Fazer a GREAT OCEAN WALK, uma experiência a não perder na Austrália para os amantes dos trilhos na natureza

Fazer a GREAT OCEAN WALK, uma experiência a não perder na Austrália para os amantes dos trilhos na natureza

Fazer a Great Ocean Walk é uma das experiências a não perder quando viajar na Austrália. É um percurso costeiro a sudoeste de Melbourne, entre Apollo Bay e Twelve Apostles, num total de cerca de 115 km, e é uma das caminhadas mais conceituadas do mundo. A paisagem ao longo do percurso é imponente e diversificada, desde as florestas de eucalipto do Great Otway National Park, até às falésias e formações rochosas esculpidas pela água, passando por praias desertas e restos de naufrágios.

Veja aqui como obter o visto para a Austrália.

Fazer a GREAT OCEAN WALK, uma experiência a não perder na Austrália para os amantes dos trilhos na natureza

A costa sudoeste do estado de Vitória é banhada pelo Estreito de Bass, localizado entre a Austrália “continental” e a Tasmânia. É uma costa selvagem, dominada por falésias abruptas, baixios rochosos e praias batidas por ondas que varrem uma enorme zona marítima onde convergem os Oceanos Índico, Pacífico e Austral. As baleias são também uma visão frequente nesta costa entre Maio e Setembro, quando os grandes cetáceos chegam vindos da Antárctida em busca de águas menos frias. Fazer a Great Ocean Walk permite-nos desfrutar da paisagem e sentir a natureza deste pedacinho da imensa costa australiana de uma forma intensa e memorável.

Consulte o artigo sobre o nosso itinerário pela Tasmânia.

Fazer a GREAT OCEAN WALK, uma experiência a não perder na Austrália para os amantes dos trilhos na natureza

COMO FAZER A GREAT OCEAN WALK


1. Fazer a Great Ocean Walk por conta própria e em autonomia

Fazer a Great Ocean Walk por conta própria significa que vai percorrer mais de 100 km ao longo da costa australiana, em total autonomia, ou eja tem de transportar consigo tudo o que vai precisar para esses dias. O percurso está bem marcado, e desenrola-se ao longo de floresta, topo de falésias e praias (há uma secção também em estrada de terra batida). Está dividido em 8 etapas, no fim das quais há um acampamento (os tempos são meramente indicativos, pois depende do ritmo de cada um, das paragens e das fotografias que se tira):

  • Etapa 1: Apollo Bay a Elliot Ridge, 10km, 3.5 h
  • Etapa 2: Elliot Ridge a Blanket Bay, 12km, 4.5 h
  • Etapa 3: Blanket Bay a Cape Otway, 11km, 3.5 h
  • Etapa 4: Cape Otway a Aire River, 10km, 3 h
  • Etapa 5: Aire River a Johanna Beach, 14km, 5 h
  • Etapa 6: Johanna Beach a Ryans Den, 14km, 5 h
  • Etapa 7: Ryans Den a Devil’s Kitchen, 13km, 5 h
  • Etapa 8: Devil’s Kitchen a Twelve Apostles, 16km, 5 h
Fazer a GREAT OCEAN WALK, uma experiência a não perder na Austrália para os amantes dos trilhos na natureza

O percurso é sempre no sentido de Apollo Bay para oeste, e pode ser feito fazendo uma etapa por dia, ou juntando etapas. A primeira opção tem a vantagem de que se faz menos quilómetros por dia, mas aumenta o número de dias no total, aumentando a quantidade de comida que se tem de levar. A segunda opção diminui a carga de dias, mas aumenta o número de quilómetros a fazer por dia. Nós fizemos o percurso em 5 dias, juntando as etapas 1 e 2, 3 e 4, e 5 e 6. No entanto, este último dia foi muito duro e não se justifica. Sendo assim, aconselhamos a seguinte distribuição:

  • DIA 1 – Etapas 1 + 2: Apollo Bay a Blanket Bay, 22km, 8 h
  • DIA 2 – Etapas 3 + 4: Blanket Bay a Aire River, 21km, 6,5 h
  • DIA 3 – Etapa 5: Aire River a Johanna Beach, 14km, 5 h
  • DIA 4 – Etapa 6: Johanna Beach a Ryans Den, 14km, 5 h
  • DIA 5 – Etapa 7: Ryans Den a Devil’s Kitchen, 13km, 5 h
  • DIA 6 – Etapa 8: Devil’s Kitchen a Twelve Apostles, 16km, 5 h
Fazer a GREAT OCEAN WALK, uma experiência a não perder na Austrália para os amantes dos trilhos na natureza

Os acampamentos são básicos, onde terá casas-de-banho sem chuveiro, com apenas sanitas de compostagem (sem autoclismo). Há tanques que recolhem a água da chuva e é essa água que usará para beber e cozinhar (no entanto, na água para beber deverá usar pastilhas purificadoras), não havendo outros pontos de acesso a água durante a caminhada. A permanência nos acampamentos só é permitida mediante permissão e reserva online (ver mais abaixo).

O mapa e guia oficial da Great Ocean Walk pode ser adquirido no Apollo Bay Visitor Information Centre (abre às 9.00h e fecha às 17.00h).

Fazer a GREAT OCEAN WALK, uma experiência a não perder na Austrália para os amantes dos trilhos na natureza

NOTA: Durante o percurso, haverá alguns pontos de decisão (sinalizados com cartazes) em que terá de optar entre caminhar pela praia ou pelo topo das falésias. Regra geral, os percursos pelas praias só devem ser feitos na maré baixa, ou quando o estado do mar está calmo, pois poderá ver-se encurralado entre a água e as paredes das falésias.

2. Fazer a Great Ocean Walk usando uma empresa

Para quem não quer ficar nos acampamentos e deseja mais algum conforto, há algumas empresas, como a Walk 91 e a Raw Travel, que organizam o itinerário, com serviço de pick-up e drop-off nos hotéis ou guesthouses, e nos pontos inicial e final das caminhadas. É, no entanto, um serviço caro e pensamos que não vale a pena pois acaba por ficar a meio entre as duas principais opções, sem a aventura de fazer a Great Ocean Walk em autonomia, e sem a liberdade de fazer a Great Ocean Walk por conta própria, em percursos diários, deslocando-se em carro próprio.

Fazer a GREAT OCEAN WALK, uma experiência a não perder na Austrália para os amantes dos trilhos na natureza

3. Fazer a Great Ocean Walk em percursos curtos ou diários

Enquanto fazer a Great Ocean Walk por completo, como nós o fizemos, é a melhor opção, também é possível fazer uma série de pequenos trilhos ou percursos de um dia, e deslocar-se em veículo próprio. Não é a aventura de fazer o percurso todo, mas ficará com uma boa ideia do terreno e poderá desfrutar de alguns belos passeios (faremos algumas sugestões no final do artigo).

