Dia 31 – TUMPANG ou RANU PANI, como conseguir subir ao cume do Vulcão Semeru

Dia 31 - TUMPANG ou RANU PANI, como conseguir subir ao cume do Vulcão Semeru

Estávamos a ficar desanimados. Tínhamos três dias para tentar subir o vulcão Semeru e no dia anterior, em Malang, não tínhamos conseguido arranjar nada a preço adequado ao nosso orçamento. Assim, resolvemos deixar as nossas coisas no hotel de Malang e rumar à aldeia de Tumpang.

Veja aqui os relatos da nossa viagem da Volta ao Mundo

Dia 31 - TUMPANG ou RANU PANI, como conseguir subir ao cume do Vulcão Semeru

Levantámo-nos cedo porque não sabíamos como iriam correr as coisas e o nosso tempo começava a escassear. Apanhámos dois angkots, um para a estação de Arjosari e de lá, outro, para a aldeia de Tumpang. Demorámos quase duas horas a chegar à aldeia de Tumpang e por isso não havia tempo a perder. Recorremos ao google maps para ver se havia alguma agência local assinalada mas nada. Entretanto, reparámos que havia um Adventure Camp um pouco à frente. Resolvemos ir lá.

Dia 31 - TUMPANG ou RANU PANI, como conseguir subir ao cume do Vulcão Semeru

O Adventure Camp é um refúgio de montanhistas em Tumpang que acolhe aqueles que vão para a montanha e, disse-nos um rapaz bem simpático, que não organizavam expedições. Com o seu parco inglês e a ajuda de um outro rapaz, mostrou-nos no google maps uma homestay cujo dono é francês e que talvez nos pudesse ajudar. Marcámos no nosso mapa. Eram cerca de dois quilómetros dali por isso resolvemos ir.

Dia 31 - TUMPANG ou RANU PANI, como conseguir subir ao cume do Vulcão Semeru

Entre casas, escolas e até campos de milho fomos desbravando caminho até alcançar a Rani Homestay, a tal que o rapaz nos tinha indicado. Quando lá chegámos, Rani e a mulher, indonésia, receberam-nos e explicaram-nos como podíamos fazer para ir ao cume. O preço que nos deram era igualmente proibitivo para nós: 3 500 000 rupias, cerca de 225€/pessoa. Explicamos-lhe que gostávamos muito de ir ao cume mas não tínhamos aquele dinheiro. Estávamos dispostos a partilhar jipe, guia, carregadores, tudo. Rani disse-nos que a única hipótese para baixar o preço seria partilhar jipe com dois rapazes de Singapura e ir sem guia. Iríamos apenas com os carregadores mas que eles não falam inglês. Para nós isso não seria um problema. O problema seria que com a taxa extra de ser temporada alta (aqui são férias nacionais por causa do dia da independência a 17 de Agosto), o preço mais barato que nos conseguia era 2 500 000 rupias/pessoa. Cerca de 150€/pessoa. Pensamos muito. É muito dinheiro para o nosso orçamento, especialmente para quem viaja a longo termo. No entanto, isto era algo que queríamos muito fazer.

Dia 31 - TUMPANG ou RANU PANI, como conseguir subir ao cume do Vulcão Semeru

Ainda colocámos a possibilidade de ir até Ranu Pani, a aldeia seguinte, a cerca de duas horas de jipe partilhado a partir de Tumpang, onde talvez conseguíssemos arranjar mais barato. No entanto, começamos a fazer contas. Teríamos que pagar transferes para Ranu Pani, voltar para Malang para ir buscar tudo o que tínhamos deixado no hotel. Teríamos que ser nós a tratar da logística toda, nomeadamente permissões, atestado médico (que é obrigatório), comida, alugar tenda, sacos camas, etc. Ponderamos bem tudo e achamos que, embora pudesse ficar mais barato, isso iria consumir tempo e dinheiro. Tempo que tínhamos cada vez menos e dinheiro que achamos que não ia compensar. Decidimos assim dizer sim aos 2 500 000 rupias por pessoa.

Dia 31 - TUMPANG ou RANU PANI, como conseguir subir ao cume do Vulcão Semeru

Combinamos tudo com o Rani para o dia seguinte. Despedimo-nos dele e da mulher e regressámos novamente a Malang de angkot, onde chegámos quase às 16h devido ao trânsito infernal. Estávamos cansados e cheios de calor e deitámos na cama no hotel e adormecemos. Nem tivemos força para ir dar uma volta pela cidade. Só nos levantamos para ir jantar e voltamos para a cama, aproveitando para descansar para o dia seguinte. Tínhamos que dormir bem nesta noite porque o desafio que se adivinhava não ia ser fácil nem nos dar descanso…

Dia 31 - TUMPANG ou RANU PANI, como conseguir subir ao cume do Vulcão Semeru

Faça seguro de viagem na Iati Seguros ao menor preço do mercado e com seguros especializados para viajantes. Se usar este link gozará de 5% de desconto.

Carla Mota

Geógrafa com uma enorme paixão pelas viagens e pelo mundo. Desde muito cedo que as viagens de exploração fazem parte da sua vida. A busca do conhecimento do mundo leva-a em direcção a culturas perdidas e ameaçadas, tentando percebe-las. Hoje é também líder de viagens de aventura na Nomad.

More Posts - Facebook - Google Plus - Flickr - YouTube

.

PROGRAME A SUA VIAGEM

  Faça as suas reservas através das parcerias do nosso blogue. Você NÃO PAGA MAIS, nós ganhamos uma pequena comissão. Assim conseguimos manter o blogue com opiniões isentas.

Resultado de imagem para hotel icon Reserve o hotel no Booking.com e encontre as melhores promoções. Reserve e cancele sempre que necessitar.

Resultado de imagem para tourism iconMarque os seus bilhetes nos monumentos e tours, evitando filas usando o Get Your Guide.

Imagem relacionada  Reserve os seus voos com a Skyscanner. Garanta os melhores preços.

Resultado de imagem para car icon  Alugue carro usando o RentalCars, comparando e escolhendo o melhor preço antes de viajar.

Resultado de imagem para saúde icon  Faça seguro de viagem na Iati Seguros ao menor preço do mercado e com seguros especializados para viajantes. Se usar este link gozará de 5% de desconto.

Resultado de imagem para livro icon  Usamos os guias de viagem da Lonely Planet para preparar as nossas viagens. Se faz o mesmo, pode comprá-los online. Sai mais barato e os portes são grátis a partir dos 35€.

 Este blogue contém links de programas de afiliados.

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.