Relato e roteiro para 10 dias de viagem no Chipre (e Chipre do Norte) | Chipre

Relato e roteiro para 10 dias de viagem no Chipre (e Chipre do Norte) | Chipre

Em Fevereiro, bem na época baixa, visitámos o Chipre. Na viagem no Chipre, alugámos carro e definimos um roteiro para explorar a ilha, inclusive o Chipre e o Chipre do Norte, em 10 dias.  A viagem no Chipre foi muito preenchida, com dias cheios, mas em que conseguimos conhecer os principais locais do país.

Relato e roteiro para 10 dias de viagem no Chipre (e Chipre do Norte) | Chipre

VIAGEM NO CHIPRE  Dia 1

O dia começou cedo no aeroporto do Porto, com filas intermináveis e uma noite cerrada no exterior que não deixava esquecer que eram 5h da manhã. Voar. Voar é das coisas que mais detesto. Horas intermináveis dentro de um avião, cruzando um mundo de culturas, tradições e geografias. Mas voar é um mal necessário quando viajar não pode ser um modo de vida mas uma forma de ser. E voei. Voei até à Suiça onde o avião seguinte me levou até ao Chipre. Um dia inteiro cruzando a Europa e nem da janela consegui ver o velho continente. Era noite cerrada quando os pneus gigantescos do avião tocaram o asfalto negro da pista do aeroporto de Larnaca. Adolescentes, muitos. Russos, demais. Era hora de partir. Pegar num carro alugado e sair dali em busca de um lugar diferente daquele que nos tinha recebido e que tinha ar de sul de Espanha em época de férias escolares. Uma hora de viagem chegou para percebermos que conduzir do lado esquerdo da estrada ia fazer parte da aventura da viagem no Chipre. Quando chegámos ao apartamento junto à praia de Nissi, uma das mais afamadas da ilha, não havia ninguém para nos receber. Telefonámos e meia hora depois, lá recebemos um telefonema de volta. O apartamento estava aberto. Podíamos entrar. E entrámos. Não temos guias, não temos planos, não temos projectos para os próximos dias. Pareceu-nos um bom plano. Escolhemos a primeira taberna que encontrámos para jantar e provar o vinho cipriota, Amanhã será dia de começar a explorar a ilha e começar a  viagem no Chipre.

Relato e roteiro para 10 dias de viagem no Chipre (e Chipre do Norte) | Chipre

Veja aqui onde se alojar em Agia Napa

VIAGEM NO CHIPRE  Dia 2

O Chipre é um país estranho, como tantos os que tenho conhecido. Na realidade, chamar-lhe país já é algo estranho. É um país independente mas em que os seus cidadãos se sentem gregos ou turcos. Não há cipriotas, há cipritocas-turcos e cipriotas-gregos. Era quase a mesma coisa que haver portugueses-espanhóis, no norte, e portugueses-marroquinos, no sul. Mas o Chipre é ainda mais do que isso e a viagem no Chipre iria mostrar-nos isso.

Relato e roteiro para 10 dias de viagem no Chipre (e Chipre do Norte) | Chipre

O Chipre do Norte, não é um país, ao contrário do Chipre do Sul, a que chamamos Chipre, o tal da União Europeia. Mas o Chipre do Norte é considerado um território de facto com governo próprio. Se até aqui a questão da ocupação indevida pela Turquia serviu da base a muitas das actuações da ONU, a partir de 2004, data de adesão do Chipre à União Europeia, a coisa tornou-se ainda mais complexa. Depois de um referendo, em 2004, quase 80% dos cipriotas-gregos (os do Chipre) recusaram a reunificação com a parte ocupada pela Turquia. Desde essa altura que o Chipre é… um lugar muito confuso…

Relato e roteiro para 10 dias de viagem no Chipre (e Chipre do Norte) | Chipre

É o único território da União Europeia parcialmente ocupado por outro país. Estranhamente também ele candidato a entrar na União Europeia. Estranha esta União Europeia que recebeu o prémio da Paz. Uma União Europeia que admite formalmente que os cidadãos turcos de Chipre do Norte (um “país” que não é país) são europeus, mas que as leis europeias não se aplicam na parte turca, já que, segundo a União Europeia, o governo cipriota não controla esta região. Estranha esta Turquia que ao mesmo tempo que empreende negociações de adesão à União Europeia ocupa um território que já faz parte da União Europeia. No entanto, nem turcos, nem União Europeia, parecem minimamente preocupados com o facto. Não fosse a linha de segurança verde, monitorizada pela ONU, ninguém se lembraria já que esta situação bizarra ocorre no seio da União Europeia. É estranho este Chipre que apesar de independente ninguém assim o sente. Confuso?