Faça aqui a sua simulação, escolha a tarifa mais barata e alugue o seu carro para fazer a Great Ocean Walk.

Fazer a GREAT OCEAN WALK, uma experiência a não perder na Austrália para os amantes dos trilhos na natureza

COMO SE PREPARAR PARA FAZER A GREAT OCEAN WALK


Se vai fazer a Great Ocean Walk em autonomia, significa que vai ter de preparar convenientemente a sua caminhada. Isso incluiu planear os transportes, o material a levar, as dormidas, e o seguro de viagem.

Fazer a GREAT OCEAN WALK, uma experiência a não perder na Austrália para os amantes dos trilhos na natureza

1. Quando fazer a Great Ocean Walk

A Great Ocean Walk está aberta o ano todo, mas durante os meses de Verão o calor é muito e será bastante exigente em termos de água, tanto para caminhar (por causa do peso), assim como em arranjar água nos acampamentos. À partida, mesmo no Verão, os tanques recolectores de água da chuva terão água, mas estes não são fornecidos se houver pouca chuva. Não é, assim, certo que todos os tanques tenham água em épocas secas. Aconselhamos fazer a Great Ocean Walk nos meses mais frescos de Outubro-Novembro e Fevereiro-Abril.

Fazer a GREAT OCEAN WALK, uma experiência a não perder na Austrália para os amantes dos trilhos na natureza

2. Transportes

O primeiro ponto que terá de tratar para fazer a Great Ocean Walk é a questão dos transportes, isto é, como chegar ao início da caminhada. Deverá chegar à região a partir da cidade de Melbourne.

Pode pesquisar e comprar aqui o seu voo para Melbourne.

A partir daí, a opção que lhe dará mais autonomia, e que lhe permitirá fazer também a Great Ocean Road por conta própria, é alugar carro.

Faça aqui a sua simulação, escolha a tarifa mais barata e alugue o seu carro para fazer a Great Ocean Walk.

Se não quiser alugar carro, terá de se deslocar em transportes públicos. Conte com um dia completo para a deslocação de Melbourne até ao seu destino final. De comboio, deverá ir desde a Southern Cross Station, em Melbourne, até Geelong. Dali, deverá ir de autocarro até Apollo Bay, Princetown ou Port Campbell, conforme o seu destino (mas terá de mudar de autocarro em Apollo Bay para os dois últimos).

Consulte aqui os horários de comboio e autocarro entre Melbourne e Port Campbell, com paragens em Apollo Bay e Princetown.

NOTA: O autocarro entre Port Campbell e Apollo Bay só opera às Segundas, Quartas e Sextas (de Apollo Bay até Geelong é diário), sendo que parte de Port Campbell às 9.45h, passa por Princetown às 10.45h e chega a Apollo Bay às 12.00h.

Pode consultar o horário completo entre Warrnambool e Melbourne (autocarro + comboio) aqui.

Fazer a GREAT OCEAN WALK, uma experiência a não perder na Austrália para os amantes dos trilhos na natureza

3. Material necessário

Para fazer a Great Ocean Walk em autonomia, terá de carregar tudo o que necessita para 5 a 8 dias no terreno. Para fazer compras de tudo o que necessita, terá de o fazer em grandes superfícies, tanto para a comida como para o material de campismo. Há várias nos arredores de Melbourne, mas também as há ao longo do caminho, por exemplo na cidade de Geelong.

Fazer a GREAT OCEAN WALK, uma experiência a não perder na Austrália para os amantes dos trilhos na natureza

O material necessário para fazer a Great ocean Walk inclui:

  • mochila – deve levar uma mochila de aproximadamente 60 L, que se encaixe bem nas suas costas e que tenha um bom cinto;
  • tenda – aconselhamos uma tenda de 3 lugares para 2 pessoas, uma vez que é melhor pôr as mochilas dentro da tenda durante a noite;
  • isoladores – o terreno onde vai montar a tenda é frio e duro, por isso é aconselhável levar algo para pôr entre o saco-cama e o chão (aconselhamos os de esponja e não os insufláveis);
  • saco-cama – mesmo no Verão, as temperaturas podem baixar bastante durante a noite, por isso aconselhamos levar um saco-cama em que a temperatura de conforto seja à volta de 10 graus; leve uma almofada insuflável, se quiser;
  • mini-fogão + gás (e isqueiro) – vai precisar deste material para preparar, pelo menos, uma refeição quente por dia;
  • kit de tachos – terá de levar, pelo menos, um tacho e um prato (para cada 2 pessoas), juntamente com um conjunto de talheres de plástico reutilizável;
  • calçado – aconselhamos sapatos ou botas de trekking, algo que seja confortável mas resistente (é verdade que terá de caminhar em algumas praias, mas fazer a Great Ocean Walk de chinelos é impensável!);
  • bastões de caminhada – deverá levar, pelo menos, um bastão de caminhada; é muito útil para não forçar os joelhos, principalmente nas descidas;
  • roupa – aconselhamos, para o dia, um par de calças de trekking (de preferência aquelas que podem transformar-se em calções), uma t-shirt transpirável, um polar e um casaco impermeável (e chapéu) e, para a noite, umas calças e uma camisola térmicas; leve uma muda de roupa completa (pelo menos, calças, meias e t-shirt) para poder trocar se chover;
  • material fotográfico – aconselhamos apenas o telemóvel e/ou uma Go Pro ou uma máquina compacta (uma máquina DSLR será demasiado pesada), e deve levar um saco estanque para o caso de chover;
  • comida – deverá levar comida para pequeno-almoço (ex: pão-de-forma, queijo e/ou fiambre), snacks a meio da manhã e/ou tarde (ex: chocolates e/ou barras energéticas), almoço (se fizer jornadas duplas como nós, o almoço é comido durante a caminhada, por isso deve fazer sandes de manhã, com aquilo que gostar), e jantar (aconselhamos massas instantâneas, que podem ser feitas usando o fogão e gás, acrescentando apenas água).
  • bebida – uma vez que, em princípio, haverá água nos tanques recolectores de água da chuva nos acampamentos, não aconselhamos levar água ou outras bebidas, uma vez que é muito peso; leve, no entanto, um cantil ou uma garrafa de plástico reutilizável para poder usar durante toda a caminhada; deve levar saquetas de chá, pois é a melhor bebida para de manhã cedo e para o fim do dia;
  • primeiros socorros / medicamentos – deverá levar consigo, pelo menos, pastilhas purificadoras (para pôr na água do acampamento), medicamentos para a febre e constipação (ex: paracetamol) e alguns pensos.

NOTA: Ao longo da Great Ocean Walk não existem caixotes do lixo, mesmo nos acampamentos. Isto significa que terá de carregar o lixo que produz durante esses dias. Leve um ou dois sacos plásticos para esse efeito.

