VIAJAR NO BANGLADESH | Visto, clima, segurança, transportes, alojamento e lugares a visitar

VIAJAR NO BANGLADESH | Visto, clima, segurança, transportes, alojamento e lugares a visitar

Viajar no Bangladesh pode ser uma autentica surpresa. O Bangladesh é um país seguro, com gente simpática e onde há lugares fantásticos para descobrir. O Bangladesh permanece como um dos países menos conhecidos na Ásia e não há razões para tal. O Bangladesh é um país onde deve viajar relaxado, indo ao ritmo do país e deixar-se levar. 

Pode ver aqui o relato da nossa viagem na Índia e Bangladesh.

VIAJAR NO BANGLADESH | Visto, clima, segurança, transportes, alojamento e lugares a visitar

DOCUMENTOS PARA VIAJAR NO BANGLADESH

Para viajar no Bangladesh precisa de visto e de passaporte (com pelo menos 6 meses de validade).

Pode ver este nosso artigo para saber como tirar o visto do Bangladesh em Lisboa. 

VIAJAR NO BANGLADESH | Visto, clima, segurança, transportes, alojamento e lugares a visitar

QUANDO IR

O Bangladesh tem monções, tal como a Índia, e por isso, é conveniente evitar visitar o país nessa altura já que há várias inundações e, não raras as vezes, o país fica parcialmente “debaixo de água”. Costuma-se dizer que o Bangladesh só tem dois estados: debaixo de água e na seca. Pode parecer exagero mas não é. Na altura das monções o Bangladesh fica literalmente debaixo de água, já que grande parte do país se encontra no nível médio das águas do mar, no delta do Ganges e do Bramaputra. No Bangladesh as monções provocam:

  • Chuvas muito fortes
  • Temperaturas muito elevadas
  • Inundações
  • Tufões
  • Corte de estradas

Sabendo que 80% da chuva que ocorre no Bangladesh ocorre no período de monção, e que esta pode chegar a 4000 mm/ano, é fácil perceber porque é que o Bangladesh está metade do ano debaixo de água. Este é um dos países onde as monções no sudeste asiático são mais intensas e perigosas pois a falta de infraestruturas pode acarretar problemas de saúde pública.

  • O período de monções no Bangladesh vai de Junho a Outubro.
  • Embora a monção comece em Junho, de Março a Maio, o clima já é muito húmido e quente.
  • O período dos Tufões começa em Agosto e estende-se até Novembro.
  • A altura ideal para visitar o país é de Outubro a Março.

Nota: Nós visitamos o Bangladesh em Agosto mas correu tudo muito bem. Não tivemos qualquer problema. 

VIAJAR NO BANGLADESH | Visto, clima, segurança, transportes, alojamento e lugares a visitar

COMO CHEGAR DE AVIÃO AO BANGLADESH

É possível viajar para o Bangladesh por terra ou por ar. Há voos de vários países da Ásia para o Bangladesh mas, a maioria dos voos europeus faz escala em Delhi, na Índia. Voar para o Bangladesh pode ser uma óptima opção para visitar o país.

VIAJAR NO BANGLADESH | Visto, clima, segurança, transportes, alojamento e lugares a visitar

COMO ENTRAR NO BANGLADESH DESDE A ÍNDIA

Nós entramos no Bangladesh por terra, vindos de Calcutá, na Índia. Em Calcutá, na zona de Sudder Street , existem várias empresas que vendem bilhetes de autocarro directo entre Calcutá e Dhaka, a capital do Bangladesh. Tenha, no entanto, cuidado, porque o autocarro do outro lado da fronteira é outro e por isso não deixe ficar nada no autocarro que o trouxe de Calcutá. Os autocarros saem de manhã cedo, geralmente entre as 5h e as 8h da manhã. Nós apanhamos o autocarro das 6h da manhã. Também há autocarros ao fim do dia. Em teoria a viagem demora 12 horas, embora a nossa tenha demorado 19 horas. O trânsito de entrada e saída em Calcutá e Dhaka é caótico!

