Visitar KHARANAQ – Uma aldeia que me leva a viajar nas minhas memórias geográficas | Irão

Visitar KHARANAQ - Uma aldeia que me leva a viajar nas minhas memórias geográficas | Irão
O Irão que até hoje preencheu o meu imaginário foi aquele que encontrei em Kharanaq, a cerca de 70 km de Yazd. Kharanaq é uma aldeia de adobe com mais de mil anos, contudo os historiadores acreditam que esta área do vale tenha ocupação humana há mais de 4000 anos.
Visitar KHARANAQ - Uma aldeia que me leva a viajar nas minhas memórias geográficas | Irão
Outrora uma aldeia imponente, hoje são poucos os aldeões que ainda aqui vivem. A aldeia está deserta, as casas estão abandonadas, as paredes revelam a erosão provocada pelas precipitações.
Apesar das condições, ainda se vêem alguns aldeões que resistiram ao poder atractivo das grandes cidades. Permanecem aqui e vivem da criação de gado caprino e das culturas que retiram dos campos graças a um sistema de irrigação milenar. Tentam a todo o custo combater as adversidades do clima e a aridez dos solos. O leito do rio está completamente seco. A água tem que ser transportada através de um aqueduto que vem da montanha e depois é distribuída através de pequenos canais. A luta entre o Homem e a natureza trava-se aqui todos os dias.
Visitar KHARANAQ - Uma aldeia que me leva a viajar nas minhas memórias geográficas | Irão
A aldeia tem duas mesquitas: uma construída em adobe e que data do século XVII com um minarete que oscila devido à utilização de madeira no seu interior; a outra, do outro lado do vale, é mais moderna, colorida e está completamente isolada junto à base da montanha no meio dos campos agrícolas.
Visitar KHARANAQ - Uma aldeia que me leva a viajar nas minhas memórias geográficas | Irão
Kharanaq faz-me viajar no tempo. Parece que podia estar aqui há 100 ou 200 anos atrás que tudo seria igual. No entanto, sou levada a pensar que talvez nessa altura pudesse ter visto crianças. Na Kharanaq de 2012 as crianças não existem. Ficaram apenas os idosos, que tal como a aldeia, travam uma luta contra o tempo. Mais uma batalha entre o Homem e a natureza, mas esta o Homem está condenado a perdê-la.

Carla Mota

Geógrafa com uma enorme paixão pelas viagens e pelo mundo. Desde muito cedo que as viagens de exploração fazem parte da sua vida. A busca do conhecimento do mundo leva-a em direcção a culturas perdidas e ameaçadas, tentando percebe-las. Hoje é também líder de viagens de aventura na Nomad.

More Posts - Facebook - Google Plus - Flickr - YouTube

.

PROGRAME A SUA VIAGEM

  Faça as suas reservas através das parcerias do nosso blogue. Você NÃO PAGA MAIS, nós ganhamos uma pequena comissão. Assim conseguimos manter o blogue com opiniões isentas.

Resultado de imagem para hotel icon Reserve o hotel no Booking.com e encontre as melhores promoções. Reserve e cancele sempre que necessitar.

Resultado de imagem para tourism iconMarque os seus bilhetes nos monumentos e tours, evitando filas usando o Get Your Guide.

Imagem relacionada  Reserve os seus voos com a Skyscanner. Garanta os melhores preços.

Resultado de imagem para car icon  Alugue carro usando o RentalCars, comparando e escolhendo o melhor preço antes de viajar.

Resultado de imagem para saúde icon  Faça seguro de viagem na Iati Seguros ao menor preço do mercado e com seguros especializados para viajantes. Se usar este link gozará de 5% de desconto.

Resultado de imagem para livro icon  Usamos os guias de viagem da Lonely Planet para preparar as nossas viagens. Se faz o mesmo, pode comprá-los online. Sai mais barato e os portes são grátis a partir dos 35€.

 Este blogue contém links de programas de afiliados.

2 Comentários

  1. Obrigada, João, pelas tuas palavras. O Irão é realmente um país fantástico. Adorei, mas foi tão pouco o tempo que aqui passei. Sinto que tudo ficou por ver. São poucos os países onde quero voltar, mas o Irão é um deles.

  2. Adorei este artigo de viagens pelo Irão. Tal como tu Carla, adorei ter visitado este país desconhecido para a maioria dos viajantes. Parabéns pelas imagens e por partilhares. Beijinhos desde Ouarzazate!

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.