Fazer a GREAT OCEAN WALK, uma experiência a não perder na Austrália para os amantes dos trilhos na natureza

4. Dormir nos acampamentos

Há sete acampamentos ao longo da Great Ocean Walk onde poderá montar a sua tenda, nomeadamente, Elliott Ridge, Blanket Bay, Cape Otway, Aire River, Johanna Beach, Ryans Den e Devils Kitchen. Mas tem de fazer o planeamento do itinerário antecipadamente, pois deverá marcar (e pagar) online. Nós ficámos em quatro acampamentos (Blanket Bay, Aire River, Ryans Den e Devils Kitchen) e pagámos, no total, 90 AUD (cerca de 50€).

Fazer a GREAT OCEAN WALK, uma experiência a não perder na Austrália para os amantes dos trilhos na natureza
Fazer a GREAT OCEAN WALK, uma experiência a não perder na Austrália para os amantes dos trilhos na natureza
Fazer a GREAT OCEAN WALK, uma experiência a não perder na Austrália para os amantes dos trilhos na natureza
Fazer a GREAT OCEAN WALK, uma experiência a não perder na Austrália para os amantes dos trilhos na natureza

Cada um dos acampamentos tem 8 sítios para acampamento individual (1 tenda para 3 pessoas por sítio), e em 4 deles ( Elliott Ridge, Blanket Bay, Cape Otway, Aire River) há espaços para acampamento de grupos (6 tendas de 3 pessoas por espaço). No entanto, deve marcar com a devida antecedência para reservar o seu lugar.

Deve fazer a reserva dos seus acampamentos aqui.

Receberá, por fim, um email da entidade responsável pela gestão dos Parques Nacionais de Vitória (info@parks.vic.gov.au) com a confirmação da reserva e respectiva permissão.

Fazer a GREAT OCEAN WALK, uma experiência a não perder na Austrália para os amantes dos trilhos na natureza
Fazer a GREAT OCEAN WALK, uma experiência a não perder na Austrália para os amantes dos trilhos na natureza
Fazer a GREAT OCEAN WALK, uma experiência a não perder na Austrália para os amantes dos trilhos na natureza
Fazer a GREAT OCEAN WALK, uma experiência a não perder na Austrália para os amantes dos trilhos na natureza

5. Fazer seguro de viagem

Viajar na Austrália não exige seguro de viagem mas é aconselhável fazê-lo principalmente porque vai deslocar-se frequentemente e fazer actividades na natureza. Numa caminhada como a Great Ocean Walk, consideramos essencial ter seguro de viagem. A maior parte do percurso não tem rede de telemóvel nem contacto com nenhuma estrada e não tem caminhos de saída. No entanto, há alguns pontos de acesso a veículos (por exemplo, parques automóveis de acesso a algumas praias), onde poderá sair do trilho, se for necessário, e pedir ajuda ou chamar um transporte (esses pontos estão sinalizados no mapa acima).

Compre aqui o seu seguro de viagem IATI e se usar este link terá 5% de desconto

NOTA: A Austrália é conhecida pela sua vida selvagem, nomeadamente as cobras, e a Great Ocean Walk não é excepção. Passámos ao lado de várias cobras de grande dimensão (que se afastaram sempre), por isso caminhe sempre com precaução e observando onde coloca os pés.

Fazer a GREAT OCEAN WALK, uma experiência a não perder na Austrália para os amantes dos trilhos na natureza

Estes são os números de emergência que deve ter consigo no telemóvel.

Fazer a GREAT OCEAN WALK, uma experiência a não perder na Austrália para os amantes dos trilhos na natureza

ONDE SE ALOJAR PARA FAZER A GREAT OCEAN WALK


Antes e depois de fazer a Great Ocean Walk, deverá alojar-se no ponto de partida e/ou de chegada. Há várias hipóteses, mas as localidades mais óbvias são Apollo Bay (ponto de partida da Great Ocean Walk), Princetown e Port Campbell, ambas a alguns quilómetros de Twelve Apostles, o ponto de chegada da Great Ocean Walk (Princetown, antes, e Port Campbell, depois).

Fazer a GREAT OCEAN WALK, uma experiência a não perder na Austrália para os amantes dos trilhos na natureza

Se ficar alojado em Apollo Bay, estará já lá para começar a fazer a Great Ocean Walk; terá de apanhar um transporte de volta no final. Se ficar alojado em Princetown ou Port Campbell, terá de apanhar um transporte na manhã do primeiro dia para Apollo Bay, para depois começar a fazer a Great Ocean Walk. No final do percurso, terá de apanhar um transporte de Twelve Apostles para Port Campbell ou para Princetown (neste último caso, poderá fazer o percurso de volta a Princetown a pé).

Fazer a GREAT OCEAN WALK, uma experiência a não perder na Austrália para os amantes dos trilhos na natureza

Nós ficámos alojados em Princetown e no primeiro dia apanhámos um táxi de manhã cedo até Apollo Bay (contacto: Lee Bryant, da GoWalk Transfers; Tel: 0458 909 347; e-mail: albee287@gmail.com) . O autocarro não era opção para nós, pois este chegava ao meio-dia e era tarde para nós conseguirmos fazer as duas etapas que estavam programadas para esse dia. No final da Great Ocean Walk, em Twelve Apostles, arranjámos uma boleia de um senhor muito simpático que nos trouxe de volta a Princetown.

Fazer a GREAT OCEAN WALK, uma experiência a não perder na Austrália para os amantes dos trilhos na natureza

1. Onde se alojar em Apollo Bay

Apollo Bay é uma pequena cidade com pouco mais de 1000 habitantes, mas é uma das maiores na Great Ocean Road. Tem boas infraestruturas para o turismo e é um dos melhores locais para se ficar alojado no início ou no final da Great Ocean Walk, com uma boa oferta em termos de alojamento barato.

Fazer a GREAT OCEAN WALK, uma experiência a não perder na Austrália para os amantes dos trilhos na natureza

2. Onde se alojar em Princetown

Princetown é uma pequena aldeia, basicamente uma saída na Great Ocean Road, mas tem a grande vantagem da sua localização, sendo o sítio mais perto de Twelve Apostles com infraestruturas para visitantes.

Nós ficámos alojados no 13th Apostle Backpackers, uma excelente opção, com quartos duplos e dormitórios (todos com casa-de-banho partilhada). Foi lá que deixámos o nosso carro durante a Great Ocean Walk (sem pagar nada graças à simpatia da recepção) e dormimos lá 1 noite antes da caminhada e outra noite após a caminhada. Mas há outras boas opções em Princetown, como o Arabella Country House, o Clifton Beach Lodge, ou o 12 Apostles Cottages.