Relato e roteiro para 10 dias de viagem no Chipre (e Chipre do Norte) | Chipre

Foi este Chipre que hoje decidimos conhecer, falando com as populações nas ruas das aldeias da península de Paralimni, no sudeste da ilha. Entramos e saímos em igrejas, geralmente três por praça, almoçamos num boteco de beira de estrada e procuramos inspiração nos mosteiros e na terra de ninguém. Começava assim a nossa na viagem no Chipre.

Relato e roteiro para 10 dias de viagem no Chipre (e Chipre do Norte) | Chipre

Veja aqui onde se alojar em Agia Napa

VIAGEM NO CHIPRE  Dia 3

O sol não veio. Mas viemos nós. As praias também cá estavam, assim como as águas azuis translucidas. Sem sol não há luz para mostrar a beleza das praias. Mas sem sol, também não há multidões de turistas nas praias. Dizem os populares que o Chipre está a apanhar uma nuvem de areias que vem do deserto do Sahara e que está a cobrir os céus da ilha há dias. São os ventos de Levante, que também chegam a Portugal mas geralmente no Verão. Com sol ou sem sol, decidimos que hoje era dia para explorar as praias mais belas da ilha.

Relato e roteiro para 10 dias de viagem no Chipre (e Chipre do Norte) | Chipre

Infelizmente, no Chipre, estas praias estão ladeadas de estâncias balneares completamente desenhadas para o turismo de massas. Cadeias de hotéis a perder de vista, restaurantes temáticos que parecem a Disneyland, com vacas, dinossauros, e até ratos gigantes a servir de decoração. Tudo, quase tudo fechado. Agia Napa parece uma cidade fantasma.

Relato e roteiro para 10 dias de viagem no Chipre (e Chipre do Norte) | Chipre

O nosso apartamento era ao lado de um clube de stripe, mas até esse estava fechado. Sendo assim, e quase sozinhos, resolvemos dedicar o dia nublado para descobrir as praias desertas do Chipre. Começamos pela praia da Marina de Agia Napa, onde alguns resistentes tomavam o pequeno-almoço. Os barcos turísticos atracados no porto. A água com a luz do sol deve ser magnífica mas assim, ficou triste, tal como nós.

Relato e roteiro para 10 dias de viagem no Chipre (e Chipre do Norte) | Chipre

Seguimos para a praia de Vathia Gonia, linda, em forma de concha, rodeada por formações calcárias cheias de fósseis. Só faltou o sol para abrilhantar a cor turquesa esmeralda do mar. Logo à frente, a mais afamada praia da ilha, a praia de Nissi, com uma pequena ilha que se une à praia através de um cordão de areia branca.

Relato e roteiro para 10 dias de viagem no Chipre (e Chipre do Norte) | Chipre

Sentamo-nos, fechamos os olhos, deixando os 20ºC que se faziam sentir deixar-nos sonhar com um sol radioso. Mas não. Não havia sol e por isso a praia era toda nossa. Corremos, brincámos e aproveitámos. Partimos para uma paragem curta na praia de Landa e depois rumámos à praia que nos apaixonou: Maknorissos.

Relato e roteiro para 10 dias de viagem no Chipre (e Chipre do Norte) | Chipre

Maknorissos não é só uma praia, são duas. E Maknorissos não é feito de resorts e bares em cima da praia. Maknorissos tinha vida. Um jovem refugiado afegão escolheu uma arriba calcária para fazer a sua casa e vive ali como um náufrago.

Relato e roteiro para 10 dias de viagem no Chipre (e Chipre do Norte) | Chipre

Trocamos parcas palavras, pois estava demasiado ocupado a tentar apanhar o peixe do dia. Deixou-nos atravessar a sua casa, privar da sua praia, descansar no seu jardim de areia e calcário. O sol apareceu. Não sei se foi com o brilho do seu olhar, se foi para nos abrilhantar o seu lar. As águas iluminara-se e, de repente, Maknorissos parecia um pedaço do paraíso.

Relato e roteiro para 10 dias de viagem no Chipre (e Chipre do Norte) | Chipre

Logo atrás da casa de Amin não há nada. Ou melhor há tudo. Não há resorts ou restaurantes, mais há uma necrópole do período clássico e Helenístico. Por trás da actual casa de Amin é uma morada eterna da nobreza clássica.

Relato e roteiro para 10 dias de viagem no Chipre (e Chipre do Norte) | Chipre

Pelo contrário, Amin não quer viver ali eternamente. Será com certeza temporária a sua casa, já que com a Primavera e o Verão, os turistas vão invadir o seu “quintal marinho” e ele terá que ir para longe daquele pedaço de paraíso. Era hora de partirmos, deixando para trás Amin. Tanto procurámos que encontrámos uma vila piscatória típica no Chipre, chama-se Pomores Liopetri.

