Manali, guia de exploração da região (com informações de segurança) | Índia

Manali, guia de exploração da região (com informações de segurança) | Índia

Manali é a meca dos hippies que gostam de ambientes frescos e descontraídos na Índia. Nos meses de Verão, quando as praias de Goa são afectadas pelas monções (geralmente entre Maio e Agosto), os “loucos pela Índia” rumam a Manali em busca de bom tempo, sol e um ambiente relaxado. Mas há muitas “Manalis” e, enquanto que umas são o paraíso para os backpackers e hippies de cabelos coloridos e rastas, há outra capaz de conservar alguns aspectos culturais bem tradicionais do Himachal Pradesh.  Para quem ruma a Manali é importante perceber o que pretende da região e assim, não cometer o erro de ficar no “local errado” e ser apanhado de surpresa.

Manali, guia de exploração da região (com informações de segurança) | Índia

CIDADE DE MANALI

A cidade de Manali, onde chegam e saem autocarros e jipes em direcção aos Himalaias é a porta de entrada da região. A maioria dos visitantes chegam ali mas muitos nem sequer chegam a usufruir da cidade. Manali é uma cidade pequena, onde a população ainda se veste de forma tradicional e usa chapéus muito típicos. A cidade é calma, com um ritmo de vida muito sui generis. A população é uma mistura de indianos com tibetanos, resultando numa mescla muito interessante. Manali está a dois passos dos Himalaias e são muitos os refugiados tibetanos que também desceram à cidade em busca de melhores condições de vida. Há restaurantes tibetanos ao lado de indianos, há mosteiros budistas ao lado dos templos hindus, e há vacas ao lado de cães quase zen!

Manali, guia de exploração da região (com informações de segurança) | Índia

Dicas

  • Manali é o local ideal para se alojar se estiver à procura de conhecer a Índia mais característica e privilegiar o contacto com a população. Poucos são os estrangeiros que ali ficam, a maioria ruma a Velha Manali.
  • Nós alojámo-nos em Manali. Marcamos um hotel no booking. Correu mal porque quando lá chegámos o hotel estava fechado. Um senhor queria levar-nos para outro hotel, a preços super-inflacionados. Recusamos. Pegamos nas mochilas e procuramos a pé. Acabamos por nos alojar no Hotel Renuka, a 150 m do terminal de autocarros. Era razoavelmente bom e pagámos 660 rupias por um quarto duplo com wc.  Foi um óptimo negócio.
  • Manali é um bom local para apanhar transporte público. Os transportes para o Vale de Spiti saem de manhã bem cedo para Kaza. Os transportes para Leh e Ladakh também saem dali bem cedo. Para quem procura estas ligações esta é a melhor localização.
  • Manali é o lugar ideal para comprar alimentos, nomeadamente pão, queijo, frutas e legumes. Há uma casa de trekking que aluga material e vende gás de camping (um dos poucos lugares da Índia).
  • A cidade tem alguns lugares que vale a pena visitar, nomeadamente o bairro budista e os mosteiros, nomeadamente o Himalayan Nyinmapa e o Von Ngari.

Manali, guia de exploração da região (com informações de segurança) | Índia

VELHA MANALI

A maioria dos visitantes rumam a Velha Manali e quase não param na cidade. Velha Manali é uma aldeia tradicional indiana nos Himalaias. Uma aldeia linda e muito característica, com habitações tradicionais, construídas em pedra e madeira. No entanto, o turismo desenfreado de mochileiros, transformou a aldeia.

Manali, guia de exploração da região (com informações de segurança) | Índia

Manali, guia de exploração da região (com informações de segurança) | Índia

Manali, guia de exploração da região (com informações de segurança) | Índia

As casas transformaram-se em hotéis baratos, as populações locais escondem-se à nossa passagem e evitam os estrangeiros e os mochileiros enchem as ruas. Há bares e restaurantes com comida ocidental e até pastelarias.

Manali, guia de exploração da região (com informações de segurança) | Índia

Manali, guia de exploração da região (com informações de segurança) | Índia

Manali, guia de exploração da região (com informações de segurança) | Índia

Há 10 anos atrás, quando visitámos a Índia pela primeira vez, Velha Manali era uma aldeia tranquila, hoje é uma meca de mochileiros e perdeu a espiritualidade.