Passagem da fronteira de autocarro entre a Índia e o Bangladesh, ou seja entre Calcutá e Dhaka – O autocarro de Calcutá para Dhaka é bastante cómodo porque pára na fronteira e trata de orientar o processo dos passageiros todos. Use a ajuda dos carregadores de malas, que em troca de uma pequena gorjeta (nós demos 50 cêntimos) nos orientam desde o início até ao final do processo, inclusive o local certo para ir, entrar e sair. Como a fronteira está cheia de gente, é a forma mais fácil e eficaz de a passar. É-lhe colocado um autocolante e depois alguém o vai “encontrar” no outro lado da fronteira. A nossa travessia da fronteira demorou três horas. À partida é levado para o escritório da mesma companhia e de lá é encaminhado para o autocarro que vai para Dhaka. Já tem que ter o visto do Bangladesh no seu passaporte.

Também fizemos a viagem no sentido contrário, mas de Jessore para Calcutá. Funciona da mesma forma. 

VIAJAR NO BANGLADESH | Visto, clima, segurança, transportes, alojamento e lugares a visitar

TRANSPORTES NO BANGLADESH

Andar de transportes no Bangladesh é a parte mais interessante da viagem. Experimentar os riquexós na caótica Dhaka, andar de cicloriquxós tradicionais na zona ribeirinha de Dhaka, navegar no delta do Bramaputra ao longo dos canais, cruzar de barco os canais dos rios, etc.

1. Cicloriquexós e riquexós

Use e abuse dos cicloriquexós em Dhaka. São o modo mais económico de percorrer a cidade e dão emprego a milhares de pessoas da cidade. A maioria da economia familiar da população de Dhaka depende de um cicloriquexó. Toda a gente tem um pai, um irmão ou um marido que tem um cicloriquexó. Negoceie bem os preços, mas use. São rápidos, relativamente seguros, e muito eficazes para o transporte dentro da cidade.

Em Dhaka também existem riquexós com grades que parecem uma prisão. Quando os vir ficará com a ideia que Dhaka é uma cidade muito insegura. Não corresponde exactamente à verdade. Há vários roubos por esticão, no entanto, nada que seja muito alarmante. Tome as precauções normais. Nós nunca andamos dentro destes riquexós porque consideramos que não havia qualquer necessidade disso.

2. Autocarros

Os autocarros funcionam bem no Bangladesh. São ideais para viagens entre diferentes localidades e são bastante fiáveis. Geralmente saem às horas marcadas. São também boas opções para cruzar as fronteiras. São baratos e seguros. 

3. Barco

O Rocket é um barco quase centenário que faz a viagem entre Dhaka e as Sundarbans, no delta do Ganges e do Bramaputra. Comprar os bilhetes foi uma autentica aventura. A melhor forma de o fazer e arranjar um condutor de cicloriquexó que fale inglês e que o leve para a zona do porto. Depois, não largue o condutor do riquexó e use a sua ajuda para encontrar o lugar. É um edifico decrépito, bem a norte do porto de Sadarhat. Sem ajuda local é impossível encontrar. Vale a pena ir ao Bangladesh só para fazer esta viagem no Rocket. É um dos pontos altos de viajar no Bangladesh. O Rocket vai de Dhaka a Barisal (durante a noite) e depois para Hularhat e ainda Morrelganj. No Rocket pode viajar em primeira ou segunda classe. O melhor é viajar em primeira (uma cabine pequenina para duas pessoas). A segunda classe não tem cama nem cadeiras. Viajará sentado e deitado no chão do barco. 

4. Comboio

O comboio é também uma excelente opção para conhecer o país. Infelizmente só fizemos uma viagem de comboio, entre Khuna e Jessore. Compramos os bilhetes a bordo. O comboio não ia cheio e havia muito espaço para sentar. O comboio era cómodo e seguro. 

VIAJAR NO BANGLADESH | Visto, clima, segurança, transportes, alojamento e lugares a visitar

SEGURANÇA NO BANGLADESH

Viajar no Bangladesh é relativamente seguro. Na cidade de Dhaka há que ter alguns cuidados, especialmente durante a noite. Nas zonas apinhadas de gente, especialmente bazares, há que redobrar cuidados por causa dos roubos. No entanto, não é necessário alarmismo. As mulheres que viajam sozinhas, devem evitar andar sozinhas. O ideal é estarem em grupos de duas ou três. No entanto, não devem deixar de ir ao Bangladesh só porque não têm companhia. Basta tomar cuidados acrescidos. 