Fazer a GREAT OCEAN WALK, uma experiência a não perder na Austrália para os amantes dos trilhos na natureza

3. Onde se alojar em Port Campbell

Port Campbell é uma aldeia costeira, a 15 quilómetros de Twelve Apostles, e que constitui uma boa base para fazer a Great Ocean Walk. Tem uma história muito relacionada com alguns naufrágios famosos, dos muitos que ocorreram na costa agreste entre Cape Otway e Port Fairy, dominada por rochas escondidas e nevoeiro frequente.

Fazer a GREAT OCEAN WALK, uma experiência a não perder na Austrália para os amantes dos trilhos na natureza

FAZER A GREAT OCEAN WALK


A Great Ocean Walk acabou por ficar para uma segunda visita à Austrália, juntamente com a Tasmânia, depois de termos viajado nas Filipinas. Foram 5 dias especiais, sem rede de telemóvel, sem internet, sem contacto com o exterior, em que deixámos o mundo para trás e vivemos apenas para caminhar, apreciar a paisagem e montar/desmontar acampamento. No final desses dias, demo-nos conta que o mundo estava a mudar, e a Great Ocean Walk ficaria para sempre na nossa memória como os últimos dias da nossa viagem de Volta ao Mundo sem o espectro da ameaça do coronavírus.

Veja aqui os relatos da nossa viagem da Volta ao Mundo

Fazer a GREAT OCEAN WALK, uma experiência a não perder na Austrália para os amantes dos trilhos na natureza

1. Primeiro dia

O primeiro dia foi um dia duro, de jornada dupla, pois ainda estávamos a ganhar ritmo e as mochilas estavam com o peso máximo (ao longo dos dias foi diminuindo…). Mas tivemos a nossa recompensa, ao ficarmos acampados com vista para o mar.

Fazer a GREAT OCEAN WALK, uma experiência a não perder na Austrália para os amantes dos trilhos na natureza

1.1. De Apollo Bay a Elliot Ridge

Saímos do Visitor Information Centre de Apollo Bay (que ainda não estava aberto…) por volta das 8.30h. Fizemos um curto percurso urbano até ao Car Park, passando pelo Golf Club, para finalmente chegarmos à beira-mar. O céu estava pouco nublado, mas havia muito vento, e as nuvens e o frio foram aumentando ao longo da manhã.

Fazer a GREAT OCEAN WALK, uma experiência a não perder na Austrália para os amantes dos trilhos na natureza
Fazer a GREAT OCEAN WALK, uma experiência a não perder na Austrália para os amantes dos trilhos na natureza

De Apollo Bay seguimos para Mounts Bay, e depois Cape Marengo, num percurso pelos arredores de Apollo Bay, passando inclusive pelo meio de um parque de campismo. A partir dali, deixámos a civilização para trás. Seria a última vez que víamos casas nos próximos dias. As praias que se seguiriam eram bonitas, mas com bastante rocha. Ao aceder a uma, tivemos o nosso primeiro encontro com répteis de grande dimensão!

Fazer a GREAT OCEAN WALK, uma experiência a não perder na Austrália para os amantes dos trilhos na natureza
Fazer a GREAT OCEAN WALK, uma experiência a não perder na Austrália para os amantes dos trilhos na natureza

Ali, também encontramos os primeiros “Decision Points” (Storm Point e Bald Hill), onde se deve ter em atenção as marés e as instruções dos cartazes aí colocados.

Fazer a GREAT OCEAN WALK, uma experiência a não perder na Austrália para os amantes dos trilhos na natureza

Chegámos então a Shelly Beach, uma pequena mas bela praia, e depois subimos para chegar ao Elliot Ridge GOW Campground, por volta das 12h, onde parámos para almoçar.

Fazer a GREAT OCEAN WALK, uma experiência a não perder na Austrália para os amantes dos trilhos na natureza
Fazer a GREAT OCEAN WALK, uma experiência a não perder na Austrália para os amantes dos trilhos na natureza

1.2. De Elliot Ridge a Blanket Bay

Depois de almoço, o caminho afastou-se do mar e enveredámos por trilhos de floresta, e em subida.

Fazer a GREAT OCEAN WALK, uma experiência a não perder na Austrália para os amantes dos trilhos na natureza
Fazer a GREAT OCEAN WALK, uma experiência a não perder na Austrália para os amantes dos trilhos na natureza
Fazer a GREAT OCEAN WALK, uma experiência a não perder na Austrália para os amantes dos trilhos na natureza

Passámos pela Parker Spur Road e pelo Blanket Bay Track (segundo encontro com cobras!), para depois iniciarmos a descida pelo Telegraph Track e aí tivemos o nosso primeiro encontro, em ambiente selvagem, com um coala, que estava a dormir no cimo de uma árvore e que nós o ouvimos a ressonar!

Fazer a GREAT OCEAN WALK, uma experiência a não perder na Austrália para os amantes dos trilhos na natureza
Fazer a GREAT OCEAN WALK, uma experiência a não perder na Austrália para os amantes dos trilhos na natureza

Por volta das 16.30h, chegámos ao Blanket Bay GOW Campground, com vista para uma bela praia e para o mar. O acampamento tinha uma secção dedicada aos caminhantes da Great Ocean Walk (GOW) e outra para pessoas que chegam lá de carro, e estava praticamente cheio.

Fazer a GREAT OCEAN WALK, uma experiência a não perder na Austrália para os amantes dos trilhos na natureza
Fazer a GREAT OCEAN WALK, uma experiência a não perder na Austrália para os amantes dos trilhos na natureza

A noite foi muito ventosa e fria, e com chuva por vezes intensa. Cozinhamos e comemos dentro da tenda, com uma vista fabulosa sobre a praia e o mar.

Fazer a GREAT OCEAN WALK, uma experiência a não perder na Austrália para os amantes dos trilhos na natureza
Fazer a GREAT OCEAN WALK, uma experiência a não perder na Austrália para os amantes dos trilhos na natureza

2. Segundo dia

De manhã, ainda com o céu um pouco nublado, pudemos admirar, de dentro da nossa tenda, um fabuloso nascer-do-sol.

Fazer a GREAT OCEAN WALK, uma experiência a não perder na Austrália para os amantes dos trilhos na natureza
Fazer a GREAT OCEAN WALK, uma experiência a não perder na Austrália para os amantes dos trilhos na natureza

No segundo dia já estávamos mais habituados à caminhada, e as mochilas estavam um pouco mais leves. O dia foi marcado pela vida selvagem, quando cangurus e coalas fizeram as nossas delícias.

