As 10 cidades mais bonitas do mundo

IMG_9591
Viajar entre Viagens decidiu juntar neste blog aquelas que considera serem as 10 cidades mais bonitas do mundo. Esta escolha recai, obviamente, dentro de um leque de cidades que o VEV conhece. Embora a criação de uma lista deste género possa ser muito polémica, é um excelente ponto de partida para uma boa discussão entre amantes de viagem.

1. Jerusalém

O Monte do Templo, de nome árabe Haram esh-Sharif, significa santuário nobre e é precisamente isso que os muçulmanos vêem neste local. Esta área dentro da Cidade Antiga de Jerusalém é o terceiro local mais sagrado para os muçulmanos, ja que alberga a Mesquita do Domo da Rocha, o sítio do Templo de Salomão (e mais tarde do Segundo Templo). Destruído pelos romanos, este local foi deixado em ruínas durante mais de 500 anos. Percorrer Jerusalém é, no mínimo, estranho! Sentimo-nos transportados para os lugares mais sagrados das três religiões monoteístas (Judaísmo, Cristianismo e Islamismo) com demonstrações fervorosas de todas elas. Aparentemente (e só aparentemente) todas vivem em harmonia numa das cidades históricas mais importantes do mundo. Veja mais aqui.

2. Bucara

Bucara teve o seu auge nos séculos IX e X, como centro cultural e religioso da Ásia Central, caindo aos pés dos exércitos de Genghis  Khan e de Tamerlão, mas ressurgindo no século XVI como capital de um império Uzbeque. , altura em que contava com dezenas de caravancerais, mais de 100 madrassas e 300 mesquitas e da qual sobrevivem ainda hoje os tesouros arquitectónicos do centro histórico da cidade.O centro da cidade é a agradável praça Lyabi-Hauz (muito perto do nosso hotel), rodeada por três madrassas e com um pequeno lago e dois restaurantes que servem um excelente shashlyk. Veja mais aqui

3. Istambul

É um local ímpar no mundo, uma cidade dividida por dois continentes. A cidade histórica de Istambul e a moderna Besikas radicam no continente europeu, ao passo que a parte de Uskudar localiza-se para lá do Bósforo, no continente asiático. Que outra cidade se pode dar a tamanha grandiosidade? Veja mais aqui.

4. Lisboa

A capital de Portugal está na moda. Não somos nós que o dizemos. A comunidade turística internacional tem vindo a premiar e distinguir Lisboa como um dos melhores destinos de viagem do mundo. Lisboa tem, aos poucos, vindo a conquistar um lugar de destaque no turismo europeu. Muitos dos turistas que viajam pela Europa integram Lisboa no seu circuito e não se arrependem. Lisboa agrada aos mais jovens, aos turistas mais experientes e a todos aqueles que gostam de lugares com carisma e onde a população ostenta um sorriso genuíno nos lábios. Veja mais aqui.

5. Fez

Fez é a mais antiga das cidades imperiais de Marrocos. A cidade apresenta duas áreas distintas, Fes el-Balie Fes el-Jedid. O conjunto destas duas áreas imperiais deu origem a urbe actual que agora cresceu e compreende também bairros novos e modernos. Fez, à semelhança de todas as cidades árabes tem uma medina. As medinas marroquinas apresentam, na sua maioria, uma disposição semelhante, com um denso emaranhado de ruas e becos. A medina, que em árabe significa cidade, parece um labirinto e percorre-la pode ser uma autentica aventura. Veja mais aqui.

6. Tallin

No centro, a colina de Toompea, topo da cidade e antigo (assim como actual) centro do poder, é a muralha da cidade, remanescente medieval da qual se pode admirar mais de 2 km e mais de 20 torres, são os pontos principais da cidade. A cidade velha de Tallin e um dos mais belos exemplos de arquitectura medieval do norte da Europa. Veja mais aqui.

7. Nova Iorque

Nova Iorque é uma cidade magnífica, cheia de atracções turísticas e lugares para explorar. A grande metrópole tem muitas e distintas faces. Mas para o visitante que percorre as suas ruas, muita da sua história permanece incógnita, pois tal como os arranha-céus escondem o sol dos transeuntes, os incêndios e as fundações dos novos edifícios apagaram para sempre as marcas da história da cidade. Veja mais aqui.

8. Ilulissat

Ilulissat é uma cidade na parte centro-norte da Gronelândia. Ilulissat é o nome da terceira maior cidade da Gronelândia, mas que na década de 80 e 90 não passava de mais uma vila piscatória, que de verão, quando os gelos polares derretiam, via a sua baía encher-se de gigantescos icebergs libertados por um dos glaciares mais profícuos do mundo. Os icebergs atraíram os primeiros exploradores e trekkers dos tempos modernos e a beleza da costa de Ilulissat invadiu o mundo. Ilulissat Kangerlua é provavelmente a maior atracção turística da Gronelândia e apresenta uma beleza tão invulgar e inquestionável que, em 2004, a UNESCO inseriu-o na lista de Património Mundial. Veja mais aqui.

9. Veneza

Veneza é uma das cidades mais bonitas do mundo. É um lugar extraordinário, onde o visitante se sente como se estivesse num museu ao ar livre. Passear nas ruas de Veneza é como viajar no tempo e se se visitar esta cidade no Carnaval, a sensação é ainda maior. Veja mais aqui

10. Moscovo

Poucos locais do mundo se podem gabar de possuírem atractivos turísticos invulgares. Moscovo encaixa neste perfil. Nas bancas turisticas abundam postais ilustrados das estações de metro da cidade. Depois da Praça Vermelha e do Kremlin, o metro é a principal atracção da cidade. Até aqui pode parecer estranho, mas se pensarmos que as estações foram construídas para serem os “Palácios do Povo” compreendemos que, em Moscovo, o metro é muito mais do que um meio de transporte. Veja mais aqui.

Carla Mota

Geógrafa com uma enorme paixão pelas viagens e pelo mundo. Desde muito cedo que as viagens de exploração fazem parte da sua vida, culminando num doutoramento nos Andes, investigando ambientes glaciares. A busca do conhecimento do mundo leva-a em direcção a culturas perdidas e ameaçadas, tentando percebe-las. Hoje é também líder de viagens de aventura na Nomad.

More Posts - Facebook - Google Plus - Flickr - YouTube

2 Comment

  1. Lurdes Simões says: Responder

    Pois, há algumas, poucas, que não conheço. Para mim, falta o eterno Rio de Janeiro, e substituía Veneza por Florença. E Paris?, ou mesmo Bruges ? Mas cada tem os seus argumentos !
    De qualquer forma, do que conheço, concordo ainda que parcialmente.

    1. Carla Mota says: Responder

      Quando for ao Rio de Janeiro, digo-te. 😉

Deixar uma resposta