DICAS de viagem em CHICAGO | EUA

IMG_1042
Chicago é a cidade mais genuína e característica dos EUA. São aconselhados três dias para conhecer a cidade, que está cheia de atracções turísticas e lugares extraordinários perto do lago Michigan para explorar. É, contudo, uma cidade cara para se viajar, pelo que a visita deve ser devidamente programada de forma a poder tornar-se um destino mais em conta, já que o alojamento é limitado e tende a esgotar facilmente.
 

Dicas gerais

– Marcar o hostel atempadamente pela internet porque permite poupar bastante dinheiro já que há pouco alojamento em conta na cidade;
– Se tens cartão de estudante, cartão Jovem ou cartão de professor leva-o contigo. Dá grandes descontos nos museus e nos monumentos;
– Compre o Chicago City Pass.

Transportes

 
Como ir: Os voos Lisboa/Porto-Chicago estão bastante mais em conta. Nós voamos para Nova Iorque/Chicago por apenas 430€/pessoa (ida Porto – NYC e regresso Chicago – Porto).
Acesso ao aeroporto: Há várias hipóteses para chegar ao aeroporto internacional de O’hare. O metro é a opção mais rápida, económica e frequente. A viagem demora cerca de 45 minutos e apanha-se a linha azul até chegar ao centro. Aí pode-se trocar para o Loop, a rede de metro do centro que conecta com as principais áreas da cidade.
Dentro da cidade: Há várias opções para te deslocares dentro da cidade, desde o metro, o bus ou a pé.
Metro: Os bilhetes de metro devem ser adquiridos nas máquinas automáticas nas estações. Podem ser adquiridos bilhetes diários ou passes. Nós optamos por comprar bilhetes avulso porque andamos quase sempre a pé. O Ventra Card – sistema de transportes urbanos de Chicago -tem um custo de 5 dólares que pode ser revertido em viagens online. Se se comprar apenas o bilhete para uma viagem (2.75 dólares), o Passe de 1 dia (10 dólares) ou o bilhete de/para o aeroporto de Chicago O’Hare (5 dólares, no sentido aeroporto – centro; no sentido centro – aeroporto o preço é 3 dólares), não é necessário comprar o cartão Ventra, basta comprar o Ventra Ticket na máquina automática com dinheiro certo. A máquina não dá troco. Há ainda passes para 3 dias – $20; 7 dias – $33; 30 dias – $100. Todos os passes dão direito a usar os autocarros e metros de Chicago.
Autocarro (bus): Chicago tem um sistema de autocarros simples e útil para quem vai passar muito tempo na cidade. Nas ruas pode-se encontrar paragens de autocarro procurando por um poste amarelo com os números e itinerário do bus no topo. Os buses são operados pela mesma empresa que opera o metro e os bilhetes e passes são válidos também para os autocarros. Há que ter o cuidado que os operadores de autocarros não dão troco no pagamento dos bilhetes individuais (2.75 $).

Alojamento

Há vários hotéis na cidade mas são demasiado caros. Estranhamente, Chicago só tem um hostel do HI. O hostel é gigantesco e está sempre cheio de turistas estrangeiros e estudantes americanos. O hostel é fantástico; tem cozinha, um excelente pequeno-almoço, os quartos são limpos, grandes e os wc são muito bons. A localização é soberba e da janela da cozinha temos uma das melhores vistas sobre o Loop.
Nós ficamos num quarto duplo e pagamos cerca 90 USD/noite. Não é barato, claro, mas é Chicago! A grande vantagem é que se pode ir a pé para quase todo o lado na cidade.


Onde Comer:

Há imensos restaurantes e locais para comer em Chicago e alguns bastante económicos e típicos. A especialidade de Chicago são as Deep Pizzas, uma espécie de pizza em forma de tarte. Há quatro lugares de renome na cidade. Nós não tivemos tempo de experimentar todos mas dos dois que experimentamos chegamos a um veredicto.

Começamos por comer no Giordano’s, com vários restaurantes espalhados pela cidade. As filas são enormes durante todo o dia e a pizza é boa, mas nada comparada com a pizza do Lou Malnati’s. Esta última foi a melhor que comemos, especialmente porque a massa era super saborosa. Se houverem dúvidas, basta ver o post que nós escrevemos sobre a melhor pizza de Chicago.

Outro dos ex-líbris gastronómicos da cidade são as pipocas Garrett. Aconteça o que acontecer não deixe de experimentar. Nós adoramos as pipocas com caramelo, amendoim, caju e com chocolate, mas todas são deliciosas. Faça como nós, peça uma embalagem com um bocado de cada. 😉


O que visitar: 

360º Chicago – John Hancock Center 
Skydeck – Willis (Sear) Tower
Passeio de barco nos canais e no lago
Magnificent Mile
Milenium Park
Art Institut
Navy Pier
Lago Michigan
Arte de rua
Grant Park
Loop
Fields Museum
Teatro de Chicago
Solders Field (estádio)

Carla Mota

Geógrafa com uma enorme paixão pelas viagens e pelo mundo. Desde muito cedo que as viagens de exploração fazem parte da sua vida, culminando num doutoramento nos Andes, investigando ambientes glaciares. A busca do conhecimento do mundo leva-a em direcção a culturas perdidas e ameaçadas, tentando percebe-las. Hoje é também líder de viagens de aventura na Nomad.

More Posts - Facebook - Google Plus - Flickr - YouTube

Deixar uma resposta