Dicas para viajar em Cuba | Visto, alojamento, transportes, dinheiro, internet, comida

Dicas para viajar em Cuba | Visto, alojamento, transportes, dinheiro, internet, comida

Se está a programar viajar em Cuba há um conjunto de informações básicas que necessita de saber, nomeadamente no que toca a vistos e regimes de entrada, que tipo de alojamento escolher, que transportes usar, como funciona o dinheiro, qual a melhor altura a visitar, etc. Sendo assim, se esta é a informação que procura, este artigo é para si. Se está a programar uma viagem a Cuba, deve começar por ler os nossos artigos com os relatos e crónicas da nossa viagem.  Cuba é uma ilha magnífica, cheia de lugares fabulosos e que o vão querer ficar lá muito mais tempo do que tem programado. Para começar a preparar a sua viagem veja quais os lugares mais fantásticos para visitar em Cuba, num artigo já publicado. Agora, veja as nossa dicas para viajar em Cuba.

Dicas para viajar em Cuba | Visto, alojamento, transportes, dinheiro, internet, comida

DICAS PARA VIAJAR EM CUBA

Regime de entrada

Para entrar em Cuba precisa de um visto, que na realidade mais não é do que um cartão de entrada com os seus dados, separado em duas partes, uma que será entregue à entrada e outra à saída do país. Para conseguir o visto basta dirigir-se à embaixada de Cuba em Lisboa, fazendo-se acompanhar de uma cópia dos voos e reservas de um ou vários alojamentos (não precisa de reservas para todos os dias). Tem que preencher um impresso de pedido do visto que terá que fazer o download aqui. O visto custa 22€/pessoa e é válido por 30 dias (extensível por mais 30). Pode pedir o visto presencialmente na embaixada ou pelo correio, assim como através de alguém conhecido. Se não for o próprio a pedir o visto, há que pagar mais 25€/pessoa. O visto é emitido no momento e está pronto para viajar em Cuba.

Para ver informações detalhadas de como tirar o visto, veja este nosso artigo.

Dicas para viajar em Cuba | Visto, alojamento, transportes, dinheiro, internet, comida

Quando ir

Cuba é um óptimo destino durante todo o ano, embora no verão possa apanhar a época dos furacões. Na estação seca, de Outubro a Abril, é a melhor altura para viajar em Cuba já que as temperaturas não são tão elevadas e é quase garantido apanhar todos os dias com sol. De Maio a Outubro, é a estação húmida e pode ocorrer precipitação, provocada pela convecção do ar tropical, originando ocasionalmente furacões. Se viajar nesta altura, saiba que a costa norte é mais sujeita a furacões, daí que deva privilegiar os cayos do sul se pretender fazer praia nesta altura do ano. A temperatura da água varia entre os 25º e os 30ºC ao longo do ano.

Dicas para viajar em Cuba | Visto, alojamento, transportes, dinheiro, internet, comida

Dinheiro

Quando viajar em Cuba vai perceber que no início a questão da moeda pode parecer um pouco confusa. Em Cuba existem duas moedas paralelas. A moeda nacional, o CUP, o peso cubano, e a moeda criada especialmente para os turistas, o CUC, o peso convertível e indexado ao dólar americano. A maioria dos turistas só vê os CUC já que todos os preços são em CUC. No entanto, se viajar em Cuba de forma independente e com um orçamento limitado pode compensar trocar alguns CUP. Nós levantámos CUC no aeroporto e em Havana. Não tivemos qualquer problema e o cartão da CGD funcionou sempre bem.

1 dólar = 1 CUC

1 CUC = 25 CUP

Dinheiro em Cuba

Dicas para viajar em Cuba | Visto, alojamento, transportes, dinheiro, internet, comida

Também levamos euros e trocámos nas casas de câmbio, que se designam por Cadecas. Nestas casas, o câmbio é feito à taxa oficial e é a melhor opção. Tenha cuidado porque não aceitam dólares ou então cobram taxas extra. Também pode trocar dinheiro nos grandes hotéis mas as taxas de câmbio são pouco favoráveis.

Custo de vida

Viajar em Cuba não é barato. Ainda que opte por transporte público, como autocarros ou táxis partilhados, alojar-se em casas particulares e fazer refeições com comida de rua e em locais baratos, tudo o que envolve o seu dia-à-dia tem um custo superior ao praticado em Portugal. Assim, viajar em Cuba envolve alguma folga orçamental. Para manter um orçamento baixo, tem que evitar as gorjetas, que estão sempre a ser-lhe pedidas, discutir os preços das casas particulares e dos táxis, assim como comer afastado das ruas mais turísticas. Em Cuba, há que provar e desfrutar dos mojitos, daikiris e Cuba Livre, mas há que seleccionar bem os locais onde os vai beber, já que nos lugares mais famosos e turísticos têm preços proibitivos e que arrasam qualquer orçamento.