Relato e roteiro para 10 dias de viagem no Chipre (e Chipre do Norte) | Chipre

Os barcos, cheios de linhas, redes e nassas, estão atracados num braço de mar, resguardados dos ventos e vagas. O cheiro a peixe grelhado convidou-nos a entrar num restaurante. O peixe grelhado do dia, acompanhado por alguns mexilhões e camarões, foi a forma ideal de terminar o nosso dia. Não houve pôr-do-sol, mas também não precisávamos neste nosso dia de  viagem no Chipre.

Relato e roteiro para 10 dias de viagem no Chipre (e Chipre do Norte) | Chipre

Veja aqui onde se alojar em Nissi Beach

VIAGEM NO CHIPRE  Dia 4

O Chipre, uma ilha mediterrânica, numa encruzilhada entre Europa, África e Médio Oriente, tem uma cultura estranha e difícil de entender, já que a cultura cipriota é uma mescla. A sua posição geográfica explica muita coisa, mas o seu passado histórico também. A ilha tem ocupação humana desde o Neolítico e nós aproveitamos este dia de  viagem no Chipre para conhecer um pouco desse passado.

Relato e roteiro para 10 dias de viagem no Chipre (e Chipre do Norte) | Chipre

Numa área designada por Choirokoitia (próximo de Larnaca), existe as ruínas de uma cidade Neolítica. As ruínas são fabulosas mas é preciso subir encosta acima para perceber o que estamos a ver. Desde aí muitas civilizações passaram pelo Chipre, desde os Grego Micénicos, Assírios, Egípcios, Persas até cair nas mãos de Alexandre, o Grande.

Relato e roteiro para 10 dias de viagem no Chipre (e Chipre do Norte) | Chipre

Para perceber um bocado melhor esta história rumamos a Larnaca, uma das principais cidades da ilha, onde existe as ruínas de uma cidade Micénica, Kition, que embora bastante degradada (e com o museu arqueológico e a acrópole fechados) nos deu para ter uma ideia da história da região.

Relato e roteiro para 10 dias de viagem no Chipre (e Chipre do Norte) | Chipre

Da passagem dos Assírios, Egípcios, Persas e Alexandre, o Grande, já pouco resta nesta área da ilha. Dos romanos ainda há muito para ver na ilha, mas deixaríamos isso para outro dia. Seguiram-se os Bizantinos, os Venezianos e até califados árabes (ex. Mamelucos), mas foi o Império Otomano que acabou por marcar fortemente a história do Chipre (já que aqui esteve durante 300 anos).

Relato e roteiro para 10 dias de viagem no Chipre (e Chipre do Norte) | Chipre

O Forte Medieval de Larnaca, foi construído pelos turcos otomanos, sobre uma antiga fortaleza mameluca, e hoje tem no seu interior um belo museu sobre a história medieval do Chipre. A presença dos turcos otomanos durante 3 séculos (que só terminaria no século XIX) marcou fortemente a sua cultura, desde a gastronomia (há kebab por todo o lado) até à religião.

Relato e roteiro para 10 dias de viagem no Chipre (e Chipre do Norte) | Chipre

As mesquitas hoje são bastante raras e, infelizmente, muitas estão fechadas. No entanto, a presença posterior dos Britânicos e, mais informalmente dos Gregos, veio “abafar” as manifestações culturais turcas, levando a um desaparecimento dos bairros turcos e até de muitos dos seus locais de culto. Embora Larnaca possa não ser o local ideal para perceber isto, já que a Igreja de São Lázaro, magnífica, ofusca completamente a história turca, ainda há um aqueduto turco que abastecia a cidade em água nos tempos otomanos e uma bela mesquita por trás do castelo.

Veja aqui onde se alojar em Lanarca

Relato e roteiro para 10 dias de viagem no Chipre (e Chipre do Norte) | Chipre

No entanto, a cidade de Limassol é ideal para compreender esta situação. E foi isso que fizemos, rumamos a Limassol. Limassol tem um bairro histórico turco, muito bem preservado, com bazar, uma grande mesquita (infelizmente encerrada) e muita população turca a habitar esta área da cidade.

Relato e roteiro para 10 dias de viagem no Chipre (e Chipre do Norte) | Chipre

Logo ao lado está o Castelo Bizantino, que posteriormente, tal como o resto da ilha, teve ocupação veneziana, otomana e britânica. A história é assim, nem sempre é fácil de digerir, mas é sempre a razão pela qual as coisas e as pessoas são como são. E a  viagem no Chipre, nesse aspecto, tem sido uma bela lição. 

