Visitar PUNTA NINFAS e ver elefantes marinhos | Argentina

Visitar PUNTA NINFAS, o melhor local do mundo para ver elefantes marinhos | Argentina

Punta Ninfas situa-se a 90 km de Puerto Madryn e é um dos melhores lugares do mundo para observar elefantes-marinhos. São precisas quase duas horas para percorrer a distância entre os dois locais já que a estrada não é asfaltada.

Visitar PUNTA NINFAS, o melhor local do mundo para ver elefantes marinhos | Argentina

Punta Ninfas é um promontório rochoso com mais de 200 m de altura em relação à praia onde centenas de elefantes-marinhos se espreguiçam e assistem ao rebentar das ondas.
.

Visitar PUNTA NINFAS, o melhor local do mundo para ver elefantes marinhos | ArgentinaAproveitei o dia da Nação Argentina (25 de Maio) para visitar este local. Como era feriado, vários argentinos fizeram o mesmo e aproveitavam o dia de descanso para pescar na praia a poucas dezenas de metros da maior espécie de focas. Tal como todas as focas, os elefantes-marinhos têm membros posteriores atrofiados e deslocam-se arrastando-se no terreno. A cauda parece uma membrana dupla e é possível ver os seus dedos. Esta cauda é a razão pela qual são muito bons nadadores.Visitar PUNTA NINFAS, o melhor local do mundo para ver elefantes marinhos | Argentina

O elefante-marinho foi perseguido, inclusive nas costas da Argentina, e caçado para extrair gordura, óleos e a sua pele. Hoje é uma espécie protegida e as populações defendem-nos com unhas e dentes. Têm consciência da sua importância em termos ambientais, mas especialmente, em termos económicos. Chegam todos os dias turistas à procura de estar frente-a-frente com estes monstros marinhos. Os locais já perceberam que estes animais podem ser uma enorme fonte de receita. No mês de Maio, a colónia de elefantes-marinhos de Punta Ninfas tem poucos indivíduos, não chega a meia centena. No verão austral, entre Dezembro e Fevereiro, a colónia recebe mais de mil indivíduos desta espécie. Agora restam as fêmeas que estão a amamentar as crias e alguns juvenis que ainda não estavam preparados para a migração de inverno. No entanto, a visita a esta colónia foi uma experiência incomparável. Os elefantes-marinhos olham-me, seguem os meus movimentos com os seus olhos negros, meigos e indefesos. Parecem pedir-me “brinca comigo”. Vou girando a cara, ora para a esquerda, ora para a direita. Eles vão seguindo os meus movimentos. Deito-me nos calhaus da praia e estico-me na sua direcção. Vou arrastando-me até chegar bem perto. Não parecem importar-se e alguns até parecem competir por um pouco de atenção.Visitar PUNTA NINFAS, o melhor local do mundo para ver elefantes marinhos | ArgentinaOs elefantes-marinhos mais jovens exibem cicatrizes e feridas. Algumas resultam das lutas que travam entre si na procura de um espaço. Outras resultam de embates que travam com as rochas quando tentam sair do mar.Visitar PUNTA NINFAS, o melhor local do mundo para ver elefantes marinhos | ArgentinaOs machos adultos são muito maiores que as fêmeas e podem atingir 4 toneladas. Infelizmente, nenhum macho adulto se encontrava na colónia, pois são estes que exibem verdadeiras trompas. As narinas começam a desenvolver-se quando o macho tem cerca de 3 anos e depois são usadas para emitirem sons graves e aterradores e intimidarem os restantes machos do grupo.Visitar PUNTA NINFAS, o melhor local do mundo para ver elefantes marinhos | Argentina

Na actualidade ainda me foi possível ver estes animais a menos de um metro de distância. Quando soube que assim seria não pensei duas vezes e agarrei esta oportunidade com unhas e dentes. Fala-se que a partir do próximo ano a colónia será fechada e não será possível descer a falésia para privar com estes animais. Obviamente que se entende tal medida, mas, no fundo, será necessária? As colónias da Península de Valdes estão já isoladas e, ao contrário destas, vêem a quantidade de indivíduos a diminuir e não a aumentar. Até que ponto impedir este contacto será vantajoso? Os pescadores locais deixarão de poder descer a falésia e recolher aqui o seu peixe. Será que esta proibição levará ao aumento de indivíduos na colónia? Ou acontecerá precisamente o contrário, também os elefantes-marinhos terão tendência a deslocar-se para outro local? O futuro nos dirá.Visitar PUNTA NINFAS, o melhor local do mundo para ver elefantes marinhos | ArgentinaNo entanto, uma coisa é certa. Estes animais não vêem nos humanos qualquer ameaça e parecem satisfeitos com a minha presença. Para mim, foi um prazer compartir esta tarde com eles. Há muito tempo que não me sentia tão relaxada e em paz.

Marque aqui os seus tours e passeios

Carla Mota

Geógrafa com uma enorme paixão pelas viagens e pelo mundo. Desde muito cedo que as viagens de exploração fazem parte da sua vida. A busca do conhecimento do mundo leva-a em direcção a culturas perdidas e ameaçadas, tentando percebe-las. Hoje é também líder de viagens de aventura na Nomad.

More Posts - Facebook - Google Plus - Flickr - YouTube

.

PROGRAME A SUA VIAGEM

  Faça as suas reservas através das parcerias do nosso blogue. Você NÃO PAGA MAIS, nós ganhamos uma pequena comissão. Assim conseguimos manter o blogue com opiniões isentas.

Resultado de imagem para hotel icon Reserve o hotel no Booking.com e encontre as melhores promoções. Reserve e cancele sempre que necessitar.

Resultado de imagem para tourism iconMarque os seus bilhetes nos monumentos e tours, evitando filas usando o Get Your Guide.

Imagem relacionada  Reserve os seus voos com a Skyscanner. Garanta os melhores preços.

Resultado de imagem para car icon  Alugue carro usando o RentalCars, comparando e escolhendo o melhor preço antes de viajar.

Resultado de imagem para saúde icon  Faça seguro de viagem na Iati Seguros ao menor preço do mercado e com seguros especializados para viajantes. Se usar este link gozará de 5% de desconto.

Resultado de imagem para livro icon  Usamos os guias de viagem da Lonely Planet para preparar as nossas viagens. Se faz o mesmo, pode comprá-los online. Sai mais barato e os portes são grátis a partir dos 35€.

 Este blogue contém links de programas de afiliados.

1 Comentário

  1. Olá Carla,

    Uma série de viagens sucessivas (infelizmente apenas pela Europa…) deixaram-me algum tempo afastado dos blogs. Agora que voltei, não só vim directo ao seu, para acompanhar mais algumas etapas dessaq longa viagem sul-americana, como ainda para lhe dizer que podem contar comigo para tudo o que precisarem para a viagem até ao Senegal. Fiz tantas vezes essa viagem por terra que conheço mesmo tudo de olhos fechados e tenho a certeza que será importante falarmos. Quando quiserem, é só dizer!

    Beijo,

    Alexandre

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.