Dicas para visitar a casa dos Flintstones | Portugal

IMG_5865
O Daily Mail, um jornal britânico, fez esta semana (Novembro 2015) um artigo sobre a Casa do Penedo, na Serra de Fafe, e transportou o imaginário dos ingleses para o cenário da casa dos Flintstones. Já em 2014 a casa tinha aparecido nos jornais internacionais quando foi considerada uma das casas mais estranhas do mundo pelo Strange Buildings. Resolvemos ir ao nosso baú e recuperar memórias do dia em que visitamos esta casa dos Flintstones, ao longo dum pequeno trek pela Serra de Fafe, no Norte de Portugal.
Na freguesia de Várzea Cova, a apenas 12 km de Fafe, o lugar é bastante acessível, quer de carro (que pode parar logo ao lado da casa dos Flintstones), quer a pé, já que existe um trilho de Pequena Rota que passa mesmo ao lado. 
 
 
A casa foi construída nos anos 70, como refúgio da vida citadina, e é feita em pedra, utilizando três grandes penedos de granito pré-existentes. Rodeada de aerogeradores para produção de energia eólica, a casa não tem electricidade o que lhe dá um carácter ainda mais rústico.
A casa está desabitada, sendo que era utilizada como segunda residência de uma família portuguesa. Apesar de não se poder entrar, é possível observar pelas janelas e ter uma pequena ideia de como é a casa por dentro. É possível ver troncos de madeira que servem de corrimão no interior.

De carro

A Serra de Fafe localiza-se entre Fafe e Celorico de Basto. Chegar aqui não é difícil. Basta alcançar a cidade de Fafe e depois seguir a Estrada Nacional 311 em direcção a Cabeceiras de Basto. No alto da Lameira, pouco depois de passar por baixo de uma ponte há um corte logo a seguir a um café de tolde vermelho e é por aí que deve seguir. Depois, basta explorar os caminhos de terra batida que levam às aldeias da Serra. Aproveite para se perder por aqui pois a população local é afável e irá recebe-lo bem e explicar-lhe como chegar à Casa do Penedo. Se não gosta de se perder, poderá visitá-la seguindo as coordenadas: 41°29’17.15″N e 8°4’3.67″W

A pé

Pode-se chegar à Casa do Penedo seguindo o PR10, designado Trilho do Vento, uma caminhada de 14 km, que pode ser feito calmamente em quatro ou cinco horas. Considerado com um grau de dificuldade baixo-médio, o trilho está ao alcance de todos. É um trilho circular e tem início na subestação do Parque Eólico das Terras Altas de Fafe. O percurso é muito interessante porque trata-se de um percurso temático criado com o objectivo de melhorar o conhecimento acerca da energia eólica e das rochas graníticas.
O trilho é muito interessante porque tem boas e belas panorâmicas sobre a Serra de Fafe e o modo de vida rural destas populações. Para além disso, é possível visitar a capela de Sto António em Vilela, a Casa de Pedra no Alto da Facha, a capela de Nossa Senhora da Guia, um antigo cruzeiro e o Marco do Fidalgo Rodrigo, um bloco de granito brasonado utilizado para delimitar as terras.
NOTA: A Casa do Penedo está actualmente cercada e já não é possível chegar mesmo lá, pode-se no entanto ver bem de uma curta distância, cerca de 50 metros.

Ficha Técnica

Partida e chegada: subestação do Parque Eólico das Terras Altas de Fafe
Tipo de Percurso: PR10 (Pequena Rota)
Distância: 14 Km
Duração do Percurso: aprox. 4h – 5h
Nível de Dificuldade: baixo/médio
Aproveite as nossas dicas e vá conhecer Portugal!

Carla Mota

Geógrafa com uma enorme paixão pelas viagens e pelo mundo. Desde muito cedo que as viagens de exploração fazem parte da sua vida, culminando num doutoramento nos Andes, investigando ambientes glaciares. A busca do conhecimento do mundo leva-a em direcção a culturas perdidas e ameaçadas, tentando percebe-las. Hoje é também líder de viagens de aventura na Nomad.

More Posts - Facebook - Google Plus - Flickr - YouTube

3 Comment

  1. Oiii esses 14 km é ida e volta caminhando?

    Obrigada :)

  2. Somente uma correção: a estrada que liga Fafe a Cabeceiras de Basto é a EN 311.

    1. Carla Mota says: Responder

      Obrigada, vou corrigir. :)

Deixar uma resposta