Os melhores filmes de Viagem

filmes de viagem
Hoje resolvemos parar para fazer a nossa lista dos melhores filmes de viagem. Já vimos filmes de ficção, documentários, dramas e épicos. Resolvemos deixar-vos aqui a lista daqueles que consideramos serem os 25 melhores filmes de viagem que já vimos. O que é que eles têm de especial?
– Inspiram-nos.
– Motivam-nos.
– Fazem-nos sonhar!
Será preciso mais?

 1. A vida secreta de Walter Mitty

Walter Mitty (Ben Stiller) é o responsável pelo departamento de arquivo e revelação de fotografias da tradicional revista Life. Ele é um homem tímido, levando uma vida simples, perdido em seus sonhos. Ao receber um pacote com negativos do importante fotógrafo Sean O’Connell (Sean Penn), percebe que está faltando uma foto. O problema é que trata-se justamente da foto escolhida para ser a capa da última edição da revista. É quando, Walter, com o apoio de Cheryl (Kristen Wiig) é obrigado a embarcar numa verdadeira aventura. 

2. Shackleton (2002) 

Para realizar sua expedição para a Antárctida a bordo do Endurance, Ernest Shackleton recrutou 27 homens. Por 10 meses, navegou à deriva no gelo do Mar de Weddell. Na sequência do naufrágio do navio teve de sobreviver em condições extremamente duras, e viajou milhares de quilómetros no continente. Em tais circunstâncias, Shackleton não tinha escolha a não ser desistir de seu sonho de ser o primeiro ser humano a cruzar a Antárctida, a concentrar de alguma forma todos os seus esforços e energias num novo objectivo: chegar com seus homens a casa e em segurança. Uma história de vida e liderança. 

3. Home – O mundo é a nossa casa 

Em 200 mil anos na Terra, a Humanidade tem perturbado o equilíbrio do planeta, estabelecido por quase 4 mil milhões de anos de evolução. O preço a pagar é alto, mas é tarde demais para ser pessimista: a Humanidade tem apenas 10 anos para inverter esta tendência e tornar-se consciente da extensão total da destruição da Terra e alterar os seus modelos de consumo. Yann Arthus-Bertrand, o realizador, traz-nos imagens aéreas únicas de mais de 50 países partilhando esperanças e receios num filme que lança a primeira pedra do edifício que, todos juntos, teremos de reconstruir.

4. Um porco em Gaza 

Quando Jaffar, um pescador palestiniano, regressa da faina na sequência de uma tempestade o inesperado acontece… às redes do seu barco vai parar um porco, caído de um grande cargueiro. Jaffar tem que se livrar deste animal impuro e, de preferência, ganhar algo com isso, mas na cidade de Gaza cercada pelas tropas israelitas e governada por militantes islamitas, tal não parece nada fácil! Um Charlot a tentar livrar-se de um porco, numa aventura rocambolesca… 

5. Babies 

Babies (2010), filme dirigido por Thomas Balmès, é um documentário que testemunha, sem narração, o 1º ano de vida de quatro pequenos seres humanos, cada um de uma parte distinta da Terra. Ponijao é um menino namibiano, Mari é uma menina japonesa, Bayar é um menino mongol e Hattie é uma menina norte-americana. Acompanhamos diversos momentos da vida das pequenas crianças, desde o nascimento, passando pelas primeiras palavras até os primeiros passos. Os quatro bebés comovem o espectador, como é comum com adultos contemplando crianças dessa tamanho e idade. O cineasta escolhe momentos pitorescos e os encaixa com cenas que mostram especificidades culturais, de hábitos e costumes.

6. Sete anos no Tibete 

Outono de 1939, o nazismo domina a Alemanha. Heinrich Harrer, um famoso alpinista austríaco, e o seu companheiro Peter Aufschnaiter decidem escalar um dos picos mais altos do Everest. Harrer, um egocêntrico, só pensa em alcançar fama e glória. Mas os desaires militares nazis, fazem com que seja aprisionado na Índia. Quando, após várias tentativas, consegue fugir, só tem um destino: o Tibete e a misteriosa cidade de Lhasa. Enquanto vai absorvendo uma nova e diferente cultura, que o transformará completamente, Harrer torna-se amigo do jovem Dali Lama a quem introduz os costumes do Ocidente. Mas a intervenção chinesa vem pôr fim a esta amizade e conduzir o Dalai Lama ao exílio.