SEGURO DE VIAGEM

Viajar no Bangladesh não exige seguro de viagem mas é quase obrigatório fazê-lo! Nós recomendamos o seguro de viagem da IATI, aquele que agora usamos nas nossas viagens. Faça também o seu seguro e se usar este link terá 5% de desconto.

VIAJAR NO BANGLADESH | Visto, clima, segurança, transportes, alojamento e lugares a visitar

DINHEIRO

A moeda nacional do Bangladesh é o Taka (Tk). É fácil levantar dinheiro nos ATM, especialmente nas grandes cidades, e pode-se usar cartão de débito e de crédito. É conveniente ter sempre consigo alguns dólares pois pode necessitar. Há também alguns locais onde pode trocar dinheiro, especialmente nas fronteiras terrestres, no aeroporto e em Dhaka. 

VIAJAR NO BANGLADESH | Visto, clima, segurança, transportes, alojamento e lugares a visitar

O QUE VER E FAZER QUANDO VIAJAR NO BANGLADESH


1. VISITAR DHAKA

A capital do Bangladesh é um caos mas um caos fabuloso. Ficamos a dormir no Hotel Pacific, uma excelente opção na cidade. Não muito caro, é um hotel standard e onde se fala inglês. Não perca na cidade:

  • Porto de Sadarghat
  • Passeio de barco desde porto de Sadarghat até à outra margem do rio para visitar os estaleiros artesanais de Dhaka. 
  • Bazares de Velha Dhaka – Shankharia
  • Templos e mesquitas de Velha Dhaka (Star mosque; Dhakeswari Temple)
  • Forte de Lalbagh 
  • Palácio Ahsan Mazil
  • Universidade de Dhaka
  • Museu Nacional do Bangladesh
  • Museu da Libertação

Dhaka é uma mega cidade e por isso alojar-se na cidade pode significar ficar a 15 km do centro. Estes são alguns dos hotéis para se alojar no centro de Dhaka:

VIAJAR NO BANGLADESH | Visto, clima, segurança, transportes, alojamento e lugares a visitar

2. ANDAR DE CICLORIQUEXÓ NO CAOS DE DHAKA

Esta vai ser a maior actividade radical que vai fazer em Dhaka. Não pense que já viu tudo na Índia! Dhaka é outro campeonato!

VIAJAR NO BANGLADESH | Visto, clima, segurança, transportes, alojamento e lugares a visitar

3. FAZER A VIAGEM DE ROCKET DESDE DHAKA ATÉ BARISAL E HULARHAT

Esta viagem de Rocket é o ponto alto de qualquer aventura a viajar no Bangladesh. O Rocket percorre os canais do delta do Bramaputra, habitat e mais de 100 Tigres de Bengala. Mas ainda que não aviste nenhum tigre, a viagem é deslumbrante. A viagem entre Dhaka e Barisal é feita durante a noite mas não perca o pôr-do-sol em Dhaka e o nascer do sol em Barisal. Depois de Barisal, o Rocket cruza as Sundarbans até Hularhat, e é possível contemplar da varanda os arrozais que se estendem até onde a vista alcança. A população do Bangladesh tem uma ligação muito estreita com a água, especialmente durante a monção, quando cerca de um quarto do país fica debaixo de água. Mas a vida continua e a população trabalha parcialmente emersa, cultivando os campos, apanhando lenha, produzindo fibras naturais, etc. É uma boa altura para fazer esta viagem.

VIAJAR NO BANGLADESH | Visto, clima, segurança, transportes, alojamento e lugares a visitar

4. VISITAR BARISAL

Barisal é uma cidade facilmente acessível desde Dhaka, perdida entre rios e canais do delta. É um lugar encantador e sossegado, especialmente para quem vem de Dhaka! É a maior cidade portuária do Bangladesh e visitá-la é uma excelente experiência.  

VIAJAR NO BANGLADESH | Visto, clima, segurança, transportes, alojamento e lugares a visitar

5. VISITAR HULARHAT

Hularhat é uma aldeia piscatória no delta do Bramaputra no coração das Sundarbans. É um lugar tranquilo, com gente muito simpática e tranquila. 