Dicas para viajar em Cuba | Visto, alojamento, transportes, dinheiro, internet, comida

Transportes

Os transportes em Cuba são caros e vão constituir a maior fatia do seu orçamento enquanto estiver a viajar em Cuba. A forma mais económica de se deslocar é usando os autocarros da Via Azul, uma empresa nacional cubana que percorre as principais cidades do país. O terminal da Via Azul em Havana é longe do centro e um táxi para lá chegar custa 8 CUC. O ideal é no primeiro dia ir ao terminal e comprar os bilhetes que vai necessitar para toda a viagem. Programe bem. Nestas imagens tem os horários e preços praticados em Abril de 2018. Se carregar na imagem poderá ver melhor. Os bilhetes de autocarro podem ser comprados em qualquer terminal.

Dicas para viajar em Cuba | Visto, alojamento, transportes, dinheiro, internet, comida

Dicas para viajar em Cuba | Visto, alojamento, transportes, dinheiro, internet, comida

Dicas para viajar em Cuba | Visto, alojamento, transportes, dinheiro, internet, comida

Se não conseguir bilhetes de autocarro para viajar em Cuba não stress. Os táxis partilhados são uma óptima opção e podem até compensar, já que poupa o dinheiro do táxi de ida e volta ao terminal. Para as principais cidades turísticas, nomeadamente Trinidade, Viñales, Varadero, Santa Marta e Cienfuegos há vários táxis partilhados. Os preços praticados variam um pouco mas para ter uma indicação:

  • Havana – Viñales: 20 CUC/pessoa
  • Havana – Trinidade: 25 CUC/pessoa
  • Havana – Santa Marta: 25 CUC/pessoa
  • Havana – Cienfuegos: 25 CUC/pessoa
  • Havana – Varadero: 25 CUC/pessoa
  • Viñales – Trinidade: 40 CUC/pessoa
  • Trinidade – Varadero: 30 CUC/pessoa
  • Havana – Playa Girón / Playa Larga: 30 CUC/pessoa
  • Havana – Playa de Santa Maria: 5CUC/pessoa (ida e volta)

Tirando os lugares mais turísticos, pode ser necessário arranjar um táxi particular para viajar em Cuba. Estes são alguns preços dos táxis particulares que usámos ou que vimos os preços:

  • Havana – Cayo Coco: 100 CUC/carro
  • Cayo Coco – Trinidade: 120 CUC/carro
  • Ciégo de Ávila – Cayo Coco: 50 CUC/carro
  • Ciégo de Ávila – Cayo Guilhermo: 70 CUC/carro
  • Aeroporto – Havana Velha: 20 CUC/carro

O Carlos foi um dos taxistas que nos fez várias viagens em Cuba. Conhecem-lo em Havana e fez-nos sempre bons preços e foi super porreiro. Se o quiserem contactar, ele faz preços justos. O seu tlf é 5 249 4201.

Dicas para viajar em Cuba | Visto, alojamento, transportes, dinheiro, internet, comida

Comida

A comida em Cuba varia desde o delicioso ao regular! Se optar pelo peixe e marisco, a comida é fantástica. A lagosta grelhada é deliciosa, especialmente junto ao mar. Na maioria dos hotéis um prato de lagosta custa 20 CUC, mas é fácil comer lagosta em Havana e noutras cidades por 8 ou 9 CUC. A praia de Santa Maria, a leste de Havana, é um dos melhores locais para comer lagosta. O peixe grelhado também é maravilhoso. Se gosta mais de carne, saiba que os pratos nacionais são a comida criola, à base de frango. A qualidade depende muito de como é confeccionado.

Dicas para viajar em Cuba | Visto, alojamento, transportes, dinheiro, internet, comida

Para comer em Cuba pode escolher os comedores públicos, do estado, geralmente muito económicos, mas sem grande qualidade. Depois há os Paladares, pequenos restaurantes privados. Se tiver CUP esta é uma boa opção porque a comida é muito económica e boa ou razoável. Para quem procura restaurantes mais ocidentais, Havana e Trinidade são os melhores locais para os encontrar, com boa comida, ambiente fabuloso e preços para todas as carteiras. Na generalidade come-se bem em Cuba.

Dicas para viajar em Cuba | Visto, alojamento, transportes, dinheiro, internet, comida

Higiene

As condições de higiene em Cuba são muito boas, tanto nos hotéis, como restaurantes e até nas ruas. Não há lixo no chão e a água da rede pública é de boa qualidade, embora não seja adequada para beber.

Dicas para viajar em Cuba | Visto, alojamento, transportes, dinheiro, internet, comida

Alojamento

Em Cuba pode alojar-se em hotéis, resorts ou casas particulares. Os cayos mais turísticos estão interditos a cubanos por isso só têm resorts em regime Tudo Inclúido, é o caso de Cayo Largo, Cayo Coco ou Cayo Guilhermo. Em Havana, Varadero, Trinidade e em quase todas as cidades do país pode optar pelos hotéis ou por casas particulares. As casas particulares são uma modalidade de alojamento recente, regulamentada pelo estado cubano e completamente legal. Podem ser marcadas através do airbnb ou de sites cubanos. Se optar por casas particulares marque antecipadamente para as primeiras noites. No local, as tarifas são bastante mais baixas.

