Visto para a Índia | e-Visa ou Visto normal? Prós e contras de cada um deles

visto para a Índia

Todos os portugueses e brasileiros que se desloquem em turismo à Índia necessitam de um passaporte válido por um período de 6 meses, com pelo menos duas páginas em branco. Para além disso, precisam ainda do visto de entrada. O visto para a Índia tem de ser tratado previamente. Há duas opções de vistos: Visto Normal e o e-Visa. Se recorrer a um Visto Normal, tem que o tirar na embaixada. Se tratar do e-Visa, obtém o visto online. Se o visto for tratado na embaixada, quando chegar à Índia é só mostrá-lo no controle de imigração (geralmente estas filas são mais rápidas). Se o visto for tirado online (e-Visa), na realidade o que leva consigo é uma autorização para que o processamento do visto seja feito à chegada. Assim, apesar de ter feito o procedimento todo do Visto para a Índia, incluindo o pagamento online, o visto só é obtido à chegada ao aeroporto e os funcionários vão proceder à recolha dos seus dados biométricos. Os dois vistos têm vantagens e inconvenientes e, dependendo da viagem que vai fazer, deve escolher o visto para a Índia que mais lhe convém.

Durante o processo de pedido do Visto para a Índia (quer do e-Visa, quer do preenchimento do impresso para o Visto Normal), deve fazer o upload de uma fotografia recente e frontal do rosto, com fundo branco, assim como das páginas do passaporte em que estejam a foto e os dados pessoais.

Sendo assim, aqui ficam as vantagens e desvantagens dos Visto Normal e e-Visa. Para mais informações consulte o site oficial do visto da Índia.


VISTO NORMAL


O Visto Normal deve ser obtido na Embaixada da Índia em Lisboa. Primeiro deve preencher o impresso de requisição de visto online (através deste link), com toda a informação e uma fotografia (que deve estar digitalizada e redimensionada). Qualquer dúvida no preenchimento do impresso, consulte estas informações a Embaixada da Índia em Lisboa. Deve depois imprimir o impresso e levá-lo, juntamente com o passaporte e duas fotografias à embaixada. Deve ainda levar o seu itinerário impresso, assim como cópia dos seus voos. O visto demora geralmente uma a duas semanas e pode recolhe-lo na embaixada (ou recebe-lo pelo correio).  Deve ter em atenção que não pode ir à embaixada no próprio dia em que submeter o impresso online. Deve ir apenas a partir do dia seguinte. Para tal tem que marcar um dia e uma hora neste site.

A Embaixada da Índia em Lisboa fica na Rua Pero da Covilha, 16 – Restelo, 1400-297 Lisboa. Note que os pedidos de visto são aceites entre as 09h30 – 12h30 da segunda-feira à sexta-feira, excepto na quarta-feira. Os vistos são entregues das 10h00 às 12h00 da segunda-feira à sexta-feira, excepto na quarta-feira. O escritório de vistos permanece fechado às quartas-feiras. Se tiver dúvidas pode contactar a embaixada por telefone ou email, 21 304 1094 ou visa.lisbon@mea.gov.in.

O pedido do visto inclui uma taxa de 2 euros e encargos postais de 2,5 euros, no caso de estar interessado em que lhe devolvam o passaporte pelo correio.

Vantagens

– Dá para um período de permanência de 6 meses na Índia.

– Pode ser usado durante 1 ou até 5 anos (dependendo do visto).

– Custa 95€ (para um ano com entrada simples ou múltipla).

Desvantagens

– Implica (pelo menos) uma deslocação à embaixada de Lisboa.

– Tem que fazer o pedido do visto previamente online e só depois leva os impressos à embaixada indiana em Portugal.

– Custa 190€ (para um período de 1 a 5 anos com entradas múltiplas).

– Demora cerca de uma a duas semanas.

Visto para a Índia


E-VISA


O visto online chama-se e-Visa e pode ser pedido num período não inferior a 4 dias antes da viagem, até uma janela de 120 antes. O pedido do visto online obedece a um impresso praticamente igual ao do anterior. Deve ter consigo uma fotografia e o passaporte. Depois do pedido do visto ser feito, deve aguardar a confirmação do pedido (que demora geralmente 24 horas mas pode ter um prazo maior) e posteriormente a autorização para obter o visto à chegada. É esta autorização que tem que levar consigo. Pode imprimi-la (pode levar no telemóvel). Deve mostrá-la no voo de embarque para a Índia e depois no controle de imigração à chegada. O pagamento é feito online.

O e-Visa é válido em 24 aeroportos ou 3 portos marítimos:

Aeroportos: NovaDéli, Mumbai, Chennai, Kolkatá, Trivandrum, Bangalore, Hyderabad, Cochin, Goa, Ahmedabad, Amritsar, Gaya, Jaipur, Lucknow, Trichy, Varanasi, Calicut, Mangalore, Pune, Nagpur, Coimbatore, Bagdogra, Guwahati, Chandigarh.