7. Into the wild (Lado selvagem)

Recentemente licenciado e com um brilhante futuro à sua frente, Christopher McCandless (Emile Hirsch), um jovem de 22 anos, opta por prescindir da sua vida privilegiada e parte em busca de aventura. A sua viagem transforma-o num símbolo de resistência para inúmeras pessoas. Mas quem era Christopher McCandless? Um aventureiro heróico ou um idealista ingénuo, um Thoreau rebelde dos anos 90 ou mais um filho americano perdido a vaguear? Um homem que arriscava tudo ou uma trágica figura a lutar com o precário equilíbrio entre o Homem e a Natureza?  Realizado por Sean Peen a partir do aclamado livro-êxito de Jon Krakauer, retrata cada etapa da viagem pela América de McCandless e as personagens coloridas que vai encontrando e que vão moldando o seu carácter.

8. Comer, rezar e amar 

Liz Gilbert (Julia Roberts) tinha tudo o que uma mulher moderna deve sonhar em ter – um marido, uma casa, uma carreira bem-sucedida – ainda sim, como muitas outras pessoas, ela está perdida, confusa e em busca do que ela realmente deseja na vida. Recentemente divorciada e num momento decisivo, Gilbert sai da zona de conforto, arriscando tudo para mudar sua vida, embarcando em uma jornada ao redor do mundo que se transforma em uma busca por auto-conhecimento. Em suas viagens, ela descobre o verdadeiro prazer da gastronomia na Itália; o poder da oração na Índia, e, finalmente e inesperadamente, a paz interior e equilíbrio de um verdadeiro amor em Bali. Baseado no best-seller autobiográfico de Elizabeth Gilbert, Comer, Rezar, Amar prova que existe mais de uma maneira de levar a vida e de viajar pelo mundo.

9. As crianças de Huang Shi (Orfãos de Guerra)

George Hogg (Jonathan Rhys Meyers), um jovem jornalista inglês, viaja na China para cobrir a guerra, depois de testemunhar as atrocidades cometidas pelas tropas japonesas e quase ser executado, encontra refúgio numa antiga escola que abriga crianças orfãs. Com ajuda de uma corajosa australiana (Radha Mitchell), a nova missão de Hogg é retirar todas as crianças de campo de batalha e leva-las a um lugar seguro. Uma jornada extraordinária por centenas de quilómetros, através de montanhas cobertas de neve. Ao longo deste caminho, lançados às mais inesperadas situações, descobrem na dor a capacidade de amar incondicionalmente.

10. A praia

O desejo de encontrar algo real e genuíno é o que leva Richard a viajar para a Tailândia. Num hotel de Bangkok, Richard conhece um casal francês e encontra também um sujeito estranho conhecido por Daffy, um viajante de longa data marcado pelo sol e pelas drogas. Daffy confia a Richard um segredo: a existência de uma ilha secreta, o paraíso na terra- a praia perfeita!

11. Touching the Void

Em 1985, Joe Simpson e Simon Yates prepararam-se para subir os 6.400 metros de Siula Grande, nos Andes do Peru – a única montanha daquela região ainda por conquistar. Eles eram novos, alpinistas em boa forma física e com experiência. Após uma subida triunfante em apenas três dias, o desastre aconteceu: Joe cai e parte a perna direita, deixando Simon encarregue de os conduzir a salvo. Mas, sem comida nem água, e com um frio excruciante a uma enorme altitude, a única coisa que podiam esperar é a morte certa. Baseado numa impressionante história verídica, e num bestseller internacional, Touching the Void – Uma História de Sobrevivência foi galardoado com o BAFTA para Melhor Filme Britânico do Ano.

12. Água

Água retrata os acontecimentos vividos em 1938, época em que a Índia sofria e vivia uma grande viragem na sua história. Ainda sob o domínio dos ingleses, este país deparava-se com a chegada de Ghandi, uma personagem que viria a abalar o destino da nação. Porém, no seio destas questões fulcrais, Água não se demora nestes assuntos grandiosos, optando por mostrar ao espectador a realidade que vingava nos bastidores da mudança: a vida de um povo, os seus costumes profundamente enraizados e, principalmente, a vida das viúvas indianas.

13. Memórias de uma Gueixa 

Chiyo (Suzuka Ohgo) foi vendida a uma casa de gueixas quando ainda era menina, em 1929, onde é maltratada pelos donos e por Hatsumomo (Gong Li), uma gueixa que tem inveja de sua beleza. Acolhida por Mameha (Michelle Yeoh), a principal rival de Hatsumomo, Chiyo ao crescer torna-se a gueixa Sayuri (Zhang Ziyi). Reconhecida, ela passa a desfrutar de uma sociedade repleta de riquezas e privilégios até que a 2ª Guerra Mundial modifica radicalmente a realidade no Japão.

