• China
  • Tongren/Repkong – No coração da cultura tibetana, a chuva cai mas não nos pára… | China

    IMG_0556

    Xiahé foi daqueles locais em que sentimos que devíamos ter ficado mais tempo mas, infelizmente, não era possível. A nossa Rota da Seda estava a chegar ao fim e o nosso périplo pelos centros do budismo tibetano tinha de continuar. Assim, levantamo-nos à hora da primeira oração do dia para os monges do mosteiro, mas […]

  • China
  • Mosteiro de Labrang – Uma peregrinação pelo budismo tibetano em Xiahe | China

    IMG_0233

    O Budismo Tibetano tem 6 escolas diferentes, fundadas por personalidades diferentes e com teorias, rituais e práticas também diferentes. Uma dessas escolas, Gelugpa (também conhecida como a escola do Chapéu Amarelo), foi fundada por Tsongkhapa (1357-1419), um erudito e perito em técnicas de meditação que reformou uma escola já existente (Kadampa). Este nasceu na província […]

  • China
  • Grutas de Bezeklik – Um testemunho de um passado budista | China

    IMG_5636

    Turpan é uma das zonas mais ricas da China, em termos arqueológicos. Marco histórico da Rota da Seda, era inevitável que se encontrasse aqui vestígios da presença e passagem do budismo, a religião que se expandiu, e que durante os séculos teve períodos áureos, seguidos de perseguição e destruição. O budismo teve uma presença duradoura […]

  • China
  • Como é que eu acabo esta história em Kashgar agarrada aos beijos a um polícia chinês? | China

    IMG_5377

    Quando chegamos a Kashgar, a nossa primeira cidade na China, na Rota da Seda, tínhamos de comprar bilhetes de comboio para as viagens que teríamos que fazer nas semanas seguintes. É sabido que comprar bilhetes de comboio na China é uma tarefa hercúlea. As viagens são muito baratas (até para os parâmetros chineses) e os […]

  • Quirguistão
  • Passo de Torugart, a travessia do Quirguistão para a China | Quirguistão

    SAM_4826

    Além dos desertos, o principal obstáculo a ultrapassar na antiga Rota da Seda era atravessar as cordilheiras que separam a Ásia Central do subcontinente indiano e da imensa extensão plana do deserto de Taklamakan (na actual China). Entre elas contam-se as cordilheiras de Tian Shan, Pamir, Hindu Kush e Karakorum, todas elas com picos acima […]

  • Quirguistão
  • Glaciar Inylchek – “Roads? Where we’re going we don’t need . . . roads” | Quirguistão

    SAM_2998

    Uma das coisas que eu e o Rui temos em comum é que ambos éramos fãs acérrimos dos filmes do Regresso ao Futuro dos anos 80. Depois de revermos (várias vezes) juntos a trilogia são muitas as frases dos filmes que usamos nas nossas “private jokes”. Esta foi mais uma dessas ocasiões. A personagem principal […]

  • Uzbequistão
  • Visitar Samarcanda, a capital de impérios e da Rota da Seda | Uzbequistão

    IMG_3067

    Quando Alexandre, o Grande, conquistou Samarcanda (Maracanda para os gregos) em 329 a.C. terá afirmado: “Tudo o que ouvi sobre Maracanda é verdade, excepto que é mais bonita do que alguma vez imaginei“. Durante séculos, Samarcanda foi uma das principais cidades da Rota da Seda, um dos pontos nevrálgicos na encruzilhada entre a Pérsia, a […]

  • Turquemenistão
  • O que há de especial no Turquemenistão?

    IMG_1687

    O Turquemenistão é por variadas razões um país singular, fruto da desagregação da URSS e de um processo de democratização morto à nascença, substituído por uma sucessão dinástica dentro dos círculos de poder já existentes. Evidentemente, não são 3 dias em visto de trânsito que me possibilitam um conhecimento profundo do país, mas deixo aqui algumas reflexões, meras curiosidades fruto da minha curta experiência de viagem por esta nação tão peculiar.

  • Turquemenistão
  • Rir ou chorar no Turquemenistão? – Parte 2

    IMG_1729

    Quando regressamos de táxi de Merv e tentamos trocar dinheiro. Descobrimos que no Turquemenistão não nos trocam dinheiro nas casas de câmbio oficiais. Porquê, não sabemos. Talvez seja o nosso ar altamente ameaçador! As coisas não estavam mesmo a correr bem por terras do Turquemenistão! Trocamos alguns dólares no mercado negro e compramos comida no mercado local. […]