Portos Marítimos: Mangalore, Cochin e Marmagao.

Vantagens

– Pode pedir o visto até quatro dias antes de viajar. Se a aplicação for feita com uma antecedência superior a 120 dias, receberá o e-visa por email 110 dias antes da data de chegada prevista. Se a aplicação for feita com uma antecedência inferior a 120 dias, receberá um email entre 4 a 7 dias úteis após a data de submissão.  Se a aplicação for feita com uma antecedência de 4 dias úteis, demorará entre um a dois dias úteis.

– Pedido do visto é online.

– Respondem normalmente num prazo de 48 horas.

– Pedido de visto é rápido e seguro.

– Permite dupla entrada no país ou tripla entrada em caso de necessidade médica.

– O visto custa 50 USD.

Desvantagens

– Só dá para permanecer no país 60 dias.

– Não permite extensão do visto.

– O visto é um carimbo obtido no aeroporto de entrada na Índia.

– Este visto só pode ser requerido duas vezes por ano.

– Este visto não é válido para visitar áreas restritas e protegidas, como por exemplo Sikkim, Andaman, Vale de Spiti (entre Sundo e Rekong Peo), etc.

Depois de submeter o seu pedido, efectuar o pagamento e receber a confirmação, deve imprimir e levar consigo a Autorização Electrónica de Viagem (ETA), que lhe será enviada por e-mail. Esse papel deve ser entregue às autoridades competentes no aeroporto indiano de chegada. Aí receberá um carimbo no passaporte que funciona como Visto para a Índia.

Este é o site onde faz o pedido do e-Visa.

BOA VIAGEM!

visto para a Índia

Carla Mota

Geógrafa com uma enorme paixão pelas viagens e pelo mundo. Desde muito cedo que as viagens de exploração fazem parte da sua vida. A busca do conhecimento do mundo leva-a em direcção a culturas perdidas e ameaçadas, tentando percebe-las. Hoje é também líder de viagens de aventura na Nomad.

More Posts - Facebook - Google Plus - Flickr - YouTube

Faça as suas reservas através dos parceiros do nosso blogue.

Você NÃO PAGA MAIS, nós ganhamos uma pequena comissão.

  • Reserve seu hotel no Booking.com e encontre as melhores promoções. Reserve e cancele sempre que necessitar.
  • Ganhe 35€ no Airbnb quando reservar com este link.
  • Faça seguro de viagem na World Nomads ao menor preço do mercado.
  • Alugue carro usando o Rent a Car, comparando o melhor preço e escolhendo com comodidade antes de viajar.
  • Usamos os guias de viagem da Lonely Planet para preparar as nossas viagens. Se faz o mesmo, pode comprá-los online. Sai mais barato.

35 Comentários

  1. Lory Boscaini diz: Responder

    Muito obrigada pelas dicas, querida.
    Adorei que tenha incluído informações para nós brasileiros também.
    Este foi, sem dúvida, o post mais completo que li sobre o assunto.
    Beijinhos :)

  2. Mafalda Oliveira diz: Responder

    Olá, com os horários apertados da embaixada não vou poder pedir o visto através deles, e tenho viagem organizada para 3 meses. Estou a ponderar ir ao Nepal e voltar a entrar, mas a questão é: é possível que me concedam dois vistos seguidos. Obrigada

    1. Carla Mota diz: Responder

      À partida penso que sim.

  3. Inês Martins diz: Responder

    Olá!
    Não sei quando é que perguntaram essa informação na Embaixada da Índia mas as regras para os vistos mudaram a 1 de Abril de 2017 e por isso há muita informação que têm no artigo que já está desactualizada (ex. pode-se pedir o e-visa até 120 dias antes, custa 50€, tem validade de 60 dias, etc). Essa informação consta no site oficial da Embaixada da Índia em Portugal e no site onde se faz o e-visa.
    É melhor referirem no artigo que as informações já estão desactualizadas ou actualizarem com os novos dados para não induzirem as pessoas em erro.
    Obrigada pelos maravilhosos artigos sobre a Índia que têm partilhado!

    1. Carla Mota diz: Responder

      Olá Inês, obrigada pela informação e por nos alertar para este facto. Já procedemos a todas as actualizações. O artigo é de 7 de Abril e na altura era esta a informação que tínhamos. No entanto, quando em Junho fomos à Embaixada tirar o visto para o Verão, disseram-nos que ainda não estavam a emitir e-visas com as novas regras. No site oficial o preço do e-visa não é aquele que aqui nos deixou, mas um preço em rupias (que é muito mais caro). Onde viu que era 50€?