Relato e roteiro para 10 dias de viagem no Chipre (e Chipre do Norte) | Chipre

Veja aqui onde se alojar em Limassol | Lemesos

VIAGEM NO CHIPRE  Dia 5

A “ilha dos Gatos”, este podia ser o nome do Chipre. Todos os dias de manhã, quando nos levantamos, saímos de casa e encontramos gatos na porta do alojamento, deitados debaixo do carro ou até a enroscar-se às nossas pernas. Todos os dias nos desejam “kalimera”, bom dia, mas também boa tarde e boa noite. Estes felinos, parecem gatos de luxo, mas na realidade não são. A maioria não tem dono, apesar de estarem visivelmente bem alimentados e com o pelo lavado e escovado. São gatos asseados os do Chipre!

Relato e roteiro para 10 dias de viagem no Chipre (e Chipre do Norte) | Chipre

Incrivelmente a sua presença na ilha parece estar ligada à presença dos Egípcios. Diz a lenda que um barco egípcio terá trazido os gatos para a ilha de forma a caçar as inúmeras e mortíferas serpentes que existiam. Na península de Akrotiri, próximo de Limassol, resolvemos procurar a origem desta lenda.

Relato e roteiro para 10 dias de viagem no Chipre (e Chipre do Norte) | Chipre

Chama-se Mosteiro de São Nicolau dos Gatos e ainda hoje acolhe os felinos que os habitantes vão lá oferecer. Tudo terá começado ali aquando da construção do mosteiro. As serpentes não permitiam a sua construção, que se localiza mesmo ao lado do lago salgado (incrivelmente cheio de flamingos). As freiras resolveram usar os gatos vindos do Egipto para matar as suas inimigas. Treinaram-nos meticulosamente. Duas vezes por dia tocava um sino. Ao primeiro toque, os gatos deviam caçar as serpentes. Ao segundo toque, era hora de comer. A relação de entreajuda entre freiras e gatos proliferou e ainda hoje uns dependem dos outros. Já só existem quatro freiras no mosteiro mas os ataques de serpentes continuam a existir. Os gatos continuam a ser os salvadores das “meninas”, que pela amostra que conhecemos, são belas anciãs. Alguns gatos têm sinais de batalhas, mas a maioria está muito bem cuidado.

Relato e roteiro para 10 dias de viagem no Chipre (e Chipre do Norte) | Chipre

Despedimo-nos da freira e dos gatos e dirigimo-nos para o Castelo de Kolossi, o castelo dos Cruzados mais bem preservado do Chipre. O sol hoje iluminou o nosso dia, abrilhantando cada lugar e rosto. O castelo é magnífico, embora muito pequeno, quando comparado com os castelos dos Cruzados que vimos em Israel.

Relato e roteiro para 10 dias de viagem no Chipre (e Chipre do Norte) | Chipre

Mas o Chipre é mesmo uma mescla histórica, e depois de atravessar a área mais fértil da ilha, onde aproveitamos para comprar deliciosas laranjas e morangos, seguimos para as ruínas romanas de Kourion, onde deambulamos pelo que resta de banhos termais, anfiteatro, casas com mosaicos, etc.

Relato e roteiro para 10 dias de viagem no Chipre (e Chipre do Norte) | Chipre

Ainda visitámos o Santuário de Apolo e o estádio romano. Ao fundo, a costa de arriba do Chipre, agora com o azul forte do oceano contrastando com o amarelo do calcário. Nesta  viagem no Chipre, descobrimos um miradouro soberbo para nos apaixonarmos pela ilha e fazer as pazes com a costa.

Relato e roteiro para 10 dias de viagem no Chipre (e Chipre do Norte) | Chipre

Aqui não há resorts nem cadeias de hotéis. Há restaurantes de pescadores junto ao mar, há crianças que sorriem em troca de uma fotografia e há uma paisagem a perder de vista de campos cultivados.

Relato e roteiro para 10 dias de viagem no Chipre (e Chipre do Norte) | Chipre

Veja aqui onde se alojar em Limassol | Lemesos

VIAGEM NO CHIPRE  Dia 6

Nunca um país se tinha escondido tanto de nós. Nunca uma viagem tinha tido tantos monumentos e lugares belos e, ao mesmo tempo, tão pouca alma. Nunca uma cultura tinha sido tão difícil de encontrar. Este era o Chipre até ontem. Hoje, na viagem no Chipre, tudo mudou. Recebemos o dia com o sol envergonhado a quase a 1500 m de altitude na aldeia de Kalkopetria, nas montanhas de Trooddos.

Relato e roteiro para 10 dias de viagem no Chipre (e Chipre do Norte) | Chipre

Tínhamos chegado na noite anterior, já escuro, e sem conseguirmos deslumbrar que estávamos dentro de uma aldeia que parecia um museu. Museu é a palavra certa para definir Trooddos, as montanhas do Chipre.

Relato e roteiro para 10 dias de viagem no Chipre (e Chipre do Norte) | Chipre

Um lugar onde procuramos os sacerdotes ortodoxos para que nos dêem a chave das igrejas que queremos visitar. Padres que nos abrem a porta dos lugares de culto com chaves pesadonas, que lembram contos de fadas e castelos mágicos.