Manali, guia de exploração da região (com informações de segurança) | Índia

Manali, guia de exploração da região (com informações de segurança) | Índia

Manali, guia de exploração da região (com informações de segurança) | Índia

Dicas

  • Se procura ficar alojado num local com muitos estrangeiros, Velha Manali é o lugar ideal. Há pessoas de todo o mundo e alguns vivem ali durante meses.
  • À fama, Velha Manali, já não escapa. As pessoas que lá rumam têm fama de procurar drogas, geralmente drogas leves. É muito comum ser aliciado por jovens que tentam vender drogas nas ruas. Se esta não é a sua onda, demarque-se e não se deixe engendrar nestes esquemas. Todos os anos desaparecem jovens nos vales, geralmente durante trekkings, mas pensa-se que o seu desaparecimento esteja relacionado com o consumo e tráfico de drogas. Geralmente estes jovens aparecem mortos alguns dias depois. Os corpos aparecem geralmente violentados e roubados.  O Vale de Parvati é um dos mais “negros”, já que ali, à semelhança de Velha Manali e Vashhisht, há produção de Charas, uma espécie de haxixe cultivada artesanalmente na Índia, no Nepal e no Paquistão. Nos últimos 10 anos desapareceram 20 pessoas cujo rasto ainda não foi encontrado. Cerca de 12 desapareceram e foram encontrados sem vida.
  • Velha Manali é o local ideal para arranjar treks na região mas tenha muito cuidado. Procure uma agência certificada e recomendada nos guias actuais. Nunca vá para trekkings sem guias locais. Os roubos e a desorientação podem ser as causas dos desaparecimentos (especialmente porque pode perder-se para locais controlados pelas máfias da droga).
  • Há rumores que o tráfico de droga na região de Velha Manali esteja ligada às máfias israelitas, russas e nigerianas.
  • Velha Manali é um óptimo local para comprar roupa hippie com muita oferta e bons preços.
  • Velha Manali merece uma visita. É uma aldeia linda e com um belo templo hindu, o Templo de Manu. Para ali chegar há que subir a estrada principal, ou então, apanhar um riquexó até ao templo e depois descer pela aldeia, explorando as habitações tradicionais.

Manali, guia de exploração da região (com informações de segurança) | Índia


EXPLORAR A REGIÃO


Manali, guia de exploração da região (com informações de segurança) | Índia

Queria muito explorar Manali, o que não posso perder? 

1. Aldeia de Velha Manali

Vale a pena conhecer a aldeia de Velha Manali, caminhando pelas ruas e explorando a arquitectura típica dos Himalaias. As casas são construídas de forma muito original, com pedras, turfa e até adobe.

Manali, guia de exploração da região (com informações de segurança) | Índia

Manali, guia de exploração da região (com informações de segurança) | Índia

A população é simpática mas a abordagem não é fácil porque estão fartos de “turistas mal comportados e desrespeitadores” da cultura local. São sociedades agrícolas tradicionais.

Manali, guia de exploração da região (com informações de segurança) | Índia

Manali, guia de exploração da região (com informações de segurança) | Índia

Manali, guia de exploração da região (com informações de segurança) | Índia

2. Templo de Manu Maharishi

O templo de Manu Maharishi é um templo hindu localizado na parte alta de Velha Manali. Segundo a lenda, Manu seria uma espécie de Noé hindu, que terá atracado ali uma arca, carregada de seres vivos que deram origem à actual civilização, depois de um dilúvio.

Manali, guia de exploração da região (com informações de segurança) | Índia

3. Mosteiro de Von Ngari

Localizado no bairro budista de Manali, este mosteiro é o mais tradicional da região, com várias estátuas de bodhisattvas a ornamentar a sala de oração.

Manali, guia de exploração da região (com informações de segurança) | Índia

Há também várias figuras de lamas no mosteiro, bem como uma vida monástica muito activa, sempre com populares e monges a sair e a entrar.

Manali, guia de exploração da região (com informações de segurança) | Índia

Manali, guia de exploração da região (com informações de segurança) | Índia

Manali, guia de exploração da região (com informações de segurança) | Índia

4. Templo Budista Himalayan Nyinmapa 

Ao lado do mosteiro anterior, este templo de dois andares tem uma grande estátua do Buda Sakyamuni, o Buda Histórico, o príncipe que rejeitou o seu reino para viver uma vida austera e buscar o conhecimento.

