula azul que pensámos pertencer a uma mesquita. Na realidade, era um mausoléu, mas com uma igual (ou maior!) afluência de fiéis. Por um guarda, soube que a foto que estava exposta no pátio pertencia ao cientista nuclear iraniano, morto pelos “sionistas”. Sinais dos tempos…

Depois de termos andado a ver as “montras” numa zona comercial e de termos comprado um cartão de telemóvel iraniano, começava a anoitecer, e resolvemos regressar a “nossa” casa. Quando lá chegamos, os nossos anfitriões estavam acompanhados da família mais chegada, e foi com eles que jantámos e passamos o serão.

Visitar TEERÃO em apenas um dia | Irão

No 2º dia, e como teríamos de apanhar um comboio ao fim do dia de Teerão em direcção a Esfahan (com bilhete comprado online pelo nosso anfitrião!), despedimo-nos do Hamid e fomos deixar as mochilas na estação.

Museu Nacional de Teerão

Seguimos para o Museu Nacional, um museu com um acervo considerável e onde pudemos apreciar, entre outras maravilhas, um mural proveniente de Persépolis.

Visitar TEERÃO em apenas um dia | Irão

Parque Shahr

Depois, atravessamos o Parque Shahr, com um ambiente florido e tranquilo, no qual aproveitamos para descansar um pouco.

O bazar, já sabíamos, estava fechado, mas mesmo assim resolvemos explorá-lo um pouco e apreciá-lo de uma forma que raramente é possível. A Mesquita no seu interior estava tão tranquila como as ruas que a circundam…

Visitar TEERÃO em apenas um dia | Irão

Palácio Golestão

Seguimos então para o Palácio Golestão, onde mais uma vez nos juntámos aos muitos iranianos que resolveram visitar a atracção. Na realidade, um complexo de edifícios, o palácio é verdadeiramente impressionante pela exuberância da decoração interior de alguns salões e pela diversidade de estilos arquitectónicos.

Visitar TEERÃO em apenas um dia | Irão
Teerão

Estava na hora de regressar à estação de comboios, de onde partiríamos para o nosso próximo destino por terras persas, e em relação ao qual tínhamos muitas expectativas. A aventura começava…

Visitar TEERÃO em apenas um dia | Irão

E o adeus a um país magnífico em Teerão

Depois de uma noite passada no autocarro, vindos de Shiraz, o cansaço fazia-se já sentir quando chegámos a Teerão, por volta das seis da manhã. A noite era ainda cerrada e resolvemos ir para a sala de espera do terminal de autocarros até que o sol nascesse.

Saímos por volta das oito da manhã e apanhámos um táxi até à estação de metro. De lá seguimos para o centro da cidade e resolvemos procurar por um sítio onde pudéssemos deixar as mochilas grandes durante o dia. Depois de algumas tentativas falhadas, o recepcionista do hotel Mashad acedeu ao nosso pedido, em troca de uma pequena quantia.

Explorando TEERÃO e o adeus a um país magnífico | Irão

Depois de termos comprado pão, e tomado o pequeno almoço na rua, seguimos a pé para visitarmos a Madrassa va Masjed-e Sepahsalar mas só depois de lá chegarmos, e sermos escorraçados por um porteiro mal encarado, é que reparamos no guia que só está aberta à 6ª feira (e só para homens). De lá, fomos para o bazar, onde andamos mais ou menos perdidos no labirinto de ruas e vielas que constituem este “centro comercial”. O contraste com o bazar que tínhamos visto durante o Nowruz era, claro, evidente. O movimento de pessoas é constante, assim como a vontade da Carla em tirar fotos!

Bazar de Teerão no Nowruz
Bazar de Teerão habitualmente.

Estava já na hora de almoço, por isso resolvemos voltar ao agradável parque Shahr, onde comemos o que trazíamos na mochila e onde aproveitámos para descansar um pouco à sombra das árvores. Se não fosse um guarda vir dizer-nos que não era permitido deitar-se na relva, tínhamos dormido a sesta mesmo ali!

Resolvemos ir visitar a torre Azadi, uma das imagens icónicas de Teerão. Para chegar lá, apanhámos o metro e depois uma pequena viagem de táxi, no final da qual o taxista fez questão de não receber dinheiro pela viagem. Claro que nós sabíamos que é um costume do país chamado Ta’arof (embora agora pouco comum entre taxistas…) por isso tive de insistir até que ele aceitasse! O monumento, erigido para comemorar os 2500 anos da civilização persa, é realmente impressionante, com uma bela arquitectura, combinando a modernidade com elementos clássicos. Queríamos subir, para ter uma visão panorâmica da cidade, mas à entrada tivemos uma pequena surpresa. No guia, o preço por pessoa era de 6 000IR, mas quando o porteiro nos disse o preço até tive de pedir para ele repetir: 120 000IR, equivalente a aproximadamente 6 euros, e correspondendo a um aumento de 1000%! A inflação no Irão anda assim… Principalmente para os turistas (mas não só…). Como estávamos em contenção orçamental, resolvemos ver só por fora.

