Visitar KANDOVAN, a aldeia escavada na rocha e a hospitalidade iraniana | Irão

Visitar KANDOVAN, a aldeia escavada na rocha e a hospitalidade iraniana | Irão

Uma vez que o Irão tem poucos turistas ocidentais, parece existir uma espécie de código legal (informal) que dita que os estrangeiros sejam tratados com toda a tenção e cuidado. Mas as diferenças culturais até aqui se fazem sentir e, o que para uns é hospitalidade, para outros poderá ser mais do que isso… Quando chegamos à fronteira turco-iraniana, um iraniano, Hassan, já tinha “adoptado” um casal espanhol e uma rapariga belga e, a meu ver, já se comportava como se fosse seu guia de viagens. Soubemos mais tarde que era um homem de negócios, de regresso de uma viagem de trabalho à Turquia e com destino a Teerão. No entanto, Teerão podia esperar, pois haviam estrangeiros que precisavam de ser salvos… Hassan desceu connosco em Tabriz, argumentando que nos ia ajudar a todos e que também queria conhecer a cidade, e rapidamente tomou conta da situação. Não me interpretem mal: gosto tanto de hospitalidade como qualquer outra pessoa e, em particular, num país como o Irão onde as barreiras cultural e linguística são obstáculos quase intransponíveis para os viajantes. No entanto…

Hassan comprou-nos os bilhetes de comboio para Teerão, levou o casal espanhol e a rapariga belga (a quem deu o seu cartão SIM) ao hotel, e juntou-se a nós para visitarmos Kandovan, a razão pela qual paramos em Tabriz. Hassan arranjou o carro, acordou o respectivo preço e acompanhou-nos na visita a Kandovan, essa fantástica aldeia escavada na rocha (parecida com a Capadócia turca), que ainda hoje alberga algumas dezenas de famílias locais e também algumas lojas para turistas (essencialmente nacionais). Juntamente com o motorista (que não falava inglês), Hassan tentava guiar-nos pelas ruas labirínticas de Kandovan, sugerindo percursos.

Visitar KANDOVAN, a aldeia escavada na rocha e a hospitalidade iraniana | Irão

Kandovan

Tomámos chá em Kandovan com um velhote numa loja. Lá dentro percebemos o porquê daquele tipo de construção: é tão fresco! E quente no inverno rigoroso, dizem-nos… A conversa, em que Hassan serve de intérprete, gira em torno de questões que revelam interesse em relação ao nosso país: qual o salário médio, como funciona o SNS, se as pessoas têm casa própria, etc. Claro que a nossa Rota da Seda não escapou… Qual o orçamento para 2 meses de viagem? Que tipo de alojamento escolhemos? Eu bem tentei fazer notar as diferenças de um país onde com o equivalente a 1 euro se abastece 14 litros de gasolina, 70 km de autoestrada custam uma portagem de 10 cêntimos e onde as pessoas escavam casas na rocha, para um país como o nosso, onde o orçamento de uma família é quase totalmente consumido por prestações de casa e carro e pagamento de gasolina e portagens, mas não sei se fui bem sucedido…

Visitar KANDOVAN, a aldeia escavada na rocha e a hospitalidade iraniana | IrãoVisitar KANDOVAN, a aldeia escavada na rocha e a hospitalidade iraniana | Irão

Visitar KANDOVAN, a aldeia escavada na rocha e a hospitalidade iraniana | Irão

Kandovan

Regressámos de Kandovan a Tabriz. Afinal o preço do táxi foi substancialmente maior do que o combinado… Mas a pressa de chegar ao comboio era tanta que nem discutimos. Hassan e nós corremos para a plataforma e lá conseguimos partir. Conversámos durante a viagem (nocturna) e conhecemo-nos um pouco melhor. A sua prestabilidade não me parece mal intencionada, mas sinto-me preso de movimentos e acções… De manhã, descemos em Karaj, pois o comboio não vai até Teerão. Tínhamos ainda de seguir para lá, para depois ir para Kashan. Era altura de mais hospitalidade… Hassan foi connosco à estação de autocarro de Karaj ver se haviam ligações para Kashan, mas só de tarde. Hassan foi connosco até à estação de metro. Hassan foi connosco até Teerão, e até à estação de autocarros e só nos despedimos dele quando entrámos no autocarro com destino a Kashan.

Visitar KANDOVAN, a aldeia escavada na rocha e a hospitalidade iraniana | Irão

Kandovan

A partir desse momento, recebemos mensagens SMS quase todos os dias de Hassan, perguntando se estava tudo bem e qual o nosso itinerário. Hassan foi prestável e simpático em Kandovan? Sem dúvida. Mas a protecção excessiva, a constante preocupação e o permanente acompanhar extravasam as fronteiras da hospitalidade e tocam ao de leve a imposição e invasão da esfera privada, algo que os ocidentais prezam acima de tudo. Diferenças culturais à parte, acredito que com o aumento do turismo no Irão, ambos os lados se conhecerão melhor e saberão adaptar-se às suas particularidades… Enquanto isso não acontece, se pedir ajuda a um iraniano, prepare-se, porque é muito provável que receberá muito mais do que aquilo que estava à espera!

Visitar KANDOVAN, a aldeia escavada na rocha e a hospitalidade iraniana | Irão

Kandovan

Rui Pinto

Físico de formação mas interessado em todos os aspectos da cultura e história da humanidade. As viagens são o meio privilegiado para um aprofundamento do conhecimento do mundo, das suas gentes e do nosso papel na vida.

More Posts - Facebook - Google Plus

.

PROGRAME A SUA VIAGEM

  Faça as suas reservas através das parcerias do nosso blogue. Você NÃO PAGA MAIS, nós ganhamos uma pequena comissão. Assim conseguimos manter o blogue com opiniões isentas.

Resultado de imagem para hotel icon Reserve o hotel no Booking.com e encontre as melhores promoções. Reserve e cancele sempre que necessitar.

Resultado de imagem para tourism iconMarque os seus bilhetes nos monumentos e tours, evitando filas usando o Get Your Guide.

Imagem relacionada  Reserve os seus voos com a Skyscanner. Garanta os melhores preços.

Resultado de imagem para car icon  Alugue carro usando o RentalCars, comparando e escolhendo o melhor preço antes de viajar.

Resultado de imagem para saúde icon  Faça seguro de viagem na Iati Seguros ao menor preço do mercado e com seguros especializados para viajantes. Se usar este link gozará de 5% de desconto.

Resultado de imagem para livro icon  Usamos os guias de viagem da Lonely Planet para preparar as nossas viagens. Se faz o mesmo, pode comprá-los online. Sai mais barato e os portes são grátis a partir dos 35€.

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.