Relato e roteiro para 10 dias de viagem no Chipre (e Chipre do Norte) | Chipre

Igrejas e mosteiros centenários e quase milenares completamente preenchidos por frescos, por dentro e por fora. Aldeias onde as anciãs nos convidam para entrar no talho, nos convidam para beber vinho e comer presuntos, onde rimos e nos abraçamos e, no fundo, não conseguimos comunicar numa única palavra comum.

Relato e roteiro para 10 dias de viagem no Chipre (e Chipre do Norte) | Chipre

O Chipre demorou a revelar-se mas hoje, tudo foi diferente. Mostrou-se coberto de neve no seu cume, molhou-nos até aos ossos enquanto procurávamos um dos seus belos mosteiros e aqueceu-nos o corpo com o seu sol radioso, o mesmo que foi capaz de florescer as amendoeiras que preenchem a montanha.

Relato e roteiro para 10 dias de viagem no Chipre (e Chipre do Norte) | Chipre

Relato e roteiro para 10 dias de viagem no Chipre (e Chipre do Norte) | Chipre

Este Chipre é um lugar estranho, cada vez mais estranho. Um lugar esquizofrénico, que nos faz odiá-lo num dia e adorá-lo no outro. Um lugar que nos desilude a cada esquina e nos conquista na seguinte. Porém, há um Chipre que nunca desiludirá ninguém, esse Chipre está em Trooddos, longe de tudo e de todos. É para lá que deve ir numa viagem no Chipre.

Relato e roteiro para 10 dias de viagem no Chipre (e Chipre do Norte) | Chipre

Veja aqui onde se alojar nas montanhas de Troodos

VIAGEM NO CHIPRE  Dia 7

Afrodite, a deusa do Amor, hoje guiou o nosso dia de  viagem no Chipre.  Nada mal.  Diz a lenda que Afrodite surgiu da espuma do mar na costa de Pafos, no Chipre. Com o espírito do Amor, procuramos namorar o máximo possível.

Relato e roteiro para 10 dias de viagem no Chipre (e Chipre do Norte) | Chipre

Procurámos recantos maravilhosos nas ruínas romanas de Pafos e nas suas praias de costa calcária, com o vento fresco a bater-nos no rosto.

Relato e roteiro para 10 dias de viagem no Chipre (e Chipre do Norte) | Chipre

Buscamos inspiração nos rituais pagãos, ainda hoje praticados, em honra de Afrodite (quando as mulheres atam pedaços de tecido aos locais associados à presença da deusa) que preenchem de cor árvores e portais. Experimentamos a gastronomia local nas tabernas típicas da região, deixando o nosso palato conquistar-nos o coração.

Relato e roteiro para 10 dias de viagem no Chipre (e Chipre do Norte) | Chipre

Sentimos o cheiro da maresia entrar-nos pelas narinas quando quase sucumbimos de espanto perante os magníficos túmulos dos réis, de tradição egípcia, de frente para o mar.

Relato e roteiro para 10 dias de viagem no Chipre (e Chipre do Norte) | Chipre

Relato e roteiro para 10 dias de viagem no Chipre (e Chipre do Norte) | Chipre

Hoje o Chipre mostrou-nos o seu mais belo monumento histórico. São sete túmulos escavados na rocha, lugares que lembram palácios esculpidos com colunas. Um deles parecido com as igrejas de Lalibela, na Etiópia. Que lugar incrível! E até o final do dia nos brindou com um pôr-do-sol. Assim é o Amor e a nossa  viagem no Chipre.

Relato e roteiro para 10 dias de viagem no Chipre (e Chipre do Norte) | Chipre

Veja aqui onde se alojar em Paphos | Pafos

VIAGEM NO CHIPRE  Dia 8

O tempo parece sempre pouco quando vivemos os dias como se fossem os últimos. Todos os dias, quando me levanto, sei como o dia vai começar, mas nunca sei como, nem se, vai acabar. Assim, dou por garantido que tenho mais um dia para conhecer o mundo. Nesse dia, quero aprender, viver, sentir, cheirar, ouvir, tocar, ver e saborear tudo o que estiver ao meu alcance. Viver assim não é fácil. Todos os dias são um desafio. Um desafio que é a minha forma de ser. Um desafio que faz parte da minha forma de estar no mundo, este mundo que tenho sede de conhecer. Hoje, o dia acordou nublado, como quase todos os que tivemos no Chipre. Escuro. Com um ar carregado. Cinzento. A frustração rapidamente toma conta de mim, mas depois percebo que é só o tempo que não colabora, de resto, tudo é perfeito. E o dia de  viagem no Chipre começa. Rumámos bem cedo para norte.