Para saber mais como marcar a sua casa particular em Cuba veja este artigo.

Dicas para viajar em Cuba | Visto, alojamento, transportes, dinheiro, internet, comida

Segurança

Cuba é um dos países mais seguros do mundo. Você não vê, mas há câmaras por todo o lado por isso a possibilidade de ser assaltado é quase nula. Pode andar descontraidamente nas ruas, sem medo de ser assaltado, quer de dia, quer de noite. Se tiver algum problema a viajar em Cuba, a probabilidade é que seja porque perdeu algo. Se tal acontecer, vá à polícia, mas prepare-se. Vai demorar muito… tempo.

Dicas para viajar em Cuba | Visto, alojamento, transportes, dinheiro, internet, comida

Telefone

Os telefones portugueses operam em Cuba, e são bons para receber e fazer chamadas. No entanto, as tarifas são proibitivas, com mais de 5€/minuto, nas chamadas efectuadas, e cerca de 2€/minuto, nas chamadas recebidas.

Dicas para viajar em Cuba | Visto, alojamento, transportes, dinheiro, internet, comida

Internet

O acesso à internet em Cuba é regulamentado pelo estado e só poderá aceder através de um telemóvel ou computador usando um cartão da ETECSA. Este cartão tem um login de usuário e uma password que colocará no seu telemóvel para aceder ao browser da internet. Não é um SIM Card, é apenas um cartão pré-pago de acesso à internet. Estes cartões são vendidos na rua, desde 2 CUC ou 3 CUC/hora, mas o seu preço justo é 1.5 CUC/hora. Os cartões têm validade por isso confirme se o cartão que adquiriu está no prazo. O acesso à internet é feito apenas nas principais praças das cidades ou nos resorts e hotéis. Se vai viajar em Cuba, adquira o seu cartão logo em Havana.

Dicas para viajar em Cuba | Visto, alojamento, transportes, dinheiro, internet, comida

internet em Cuba

Informações úteis

Embaixada de Cuba em Lisboa (Portugal)

Rua Pero da Covilhã, nº 14, 1400-297, Restelo, Lisboa (Perto do Estádio do Belenenses)

Estão abertos de 2ª a 5ª feira das 09h30 às 12h00. O atendimento é por ordem de chegada.

website 

Dicas para viajar em Cuba | Visto, alojamento, transportes, dinheiro, internet, comida

Se gostou das nossas dicas para viajar em Cuba, partilhe-as. Obrigada!

Carla Mota

Geógrafa com uma enorme paixão pelas viagens e pelo mundo. Desde muito cedo que as viagens de exploração fazem parte da sua vida. A busca do conhecimento do mundo leva-a em direcção a culturas perdidas e ameaçadas, tentando percebe-las. Hoje é também líder de viagens de aventura na Nomad.

More Posts - Facebook - Google Plus - Flickr - YouTube

.

.

.

.

.

PROGRAME A SUA VIAGEM

  Faça as suas reservas através das parcerias do nosso blogue. Você NÃO PAGA MAIS, nós ganhamos uma pequena comissão. Assim conseguimos manter o blogue com opiniões isentas.

      Reserve o hotel no Booking.com e encontre as melhores promoções. Reserve e cancele sempre que necessitar.

Alugue carro usando o Rent a Car, comparando e escolhendo o melhor preço antes de viajar. Tudo na comodidade de sua casa.

      Faça seguro de viagem na World Nomads ao menor preço do mercado.

     Usamos os guias de viagem da Lonely Planet para preparar as nossas viagens. Se faz o mesmo, pode comprá-los online. Sai mais barato e os portes são grátis a partir dos 35€.

6 Comentários

  1. Nuno Oliveira diz: Responder

    Não existe nenhum tipo de simcard com internet para colocar no telemóvel ou router portátil?
    Estou a adorar as vossas dicas, parabéns e obrigado!

    1. Carla Mota diz: Responder

      Olá Nuno. Não, o acesso à internet tem que ser mesmo através do cartão que falamos assim.

  2. Os cartões de internet comprados nas lojas oficiais custam 1$/h. Comprando na rua ficam sempre mais caros, principalmente à noite quando as lojas estão fechadas 😅

    Embora não tão prático, marcar as casas por e-mail fica mais barato, porque não pagas ao intermediário que está a gerir as casas em sites tipo Airbnb.

    Apanhando um táxi partilhado até ao terminal da Viazul a coisa fica por 3-5$.

    Há sítios que só mesmo alugando um carro, caso contrário perde-se muito tempo e dinheiro.

    1. Carla Mota diz: Responder

      Obrigada pela partilha de informações, Hugo. 😀

    2. caroline bernardo diz: Responder

      Há alguma loja oficial no aeroporto? (para comprar o cartão de internet)

      1. Carla Mota diz: Responder

        Compra-se nos quiosques. Se estiverem fechados compre nas ruas mas um pouco mais caro.

Deixe uma resposta