14. O véu pintado

Uma mulher torna-se insatisfeita com o seu casamento, após as constantes faltas de atenção do marido em favor do seu trabalho. Após uma relação extraconjugal, o marido decide, em termos de castigo, que ambos irão para uma zona infestada de cólera na China, onde o seu trabalho é necessário. A viagem torna-se uma odisseia de auto-conhecimento.

15. A vida de Pi 

Filho do administrador do jardim zoológico de Pondicherry, na India, Pi Patel possui um conhecimento enciclopédico sobre animais e uma visão da vida muito peculiar. Quando Pi tem dezasseis anos, a família decide emigrar para a América do Norte num navio cargueiro juntamente com os habitantes do zoo. Porém, o navio afunda-se logo nos primeiros dias de viagem e Pi vê-se na imensidão do Pacifico a bordo de um salva-vidas acompanhado de uma hiena, um orangotango, uma zebra ferida e um tigre de Bengala. Em breve restarão apenas Pi e o tigre, e a única esperança de sobreviverem é descobrirem, de alguma forma, que ambos precisam um do outro…

16. Kon Tiki

Este drama, inspirado na história real de Thor Heyerdahl, mostra a expedição Kon-Tiki. Em 1947, este pesquisador tinha uma tese ousada para a época: ele acreditava que a Polinésia tinha sido ocupada primeiro pelos povos da América do Sul, e não pelos povos do oeste, como diziam os livros de História. Para comprovar que essa versão da história era possível, Thor decidiu construir uma pequena jangada, com os mesmos materiais de séculos atrás, e chamou cinco tripulantes inexperientes para partir com ele em uma viagem de três meses, considerada por todos como uma aventura suicida. Enquanto flutuam pelo oceano Pacífico, torcendo para serem levados à direcção correcta, os homens enfrentam problemas com tempestades, tubarões, baleias, recifes de corais e com a própria jangada, que corre o risco de se desfazer a qualquer momento.

17. Samsara (2012) – Documentário 

Samsara é uma palavra sânscrita que significa “a eterna roda giratória da vida” e é o ponto de partida para o director Ron Fricke em sua busca pela indescritível interconexão actual das nossas vidas. Filmado ao longo de quase cinco anos, em 25 países, o documentário nos transporta para terras sagradas, zonas de desastre, instalações industriais, e belezas naturais. Ao dispensar o diálogo e o texto descritivo, Samsara subverte nossas expectativas de um documentário tradicional, incentivando nossas próprias interpretações inspiradas por imagens e música que misturam o antigo e o moderno. Expandindo os temas desenvolvidos em suas produções anteriores (Baraka e Chronos), o filme explora as maravilhas do nosso mundo desde o profano ao milagroso, olhando para os alcances insondáveis da espiritualidade do homem e da experiência humana. Nem um documentário tradicional, nem um relato de viagem, Samsara toma a forma de uma meditação guiada, não-verbal. Através de imagens poderosas, o filme ilumina as ligações entre a humanidade e o resto da natureza, mostrando como o nosso ciclo de vida reflecte o ritmo do planeta.

18. Samsara (2001) – Drama

Samsara é uma “história de amor espiritual” filmada nas imponentes locações geladas dos Himalaias. O foco está centrado nas buscas emprendidas por duas pessoas diferentes. De um lado, um homem procura pelo esclarecimento espiritual por meio da renúncia ao mundo real. De outro, uma mulher quer encontrar esclarecimento no amor e uma nova vida inserida no mundo. Essas duas buscas, em determinado momento, se cruzarão e conectarão irreversivelmente a vida dos personagens. Um jovem discípulo a monge, depois de passar três anos meditando solitariamente nas montanhas, é levado de volta para seu mosteiro, onde recupera suas forças. Num passeio na aldeia, conhece Pema, se apaixona à primeira vista e desiste da sua vocação. Mas logo se depara com seu despreparo perante as dificuldades e desafios do dia-a-dia.

19. Diários de motocicleta

Em 1952, o futuro líder da Revolução Cubana Che Guevara era um jovem estudante de medicina. Ele e seu amigo Alberto Granado viajam pela América do Sul numa velha moto, arranjando boleias e fazendo longas caminhadas. Depois de passar por Machu Pichu, chegam a uma colónia de leprosos na Amazónia Peruana, onde começam a questionar o valor do progresso económico. 

