Visitar TURPAN (ou Turfan), um oásis de Xianjiang no deserto de Taklamakan | China

Visitar TURPAN (ou Turfan), um oásis de Xianjiang no deserto de Taklamakan | China

Vinte e quatro horas (sim, 24 h) depois de entrar no autocarro em Kashgar chegamos a Turpan, uma cidade oásis na orla do deserto de Taklamakan e um importante centro urbano na época áurea da Rota da Seda. O que dizer sobre uma viagem de 24 horas de autocarro? Não há muito para dizer, excepto que o tempo parece não passar, os ossos do corpo parecem estar desconjuntados e as posições em que nos possamos sentar ou deitar parecem ser todas desconfortáveis. Felizmente, o autocarro em que fizemos a viagem era um “sleeping bus“, o que significa que temos camas em vez de cadeiras.

As viagens de autocarro na China incluem sempre paragens “técnicas” para as pessoas irem à casa de banho. Normalmente estes locais correspondem a barracas de cimento com um esgoto contínuo e aberto, dividido com paredes de 60 centímetros e sem porta. Privacidade é algo que não existe e quando se entra nestes locais, para além do cheiro nauseabundo (que felizmente as fotografias não captam e eu poupei-vos das fotos), choca o facto de termos que apreciar as partes baixas de todos os nossos companheiros de autocarro. Dispensava-se completamente esta parte. Aprendi algo imediatamente: comer e beber na viagem só em último recurso!

Visitar TURPAN (ou Turfan), um oásis de Xianjiang no deserto de Taklamakan | China

Por falar em comer (algo que se consegue fazer com alguma dificuldade depois das paragens técnicas), convém ir bem abastecido para estas viagens já que os “botecos” onde se pára aparentam contribuir fortemente para que sejamos frequentadores assíduos das casas de banho que queríamos evitar. À parte disso, convém ter “open mind” e experimentar um bocado da gastronomia de rua (dizem que é a verdadeira) mas com algum cuidado. Nós declinamos as sopas pés de cabra, assim como as suculentas cabeças de cabra penduradas. Ficamo-nos pelos noodles, na esperança de que não fossem demasiado picantes e que nos permitissem um resto de viagem tranquila. Cumpriram o objectivo.

O autocarro para o qual o polícia de Kashgar nos arranjou bilhetes ia para Urumqi mas deixou-nos num cruzamento da auto-estrada a alguns quilómetros de Turpan. Quando saímos, o motorista, explicou-nos (em chinês e por gestos) que não deveríamos pagar mais do que 20 yuan pela viagem de táxi o que nos fez partir do principio que estaríamos perto. Afinal, depois de muito negociar (alguns minutos com desenhos e esquemas) lá saímos do cruzamento e rumamos a um local que nunca chegamos a saber como se chamava. Era uma cidade pequena (para os parâmetros chineses) e o motorista deixou-nos ficar na estação de autocarro. Queria os 20 yuan para os 5 km de distância que tinha percorrido e pagava-nos o bilhete de autocarro.

– Como? Este tipo passou-se!! Deve estar a gozar connosco.

Mas, não. Não estava. Esta cidade localizava-se a uma hora de viagem de Turpan e como tal o taxista recusava-se a levar-nos lá por aquela quantia. Sendo assim, dei-lhe 5 yuan (que me pareceu dinheiro suficiente para o trajecto percorrido) e tentei arranjar outro táxi para o resto do caminho. Nada feito. Todos queriam 200 yuan. Estava fora de questão. Regressamos ao terminal de autocarros e lá compramos bilhetes para Turpan. Uma hora depois chegávamos à cidade oásis e ao hotel.

Visitar TURPAN (ou Turfan), um oásis de Xianjiang no deserto de Taklamakan | China

Turpan leva bem à letra o título de “cidade oásis do deserto”. Rodeada por montanhas áridas (as famosas flaming cliffs) e pelo deserto de Taklamakan, a água é um dos bens mais escassos. No entanto, graças ao esforço milenar das populações, a água é canalizada através de um conjunto de canais subterrâneos escavados na rocha desde as montanhas até aos campos de vinha. Estes engenhos, designados karez, transformaram Turpan na maior região vinícola da China e é aqui que se cultivam e produzem as uvas passas que se vendem por toda a Rota da Seda, desde Istambul, na Turquia, passando pelo Irão, Turquemenistão, Uzbequistão, Quirguistão e China. As uvas passas de Turpan são tão conceituadas que inundam os bazares do Paquistão, Afeganistão, Índia e chegam inclusive à Europa como bens de luxo.

Turpan

Visitar TURPAN (ou Turfan), um oásis de Xianjiang no deserto de Taklamakan | China

Turpan

Situada na provincia de Xinjiang, Turpan tem uma população maioritariamente muçulmana, composta por diversas etnias que na sua maioria se dedica à cultura da vinha. Plantam várias espécies de uvas, das quais apenas uma pequena parte é usada para a produção de vinho (já que os chineses preferem vinho de arroz) ou para serem vendidas frescas. Há inclusive uvas sem grainha utilizadas para fazer uvas passas.