Explorando TEERÃO e o adeus a um país magnífico | Irão

Regressamos da mesma forma, e fomos de metro até à praça Ferdosi, descendo a rua Ferdosi em busca de um “coffee-net”, onde poderíamos relaxar um pouco e, quem sabe, actualizar o “Viajar entre Viagens”. Encontrámos um estabelecimento, mas, como já esperávamos, nada de blogs ou facebook. Sendo assim, demoramos lá pouco tempo e regressamos ao bazar, pois a Carla ainda não estava completamente satisfeita e ainda tinha algumas compras por fazer.

Como o aeroporto fica bastante longe da cidade, e o trânsito por aqui é famoso pela sua intensidade, resolvemos que iríamos buscar as mochilas ao fim da tarde e apanharíamos um táxi para o aeroporto na zona da praça Imam. Mais vale prevenir do que remediar… O senhor do hotel Mashad foi super simpático e até nos ajudou a arranjar um táxi e regateou o preço por nós! Conseguimos assim um desconto que não estávamos à espera, e confirmamos mais uma vez que o principal “highlight” deste país é mesmo a hospitalidade dos seus habitantes! Após cerca de uma hora de viagem, chegámos ao aeroporto internacional Imam Khomeini. Estava na hora de regressar a casa…  

Se vai viajar para o Irão, estes são alguns artigos no nosso blogue que lhe podem interessar

  • VISTO DO IRÃO – Um artigo com o passo a passo para tirar o seu visto para o Irão.
  • CÓDIGO DE VESTIMENTA NO IRÃO – Tudo o que precisa de saber para viajar no Irão em termos de roupa, quer para homem, quer para mulher.
  • VISITAR ISFAHAN – Tudo o que precisa de saber para visitar Isfahan no Irão e desfrutar da cidade da melhor maneira está neste artigo.
  • VISITAR KASHAN – Um artigo com todas as nossas dicas e experiência a visitar Kashan, no deserto do Irão.
  • VISITAR O DESERTO DO IRÃO EM KASHAN – Um artigo com a nossa experiência a visitar o deserto do Irão em Kashan.
  • VISITAR TEERÃO – Tudo o que precisa de saber para visitar Teerão, a capital do Irão.
  • VISITAR SHIRAZ – Um artigo cheio de dicas e experiências pessoais sobre a nossa passagem e visita a Shiraz, uma das cidades mais bonitas do Irão.
  • VISITAR NASQSH E ROSTAM – Tudo que precisa de saber para visitar os túmulos do império aqueménida desde Shiraz no Irão está neste artigo.
  • VISITAR PASARGADAE – Um artigo com tudo o que precisa de saber para visitar a antiga cidade de Ciro, o Grande, desde Shiraz, e onde terão nascido o que mais tarde chamamos “Direitos Humanos”.
  • VISITAR PERSÉPOLIS – Um artigo super completo sobre as maravilhosas ruínas da cidade de Persépolis, no Irão, a antiga capital Persa, desde Shiraz.
  • VISITAR YAZD – Um artigo com tudo o que precisa de saber para visitar a cidade de Yazd, maravilhosa e cheia de coisas para descobrir.
  • VISITAR OS ARREDORES DE YAZD – Tudo o que precisa de saber para visitar os locais mais importantes dos arredores de Yazd, nomeadamente Meybod, Chak Chak e Kharanaq.
  • VISITAR O DESERTO DE DASHT-E-KAVIR – Um artigo com tudo o que precisa de saber para visitar o deserto de Dasht-e-Kavir, nas imediações de Yazd, no Irão.
  • VISITAR MASHHAD – Tudo o que precisa de saber sobre visitar Mashhad, um dos lugares mais sagrados do Irão e do Islão.
  • VISITAR TABRIZ – Tudo o que precisa de saber para visitar Tabriz, uma das cidades mais importantes da Rota da Seda e por onde passou Marco Polo.
  • VISITAR KANDOVAN – Tudo o que precisa de saber para visitar a povoação de Kandovan, a Capadócia do Irão.
  • VISITAR ORMUZ – Um artigo com tudo o que precisa de saber para visitar a ilha de Ormuz, no Golfo Pérsico, está neste artigo sobre o Irão.
  • VISITAR MINAB – Tudo o que precisa de saber para visitar Minab, uma aldeia Bandari, no Golfo Pérsico, no Irão, está neste artigo.
  • VISITAR BANDAR ABBAS – Um artigo com o que precisa de saber para visitar a cidade de Bandar Abbas no Golfo Pérsico no sul do Irão.
  • VISITAR KERMAN – Tudo o que precisa de saber para visitar Kerman, no Irão, e desfrutar da cidade da Rota da Seda da melhor maneira está neste artigo.
  • VISITAR KALUTS – Um artigo com o que precisa de saber para visitar os Kaluts, os castelos de areia no deserto do Irão.
  • VISITAR RAYEN – Um artigo com o que precisa de saber para visitar Rayen, uma cidade de areia no deserto do Irão.
  • VISITAR MAHAN – Um artigo com o que precisa de saber para visitar Mahan, um mausoléu no leste do Irão.
  • VISITAR BAM – Um artigo com o que precisa de saber para visitar Bam, uma cidade de adobe no leste do Irão.
  • VISITAR ABYANEH – Tudo o que precisa de saber sobre a nossa passagem pela aldeia tradicional do Irão.
  • ROTEIRO PARA O IRÃO – Um artigo com o nosso roteiro a explorar o Irão durante cerca de duas semanas.
  • 12 IMAM XIITAS – Tudo o que precisa de saber sobre Mashhad e perceber a história dos 12 imams xiitas.
  • DORMIR NUM PALÁCIO EM ISFAHAN – A nossa experiência a dormir num palácio na cidade de Isfahan, no Irão.
  • VISTOS NA ROTA DA SEDA – Um artigo em forma de crónica e balanço da odisseia dos vistos para a nossa viagem na Rota da Seda.
  • VISITAR NO NOWRUZ – A nossa experiência em viajar no Irão durante o ano novo Persa, o Nowruz.
  • COMBOIO DE KERMAN A MASHHAD – A nossa crónica de viagem sobre a nossa experiência no comboio entre Kerman e Mashaad.
  • VIAJAR NA ROTA DA SEDA – Tudo o que precisa saber sobre a Rota da Seda, nomeadamente a sua história, países que atravessa e como fazer esta viagem.