Fazer a GREAT OCEAN WALK, uma experiência a não perder na Austrália para os amantes dos trilhos na natureza
Fazer a GREAT OCEAN WALK, uma experiência a não perder na Austrália para os amantes dos trilhos na natureza

2.1. De Blanket Bay a Cape Otway

Começámos a caminhar por volta das 8.30h, mas antes disso tínhamos de aquecer água para o chá, tomar o pequeno-almoço, desmontar a tenda, e arrumar as mochilas. O céu estava pouco nublado, depois de uma noite chuvosa, e um pouco frio, mas ao longo do dia o tempo ficaria mais quente.
Começámos o dia a subir, e visitámos um lookout a 270 m do trilho, logo à saída do acampamento, e aí vimos um canguru pela primeira vez no caminho!

Fazer a GREAT OCEAN WALK, uma experiência a não perder na Austrália para os amantes dos trilhos na natureza
Fazer a GREAT OCEAN WALK, uma experiência a não perder na Austrália para os amantes dos trilhos na natureza

Dali, descemos para Parker Inlet, uma bela praia rodeada de falésias, e depois subimos para Parker Hill (novo encontro com cobras!). Mais à frente, passámos pela Crayfish Bay, uma baía de águas de azul-turquesa, onde uma família, pai e filhos pequenos, se dedicavam à pesca submarina.

Fazer a GREAT OCEAN WALK, uma experiência a não perder na Austrália para os amantes dos trilhos na natureza
Fazer a GREAT OCEAN WALK, uma experiência a não perder na Austrália para os amantes dos trilhos na natureza
Fazer a GREAT OCEAN WALK, uma experiência a não perder na Austrália para os amantes dos trilhos na natureza

Chegámos depois a Cape Otway Lightstation, construído em 1848 e o farol mais antigo da Austrália, o sítio onde encontrávamos mais pessoas no trilho até então. O farol localizado num complexo turístico (entrada: 19,5 AUD) onde há várias actividades, em especial para os mais novos, relacionadas com a história do farol e a vigilância e defesa da costa sudoeste australiana, em particular durante a Segunda Guerra Mundial. Seguimos em frente até ao Cape Otway GOW Campground, onde chegámos por volta das 12.15h, e onde almoçámos.

Fazer a GREAT OCEAN WALK, uma experiência a não perder na Austrália para os amantes dos trilhos na natureza
Fazer a GREAT OCEAN WALK, uma experiência a não perder na Austrália para os amantes dos trilhos na natureza
Fazer a GREAT OCEAN WALK, uma experiência a não perder na Austrália para os amantes dos trilhos na natureza

2.2. De Cape Otway até Aire River

Depois de almoço, seguimos para Station Beach, onde iniciámos um percurso de 3 km ao longo da praia, numa bela secção da caminhada. É difícil caminhar na areia,com as mochilas cheias e pesadas, mas tudo é recompensado pela paisagem e serenidade comunicada pelo mar e pelo sol que agora dava ares da sua graça.

Fazer a GREAT OCEAN WALK, uma experiência a não perder na Austrália para os amantes dos trilhos na natureza
Fazer a GREAT OCEAN WALK, uma experiência a não perder na Austrália para os amantes dos trilhos na natureza

A seguir, tivemos de abandonar a praia e subir de volta às falésias. Passámos por vários lookouts, com belas vistas, sendo o mais impressionante o Escarpment Lookout, sobre o rio Aire e a magnífica praia na sua foz.

Fazer a GREAT OCEAN WALK, uma experiência a não perder na Austrália para os amantes dos trilhos na natureza
Fazer a GREAT OCEAN WALK, uma experiência a não perder na Austrália para os amantes dos trilhos na natureza
Fazer a GREAT OCEAN WALK, uma experiência a não perder na Austrália para os amantes dos trilhos na natureza
Fazer a GREAT OCEAN WALK, uma experiência a não perder na Austrália para os amantes dos trilhos na natureza

O trilho diverge a dada altura para ir até à praia, mas nós já não tínhamos tempo e resolvemos avançar em direcção ao acampamento. Durante a descida vimos mais um canguru e, depois de atravessar a ponte sobre o rio, chegámos ao Aire River GOW Campsite, por volta das 17.30h.

Fazer a GREAT OCEAN WALK, uma experiência a não perder na Austrália para os amantes dos trilhos na natureza
Fazer a GREAT OCEAN WALK, uma experiência a não perder na Austrália para os amantes dos trilhos na natureza
Fazer a GREAT OCEAN WALK, uma experiência a não perder na Austrália para os amantes dos trilhos na natureza

Montámos a tenda (numa secção geral, sem ser dedicada ao GOW, mas mais bonita) e tivemos uma bela surpresa ao encontrarmos 5 coalas amorosos numa árvore! A noite foi muito fria e com muita humidade.

Fazer a GREAT OCEAN WALK, uma experiência a não perder na Austrália para os amantes dos trilhos na natureza
Fazer a GREAT OCEAN WALK, uma experiência a não perder na Austrália para os amantes dos trilhos na natureza
Fazer a GREAT OCEAN WALK, uma experiência a não perder na Austrália para os amantes dos trilhos na natureza

3. Terceiro dia

O terceiro dia foi o dia mais duro da nossa Great Ocean Walk. Foram duas jornadas muito duras, com o final do dia a ser extenuante. Não recomendamos a fazer desta forma, pois a distância a ser percorrida é superior à oficial. Neste dia fizemos cerca de 32 km!

Fazer a GREAT OCEAN WALK, uma experiência a não perder na Austrália para os amantes dos trilhos na natureza
Fazer a GREAT OCEAN WALK, uma experiência a não perder na Austrália para os amantes dos trilhos na natureza
Fazer a GREAT OCEAN WALK, uma experiência a não perder na Austrália para os amantes dos trilhos na natureza

3.1. De Aire River a Johanna Beach

Sabíamos que tínhamos um longo dia pela frente, por isso começámos a caminhar por volta das 7.30h. Quando partimos, tivemos a companhia de chuva ligeira, que acabaria passada meia-hora, mas o céu manter-se-ia nublado o dia todo. O trilho começa a subir bastante logo no início, e depois segue aos altos e baixos pelo topo das falésias.

Fazer a GREAT OCEAN WALK, uma experiência a não perder na Austrália para os amantes dos trilhos na natureza

Chegámos então a Castle Cove, um lookout com acesso a carros e onde várias pessoas se aglomeravam. A seguir, prosseguimos por uma floresta com abetos gigantes de aspecto jurássico, e finalmente chegámos a a Johanna Beach, onde caminhámos pela praia durante cerca de 2 km.

Fazer a GREAT OCEAN WALK, uma experiência a não perder na Austrália para os amantes dos trilhos na natureza
Fazer a GREAT OCEAN WALK, uma experiência a não perder na Austrália para os amantes dos trilhos na natureza
Fazer a GREAT OCEAN WALK, uma experiência a não perder na Austrália para os amantes dos trilhos na natureza
Fazer a GREAT OCEAN WALK, uma experiência a não perder na Austrália para os amantes dos trilhos na natureza
Fazer a GREAT OCEAN WALK, uma experiência a não perder na Austrália para os amantes dos trilhos na natureza
Fazer a GREAT OCEAN WALK, uma experiência a não perder na Austrália para os amantes dos trilhos na natureza

Aí, tivemos de cruzar a pé o Johanna river, com pouca profundidade mas com alguns metros de largura, ou seja, tivemos de molhar os pés!