Visitar TURPAN (ou Turfan), um oásis de Xianjiang no deserto de Taklamakan | China

Turpan

Não faltam oportunidades para visitar as plantações de uvas e a produção de passas, basta caminhar para os arredores da cidade e embrenhar-nos nas aldeias uigures que estão à volta. Os aldeões apanham as uvas nesta altura do ano e penduram-nas, ordenadamente, em cordas dentro de silos ou armazéns. Posteriormente, estendem-nas ao sol esperando alguns dias para que fiquem secas. Depois, conservam-nas em silos até as levarem para serem vendidas nos bazares de Turpan ou em aldeias vizinhas. Por cada incursão que faço para tirar fotografias a um plantação ou silo sou presenteada com uvas, ora frescas, ora passas.

Turpan

Visitar TURPAN (ou Turfan), um oásis de Xianjiang no deserto de Taklamakan | China

Turpan

Visitar TURPAN (ou Turfan), um oásis de Xianjiang no deserto de Taklamakan | China

Mas Turpan tem muito mais para oferecer do que a vinha. A apenas 4 quilómetros do centro da cidade há uma mesquita estilo iraniano e uzbeque com um minarete que sobressai como um farol numa paisagem verdejante e que não deixa esquecer que os uigures são a etnia mais importante da zona.

Turpan

Visitar TURPAN (ou Turfan), um oásis de Xianjiang no deserto de Taklamakan | China

Turpan

Resolvemos caminhar pelas ruas que nos levam até à aldeia onde está o minarete. É quase como viajar para uma outra China, longe do barulho das motas, dos escapes dos carros e dos milhões de chineses agarrados ao iphone. Uma China mais rural, aquela que tantas vezes povoa o nosso imaginário.

Visitar TURPAN (ou Turfan), um oásis de Xianjiang no deserto de Taklamakan | China

Visitar TURPAN (ou Turfan), um oásis de Xianjiang no deserto de Taklamakan | China

Turpan tem aquele que nós consideramos o melhor museu que visitamos na Rota da Seda. Com entrada gratuita, vale a pena dedicar uma ou duas horas a ver o seu magnífico acervo, composto por várias múmias encontradas no deserto de Taklamakan, quer de crianças, quer de adultos, joalharia tradicional, fósseis e esqueletos de dinossauros, etc. Para além disso, tem uma área dedicada à importância da Rota da Seda na região e às cidades perdidas (nomeadamente Jiaohe e Gaochang – que visitamos) depois do seu definhar.

Turpan

Visitar TURPAN (ou Turfan), um oásis de Xianjiang no deserto de Taklamakan | China

Turpan

Visitar TURPAN (ou Turfan), um oásis de Xianjiang no deserto de Taklamakan | China

Numa tentativa de perceber melhor o funcionamento do sistema de irrigação utilizado neste oásis decidimos visitar um museu dedicado a esta temática. Infelizmente, foi uma má aposta porque parecia um parque de diversões para chineses. Frustrada com aquela visita não me deixei abater, e tentei seguir o trilho do canal que entrava no museu até chegar à aldeia uigur. Aí sim, pudemos observar os verdadeiros poços, os verdadeiros canais e o verdadeiro sistema de irrigação utilizado. Mas, infelizmente, não havia tempo de seguir o canal até à sua abertura nas proximidades das montanhas. Fica  para ver no Google Earth ou, quem sabe, para uma próxima visita .

Turpan

Visitar TURPAN (ou Turfan), um oásis de Xianjiang no deserto de Taklamakan | China

Apesar dos dias em Turpan terem sido bem preenchidos, tinha que haver tempo para visitar o bazar da cidade. Resolvemos fazê-lo antes de partirmos para Dunhuang. Aí abastecemos de mantimentos e, como seria de supor, não podiam faltar as uvas passas, que em Turpan apresentam diversas cores. Na nossa mochila viaja agora mais uma relíquia da Rota da Seda.

Turpan

Visitar TURPAN (ou Turfan), um oásis de Xianjiang no deserto de Taklamakan | China

turpan

Carla Mota

Geógrafa com uma enorme paixão pelas viagens e pelo mundo. Desde muito cedo que as viagens de exploração fazem parte da sua vida. A busca do conhecimento do mundo leva-a em direcção a culturas perdidas e ameaçadas, tentando percebe-las. Hoje é também líder de viagens de aventura na Nomad.

More Posts - Facebook - Google Plus - Flickr - YouTube

.

PROGRAME A SUA VIAGEM

  Faça as suas reservas através das parcerias do nosso blogue. Você NÃO PAGA MAIS, nós ganhamos uma pequena comissão. Assim conseguimos manter o blogue com opiniões isentas.

Resultado de imagem para hotel icon Reserve o hotel no Booking.com e encontre as melhores promoções. Reserve e cancele sempre que necessitar.

Resultado de imagem para tourism iconMarque os seus bilhetes nos monumentos e tours, evitando filas usando o Get Your Guide.

Imagem relacionada  Reserve os seus voos com a Skyscanner. Garanta os melhores preços.

Resultado de imagem para car icon  Alugue carro usando o RentalCars, comparando e escolhendo o melhor preço antes de viajar.

Resultado de imagem para saúde icon  Faça seguro de viagem na Iati Seguros ao menor preço do mercado e com seguros especializados para viajantes. Se usar este link gozará de 5% de desconto.

Resultado de imagem para livro icon  Usamos os guias de viagem da Lonely Planet para preparar as nossas viagens. Se faz o mesmo, pode comprá-los online. Sai mais barato e os portes são grátis a partir dos 35€.

Resultado de imagem para dinheiro icon Use o cartão REVOLUT para levantar dinheiro em viagem. Se usar este link, não terá custo com o envio do cartão, poupando assim 5,99€.   Este blogue contém links de programas de afiliados.

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.