Carla Mota

Geógrafa com uma enorme paixão pelas viagens e pelo mundo. Desde muito cedo que as viagens de exploração fazem parte da sua vida. A busca do conhecimento do mundo leva-a em direcção a culturas perdidas e ameaçadas, tentando percebe-las. Hoje é também líder de viagens de aventura na Nomad.

More Posts - Facebook - Google Plus - Flickr - YouTube


SUBSCREVA A NOSSA NEWSLETTER

Bem-vindos ao Viajar entre Viagens! Junte-se a esta comunidade e subscreva a nossa newsletter mensal. Uma vez por mês irá receber um email com todas as novidades do blogue e das redes sociais, tais como novos artigos, viagens, projectos e vídeos no youtube.

Irá receber um email com um link para confirmar a sua subscrição.

PROGRAME A SUA VIAGEM

  Faça as suas reservas através das parcerias do nosso blogue. Você NÃO PAGA MAIS, nós ganhamos uma pequena comissão. É uma forma de valorizar o nosso trabalho.

Resultado de imagem para hotel icon Reserve o hotel no Booking.com e encontre as melhores promoções. Reserve e cancele sempre que necessitar.

Local Tourism Svg Png Icon Free Download (#343998 ...  Marque os seus bilhetes nos monumentos e tours, evitando filas usando o Get Your Guide. Para tours use também o a Civitatis ou o Viator.

Imagem relacionada  Reserve os seus voos com a Skyscanner. Garanta os melhores preços.

Resultado de imagem para car icon  Alugue carro usando o AutoEurope  ou o RentalCars, comparando e escolhendo o melhor preço antes de viajar.

Resultado de imagem para saúde icon  Faça seguro de viagem na Iati Seguros ao menor preço do mercado e com seguros especializados para viajantes. Se usar este link gozará de 5% de desconto.

Resultado de imagem para livro icon  Se procura viagens de mergulho, encontre as melhores opções no LiveAboard.

Resultado de imagem para dinheiro icon Usamos o cartão WISE para levantar dinheiro em viagem sem taxas. Se usar este link, poderá pedir o seu cartão Camera Icon - Free Icons  Veja todo o equipamento fotográfico e gadjets que usamos no nosso perfil no site da Amazon. A lista individual do equipamento que levamos em viagem pode consultar aqui. . Material de fotografia do Viajar entre Viagens.

Este blogue contém links de programas de afiliados.

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.