VIAJAR NO BANGLADESH | Visto, clima, segurança, transportes, alojamento e lugares a visitar

6. VISITAR BAGERHAT

Bagerhat possui a maior concentração de mesquitas históricas do Bangladesh. A população local, fica muito feliz por ver os turistas e o riquexós é a melhor opção para explorar as mesquitas espelhadas pela zona. 

VIAJAR NO BANGLADESH | Visto, clima, segurança, transportes, alojamento e lugares a visitar

7. VIITAR KHULNA

A povoação de Khulna é um ponto de passagem para quem está a viajar no Bangladesh. Situa-se na estrada principal entre Barisal e Jessore e fica a caminho de Calcutá, razão pela qual parámos aqui. Não visitamos nada na cidade, mas a cidade também não tem grandes atractivos. É, no entanto, um bom local para arranjar tours para as Sundarbans. 

VIAJAR NO BANGLADESH | Visto, clima, segurança, transportes, alojamento e lugares a visitar

8. VISITAR JESSORE

Jessore é uma povoação típica do Bangladesh, caótica mas interessante, com ruas empoeiradas e por asfaltar. Vale a pena dar uma voltinha pela cidade para sentir o pulso à urbe e sentir-se no faroeste. Nós ficamos a dormir no Hotel Hasan International, simples mas limpo. Outros hotéis na cidade, mas não no centro são: 

VIAJAR NO BANGLADESH | Visto, clima, segurança, transportes, alojamento e lugares a visitar

9. VISITAR MONGLA E AS SUNDARBANS

O Parque Natural de Sundarbans é um dos top 10 a visitar no Bangladesh. A maioria das pessoas vem com espectativa de ver os tigres, algo que é muito díficil. No entanto, não custa nada tentar! O melhor local para organizar a viagem às Sundarbans é em Mongla, onde se podem fazer viagens de um dia aos mangroves ou de vários dias. Quanto mais tempo estiver no parque, maior será a probabilidade de conseguir encontrar os tigres. Nós não vimos nenhum. 

VIAJAR NO BANGLADESH | Visto, clima, segurança, transportes, alojamento e lugares a visitar

Carla Mota

Geógrafa com uma enorme paixão pelas viagens e pelo mundo. Desde muito cedo que as viagens de exploração fazem parte da sua vida. A busca do conhecimento do mundo leva-a em direcção a culturas perdidas e ameaçadas, tentando percebe-las. Hoje é também líder de viagens de aventura na Nomad.

More Posts - Facebook - Google Plus - Flickr - YouTube

.

PROGRAME A SUA VIAGEM

  Faça as suas reservas através das parcerias do nosso blogue. Você NÃO PAGA MAIS, nós ganhamos uma pequena comissão. Assim conseguimos manter o blogue com opiniões isentas.

Resultado de imagem para hotel icon Reserve o hotel no Booking.com e encontre as melhores promoções. Reserve e cancele sempre que necessitar.

Resultado de imagem para tourism iconMarque os seus bilhetes nos monumentos e tours, evitando filas usando o Get Your Guide.

Imagem relacionada  Reserve os seus voos com a Skyscanner. Garanta os melhores preços.

Resultado de imagem para car icon  Alugue carro usando o RentalCars, comparando e escolhendo o melhor preço antes de viajar.

Resultado de imagem para saúde icon  Faça seguro de viagem na Iati Seguros ao menor preço do mercado e com seguros especializados para viajantes. Se usar este link gozará de 5% de desconto.

Resultado de imagem para livro icon  Usamos os guias de viagem da Lonely Planet para preparar as nossas viagens. Se faz o mesmo, pode comprá-los online. Sai mais barato e os portes são grátis a partir dos 35€.

 Este blogue contém links de programas de afiliados.

25 Comentários

  1. Janaina Gonçalves diz: Responder

    Estou me relacionando virtualmente com.um rapaz de lá, e surgiu um grande interesse de ir conhecer

    1. Carla Mota diz: Responder

      É um país encantador mas um desafio aos sentidos.

  2. ANA AZEVEDO diz: Responder

    Olá Carla, parabéns pelo excelente trabalho que fazem. Nunca tinha pensado no Bangladesh, mas depois de ver a vossa viagem, fiquei com vontade de lá ir. Quantos dias lá estiveram?