Fazer a GREAT OCEAN WALK, uma experiência a não perder na Austrália para os amantes dos trilhos na natureza
Fazer a GREAT OCEAN WALK, uma experiência a não perder na Austrália para os amantes dos trilhos na natureza

Finalmente, chegámos ao Johanna Beach campsite, por volta das 12h, onde almoçámos e secámos as botas e meias.

Fazer a GREAT OCEAN WALK, uma experiência a não perder na Austrália para os amantes dos trilhos na natureza
Fazer a GREAT OCEAN WALK, uma experiência a não perder na Austrália para os amantes dos trilhos na natureza

3.2. De Johanna Beach a Ryan’s Den

Dali, seguimos por colinas verdejantes e meandros do rio, por um caminho que já foi de acesso a carros. A partir dali, passámos por um bloqueio do caminho e entrámos numa estrada de terra batida, que se manteria connosco durante 9 km(!), naquela que consideramos a parte menos bonita de toda a Great Ocean Walk.

Fazer a GREAT OCEAN WALK, uma experiência a não perder na Austrália para os amantes dos trilhos na natureza
Fazer a GREAT OCEAN WALK, uma experiência a não perder na Austrália para os amantes dos trilhos na natureza
Fazer a GREAT OCEAN WALK, uma experiência a não perder na Austrália para os amantes dos trilhos na natureza
Fazer a GREAT OCEAN WALK, uma experiência a não perder na Austrália para os amantes dos trilhos na natureza
Fazer a GREAT OCEAN WALK, uma experiência a não perder na Austrália para os amantes dos trilhos na natureza

Como recompensa, no final da estrada, encontrámos uma quinta orgânica, onde o dono oferecia água e vendia compota (por donativo), com direito a guarita com um boneco!

Fazer a GREAT OCEAN WALK, uma experiência a não perder na Austrália para os amantes dos trilhos na natureza
Fazer a GREAT OCEAN WALK, uma experiência a não perder na Austrália para os amantes dos trilhos na natureza

Dali, passámos um gradeamento, e começámos a descida para Milanesia Beach, onde andámos cerca de 500m, e onde vimos uma formações rochosas feitas de arenitos com blocos esferoidais muito curiosos. Ali havia mais um Decision Point, e decidmos ir por dentro, mas depois demo-nos conta que teria sido melhor ir pela praia.

Fazer a GREAT OCEAN WALK, uma experiência a não perder na Austrália para os amantes dos trilhos na natureza
Fazer a GREAT OCEAN WALK, uma experiência a não perder na Austrália para os amantes dos trilhos na natureza
Fazer a GREAT OCEAN WALK, uma experiência a não perder na Austrália para os amantes dos trilhos na natureza
Fazer a GREAT OCEAN WALK, uma experiência a não perder na Austrália para os amantes dos trilhos na natureza
Fazer a GREAT OCEAN WALK, uma experiência a não perder na Austrália para os amantes dos trilhos na natureza

Percorremos cerca de 1 km entre amoras (para deleite da Carla!) até descer para uma pequena ponte e depois foram 4km sempre a subir e descer, até chegarmos a um passadiço em escadas em madeira.

Fazer a GREAT OCEAN WALK, uma experiência a não perder na Austrália para os amantes dos trilhos na natureza
Fazer a GREAT OCEAN WALK, uma experiência a não perder na Austrália para os amantes dos trilhos na natureza
Fazer a GREAT OCEAN WALK, uma experiência a não perder na Austrália para os amantes dos trilhos na natureza

Estávamos exaustos e parecia que o esforço não tinha fim! Finalmente, por volta das 18.15h, chegávamos ao Ryan’s Den campsite, com um excelente lookout, ideal para assistir ao pôr-do-sol ou jantar.

Fazer a GREAT OCEAN WALK, uma experiência a não perder na Austrália para os amantes dos trilhos na natureza
Fazer a GREAT OCEAN WALK, uma experiência a não perder na Austrália para os amantes dos trilhos na natureza
Fazer a GREAT OCEAN WALK, uma experiência a não perder na Austrália para os amantes dos trilhos na natureza

No entanto, já estava ocupado por um grupo de jovens, por isso acabámos por jantar junto à tenda. A noite não teve vento nem foi muito fria, mas continuávamos a sentir muito o chão duro e frio (mesmo com os isoladores)!

Fazer a GREAT OCEAN WALK, uma experiência a não perder na Austrália para os amantes dos trilhos na natureza
Fazer a GREAT OCEAN WALK, uma experiência a não perder na Austrália para os amantes dos trilhos na natureza

4. Quarto dia

No quarto dia, o bom tempo e o sol finalmente vieram para ficar. Num dia de só uma jornada, pela primeira vez na nossa Great Ocean Walk, pudemos desfrutar do caminho e fazer as coisas mais devagar.

Fazer a GREAT OCEAN WALK, uma experiência a não perder na Austrália para os amantes dos trilhos na natureza

4.1. De Ryan’s Den a Wreck Beach

Dormimos até um pouco mais tarde para recuperarmos do esforço do dia anterior e começámos a andar por volta das 9.30h. Seguimos pelo topo da falésia e avistámos 2 cangurus, incluindo um no lookout do acampamento!
Foram cerca de 7 km de floresta até chegarmos a Moonlight Head, um promontório, a partir de onde nos afastámos do mar.

Fazer a GREAT OCEAN WALK, uma experiência a não perder na Austrália para os amantes dos trilhos na natureza
Fazer a GREAT OCEAN WALK, uma experiência a não perder na Austrália para os amantes dos trilhos na natureza

Passámos por uma fazenda, onde vimos pela primeira vez no trilho uma área extensa desflorestada, mas depois enveredámos novamente por uma zona com floresta, onde voltámos a avistar um canguru.

Fazer a GREAT OCEAN WALK, uma experiência a não perder na Austrália para os amantes dos trilhos na natureza
Fazer a GREAT OCEAN WALK, uma experiência a não perder na Austrália para os amantes dos trilhos na natureza

Passámos então pelo The Gables Lookout, numa das falésias mais altas da Austrália, e de onde se conseguem avistar baleias de Junho a Setembro.

Fazer a GREAT OCEAN WALK, uma experiência a não perder na Austrália para os amantes dos trilhos na natureza
Fazer a GREAT OCEAN WALK, uma experiência a não perder na Austrália para os amantes dos trilhos na natureza

Finalmente, chegámos a Wreck Beach por volta das 13h30, onde almoçámos. Não tínhamos a certeza se iria ser possível fazer o percurso pela praia, por isso acabámos por almoçar na escadaria, antes de chegar à praia!