Relato e roteiro para 10 dias de viagem no Chipre (e Chipre do Norte) | Chipre

Relato e roteiro para 10 dias de viagem no Chipre (e Chipre do Norte) | Chipre

Queríamos explorar alguns das povoações menos conhecidas do Chipre, tais como, Coral Bay, a Península de Akamas, o Cabo Deprano e Polis. A viagem acabou por ser mais rápida do que queríamos. O céu nublado não nos deixava aproveitar as vistas da costa da península de Akamas e acabamos apenas por fazer o trilho até aos banhos de Afrodite e explorar bem o Cabo Deprano e Agio Georgios.

Relato e roteiro para 10 dias de viagem no Chipre (e Chipre do Norte) | Chipre

Seguimos assim, com o dia bem cinzento, para um “novo” “país”, mais um “país” que não é país. A República do Chipre do Norte é um “país” apenas reconhecido pela Turquia. Tal como qualquer “país”, mesmo os que não existem, exigiu-nos passaportes e vistos, fizemos seguro do carro alugado e entramos no Chipre do Norte para conhecer outra realidade. Antes de entrarmos no “país”, ainda contornamos um enclave, o que nos obrigou a um desvio de quilómetros pelas montanhas nubladas. Depois de passar a fronteira do “país que não existe”, a paisagem continuou igual, assim como o sorriso das pessoas. Só desapareceram os turistas.

Relato e roteiro para 10 dias de viagem no Chipre (e Chipre do Norte) | Chipre

O dia de  viagem no Chipre continuou cinzento, tal como o “país”, que parece esquecido. O que nos trouxe ali, na zona de Morfou (ou Guzelyurt, em Turco), foi a existência de duas ruínas da antiguidade clássica, Vouni e Soloi. Vouni são as ruínas de uma cidade persa no topo de uma colina. Pouco resta da opulência do palácio ou dos templos. E até às vistas sobre o mediterrâneo estavam ofuscadas pela neblina constante.

Relato e roteiro para 10 dias de viagem no Chipre (e Chipre do Norte) | Chipre

Soloi tem um belo anfiteatro grego-romano, bem como uma basílica com alguns mosaicos ainda bem preservados. Os turistas não existem. Na realidade não se vê ninguém. Os zeladores dos monumentos abrem-nos as janelas apenas para nos venderem os bilhetes e fecham-nas rapidamente de seguida. Está vento. Só estes dois portugueses andam por ali. Os recintos são todos para nós.

Relato e roteiro para 10 dias de viagem no Chipre (e Chipre do Norte) | Chipre

A cidade de Guzelyurt não é nenhum encanto, mas as igrejas deram lugar às mesquitas. Agora, as igrejas aparecem vandalizadas, ao contrário das mesquitas que se enchem de gente em hora de oração. Não esperamos por essa hora. A cidade tem um ar ainda mais cinzento e triste do que o resto do que vimos.

Relato e roteiro para 10 dias de viagem no Chipre (e Chipre do Norte) | Chipre

As fábricas da zona industrial estão quase todas abandonadas e, embora os pomares de laranjas estejam carregados de laranjas suculentas, não se vê ninguém a trabalhar. Desde manhã que prometia chover e ainda antes de chegar a noite, chegou a chuva. Era hora de rumar a Nicosia, capital de dois “países”, um de verdade e outro que não existe.

Relato e roteiro para 10 dias de viagem no Chipre (e Chipre do Norte) | Chipre

Veja aqui onde se alojar em Kyrenia

VIAGEM NO CHIPRE  Dia 9

Não é Berlim em período da Guerra Fria mas poderia bem ser. Nicósia, em 2018, é a única capital do mundo dividida politicamente e fisicamente. Separada por um cordão sanitário monitorizado pela ONU, Nicósia é capital do Chipre e também da República do Chipre do Norte (o tal país que não existe). Do lado sul, o capitalismo floresce, com lojas multinacionais e restaurantes que podiam fazer desta cidade um qualquer lugar da Europa. As igrejas abrem as portas aos visitantes e crentes. No lado norte, as igrejas estão transformadas em mesquitas, algumas gigantescas, que se enchem de fieis em hora de oração. As lojas deram lugar aos bazares e até há dois magníficos caravansarais da altura da Rota da Seda. Uma única cidade. Duas capitais. Dois mundos.

Relato e roteiro para 10 dias de viagem no Chipre (e Chipre do Norte) | Chipre

Sempre que cruzávamos a fronteira entre estes dois mundos mostrávamos os passaportes, registávamos-nos e prosseguíamos. Um hábito que ao fim de algumas horas já estava automatizado. Aproveitámos o dia de viagem no Chipre para conhecer a parte norte, muçulmana e a parte sul, cristã ortodoxa.