    1. Carla Mota diz: Responder

      Estivemos cerca de uma semana a viajar no Bangladesh. Não foi muito mas foi o suficiente para querer voltar outra vez. 😀

    2. Rosane santos diz: Responder

      Eu gostaria muito de ir a Bangladesh mais não sei como fazer e nem sei o valor .Não falo ingles e para mim fica muito difícil. Também não sei o que é visto ..Você pode me ajudar ?

      1. Carla Mota diz: Responder

        Rosane… tem muito que desbravar no mundo das viagens antes de se lançar no Bangladesh com essas dúvidas…

  3. Post realmente completo, com fotos lindas e relatos que nos fazem querer ainda mais conhecer. Eu ainda tenho bastante vontade de conhecer mais desse lado do mundo, quem sabe…

    1. Carla Mota diz: Responder

      Um dia Edson. Se a vontade de visitar o Bangladesh e a Ásia está aí, um dia você faz acontecer. 😀

  4. Maria Cristina diz: Responder

    Sinceramente nunca havia cogitado Bangladesh. Muito bom poder conhecer pelos olhos de outros viajantes sobre lugares e culturas diferentes. Essa dobradinha com a Índia me deixou super tentada. Amei as suas fotos e fiquei curiosa para sair nos cicloriquexós e riquexós.

    1. Carla Mota diz: Responder

      Viajar no Bangladesh é uma aventura e, junto com Calcutá, na Índia, ainda melhor!

  5. Isso é que eu chamo de destino off the beaten path! Não me lembro de ter visto Bangladesh em nenhum outro blog de viagem e as dicas estão completinhas. Imagens lindas, também.

    1. Carla Mota diz: Responder

      Obrigada, Marcia. Viajar para o Bangladesh não é muito comum. Mas também é por isso que a maioria das pessoas não sabe o que perde. 😀

  6. Luciana Rodrigues diz: Responder

    Deve ser mesmo bem interessante, mas o que me chamou a atenção foi que entre monções e tufões, na verdade sobram poucos meses no ano em que as condições climáticas são mais favoráveis. Gostaria de ir!

    1. Carla Mota diz: Responder

      Sim é verdade. Viajar no Bangladesh com bom tempo tem uma janela muito pequena, de qualquer forma, vale bem a pena. Nós fomos nas monções e não tivemos problema. Correu bem, mas foi arriscado.

  7. Perfeito seu post, super completo! Dá pra ficar sonhando com Bangladesh enquanto não vou lá conhecer 🙂 Obrigada pelas dicas!

    1. Carla Mota diz: Responder

      Viajar no Bangladesh é maravilhoso. Não sonha só não, vai! 😀

  8. Leo Vidal diz: Responder

    Que máximo! Não tinha Bangladesh como destino de viagem, justamente porque se tem pouca informação sobre o local. Valiosas dicas que ajudarão o turista a conhecer esse país ainda desconhecido pelos brasileiros.

    1. Carla Mota diz: Responder

      Viajar no Bangladesh é o máximo. Vai adorar.

  9. Aline Silva diz: Responder

    Eu estava mega na dúvida se para viajar no blangadesh eu precisava de visto ou não. Muito obrigada por tirar a dúvida viu ♥️

    1. Carla Mota diz: Responder

      Sim, Alina é mesmo preciso visto para o Bangladesh.

  10. Que viagem linda! As fotos também estão muito bonitas! Bangladesh é aquele tipo de lugar com aura única, né? Quero muito conhecer…

    1. Carla Mota diz: Responder

      Viajar no Bangladesh é maravilhoso. Um dia destes contas-nos tudo. 😀

  11. Bangladesh não é um destino que considerava na minha lista de viagem, mas depois desse relato fiquei interessada. 🙂

    1. Carla Mota diz: Responder

      Viajar no Bangladesh é maravilhoso. Deviam pensar nisso. 😀

  12. Carla, como sempre você traz para nós um post guia super completo e informativo, parabéns! A dica das monções é muito importante. Bangladesh é um destino que me chamava pouco – por pura ignorância – e agora entrou na lista de locais a conhecer em breve! 🙂

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.