      1. Inês Martins diz: Responder

        Olá Carla! Penso que o site que vocês postaram no artigo (https://indiantouristvisa.org.in/) não é o site oficial mas o site de uma agência muito parecido com o oficial para tentar enganar as pessoas (é .org.in em vez de .gov.in e no rodapé diz “We are not affiliated to any government body. We act as agents for your visa application. You can apply for a visa at the official government source instead of our website.”).
        O site que eu estou a usar é https://indianvisaonline.gov.in/evisa/tvoa.html, que diz que é do governo (espero bem que sim). Se clicar em “Instructions for Applicant”, no ponto #4 diz que para Portugal o preço do e-visa é 50USD (desculpem, não era €) + taxas de transferência bancária (2,5%).
        Os malandros já nos estão a tentar enganar até antes de chegarmos à Índia!

        1. Carla Mota diz: Responder

          Sim , Inês tens razão. Já alterei. Obrigada.

  4. Ssana diz: Responder

    Boa tarde!

    Legal o post. Só uma dúvida: no site ad embaixada está escrito: “O e-Tourist Visa permite estada de no máximo 60 dias na Índia”. Será essa uma atualização dos 30 que tu escreveste?

    1. Rui Pinto diz: Responder

      Não sei, mas não tenho essa informação. Isso será para Portugal ou para o Brasil? Porque para Portugal penso que continua os 30 dias.

  5. Maria Rosario diz: Responder

    Ola Carla.
    Faço escala em Bombaim por 12h na ida e outras tantas na volta 25 dias depois.
    Que tipo de visa preciso?
    Obrigada

    1. Rui Pinto diz: Responder

      Deve perguntar na Embaixada.

  6. Carla,
    Excelente Post!
    Mas depois dê uma olhada nessas duas informações que estão no post:
    1. O e-visa ser para 30 dias: Consta no site do consulado a informação do visto ser válido por 60 dias.
    1. Não poder sair do país: O e-visa ele permite duas entradas no país.

    Viajo para India em um mês e preciso saber como funciona essa reentrada. Exemplo: Se eu tiver um visto de 60 dias válido entre 22/09 à 22/11. Se eu decidir viajar por 15 dias em Nepal no período de 01/10 à 15/10 e depois voltar para India. Meu visto indiano continua valendo até o dia 22/11 ou o prazo se extende por mais 15 dias, uma vez que eu não estava no país? Você sabe sobre essa informação?

    1. Rui Pinto diz: Responder

      Joana, a informação que aqui tenho foi a que me foi dada na embaixada da India em Lisboa, presencialmente. É válida para cidadãos portugueses.

  7. Teresa diz: Responder

    Olá Carla. Passei por aqui porque tenho a seguinte dúvida. Vou a Goa e fico cinco dias, depois vou para Delhi de avião mais cinco dias e volto a Goa via Jaipur. O e-visa dá?

    1. Carla Mota diz: Responder

      Dá, não tem qualquer problema. Não podes é sair do país.

    2. Teresa diz: Responder

      Obrigada pela informação.

      1. Carla Mota diz: Responder

        Boa viagem, Teresa. 😀 Aproveite bem, a Índia é fenomenal.

  8. Katarina Holanda diz: Responder

    Que legal, post completo e informativo! Eu não sabia como funcionava essa questão do visto pra Índia, bom saber. 😀

    1. Carla Mota diz: Responder

      Obrigada.

  9. por Brasil tb funciona mais ou menos assim! acho q vc precisa saber bem o roteiro no pais antes pra pedir o visto certo!!

    1. Carla Mota diz: Responder

      Só precisa de dar o nome de algumas cidades. Nada muito completo.

  10. Muito bom e bem informativo o post. É importante ter sempre esse tipo de informação para saber qual o melhor meio de se entrar em um país sem ter muitos problemas.

    1. Carla Mota diz: Responder

      Obrigada

  11. E eu nem sabia que precisava de visto para a Índia! Seu post está muito completo e é uma ótima ajuda para quem está pensando em ir para lá.

    1. Carla Mota diz: Responder

      Obrigada

  12. Opa, muito obrigada pelas dicas. =D

    Um post super completo 😉

    1. Carla Mota diz: Responder

      Obrigada

  13. Obrigada Carla! Já tirei apontamentos!
    No caso de fazer um voo interno entre Udaipur e Mumbai já não posso utilizar o E-Visa?

    1. Carla Mota diz: Responder

      Podes, o aeroporto de entrada é que conta. Não voas directo para Udaipur. O voo deve fazer escala em Mumbai ou Deli. Confirma.

  14. Adorei o post!!! Muito útil pra quem pretende viajar à Índia… Com certeza vou utilisá-lo o dia que resolver ir pra lá…

    1. Carla Mota diz: Responder

      Obrigada.

  15. Que legal! Post super útil com dicas rápidas e importantes para quem quer viajar para índia!
    Parabéns!

    1. Carla Mota diz: Responder

      Obrigada, Ana Paula.

  16. Excelente seu passo a passo! Já favoritei pra quando for pra índia saber o que fazer!

    1. Carla Mota diz: Responder

      Obrigada, Marianne.

Deixe uma resposta