20.  Darjeeling Limited

Três irmãos norte-americanos, que não se falavam há um ano, lançam-se numa viagem de comboio através da Índia no intuito de se encontrarem a eles próprios e reatarem os laços familiares – tornarem-se novamente irmãos como eram antes. Porém, a sua “busca espiritual” desvia-se rapidamente do caminho proposto (por causa de acontecimentos envolvendo analgésicos ilegais, xarope indiano para a tosse e spray pimenta) e eles acabam por se ver abandonados no meio do deserto com onze malas de viagem, uma impressora e uma máquina de laminar. Subitamente inicia-se uma nova viagem não planeada. 

21. Tracks

Tracks é baseado na história verídica e inspiradora de Robyn Davidson. O filme retrata o percurso solitário de Robyn Davidson de Alice Springs a Uluru e até o Oceano Índico, atravessando 2700 km do espectacular e impiedoso deserto australiano acompanhada apenas por seu fiel cachorro e quatro camelos imprevisíveis.

22. A thousand times good night (Mil vezes boa noite)

Rebecca é uma das melhores fotógrafas de guerra do mundo. Ela enfrenta uma grande tempestade emocional quando seu marido se recusa a continuar a aceitar a sua arriscada profissão. Ele e as filhas do casal precisam de Rebecca, que, no entanto, ama tanto a família quanto o trabalho. 

23. O Caminho

Tom tem uma relação difícil com o seu filho Daniel. No entanto, enquanto atravessava o Caminho de Santiago de Compostela, Daniel morre. Ao ir à Europa buscar o corpo do filho, Tom decide fazer também a famosa travessia espiritual, encontrando pessoas únicas e que mudarão a sua vida.

24. Quando o céu e a Terra mudaram de lugar (Heaven & Earth)

Uma história apaixonante e comovedora sobre um homem que lutou na guerra do Vietname e uma mulher que a sobreviveu unidos por um amor capaz de enfrentar todas as dificuldades imagináveis e as realidades mais cruéis, numa terra devastada pela guerra e entre um povo dividido entre a Terra e o Céu

25. Livre (Wild)

Após a morte de sua mãe, um divórcio e uma fase de autodestruição repleta de heroína, Cheryl Strayed (Reese Witherspoon) decide mudar e investir em uma nova vida junto à natureza selvagem. Para tanto, ela se aventura em uma trilha de 1100 milhas pela costa do oceano Pacífico.

Que filmes acrescentarias nesta lista? Acrescenta nos comentários. Vamos construir uma lista conjunta.

Carla Mota

Geógrafa com uma enorme paixão pelas viagens e pelo mundo. Desde muito cedo que as viagens de exploração fazem parte da sua vida, culminando num doutoramento nos Andes, investigando ambientes glaciares. A busca do conhecimento do mundo leva-a em direcção a culturas perdidas e ameaçadas, tentando percebe-las. Hoje é também líder de viagens de aventura na Nomad.

More Posts - Facebook - Google Plus - Flickr - YouTube

10 Comment

  1. […] Os Melhores Filmes de Viagem: essa lista relata os 25 melhores filmes de viagem que inspiram, motivam e estimulam nossa imaginação. […]

  2. Maria says: Responder

    U.N.C.L.E

  3. Adorei a lista :) Os meus favoritos são Into the Wild e Wild. Ontem assisti Seven Years in Tibet e eu adorei. Recomendo assisitir: The Bucket List e One Week, ambos os filmes falam sobre pessoas que foram se aventurar depois que descobriram que estavam com câncer.

    1. Carla Mota says: Responder

      Obrigada pelas sugestões, Josiane.

  4. Olá!
    Já vi alguns mas muitos não conhecia. Tenho de ir vendo,,.
    Eu também fiz uma lista de 10 filmes de viagens e o que mais gostei neles http://apontamentosdecircunstancia.blogspot.pt/2015/12/10-movies-about-travelling.html

    Já agora quais são os vossos programas de viagens preferidos?
    http://apontamentosdecircunstancia.blogspot.pt/2016/01/my-favourite-travel-tv-shows.html

    Beijinhos,
    Filipa

    1. Carla Mota says: Responder

      Pois se calhar um dia destes devíamos fazer um post sobre isso. Adoramos o Globe Trecker, no Travel Channel, e o Amazing Race.

  5. Filipa says: Responder

    Olá Carla!
    Tens alguma sugestão para conseguirmos ver estes filmes? Faltam os bons e velhos videoclubes :0

    1. Carla Mota says: Responder

      Nós vamos vendo nos torrents.

  6. Carlos Teixeira says: Responder

    Um filme clássico premiado com cinco óscars:
    “Around the world in 80 days”
    Com David Niven, Mário Moreno

    1. Carla Mota says: Responder

      Excelente sugestão. :)

Deixar uma resposta