DICAS de viagem na CIDADE DO CABO | África do Sul

DCIM145GOPRO
A Cidade do Cabo é uma das cidades mais bonitas do mundo, facto que se fica a dever à sua magnífica localização geográfica. Mas, para explorar a cidade é necessário algum tempo já que esta encerra várias atracções. O ideal será dispor de quatro ou cinco dias para explorar a Cidade do Cabo, mas se não tiver esse tempo, compile as atracções que lhe agrada mais nos dias que tem disponível. 
Cidade do Cabo 


DICAS GERAIS


– A Cidade do Cabo tem bons hotéis e hostels mas se quer ficar num bem localizado deve marcar com antecedência. Escolha um no centro da cidade.

– Procurar um hostel com cozinha; é uma mais-valia. Comer fora é geralmente caro. Compre comida no supermercado e cozinhe num hostel. 

– Visite a Ilha Robben e a Table Mountain. 
– Compre um bilhete de sightseeing para visitar a cidade e os arredores. Se ficar pouco tempo na cidade, faça tudo o que implique andar de bus em 24 horas.
– Explore as vinhas próximas da Cidade do Cabo. 
– Dedique um dia, ou parte dele, para usufruir de uma praia. 
Cidade do Cabo


TRANSPORTES


Como ir: Os aeroportos de Lisboa e Porto têm voos para Cidade do Cabo, geralmente com escala no Dubai, Istambul ou num aeroporto europeu. Nós voamos do Porto, com escala em Madrid e Addis Abeba, para a Cidade do Cabo, na Ethiopian Airlines, por cerca de 650 €/pessoa ida/volta.  


Acesso ao aeroporto: Há várias hipóteses para chegar e sair dos aeroportos da Cidade do Cabo. A opção mais barata é o autocarro mas esta opção é muito insegura face à taxa de assaltos registada nos transportes públicos. A opção mais fiável é o táxi. Um táxi do aeroporto para o centro custa 250 ZAR (preço 2015) e demora cerca de 30 minutos. Outra opção poderá ser alugar carro logo no aeroporto. Foi isto que nós fizemos. 


 

Cidade do Cabo

Dentro da cidade: Há muitas opções para se deslocar dentro da Cidade do Cabo. As melhores são a pé (embora deva estar atento às questões de segurança) ou de autocarro. Apesar de andar a pé ser um prazer, as distâncias na cidade do Cabo são enormes, o que torna esta opção muito morosa. Assim, o autocarro é a melhor opção. Pode usar transportes públicos ou o bus de sightseeing. Nós usamos esta última opção porque permite ligar todos os lugares de interesse e assim optimizar melhor o tempo. Fizemos a linha vermelha, azul e amarela o que nos permitiu ter uma ideia muito boa da cidade. Adoramos e recomendamos. O bilhete simples custa 150 ZAR para um dia ou 250 ZAR para dois dias. Os bilhetes podem ser adquiridos directamente na paragem 1 e 5 ou na internet. Podem ainda ser comprados no autocarro mas têm que ser pagos com cartão de crédito ou débito.


 


ALOJAMENTO


Há vários e excelentes hotéis e hostels na Cidade do Cabo. Inove e arrisque.  Nós optamos por um hostel no centro da cidade que encontramos no booking.com. O Hostel chama-se Once in Cape Town e era um lugar fenomenal. Com o lema: Durma, coma e explore, ganhou imediatamente a nossa atenção e o nossa confiança. Tinha bom ambiente, uma localização excelente e tudo aquilo que um viajante necessita: bons wc, cozinha, bar, restaurante, tours e óptima localização. Para além disso o pessoal é muito prestável. Pode ainda procurar no Airbnb, já que há muita escolha interessante. Se prefere algo mais formal, pode sempre reservar através dbooking.com 


O QUE VISITAR


Monumentos/visitas grátis na Cidade do Cabo


– Passeio na marginal (Vitoria e Alfred waterfront)
– Grand Parade e City Hall
– Hout Bay (praia de surf)
– Praias da costa livre de vento
– Long Street
– Camp’s Bay

  

Monumentos/visitas que cobram entrada mas onde vale a pena ir na Cidade do Cabo


 Table Mountain
– Old Town House
– Aquário
– Robben Island
– Visita às vinhas do Cabo
– Visita a uma Township 
– Visita à Península e Cabo da Boa Esperança 

A Cidade do Cabo tem imensos atractivos, explore-os e usufrua do espírito desta grande cidade. 

Carla Mota

Geógrafa com uma enorme paixão pelas viagens e pelo mundo. Desde muito cedo que as viagens de exploração fazem parte da sua vida, culminando num doutoramento nos Andes, investigando ambientes glaciares. A busca do conhecimento do mundo leva-a em direcção a culturas perdidas e ameaçadas, tentando percebe-las. Hoje é também líder de viagens de aventura na Nomad.

More Posts - Facebook - Google Plus - Flickr - YouTube

Deixar uma resposta