Manali, guia de exploração da região (com informações de segurança) | Índia

Sidharta Gautama é Buda Sakyamuni, que significa sábio dos Sakyas, a tribo a que pertencia.

Manali, guia de exploração da região (com informações de segurança) | Índia

Manali, guia de exploração da região (com informações de segurança) | Índia

Manali, guia de exploração da região (com informações de segurança) | Índia

5. Templo Hadimba

A 2 km de Manali, este templo hindu, completamente construído em madeira, e perfeitamente enquadrado na paisagem de floresta de cedros. O templo é dedicado ao demónio Hadimba, uma figura do Mahabharata.

Manali, guia de exploração da região (com informações de segurança) | Índia

Manali, guia de exploração da região (com informações de segurança) | Índia

Manali, guia de exploração da região (com informações de segurança) | Índia

O templo é um pagode de três andares esculpido com deuses hindus. Há uma pedra de sacrifícios, onde ainda hoje se faz sacrifícios de animais durante o festival de Dhungri Mela (acontece em Maio). Há uma árvore sagrada também no recinto. É comum estar ali iaques e coelhos muito peludos.

Manali, guia de exploração da região (com informações de segurança) | Índia

6. Vashisht

A aldeia de Vashisht, a dois quilómetros da cidade, do outro lado do rio, é mais tranquila do que Velha Manali. Embora não seja tão pitoresca, a aldeia tem nascentes de água naturais que atraem muitos locais e estrangeiros.

Manali, guia de exploração da região (com informações de segurança) | Índia

Há alojamento local barato e também ali se produz Chadras, pelo que o comercio de haxixe é comum (embora seja ilegal). É um local para visitar mas, se quiser permanecer em segurança, onde deve evitar dormir. Tem muitos estrangeiros, geralmente hippies, quer de dia, quer de noite.

Manali, guia de exploração da região (com informações de segurança) | Índia


ONDE DORMIR EM MANALI


Na cidade de Manali

Tal como já referi nas dicas acima, para nós o melhor local para dormir é na cidade de Manali, fugindo dos ambientes mais “backpackers” e “hippies”. Aí recomendamos o Hotel Renuka, mas não dá para marcar antecipadamente. Na cidade de Manali a melhor localização é na Mall Road. Se quiser marcar, há vários hotéis na região que podemos recomendar, pois nos pareceram muito agradáveis e bem localizados, é o caso do Hotel Karma, o 2-BR hillside cottage, by GuestHouser, o Red Rose Cottages, o Manali – White Mist; A Sterling Holidays resort ou o AbodeHome Cottage

Manali, guia de exploração da região (com informações de segurança) | Índia

Em Velha Manali

Em Velha Manali tem alojamento muitos giros, mais turísticos, tais como The Attic Monkeys, o Non Stop Café, o Manali Yes Please, o Dragon Inn ou Kishor guest house

Manali, guia de exploração da região (com informações de segurança) | Índia

VEJA O VIDEO DA NOSSA AVENTURA

Carla Mota

Geógrafa com uma enorme paixão pelas viagens e pelo mundo. Desde muito cedo que as viagens de exploração fazem parte da sua vida, culminando num doutoramento nos Andes, investigando ambientes glaciares. A busca do conhecimento do mundo leva-a em direcção a culturas perdidas e ameaçadas, tentando percebe-las. Hoje é também líder de viagens de aventura na Nomad.

More Posts - Facebook - Google Plus - Flickr - YouTube

4 Comentários

  1. Adorei as dicas e conhecer um pouco sobre Manali! Gosto assim, experimentar lugares que representam mais a cultura local e com mais contato com a população. Acho que só assim a gente realmente imerge nos costumes e características do país! Ainda mais um país como a índia! :)

    1. Carla Mota diz: Responder

      Verdade, Luíza. É mesmo por isso que viajámos.

  2. Toda vez que leio sobre a Índia, não penso estar em outro país diferente, e sim em outro planeta, tamanho o exotismo desse país. Parabéns por mais esse relato, adorando ler a série sobre a Índia!

    1. Carla Mota diz: Responder

      Obrigada, Francisco. 😀

Deixe uma resposta