10 lugares a visitar em Mérida, a antiga capital da Lusitânia romana | Espanha

10 lugares a visitar em Mérida, a antiga capital da Lusitânia romana | Espanha

Mérida, capital da comunidade autónoma espanhola da Estremadura, localiza-se nas margens do rio Guadiana, a pouco quilómetros da fronteira com Portugal, é uma cidade cheia de história e um local de visita obrigatória para todos aqueles que desejam conhecer melhor o nosso país vizinho, Espanha. As suas raízes vão até ao início da ocupação romana da Península Ibérica, e hoje o centro de Mérida reflecte ainda a importância do império romano, passados 20 séculos da fundação da cidade, tendo o seu conjunto arqueológico sido classificado como Património da Humanidade da UNESCO, em 1993.

10 lugares a visitar em Mérida, a antiga capital da Lusitânia romana | Espanha

Recuemos assim no tempo mais de dois mil anos. A península ibérica era habitada por diferentes povos que tinham de lidar com a crescente presença dos romanos no território. Astures, cântabros, vetões e lusitanos eram alguns dos povos que testemunharam a primeira invasão da península pelos romanos, aquando da segunda guerra púnica com Cartago (218 a.C. – 201 a.C.). A província de Hispânia, em 195 a.C. resumia-se a uma faixa costeira desde os Pirenéus até à margem do Guadiana, mas as riquezas minerais e o potencial agrícola do território, assim como a antevisão das receitas de tributos sobre as populações levavam os romanos a querer mais. Após muitas décadas de lutas sangrentas, particularmente com os lusitanos de Viriato, estabelecia-se a Pax Romana, sendo a Hispânia dividida em três províncias, Lusitânia, Bética e Tarraconense. A Lusitânia romana incluía aproximadamente todo o actual território português a sul do rio Douro, a Estremadura espanhola e parte da província de Salamanca.

10 lugares a visitar em Mérida, a antiga capital da Lusitânia romana | Espanha

A capital era Emerita Augusta, actual Mérida, fundada em 25 a.C. por Octávio Augusto, detendo uma posição estratégica na comunicação das províncias de Hispânia, sendo a administração do território dividida com outras cidades como Escalabis Julia (actual Santarém) e Pax Julia (actual Beja). Hoje, apesar da queda do império romano com a cedência da Lusitânia aos alanos e visigodos, em 411, a invasão árabe (a qual também deixou as suas marcas em Mérida), a reconquista cristã e o estabelecimento dos reinos de Portugal e Espanha, a cidade de Mérida viu a sua importância subsistir ao longo dos tempos, e os resquícios da sua riqueza arquitectónica chegar aos nossos tempos sob a forma de complexos de ruínas romanas e árabes de uma dimensão impressionante e difícil de igualar em todo o continente europeu.

10 lugares a visitar em Mérida, a antiga capital da Lusitânia romana | Espanha

O conjunto arqueológico de Mérida encontra-se numa zona acessível a pé e que pode ser visitada num só dia (ou dois, para quem gosta de andar mais pausadamente). O bilhete para entrar no conjunto do Anfiteatro e do Teatro romano também dá acesso à Alcazaba, à Casa do Mitreo, ao Circo Romano, ao Centro Funerário dos Columbários, e à Cripta da Basílica de Santa Eulalia. Poderá adquirir o bilhete (sem prazo de caducidade) em qualquer um dos monumentos. Ficam aqui as nossas sugestões para um roteiro de um dia pela Mérida Romana e Árabe, com um espreitar ainda à Mérida Cristã.

1. Museu Nacional de Arte Romano

Construído em tijolo vermelho, exibe um salão principal com arcos da mesma altura do aqueduto dos Milagres, e onde se pode admirar, em vários andares, o importante acervo deste museu. As maiores atracções são a escultura de Ceres, deusa romana da agricultura, o enorme mosaico dos Aurigas (condutores dos carros de corridas romanos), o retrato de Augusto, fundador da cidade, a escultura de Cronos mitraico, figura central do culto de Mitra (a divindade solar de proveniência persa) em Mérida, e um relevo com a cabeça de Júpiter Ammón, que ornamentava o pórtico do fórum municipal da cidade.

