Código de vestimenta no IRÃO | Como se vestir para respeitar o dress code do país

Código de vestimenta no IRÃO | Como se vestir para respeitar o dress code do país

O Irão é um dos poucos países do mundo onde existe um código de vestimenta rígido que deve ser respeitado por todos os habitantes do país e por todos aqueles que o visitam. O Código de vestimenta no Irão é de extrema importância na medida em que se trata de um país teocrático islâmico. A sua aplicação é levada muito a sério ao ponto de haver uma polícia de “bons costumes” responsável pela averiguação do seu cumprimento. Quando qualquer homem ou mulher sai à rua sabe que a forma como se veste está a ser avaliada.

CÓDIGO DE VESTIMENTA NO IRÃO PARA HOMENS

  • As regras para os homens incluem a proibição de vestir calças curtas ou calções, assim como camisolas e camisas de manga curta, sem manga e apertadas. No entanto, no Verão, os iranianos já começam a vestir t-shirts e esta peça de vestuário começa a ser aceite. Só deve evitá-las nas zonas mais rurais e tradicionalistas.

CÓDIGO DE VESTIMENTA NO IRÃO PARA MULHERES

  • Para as mulheres, o código de vestimenta no Irão é mais severo, fazendo parte do seu traje diário o hijab, um lenço que deve cobrir a cabeça e os cabelos.

  • Para além do hijab, as mulheres devem vestir roupa larga e solta, de forma a cobrir o corpo e a não deixar mostrar as curvas e formas femininas.

  • Além do cabelo, a mulher deve ter sempre os braços, pernas e pescoço cobertos. Os pés podem andar à vista pelo que não há problema em usar sandálias ou chinelos. Se tiver unhas pintadas, nos mausoléus pode ter que esconder as mãos nos bolsos.

  • Sempre que se visita um local religioso e sagrado, as mulheres devem cobrir-se com um chador, um pano preto que tapa a cabeça e todo o corpo. O chador é uma espécie de “tenda” (e esse é mesmo o significado literal da palavra) que tapa integralmente a mulher, deixando visível apenas a sua face. O chador deve ser usado unindo as duas partes do tecido junto à boca da mulher, com a mão ou com a própria boca. Geralmente o chador é preto mas também pode ser branco ou florido.

  • Ao contrário do que se pensa, não existe nenhuma limitação às cores a usar no Irão, nem pela população local, nem pelos viajantes. Para testar esta teoria calças indianas coloridas faziam parte da minha indumentária. Testado e comprovado, as cores fortes não são proibidas no Irão.

Dicas de mulher para mulher

  • Eu decidi comprar um chador negro no Irão. Custou-me 12€ e serve para sempre que quero entrar num mausoléu ou lugar sagrado. Não é obrigatório, claro, mas é giro e é uma bela recordação do país. É leve e fresco e por isso usava-o na bolsa e tinha-o comigo sempre que precisava.

  • Comprei três lenços giríssimos no Irão, usáva-os para variar a minha indumentária diária e aprendi a usá-los como um acessório de moda. É assim que elas também o vêem (as mais optimistas, claro).

  • Na minha primeira viagem ao Irão levei na mochila algumas túnicas mas depois fui comprando também lá algumas Há túnicas giríssimas e bem coloridas.

  • As leggins e as calças indianas eram as minhas melhores amigas no Irão, com uma túnica comprida tenho o código de vestimenta do Irão perfeito.

  • A lei Sharia, a lei Islâmica, existe no Irão e é aplicada de forma muito desrespeitadora e discriminatória à mulher. No entanto, acredite, o código de vestimenta no Irão é apenas um pequeno problema para as mulheres iranianas. Não o valorize mais do que elas o fazem. Elas travam lutas bem maiores pelos seus direitos.

Conclusão

Satisfeito este código de vestimenta, mulheres e homens vestem roupas vulgares e comuns em todos os países do mundo, como jeans, mais ou menos justos, e longe do estereótipo islâmico. A moda também faz parte da vida destas mulheres e jovens iranianas.

A maioria das mulheres maquilha-se bastante, exibindo olhos bem pintados e realçando assim o rosto parcialmente escondido pelo hijab. As raparigas mais novas exibem unhas bem pintadas e unhas de gel, tal como em qualquer país europeu. As mais ousadas tendem a deixar descair o hijab para trás, exibindo parte do cabelo que cai sobre o rosto e testa. No entanto, não podem abusar muito; a polícia dos bons costumes anda por ali. Na terceira vez que visitámos o país, em Agosto de 2018, as mulheres aparentavam estar mais relaxadas na sua forma de vestir e de usar o hijab. Pareciam mais soltas e leves. O Irão, lentamente, parece estar a mudar.

Código de vestimenta no Irão – O que está a mudar?

Em 2014, milhares de mulheres iranianas uniram-se e criaram uma campanha online para exigir mais direitos, divulgando fotos em que quebravam o código de vestimenta do Islão no país. O movimento juntou cerca de 800 mil pessoas na página no Facebook “Stealthy Freedoms of Women in Iran”, lançando o debate sobre se as mulheres devem ter o direito de escolher usar, ou não, o hijab.

Carla Mota

Geógrafa com uma enorme paixão pelas viagens e pelo mundo. Desde muito cedo que as viagens de exploração fazem parte da sua vida. A busca do conhecimento do mundo leva-a em direcção a culturas perdidas e ameaçadas, tentando percebe-las. Hoje é também líder de viagens de aventura na Nomad.

More Posts - Facebook - Google Plus - Flickr - YouTube

.

PROGRAME A SUA VIAGEM

  Faça as suas reservas através das parcerias do nosso blogue. Você NÃO PAGA MAIS, nós ganhamos uma pequena comissão. Assim conseguimos manter o blogue com opiniões isentas.

Resultado de imagem para hotel icon Reserve o hotel no Booking.com e encontre as melhores promoções. Reserve e cancele sempre que necessitar.

Resultado de imagem para tourism iconMarque os seus bilhetes nos monumentos e tours, evitando filas usando o Get Your Guide.

Imagem relacionada  Reserve os seus voos com a Skyscanner. Garanta os melhores preços.

Resultado de imagem para car icon  Alugue carro usando o RentalCars, comparando e escolhendo o melhor preço antes de viajar.

Resultado de imagem para saúde icon  Faça seguro de viagem na Iati Seguros ao menor preço do mercado e com seguros especializados para viajantes. Se usar este link gozará de 5% de desconto.

Resultado de imagem para livro icon  Usamos os guias de viagem da Lonely Planet para preparar as nossas viagens. Se faz o mesmo, pode comprá-los online. Sai mais barato e os portes são grátis a partir dos 35€.

4 Comentários

  1. Maria diz: Responder

    Admiravel e tentador… continuação de belissimas descobertas em novos horizontes…

    1. Carla Mota diz: Responder

      Obrigada. 😀

  2. Muito interessante!
    Boas viagens!

    1. Carla Mota diz: Responder

      Obrigada 😀

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.