Relato e roteiro para 10 dias de viagem no Chipre (e Chipre do Norte) | Chipre

Depois de visitar os principais monumentos e museus, terminámos o dia a percorrer a “Linha Verde”, a linha divisória que separa estes dois mundos. Um “passeio” muito interessante, que aliás é provavelmente a melhor coisa para se fazer na parte sul de Nicósia.

Relato e roteiro para 10 dias de viagem no Chipre (e Chipre do Norte) | Chipre

Para terminar a noite, fomos até à parte norte, aproveitar um hamman turco e deliciámo-nos com os vapores e águas quentes junto com a população local.

Relato e roteiro para 10 dias de viagem no Chipre (e Chipre do Norte) | Chipre

Relato e roteiro para 10 dias de viagem no Chipre (e Chipre do Norte) | Chipre

Estranho mundo este em que vivemos. Um mundo onde os povos estão divididos por barricadas, muros, vedações, postos de controle e exércitos, tudo numa pequena ilha.

Relato e roteiro para 10 dias de viagem no Chipre (e Chipre do Norte) | Chipre

Estranho mundo onde duas religiões, com tanto em comum, não conseguem coabitar no mesmo território. Tudo na mesma pequena ilha. Estranho mundo este, onde numa só cidade, é possível ver pessoas a passear do outro lado da vedação, separados por soldados armados. Enquanto não caminharmos todos, lado a lado, sem vedações e sem muros, o mundo não estará a caminhar no sentido correcto. O mundo não será apenas um, será como em Nicósia, dois (ou mais) mundos.

Relato e roteiro para 10 dias de viagem no Chipre (e Chipre do Norte) | Chipre

Veja aqui onde se alojar em Nicósia

VIAGEM NO CHIPRE  Dia 10

A hora da despedida é sempre difícil, especialmente porque hoje, pela primeira vez nesta na viagem no Chipre, tivemos sol. Hoje entrámos de coração e alma no Chipre do Norte. Levantámo-nos bem cedo e saímos de Nicósia, cruzando o cordão de segurança da ONU, mostrando passaportes e documentos do carro e seguimos para a proclamada República do Chipre do Norte.

Relato e roteiro para 10 dias de viagem no Chipre (e Chipre do Norte) | Chipre

Já tínhamos tirado seguro para o carro na fronteira (para 3 dias), há dois dias atrás, por isso, continuava válido. O nosso destino era explorar a costa norte da ilha e os castelos ao longo da península de Karpas. Ainda não eram nove horas da manhã e já estávamos na entrada do magnífico castelo de Santo Hilário, construído num crista quartzítica nas montanhas.

Relato e roteiro para 10 dias de viagem no Chipre (e Chipre do Norte) | Chipre

O castelo serpenteia a crista e, apesar da subida ser extenuante, havia vários grupos de turistas no local (especialmente alemães e russos que se devem ter guardado para o dia de sol). Como chegámos antes da hora de abertura, o castelo era quase só para nós. À medida que o tempo foi passando, os autocarros chegavam. A muralha do castelo faz lembrar a Muralha da China, com as devidas diferenças, claro.

Relato e roteiro para 10 dias de viagem no Chipre (e Chipre do Norte) | Chipre

As vistas sobre a costa norte são magníficas. Seguimos viagem em direcção a Kyrenia, uma cidade piscatória que tem florescido à custa do turismo. O belo forte, junto ao mar, onde batiam ferverosamente ondas agitadas, deslumbra, assim como o cheiro a peixe grelhado que já se sente nas tabernas da marginal. O vento, esse, hoje está forte e traz as águas do mar até à estrada.

Relato e roteiro para 10 dias de viagem no Chipre (e Chipre do Norte) | Chipre

Impresssiona a quantidade de jovens rapazes, que em grupos, se passeiam pela marginal, como esperando algo ou alguém. Não pude deixar de pensar no quê. São árabes, muçulmanos, brancos e negros, mas todos têm algo em comum: são muito novos. Não há mulheres ou crianças. Seriam refugiados? Não tive coragem de perguntar.

Relato e roteiro para 10 dias de viagem no Chipre (e Chipre do Norte) | Chipre

Seguimos para a Abadia de Bellapais, um mosteiro cristão construído após a tomada de Jerusalém por Saladino (século XII) e que, incrivelmente, “sobreviveu” à ocupação otomana do século XVI. Apesar de ter sinais evidentes de destruição e da passagem do tempo, nunca foi transformado em mesquita.

Relato e roteiro para 10 dias de viagem no Chipre (e Chipre do Norte) | Chipre

Seguimos a estrada pela costa de Kaplica, selvagem, cheia de enseadas e pequenas praias, onde as ondas rebentam com força. Está cheia de oliveiras, que se estendem montanhas abaixo, quase até ao mar, acompanhadas pelo modo de vida rural das suas populações, muitas ainda pastores.