10 lugares a visitar em Mérida, a antiga capital da Lusitânia romana | Espanha

10 lugares a visitar em Mérida, a antiga capital da Lusitânia romana | Espanha

10 lugares a visitar em Mérida, a antiga capital da Lusitânia romana | Espanha

Nota: também se pode visitar a Colecção Visigoda do Museu, alojada na Igreja de Santa Clara, junto à Plaza de España, embora o acervo seja pouco significativo.

10 lugares a visitar em Mérida, a antiga capital da Lusitânia romana | Espanha

2. Teatro romano

Erigido pelo arquitecto Marco Agripa (genro de Augusto e sogro do segundo imperador, Tibério), foi inaugurado em 15 a.C., e constituía um edifício monumental, centro da área pública da cidade, e manifestação da glória do imperador e do império. Com capacidade para 6000 espectadores, as bancadas (cavea) eram separadas em três sectores, de acordo com a divisão social vigente na época, estando o espaço central em frente ao palco (orchestra) reservado aos senadores e magistrados, e o último anel das bancadas destinado aos escravos e, por último, as mulheres. Mas a parte mais espectacular do edifício é a frente do cenário (scenae frons), decorada com pórticos, colunas e esculturas, com três portas para entrada e saída dos atores que, no palco (pulpitum), representavam peças de tragédia e comédia que se tornariam clássicos.

10 lugares a visitar em Mérida, a antiga capital da Lusitânia romana | Espanha

3. Anfiteatro romano

Construído em conjunto com o teatro romano, terá sido inaugurado em 8 d.C. Ali se celebravam jogos de gladiadores e lutas entre animais ou entre homens e animais (venationes), que eram as preferidas entre as massas que aplaudiam nas bancadas. A arena, de forma elíptica, era onde se desenrolavam os espectáculos, no centro da qual se encontra uma fossa em forma de cruz, que se pensa seria onde se guardavam as feras e outro material cenográfico. O terceiro anel das bancadas já não existe, mas o resto, apenas com algumas porções desaparecidas, forma um conjunto notável, fazendo deste monumento um dos maiores e mais bem preservados do mundo.

10 lugares a visitar em Mérida, a antiga capital da Lusitânia romana | Espanha

4. Circo romano

Construído a 400 m do núcleo do teatro e anfiteatro, era o maior dos edifícios públicos, destinado a espectáculos que comemoravam eventos especiais, patrocinados por cidadãos ricos e que atraíam as atenções das multidões, exultando com as corridas emocionantes de bigas e quadrigas. Não resta nada do edifício que terá sido grandioso, mas as dimensões da arena (300 m de comprimento, e 100 m de largura) são, por si só, admiráveis.

10 lugares a visitar em Mérida, a antiga capital da Lusitânia romana | Espanha

Junto ao circo, pode ainda admirar-se um trecho do aqueduto de São Lázaro, do século XVI e construído aproveitando algumas partes do aqueduto romano.

10 lugares a visitar em Mérida, a antiga capital da Lusitânia romana | Espanha

5. Ponte romana sobre o rio Guadiana

Desde a fundação da cidade, Mérida constituiu o centro das comunicações do oeste da Península Ibérica, sendo que a calçada romana da Prata (que cruzava a Hispânia de Norte a sul) e as que se dirigiam a Lisboa, Córdoba e Toledo-Saragoça, se encontravam em Mérida. Sendo assim, não é difícil imaginar a importância da passagem entre as margens do rio Guadiana. Erigida aquando da fundação de Emerita Augusta, esta ponte exibe 60 arcos e 792 m de comprimento, sendo uma obra de engenharia verdadeiramente impressionante.

10 lugares a visitar em Mérida, a antiga capital da Lusitânia romana | Espanha

6. Casa do Mitreo

A sul do teatro romano, junto à Plaza de Toros, esta casa, construída extramuros da cidade romana, exibe diferentes divisões habitacionais da vivenda, uma cisterna e alguns mosaicos impressionantes, incluindo o famoso “mosaico cosmológico”, onde se pode apreciar uma ilustração da visão cosmogónica dos antigos romanos. No mesmo recinto, pode visitar-se a área funerária de Columbários, um conjunto de edifícios onde se albergavam os restos mortais, incinerados e depositados em urnas, de algumas famílias romanas abastadas.