Fazer a GREAT OCEAN WALK, uma experiência a não perder na Austrália para os amantes dos trilhos na natureza
Fazer a GREAT OCEAN WALK, uma experiência a não perder na Austrália para os amantes dos trilhos na natureza

4.2. De Wreck Beach a Devil’s Kitchen

No decision point, e após consultarmos as condições do mar e da praia, decidimos seguir pela praia. Caminhámos cerca de 2 km pela praia, e passámos por alguns rochedos e sinais de naufrágios, fazendo jus ao nome da praia!

Fazer a GREAT OCEAN WALK, uma experiência a não perder na Austrália para os amantes dos trilhos na natureza
Fazer a GREAT OCEAN WALK, uma experiência a não perder na Austrália para os amantes dos trilhos na natureza
Fazer a GREAT OCEAN WALK, uma experiência a não perder na Austrália para os amantes dos trilhos na natureza

A seguir, estava na altura de subir. A visão de baixo desencorajava, mas lentamente fizemos os cerca de 1,5 km de subida até chegarmos ao Devil’s Kitchen GOW Campsite, por volta das 15.30h. Tivemos assim muito tempo para descansar, lanchar e “reclamar” para nós um excelente lookout no acampamento para assistir ao pôr-do-sol.

Fazer a GREAT OCEAN WALK, uma experiência a não perder na Austrália para os amantes dos trilhos na natureza
Fazer a GREAT OCEAN WALK, uma experiência a não perder na Austrália para os amantes dos trilhos na natureza
Fazer a GREAT OCEAN WALK, uma experiência a não perder na Austrália para os amantes dos trilhos na natureza
Fazer a GREAT OCEAN WALK, uma experiência a não perder na Austrália para os amantes dos trilhos na natureza

Jantámos e, como em todos os dias anteriores, recolhemos à cama pouco depois do anoitecer. Depois do sol se pôr, o frio instalava-se e como não havia mais nada para fazer, metíamo-nos no saco-cama e íamos dormir. A noite, para não variar, foi bastante fria. Era a nossa última na Great Ocean Walk.

Fazer a GREAT OCEAN WALK, uma experiência a não perder na Austrália para os amantes dos trilhos na natureza
Fazer a GREAT OCEAN WALK, uma experiência a não perder na Austrália para os amantes dos trilhos na natureza

5. Quinto dia

O último dia foi marcado, como não podia deixar de ser, pelo atingir do final, e pela beleza dos Twelve Apostles, assim como a estranheza de, passados cinco dias quase isolados, voltar a encontrar um sítio turístico com tanta gente (e o mundo diferente).

Fazer a GREAT OCEAN WALK, uma experiência a não perder na Austrália para os amantes dos trilhos na natureza

5.1. De Devil’s Kitchen a Princetown

O sol voltou a agraciar-nos com a sua presença durante todo o dia e, principalmente de tarde, tivemos um gostinho do que será fazer a Great Ocean Walk no calor do Verão. Começámos a caminhar por volta das 8.15h, pelo topo das falésias, com vegetação alta e árvores. Passámos por vários lookouts, incluindo o Anne and Geg Lookout, e vimos 3 cangurus.

Fazer a GREAT OCEAN WALK, uma experiência a não perder na Austrália para os amantes dos trilhos na natureza
Fazer a GREAT OCEAN WALK, uma experiência a não perder na Austrália para os amantes dos trilhos na natureza
Fazer a GREAT OCEAN WALK, uma experiência a não perder na Austrália para os amantes dos trilhos na natureza

Chegámos ao Gellibrand River e respectiva praia, numa das paisagens mais bonitas de todo o trilho. Não fomos à praia, pois não tínhamos tempo para esse desvio, e seguimos pelo Latrobe Creek (onde nos enganámos no caminho pela primeira e única vez na Great Ocean Walk!), até chegarmos a
Princetown. Resolvemos fazer um pequeno desvio para chegar ao nosso hostel, esvaziar as mochilas de tudo que não fosse essencial e aí almoçar, por volta das 12.00h.

Fazer a GREAT OCEAN WALK, uma experiência a não perder na Austrália para os amantes dos trilhos na natureza
Fazer a GREAT OCEAN WALK, uma experiência a não perder na Austrália para os amantes dos trilhos na natureza

5.2. De Princetown a Twelve Apostles

A caminhada da parte da tarde custou-nos um pouco, talvez pelo facto de estarmos já em clima de final de caminhada, mas principalmente pelo calor que se fazia sentir. Além disso, o trilho, pelo cimo das falésias, era muito exposto ao sol. Passámos pela bela Clifton Beach e, finalmente, chegávamos ao Walk Victoria’s Icons Lookout, um marco na Great Ocean Walk e de onde se pode admirar alguns dos Twelve Apostles.

Fazer a GREAT OCEAN WALK, uma experiência a não perder na Austrália para os amantes dos trilhos na natureza
Fazer a GREAT OCEAN WALK, uma experiência a não perder na Austrália para os amantes dos trilhos na natureza
Fazer a GREAT OCEAN WALK, uma experiência a não perder na Austrália para os amantes dos trilhos na natureza
Fazer a GREAT OCEAN WALK, uma experiência a não perder na Austrália para os amantes dos trilhos na natureza

Mais à frente, encontrámos os famosos Gibson Steps, um caminho que dá acesso ao mar descendo pela falésia. Quando nós estivemos lá, o acesso à praia estava fechado, mas os Gibson Steps (construídos por um proprietário local no século XIX) vão desde o topo da falésia até à Gibson Beach, proporcionando vistas fabulosas da costa.

Fazer a GREAT OCEAN WALK, uma experiência a não perder na Austrália para os amantes dos trilhos na natureza
Fazer a GREAT OCEAN WALK, uma experiência a não perder na Austrália para os amantes dos trilhos na natureza
Fazer a GREAT OCEAN WALK, uma experiência a não perder na Austrália para os amantes dos trilhos na natureza

Finalmente, chegávamos ao fim da Great Ocean Walk, o 12 Apostles Visitor Centre, onde pode refrescar-se com uma bebida e preparar-se para conhecer mais de perto os “12 Apóstolos”, formações rochosas conhecidas anteriormente como “A Porca e os Leitões”, mas cujo nome foi mudado, nos anos 60, para 12 Apóstolos (mais atractivo para o turismo…), embora seja difícil ver como é que podem ser 12… GRITAMOS DE CONTENTAMENTO!

Fazer a GREAT OCEAN WALK, uma experiência a não perder na Austrália para os amantes dos trilhos na natureza
Fazer a GREAT OCEAN WALK, uma experiência a não perder na Austrália para os amantes dos trilhos na natureza

A partir do Twelve Apostles Visitor Centre, através de um túnel que passa por baixo da Great Ocean Road, terá acesso às plataformas de visualização destas famosas formações rochosas. Estava concluída assim, com chave de ouro, a nossa Great Ocean Walk.