Relato e roteiro para 10 dias de viagem no Chipre (e Chipre do Norte) | Chipre

As estradas de montanha no interior da península de Karpas levam-nos até ao castelo de Kantara, o mais bem preservado do Chipre do Norte.

Relato e roteiro para 10 dias de viagem no Chipre (e Chipre do Norte) | Chipre

Grupos de namorados e famílias aproveitavam o domingo para passear pelo recinto. Estava um belo dia para um passeio domingueiro, é inegável. Subimos as muralhas e explorámos a fortaleza, com vistas panorâmicas verdadeiramente avassaladoras sobre a costa norte e sul da península. Um das melhores vistas do mundo, com certeza. Em dias completamente limpos pode-se ver a costa da Síria e da Turquia. Tal não foi o caso.

Relato e roteiro para 10 dias de viagem no Chipre (e Chipre do Norte) | Chipre

A estrada volta a serpentear a península e leva-nos até à pequena povoação de Borgaz, onde parámos numa taberna junto ao porto para experimentar o peixe e marisco do dia. Tudo, com um sol radioso. Mas fazia-se tarde e ainda queríamos visitar aquelas que são consideradas as melhores ruínas grego-romanas do Chipre, as ruínas de Salamis.

Relato e roteiro para 10 dias de viagem no Chipre (e Chipre do Norte) | Chipre

Embora a sua origem seja desconhecida, já existia no período dos Assírios, foi destruída pelos Persas e mais tarde governada pelos Ptolomeus, do Egipto, e finalmente pelos romanos. Com teatro, anfiteatro, ginásio, banhos e alguns mosaicos preservados no local, deixámos o tempo passar.

Relato e roteiro para 10 dias de viagem no Chipre (e Chipre do Norte) | Chipre

Quando demos conta, tivemos que “correr” (de carro) para ainda chegar com alguma luz do sol a Famagusta, a cidade fantasma, ocupada pelos turcos em 1974, e que permanece cercada por vedações e controlada pelo exército. Os hotéis abandonados, os prédios completamente à mercê do tempo, não deixam ninguém indiferente. Ninguém entra nem sai nesta parte da cidade cipriota-grega que em tempos foi a principal estância balnear do Chipre. O que se passa lá dentro está envolto em mistério. Bem ao lado, os cipriotas-turcos criaram uma cidade “nova” a que chamam Magusa, onde, dentro da Citadela, uma catedral fabulosa foi transformada em mesquita no período otomano. O centro histórico é deslumbrante mas tivemos que explorá-lo quase a correr.

Relato e roteiro para 10 dias de viagem no Chipre (e Chipre do Norte) | Chipre

A noite caía e ainda tínhamos que cruzar a fronteira, regressar ao Chipre e apanhar o avião em Larnaca que nos levaria até Portugal. Afinal, esta na viagem no Chipre, a uma ilha que aparentemente não tinha muito para nos mostrar, revelou-se uma bela lição de história, de geografia e acima de tudo de geopolítica mundial. Num mundo cada vez mais dominado pela intolerância, são cada vez mais os muros que se erguem e cada vez menos aqueles que são derrubados.

Veja aqui onde se alojar em Nicósia

Carla Mota

Geógrafa com uma enorme paixão pelas viagens e pelo mundo. Desde muito cedo que as viagens de exploração fazem parte da sua vida. A busca do conhecimento do mundo leva-a em direcção a culturas perdidas e ameaçadas, tentando percebe-las. Hoje é também líder de viagens de aventura na Nomad.

More Posts - Facebook - Google Plus - Flickr - YouTube

.

PROGRAME A SUA VIAGEM

  Faça as suas reservas através das parcerias do nosso blogue. Você NÃO PAGA MAIS, nós ganhamos uma pequena comissão. Assim conseguimos manter o blogue com opiniões isentas.

      Reserve o hotel no Booking.com e encontre as melhores promoções. Reserve e cancele sempre que necessitar.

 Reserve os seus voos com a Skyscanner. Garanta os melhores preços.

Alugue carro usando o Rent a Car, comparando e escolhendo o melhor preço antes de viajar. Tudo na comodidade de sua casa.

      Faça seguro de viagem na World Nomads ao menor preço do mercado.

     Usamos os guias de viagem da Lonely Planet para preparar as nossas viagens. Se faz o mesmo, pode comprá-los online. Sai mais barato e os portes são grátis a partir dos 35€.

2 Comentários

  1. Ângela diz: Responder

    Boa tarde! O que acharam a nível de segurança com os conflitos que existem ali próximo? Vocês visitaram quando mesmo? Obrigada

    1. Carla Mota diz: Responder

      Não há conflitos na ilha, é completamente seguro. Não tem qualquer problema. A Síria é perto, mas ao mesmo tempo, longe. Vá sem medos.

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.