10 lugares a visitar em Mérida, a antiga capital da Lusitânia romana | Espanha

7. Aqueduto dos Milagres

A recolha das águas pluviais e a distribuição até às cidades era uma missão fundamental na época romana. O dique de Proserpina (que ainda se pode visitar a 6 km da cidade) permitia a recolha da água, que era conduzida de forma subterrânea até perto da cidade, onde as impurezas eram eliminadas numa cisterna calcária e de onde o aqueduto dos Milagres transportava a água de seguida até ao núcleo urbano, cruzando o rio Albarregas. Com 835 m de comprimento e 25 m de altura máxima, é uma manifestação clara da inventividade romana.

10 lugares a visitar em Mérida, a antiga capital da Lusitânia romana | Espanha

8. Fórum romano

O fórum era a principal praça pública das cidades romanas e o fórum municipal de Emerita Augusta não era excepção, situado na confluência das duas principais vias da cidade. Hoje restam as ruínas de alguns edifícios emblemáticos, como o templo de Diana, num razoável estado de conservação para um edifício que data da fundação da cidade, e o pórtico do fórum, reconstruído com elementos encontrados no local, sendo que muitos dos elementos decorativos se encontram no Museu Nacional de Arte Romano.

10 lugares a visitar em Mérida, a antiga capital da Lusitânia romana | Espanha

9. Alcazaba

Alcáçova (do árabe al-qasbah, que se traduz por “cidadela”) é o nome pelo qual ficou conhecida a fortificação árabe. A alcáçova de Mérida data de 835 d.C., tendo sido o primeiro monumento desta natureza erigido pelos muçulmanos em Espanha, e situa-se junto à margem do rio Guadiana. Inclui uma torre, uma cisterna, e dois pátios a níveis diferentes, onde se pode ainda admirar trechos de calçada romana e as bases de uma casa romana. A fortificação foi mais tarde adaptada, passando a servir como castelo cristão. Das suas muralhas tem-se vistas privilegiadas sobre a ponte romana sobre o rio Guadiana.

10 lugares a visitar em Mérida, a antiga capital da Lusitânia romana | Espanha

10. Basílica de Santa Eulália

Esta basílica é um edifício com uma história fascinante e é um dos locais mais importantes na história cristã da Península Ibérica, tendo sido o primeiro templo cristão erigido na Hispânia, na época do imperador Constantino. Por baixo da igreja actual (que data de 1230, construída após a reconquista de um território abandonado pela comunidade cristã em 875), pode admirar-se a cripta, escavada na década de 1990, onde se vêem ruínas romanas e visigodas, algumas pinturas murais impressionantes e um mausoléu que recorda o acontecimento que justificou a construção do templo: a memória de Santa Eulália, a menina mártir que se tornou num símbolo da persistência e fé cristãs face à perseguição romana e cuja fama se estendeu a todo o continente.

10 lugares a visitar em Mérida, a antiga capital da Lusitânia romana | Espanha

 🏠 DICAS DE ALOJAMENTO

Para visitar a cidade de Mérida alojamo-nos no Hotel La Flor De Al-Andalus bem no centro da cidade. Foi uma boa escolha porque o hotel tem uma excelente localização e muitos lugares próximos para estacionar o carro e depois explorar Mérida a pé. Por um quarto duplo com wc, pagámos 47€/noite.

10 lugares a visitar em Mérida, a antiga capital da Lusitânia romana | Espanha

10 lugares a visitar em Mérida, a antiga capital da Lusitânia romana | Espanha

Rui Pinto

Físico de formação mas interessado em todos os aspectos da cultura e história da humanidade. As viagens são o meio privilegiado para um aprofundamento do conhecimento do mundo, das suas gentes e do nosso papel na vida.

More Posts - Facebook - Google Plus

Deixar uma resposta