Fazer a GREAT OCEAN WALK, uma experiência a não perder na Austrália para os amantes dos trilhos na natureza
Fazer a GREAT OCEAN WALK, uma experiência a não perder na Austrália para os amantes dos trilhos na natureza

FAZER APENAS ALGUNS PERCURSOS DA GREAT OCEAN WALK


Se não tiver oportunidade, ou não quiser fazer a Great Ocean Walk por completo, apresentamos a seguir alguns percursos curtos e de um dia, que poderá fazer ao longo da Great Ocean Walk. Em alguns deles, principalmente no caso de percursos lineares de um dia completo, precisará de dois carros (um para ficar no fim e o outro para deixar no início) ou de uma boleia ou transporte.

Fazer a GREAT OCEAN WALK, uma experiência a não perder na Austrália para os amantes dos trilhos na natureza

1. Percursos curtos

1.1. Shelley Beach Circuit

Distância: 2.4km ida e volta (percurso circular)
Duração: 1 h
Início e fim: Shelley Beach Picnic Area
Dificuldade: Fácil

1.2. Light-station Cemetery e Lookout

Distância: 2.8km ida e volta (percurso circular)
Duração: 1,5 h
Início e fim: Cape Otway Light-Station Carpark
Dificuldade: Fácil

1.3. Aire River Escarpment Lookout

Distância: 4,2 km ida e volta (percurso circular)
Duração: 2,5 h
Início e fim: Aire River Bridge
Dificuldade: Moderada

1.4. The Gables Lookout

Distância: 800 m ida e volta (percurso circular)
Duração: 20 min
Início e fim: The Gable Car-park
Dificuldade: Fácil

1.5. Wreck Beach Walk

Distância: 2,1 km ida e volta (percurso circular)
Duração: 2 h
Início e fim: Wreck Beach
Dificuldade: Moderada/Difícil

Fazer a GREAT OCEAN WALK, uma experiência a não perder na Austrália para os amantes dos trilhos na natureza

2. Percursos de um dia

2.1. De Marengo a Shelly Beach

Distância: 4,7 km
Duração: 2,5 h
Início / fim: Marengo caravan park / Shelley Beach picnic area
Dificuldade: Moderada

2.2. De Blanket Bay a Parker Inlet

Distância: 4,5 km
Duração: 2,5 h
Início / fim: Blanket Bay camp ground / Parker Inlet
Dificuldade: Moderada

2.3. De Cape Otway to Aire River

Distância: 9,3 km
Duração: 5 h
Início / fim: Cape Otway / Aire River
Dificuldade: Moderada

2.4. De Aire River a Johanna Beach

Distância: 13 km
Duração: 5 h
Início / fim: Aire River information shelter / Johanna Beach camp ground
Dificuldade: Moderada

2.5. De Milanesia Beach a Moonlight Head

Distância: 10,4 km
Duração: 5 h
Início / fim: Milanesia Creek / Moonlight Head
Dificuldade: Moderada

Fazer a GREAT OCEAN WALK, uma experiência a não perder na Austrália para os amantes dos trilhos na natureza

Este artigo foi realizado durante a nossa viagem de Volta ao Mundo em 2019/2020. Dias 242 a 246 – Fazer a GREAT OCEAN WALK, uma experiência a não perder para os amantes da natureza (Mar 2020)

Rui Pinto

Físico de formação mas interessado em todos os aspectos da cultura e história da humanidade. As viagens são o meio privilegiado para um aprofundamento do conhecimento do mundo, das suas gentes e do nosso papel na vida.

More Posts - Facebook - Google Plus


RECEBA AS NOVIDADES

Bem-vindos ao Viajar entre Viagens! Junte-se a esta comunidade e subscreva a nossa newsletter mensal. Uma vez por mês irá receber um email com todas as novidades do blogue e das redes sociais, tais como novos artigos, viagens, projectos e vídeos no youtube.

Irá receber um email com um link para confirmar a sua subscrição.

QUE EQUIPAMENTO FOTOGRÁFICO USAMOS

Esta é provavelmente uma das perguntas que mais recebemos. A resposta é simples e está aqui. Desde drone, câmaras fotográficas, computadores, etc. Tudo o que vai na nossa bagagem está aqui.

 câmera dslr - ícones de tecnologia grátisMáquinas fotográficas e drones sinal de símbolo de ícone de computador - Download Vetores Gratis ...Computador e gadgets

PROGRAME A SUA VIAGEM

  Faça as suas reservas através das parcerias do nosso blogue. Você NÃO PAGA MAIS, nós ganhamos uma pequena comissão. Assim conseguimos manter o blogue com opiniões isentas.

Resultado de imagem para hotel icon Reserve o hotel no Booking.com e encontre as melhores promoções. Reserve e cancele sempre que necessitar.

Local Tourism Svg Png Icon Free Download (#343998 ...  Marque os seus bilhetes nos monumentos e tours, evitando filas usando o Get Your Guide.

Imagem relacionada  Reserve os seus voos com a Skyscanner. Garanta os melhores preços.

Resultado de imagem para car icon  Alugue carro usando o RentalCars, comparando e escolhendo o melhor preço antes de viajar.

Resultado de imagem para saúde icon  Faça seguro de viagem na Iati Seguros ao menor preço do mercado e com seguros especializados para viajantes. Se usar este link gozará de 5% de desconto.

Resultado de imagem para livro icon  Usamos os guias de viagem da Lonely Planet para preparar as nossas viagens. Se faz o mesmo, pode comprá-los online. Sai mais barato e os portes são grátis a partir dos 35€.

Resultado de imagem para dinheiro icon Use o cartão REVOLUT para levantar dinheiro em viagem. Se usar este link, não terá custo com o envio do cartão, poupando assim 5,99€. . Este blogue contém links de programas de afiliados.

2 Comentários

  1. claudio diz: Responder

    Olá a todos, parabéns mais uma vez pelo vosso site e pelas vossas viagens. Morro de inveja vossas (era um pouco como voces mas o nascimentos de duas crias mudou-me o estilo de vida:).
    Mas vamos ao que interessa…acampar na Austrália, pais de cobras e aranhas mais venenosas, não vos fez confusão? é seguro?

    1. Carla Mota diz: Responder

      Mete impressão mesmo, especialmente as cobras. Há que tomar alguns cuidados, nos trilhos, mas especialmente nos campings. As tendas devem estar sempre fechadas e as botas de caminhada., nunca devem ficar fora da tenda. Depois, há que descontrair e desfrutar. No início faz mais impressão. Eu tenho fobia de cobras e consegui. 😉 Custa menos do que o que parece.

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.